Notícias

Apple divulga os preços oficiais do iPhone 11 no Brasil

Na madrugada desta quarta (9), a Apple divulgou em seu site os preços oficiais dos iPhones 11, 11 Pro e 11 Pro Max que começarão a ser vendidos no país no próximo dia 18 de outubro.

E eles estão ligeiramente menores que no ano passado.





Preços

Os valores divulgados pela Apple são os seguintes:

Modelo

Capacidade

Preço

iPhone 11

64GB

R$‎ 4.999,00
iPhone 11

128GB

R$‎ 5.299,00
iPhone 11

256GB

R$‎ 5.799,00
iPhone 11 Pro

64GB

R$‎ 6.999,00
iPhone 11 Pro

256GB

R$‎ 7.799,00
iPhone 11 Pro

512GB

R$‎ 8.999,00
iPhone 11 Pro Max

64GB

R$‎ 7.599,00
iPhone 11 Pro Max

256GB

R$‎ 8.399,00
iPhone 11 Pro Max

512GB

R$‎ 9.599,00

Como você deve ter percebido, os preços realmente estão menores do que os praticados no ano passado. Porém, apenas analisar a porcentagem de um ano para o outro é um modo bastante raso e superficial de analisar o preço. É por isso que, todos os anos, fazemos para nossos leitores um comparativo de valores bem mais profundo e detalhado, para entendermos o que realmente mudou de um ano para outro.


Nossa análise

Para compararmos os valores em relação aos anos anteriores, adotamos como referência o câmbio do dólar comercial (PTAX) que era no dia de lançamento, e consideramos o preço cheio da Apple (sem os 10% de desconto à vista). Também não incluímos impostos como o IOF.

Este nosso estudo vem desde 2010, o que nos permite guardar o histórico exato dos preços em dólar na época.

Comecemos pelo modelo básico:

Modelo

Preço em Reais

Convertido em dólar (na época)

Dólar na época

iPhone 4 (17/09/2010) R$‎ 1.799,00 US$‎ 1.045,00 R$‎ 1,72
iPhone 4s (16/12/2011) R$‎ 1.899,00 US$‎ 1.080,00 R$‎ 1,76
iPhone 5 (14/12/2012) R$‎ 2.399,00 US$‎ 1.153,00 R$‎ 2,08
iPhone 5s (22/11/2013) R$‎ 2.799,00 US$‎ 1.233,00 R$‎ 2,27
iPhone 6 (14/11/2014) R$‎ 3.199,00 US$‎ 1.229,00 R$‎ 2,60
iPhone 6s (13/11/2015) R$‎ 3.999,00 US$‎ 1.057,00 R$‎ 3,78
iPhone 7 (04/11/2016) R$‎ 3.499,00 US$‎ 1.076,12 R$‎ 3,25
iPhone 8 (03/11/2017) R$‎ 3.999,00 US$‎ 1.215,50 R$‎ 3,29
iPhone XR (09/11/2018) R$‎ 5.199,00 US$‎ 1.397,58 R$‎ 3,72
iPhone 11 (18/10/2019) R$‎ 4.999,00 US$‎ 1.220,82 R$‎ 4,08

Analisando o histórico, percebemos que o valor real do aparelho (se tomarmos como referência o dólar) caiu aos patamares do iPhone 8 em 2017. Neste caso, o valor em Reais aumentou por causa da disparada do dólar em relação àquele ano.

Veja no gráfico a variação:

Variação de preço do iPhone no Brasil ao longo dos anos

Na linha azul (em Reais) percebemos que o preço caiu em relação ao ano passado, mas continua bem acima dos anos anteriores. Já na linha verde (em Dólar), é possível ver que o valor voltou à média histórica.

Não entendeu? Vamos explicar melhor:
No ano passado, o iPhone XR começou a ser vendido no Brasil por um valor equivalente, na época, a US$1.397,58. Hoje, esta mesma quantia equivaleria a R$ 5.703,38. Ou seja, se a Apple mantivesse o mesmo índice de preço, era isso que o iPhone 11 básico iria custar; porém, ele acabou sendo lançado por quase mil reais a menos, R$ 4.999,00.

Em nosso estudo, é possível também perceber que os únicos modelos em que houve uma queda notável de preço relativo foi em 2015 (iPhone 6s) e 2016 (iPhone 7).

Em relação ao modelo mais caro, introduzido em 2017 com o iPhone X, a queda foi bem maior, sendo o ano menos caro desde então. Isto fica claro quando convertemos os valores pelo câmbio da época.

