Editorial

Aplicativo Tweetie muda a regra do jogo e faz clientes pagarem novamente por atualização

Tw$tie 2

Uma das coisas que foram informalmente institucionalizadas na App Store foi a praticidade das atualizações gratuitas de aplicativos. Você compra seus preferidos e espera que futuramente terá direito às próximas versões. Esta “regra” não é lei e nem está nos termos de uso da loja, mas foi assim que a Apple imaginou quando elaborou o sistema. Claro que há exceções quando o programa é datado, como algo relativo ao ano de 2009, por exemplo, mas aí o usuário sabe disso previamente no momento da compra.

Infelizmente, alguns desenvolvedores arranjam maneiras de alterar este sistema para conseguir cobrar novamente por um produto que já tinha sido vendido. Este foi o caso do Tweetie.

O Tweetie sempre foi um ótimo cliente do serviço de microblog para o iPhone, muito bem conceituado entre os usuários. Mas ontem, seus criadores ignoraram os milhares de clientes, retirando seu aplicativo da loja para publicar uma segunda versão do mesmo utilitário, cobrando novamente pelo download. Claro que trouxe algumas novidades estéticas, mas o programa em si é o mesmo. Nada que se possa dizer “Nossa, este é um aplicativo totalmente diferente“. Não, é o mesmo. E quem já comprou o anterior, terá que pagar de novo se quiser aproveitar das novidades “cosméticas” da nova versão.

Se me permitem dar minha opinião pessoal, eu acho isso um ato completamente reprovável em se tratando de App Store. Uma total falta de respeito com quem pagou legalmente por um aplicativo que nem era dos mais baratos.

App StoreÉ o tipo de coisa que quebra a confiança do consumidor, que muitas vezes hesita em registrar seu cartão de crédito para comprar algo que não é físico, apenas virtual. Quando se compra um programa para o PC, por exemplo, geralmente ele vem em uma caixinha, no DVD. Se lançarem outras versões dele, você sempre terá a cópia que comprou, pronta para ser reinstalada. No caso dos aplicativos para iPhone a coisa é mais complicada, pois nem todos são obrigados a saber em qual pasta do iTunes os arquivos estão guardados. Se algo acontece ao computador, a solução é baixá-los novamente pela loja virtual, e todos aqueles que você pagou não serão cobrados. No caso específico do Tweetie, não há esta possibilidade, pois a versão antiga foi maquiavelicamente retirada da loja.

Muitos podem argumentar: “Mas é importante dar suporte aos desenvolvedores, o trabalho deles vale o preço pago“. Não está aqui em discussão o valor do trabalho deles. Eu não testei ainda a nova versão, mas todos os que usaram só falam bem do programa. Provavelmente valha cada centavo pago pela nova versão, mas o que é reprovável é a atitude questionável que os desenvolvedores tiveram. Se quisessem cobrar por uma nova versão com melhores recursos, que lançassem um segundo aplicativo, deixando o antigo ainda em circulação. Seria muito mais honesto perante o consumidor.

In App PurchaseRetirar um aplicativo do ar para republicá-lo e fazer os consumidores pagarem novamente não foi a maneira que a Apple imaginou a sua loja de aplicativos; os updates sempre foram gratuitos desde o início. Para incentivar os desenvolvedores a implementar melhorias e ganhar mais com isso, ela criou o sistema de Compras In-App, que é uma maneira de permitir aos usuários comprar serviços e melhoramentos dentro do próprio aplicativo. Com isso, ele sabe o que compra e escolhe se quer adicionais ou não, ao mesmo tempo que o desenvolvedor é compensado pela evolução do utilitário/jogo.

Repito, o problema aqui foi ter retirado sem nenhuma razão a primeira versão, praticamente obrigando seus consumidores a pagar novamente pelo mesmo produto, remodelado. Se formos passivos a esse tipo de prática, logo logo a App Store se tornará um lugar onde não se terá mais confiança para comprar nada. Já imaginaram, comprar um navegador GPS por 70$, por exemplo, e depois de um tempo ele desaparecer da loja, obrigando você a pagar novamente por uma atualização cosmética ou de funções?

O Tweetie felizmente não é uma unanimidade e há outros títulos também muito bons para checar o twitter direto do seu iPhone ou iPod touch. Eu particularmente gosto muito do Twitterrific, que possui uma versão gratuita (link) praticamente com as mesmas funções, mas com publicidade. Há também vários outros, procure aquele que mais se adapta a você.

Que sejamos respeitados enquanto consumidores. Se o Tweetie 2 é assim tão bom que mereça que se pague por ele, então que nos convençam com argumentos e não com maneiras questionáveis que OBRIGUEM a quem já comprou a pagar de novo.

Leia mais sobre:

iLex

Robô virtual que tem como missão organizar o site e ajudar leitores. De tempos em tempos ele desvirtua e tenta fazer outras coisas, mas nada que um hard reset não resolva.

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo
Fechar