Notícias

Futuro iOS permitirá que a performance do iPhone não seja reduzida quando a bateria estiver desgastada

Enfim uma boa notícia sobre a polêmica da lentidão do iPhone com baterias antigas

O ano passado acabou com um gosto amargo na boca dos usuários de iPhone: a notícia de que a Apple diminui propositadamente a performance de alguns modelos de iPhone quando a bateria começa a apresentar sinais da idade. Isso deixou muita gente decepcionada, o que fez a empresa iniciar um programa de desconto no preço da troca oficial de baterias, para a performance não ser reduzida nos aparelhos.

Porém, isso não resolveu nada. A sensação de que isso era apenas um paliativo temporário que só adia o problema fez com que mais de 50 processos na justiça pedissem à Apple explicações sobre o caso. No Brasil, até mesmo o PROCON se manifestou.

Agora, em uma entrevista para a ABC News, Tim Cook deixou claro que em uma próxima atualização do iOS o usuário poderá escolher se reduz ou não a performance do próprio iPhone caso a bateria esteja degradada.


O início de tudo

Tudo começou em 2016, quando alguns iPhones 6 e 6s começaram a desligar de repente antes da porcentagem da bateria chegar perto do 0%. Na época, achamos que poderia ser algo relativo ao software, pois só acontecia em modelos atualizados para o iOS 9.3.2 (então o mais recente). Justamente esta versão trazia mudanças no funcionamento das funções Night Shift e Modo de Economia de Energia. Foi muita coincidência tudo isso ter acontecido junto.

Mas a Apple nunca admitiu que fosse um problema do iOS, preferindo acreditar (e talvez baseada em análises técnicas) que poderia ser algo relacionado ao hardware. Ela então implementou no sistema uma forma de avaliar a performance da bateria, para tentar entender o que provocava os apagões repentinos.

A resposta final foi vaga e bem limitada: o iOS ganhou apenas um indicador interno que avisava quando a bateria estava desgastada, sugerindo a troca.

A gambiarra

O que o grande público não sabia é que, nos bastidores, os engenheiros da Apple planejavam um estratagema para que a baixa tensão de uma bateria velha não causasse mais apagões no aparelho. Para isso, eles chegaram à conclusão que reduzindo a velocidade do clock do processador (ou seja, a performance do iPhone), isso consumiria menos energia e faria com que o usuário tivesse a impressão que a bateria estava durando mais.

Porém, quem que possui um iPhone 6s quer a performance de um iPhone 3G (!!!) em seu aparelho? Como eles chegaram a cogitar que este tipo de solução seria algo satisfatório para os usuários?

A polêmica

Óbvio que não demorou muito para um esperto usuário se dar conta que a performance do iPhone diminuía drasticamente quando a bateria estava gasta (leia mais sobre o caso aqui), iniciando uma das maiores polêmicas da história da Apple.

A Apple então admitiu que estava sim fazendo isso, para resolver um problema que ela tinha descoberto. Para ela, manter o iPhone aceso é mais importante do que ele ser performático.

A repercussão negativa foi gigante, o que obrigou a empresa à escrever uma nota pedindo desculpas,  comunicando que uma atualização nos primeiros meses de 2018 permitirá que o usuário tenha um relatório completo sobre o estado atual da bateria do seu dispositivo. Porém, como nós mesmos afirmamos aqui, isso não resolve efetivamente nada se o aparelho continuar com a queda de performance imposta pelo sistema.

A solução

Tim Cook agora nos deixa mais tranquilos, afirmando que o usuário terá a opção de desligar a queda de performance mesmo se a bateria estiver gasta. Será uma decisão do usuário querer preservar mais a bateria ou manter a performance original do aparelho, performance aliás que provavelmente foi um dos motivos dele ter escolhido pagar caro por aquele modelo.

Em breve uma versão de testes começará a ser distribuída exclusivamente para os beta testers e, algum tempo depois, a versão final deve chegar nas mãos dos usuários. Não foi divulgado o número da versão, mas nós aqui poderíamos apostar que será chamado de iOS 11.3. Porém, desde o iPhone 4s o nosso contador nos proibiu de fazer apostas…

Nossas considerações

É uma ótima notícia a Apple finalmente colocar nas mãos dos usuários a decisão de diminuir ou não a performance em caso de baterias desgastadas. Como já dito aqui, os consumidores pagam caro em um iPhone porque querem alta performance e qualidade na experiência de uso. Diminuir intencionalmente a velocidade de um aparelho não é algo aceitável em nenhuma marca, principalmente sem admitir que isso possa ser um erro de projeto.

Afinal, velhas perguntas ainda continuam: por que o problema começou a se manifestar apenas em modelos a partir do iPhone 6, que foi o mais fino iPhone já fabricado? Será que essa obsessão por deixar o aparelho o menos espesso possível não prejudicou a performance da bateria? Seria o projeto todo o causador destas anomalias da bateria? E se sim, o que isso pode influenciar também nos atuais e futuros projetos?

São respostas que a Apple ainda não deu, mas que esperamos serem fornecidas em breve. Dar ao usuário a decisão de baixar ou não a performance é um grande passo (e uma ótima notícia), mesmo ainda não sendo uma solução definitiva para o problema principal, que é o do funcionamento anômalo da bateria quando ela está desgastada.

Estamos de olho…

Fonte
ABC News
Tags

iLex

Robô virtual que tem como missão organizar o site e ajudar leitores. De tempos em tempos ele desvirtua e tenta fazer outras coisas, mas nada que um hard reset não resolva.

Artigos Relacionados

Back to top button
Close