Preço em Reais

Convertido em dólar (na época)

iPhone X (08/12/2017) R$‎ 6.999,00 US$‎ 2.127,00
iPhone XS (09/11/2018) R$‎ 7.299,00 US$‎ 1.962,00
iPhone 11 Pro (18/10/2019) R$‎ 6.999,00 US$‎ 1.709,24

De resto, já falamos aqui diversas vezes sobre a situação dos preços no Brasil. Eles são estratosféricos para os padrões brasileiros, nossa economia não ajuda em nada, há a porcentagem dos impostos, os 30% do varejo, a grande margem de lucro da Apple, blá, blá, blá… e tudo mais que o pessoal reclama todos os anos.

Então, que comece a temporada de lamentações pelo preço do iPhone. Já estamos acostumados.
Há 11 anos. 😉

Fonte
Conteúdo original © Blog do iPhone
Tags
Mostrar mais

Ale Salvatori

Applemaníaco desde 1995, quando precisou aprender a usar um Mac em uma semana para conseguir um emprego em uma agência de publicidade. Acha que a Apple não é mais a mesma depois da saída do Gil Amelio.

Artigos Relacionados

  • Luis Gustavo

    Vou ser o primeiro então gente como assim o mais barato custa 5 mil reais ? 😨😨😨😨😨

  • Daniel Vitor

    Barato não é, quem for viajar compensa comprar fora, óbvio!

    Mas é interessante notar o movimento dela esse ano no Brasil.
    Aparelhos homologados e começando a ser vendidos antes do “normal”, os preços sofrendo “leves quedas” mesmo quando o dólar aumentou de um ano para outro.

    Ao meu ver, parece que ela finalmente começou dar uma atenção, mesmo que mínima, para o Brasil! Isso pode começar a ficar interessante num futuro não muito distante…

    • Marlon Fuhlendorf

      Também acho. Como o foco dela parece estar mudando, de vender iphones (num mercado já saturado), para disponibilizar seus serviços (que vem aumentando), é mais interessante ter mias iphones no mercado, com mais pessoas querendo assinar, do que vender caro (e menos) , ganhar uma vez e não ganhar mais.

      • Rodrigo Cunha

        Concordo e ainda penso que as vendas podem estar mais “fracas” que o normal para essa mudança de postura. No mais, mesmo eu comprando sempre fora, fico animado com essa chegada mais cedo no Brasil!

  • Fábio Nascimento

    kkkkkkkkkk o q me resta é pegar 11 mesmo … Vendendo um iphone XR 64 ai galera

    • rafael_rs

      Quanto?

  • Lucas

    No mercado livre ta muito mais caro que isso, eles vao ter que baixar

  • Vinicius Toledo

    Existe um ponto importante a ser levado em consideração: Os preços oficiais acima mencionados podem ser parcelados em até 12x sem juros, mas para ser comparado com os preços de fora, deveria ser com os 10% de desconto por pagar a vista, pois não existe a possibilidade de parcelar comprando de fora.

    • Sim, você está completamente certo.
      Mas em nenhum momento da análise nós comparamos com os valores de fora. 😉

      O uso do dólar como referência é apenas para termos um ponto “estável” para comparar os valores de ano para ano, no Brasil.

  • Flying_B

    Comparando com Portugal que custa o 11 Pro, 256G, 1.350 euros (reais 7.799), a diferença é de 1.459 reais. Pagando à vista, com 10% desconto na Apple, a diferença cai para 680 reais. Não é muito grande.

    • Lindemberg Martins da Silva

      exatamente… a conta certa sempre seria fazer com o desconto de a vista, ninguem paga nos eua ou na europa em 12x “sem juros”

      • KB

        Perfeito… sempre falo isso… o pessoal esquece destes detalhes… dependendo do estado americano é ainda maior que 6%.

      • HIMEM.SYS

        Perdão meu caro, você está enganado! Aqui na Espanha você encontra muitas lojas, incluindo a própria Apple, que oferece financiamento em até 24 vezes sem nenhum juro. Entra no site espanhol da Apple e veja. E ao contrário que você disse, a maior fila dentro da Apple Store, pelo menos da Puerta del Sol é exatamente na mesa onde são feitos os financiamentos, pois até para o padrão Espanha, o valor de 1400 euros é super salgado para um telefone. Então a Apple aderiu à moda de financiamento para vender bem mais.

      • Daniel Alves de Andrade

        quem q está fazendo conta de comparação de preço? A matéria não está comparando preço brasileiro com preço de fora… está simplesmente levando em conta o preço em dólar no dia do lançamento para tirar a cotação da história e termos uma ideia do preço cobrado pela apple no lançamento de cada modelo… O pessoal não sabe é interpretar texto… Não faria nenhum sentido colocar nos preços em dólar da matéria IOF e nem usar o preço com desconto de 10%… Pq a intenção não é comparar preço de compra no Brasil com preço de fora.

    • Mateus Augusto

      Lembrando que, se for turista e comprar em uma loja que participe do programa, dá pra pedir o valor do IVA de volta (no caso, 12% do valor da nota fiscal, se não me engano).

      • Flying_B

        Extamente.

      • Lindemberg Martins da Silva

        na europa ne? nos eua nao da eu acho que nao

        • Mateus Augusto

          Sim, em Portugal. Nos Estados Unidos, a questão é estadual. Se não me engano, existem estados que não cobram a tax (similar ao IVA europeu) e em outros há o tax refund, ou seja, pega-se o imposto no ato da compra e posteriormente solicita-se a devolução.
          Mas acredito que a maioria dos estados cobram a taxa e não admitem a devolução.

      • HIMEM.SYS

        Comprei ontem o iPhone 11 Pro Max 256GB aqui na Espanha, e vou colocar os números exatos para terem uma ideia.
        Preço na loja deste aparelho: € 1429,00
        Desconto na troca do meu IPhone 7 Plus velho de guerra: € 190,00
        Total pago: € 1239,00
        TaxFree Refund: € 141,00
        Preço final: € 1098,00

        • Sidney Lima

          Oi, boa noite, quando vc compra na Europa vc tem que deixar ele ainda embalado p apresentar na saída do país e pegar o IVA de volta ou já pode ter usado ele na viagem bastando só apresentar a nota e o formulário de Taxfree?

          • HIMEM.SYS

            Pode usar a vontade… a apresentação para o fiscal é meio que na amostragem, pelo menos na Espanha onde sempre estou indo e vindo… tem uns totens automáticos onde vc escaneia o código de barras dos cupons que as lojas emitem de Tax Free daí algumas vezes aparece que você precisa validar com o fiscal, mas na maioria das vezes que passei apareceu um Ok verde na tela. Daí é só entrar para o embarque e lá dentro passar no guichê para receber a grana ou créditos no cartão de crédito.
            O meu telefone eu passei direto e não precisei mostrar nada para fiscal e eu já estava usando.

          • Thais C. Moscardo Giorgi

            Eles pedem pra vc manter a caixa do produto mas você já pode usar ele! Das duas vezes que eu comprei fora, sequer me deram a caixa!!!!

          • Thais C. Moscardo Giorgi

            Eles pedem pra vc guardar a caixa! Mas você já pode usar o telefone! Mas das duas vezes que eu comprei fora, sequer me perguntaram da embalagem! Antes de chegar no Brasil, joguei fora!

  • Erick Terto

    Uma comparação interessante seria ver se a Apple está lucrando proporcionalmente mais por aparelho vendido. Hoje o aparelho custa nos EUA $699,00 e aqui $1221,00. Quanto o iPhone 4 16gb custava no lançamento? Pelas minhas contas ele deveria ter custado $599,00 para ter o mesmo percentual de lucro. Sei que as contas não são exatamente essas, mas daria um parâmetro.

    • O iPhone 4 era vendido nos EUA por US$699, mais impostos locais (em torno de 6%-8%).

      • Erick Terto

        Não lembrava que já era esse valor. Então a Apple reduziu os lucros por lá (tendo em vista que um iPhone 11 com 64gb é bem mais caro de produzir que um 4 com 16gb) e mandando a conta para os brasileiros pagarem.

        • André Goulart

          parou no tempo amigo? a tecnologia de 2010 é completamente diferente dos dias de hoje…

          • Erick Terto

            Sim a tecnologia é diferente, mas custos de produção de um aparelho atual é sim mais caro que em 2010, seja por inflação ou custo unitário de peças, mão de obra, aluguel, tudo. Ou seja, para a apple um aparelho hoje custa mais caro que em 2010.

        • Deixe eu corrigir a informação que eu dei.
          Os iPhones 3G, 3GS e 4 não eram vendidos desbloqueados nos EUA, pelo preço cheio, porque a Apple tinha um acordo de exclusividade com a AT&T. Portanto, o preço nos EUA era subsidiado e preso a um plano bianual ($199).

          Na Europa era vendido o desbloqueado, por um preço em Euro próximo dos 650/700 dólares.
          https://blogdoiphone.com/2010/08/grafico-mostra-o-preco-de-compra-do-iphone-4-desbloqueado-em-diferentes-paises/

  • Mateo

    Já estou com o 11 e estou amando! O meu anterior era o X.

    • Kamila Mendes Martins

      Quais as principais diferenças que você notou? Eu tenho um X, mas não sei se quero trocar. Ele está ótimo! A única coisa que me incomoda é a saúde da bateria que está em 86%.

      • Mateo

        Bateria, câmera e rapidez

      • Estou com um 11 pro Max e a bateria está perfeita! Vou dormir com 32% e trabalho dia todo com ele

  • luiz felipe

    Com esse valor, vale mais a pena ir nos EUA, comprar e voltar com o telefone. Eu achei o 11 pro max ridículo. Vi na loja ontem. A única coisa legal é o novo tom de verde. O resto… espero que em 2020, a Apple não coloque 5 câmeras, daí vou ter que baixar o nível e comprar Samsung. Meu xs max é ótimo e continua ótimo. Única coisa ruim é que comprei a capa carregadora e agora é impossível colocar no bolso, mas vale muito a pena. Quanto ao watch, só mesmo as novas pulseiras são super legais, comprei a Alaska e a camel, demais. Tenho um serie 3, está ainda ótimo e acho mais retrô. Abraço à todos do blog!

    • Erick Terto

      Se a viagem for exclusivamente para comprar o aparelho não vale não. Se a pessoa tiver que tirar passaporte e visto a conta é ainda menos vantajosa. O dólar hoje está a 4,32, então só o aparelho, sem os impostos já custa R$3.020,00. Ainda deve ser adicionado valor da passagem, hospedagem, alimentação. O valor total valor passa fácil dos R$5.000,00.

      • Matheus Bacelar

        Se for mais de um vale a pena rs

  • Henrique Tanure

    Xiaomi Manda lembranças em um nível de qualidade vastamente superior e um preço mais justo. O amazing fit GTR (relógio) é um desbunde de bonito e incrivelmente superior a joça quadradinha da Apple. Pelo preço desse Cooktop compro um mi 9 o relógio os fones (que tb são melhores) e sobra um bom troco ainda.

    • Leandro Moreira

      Então compra ué, aqui é blogdoiphone e não blogdaXiaomi… kkk

      • zaca

        👏🏼👏🏼👏🏼

      • KB

        rsrsrs

      • Pedro V.

        Ótima resposta, curta e grossa. 🤣

      • luiz felipe

        😂 xaomínions. Morri

    • Filipe André Cruz Adegas

      Porque os Xiaomitos estão no Blog do iPhone? Kkkkk

    • Bloqueando já!
      Não é questão de censura, é de CHATISSE mesmo!
      E se a gente deixar xiaominions alienados se proliferarem aqui, esse lugar vai virar um inferno! 😂

    • Eu fui até conhecer o relógio no momento que li esse comentário, mas acho que o Henrique estava de “zoação”. Vou alimentar os Xiominios para a gente ter diversão na seção de comentários.

    • ZUINO

      Tem que ser muito limitado/ingênuo pra acreditar que os xiaomi durarão o mesmo que um iphone. =D

      • Paulo Júnior

        Kkkk os iPhones encareceram muito e a Xiaomi virou fã clube porque tem telefones super hyper mega potente que deixa o iPhone 11 Pro no chinelo e custa somente 899 Reais

    • Paulo Júnior

      Mas os smarts da Xiaomi não tem:
      – iOS (MIUI vem com ads até nas configurações do sistema)
      – Quando importado não existe nenhum tipo de garantia no Brasil
      – Valor de revenda de qualquer modelo é baixo em relação ao iPhone
      – Atualização base do Android não é sempre (A MIUI sempre atualiza e blá blá blá, mas de forma superficial)

      Seguindo a sua lógica, para quer eu vou comprar um SUV da Jeep de 100 mil reais sendo que eu posso comprar um Celta de 10 mil e que é muito mais econômico?

    • Bacana heim fera? Então é só comprar ué.

    • Amigo tenho os novos fones da xiaomi e são uma porcaria, pra não falar outra coisa. Em comparação aos AirPods

      • Rodrigo Cunha

        Estava querendo comprar um… Agora com esse seu comentário fiquei com bastante receio. Uso bem pouco fone, seria usado para assistir videos no youtube e corrida ao ar livre as vezes. Acha que vale?

        • Até hoje não consegui usar os dois juntos, uma chatice pra conectar, usa separado, aperta o botão que para toda hora. Depende de cada um, eu não tenho paciência, mas pelo preço se quiser tentar. Meu irmão gosta deles, mas não são tão bons quanto os da Apple.

          • Rodrigo Cunha

            Valeu pessoal, acabei comprando o samsung buds. Até agora estou bem satisfeito!

        • Rodrigo Jansen

          Nem de graça.

        • willyan

          eu tenho aki, um lixo, 0 conforto, não consigo usar por mais que 10m

    • Pedro V.

      “Nível de qualidade vastamente superior […]”

      Essa foi no crédito ou no débito?

  • Diego Souza

    O preço ter baixado é uma boa notícia, mas claro que eles continuam caro, aqui temos que ter mais empresas como a Oppo, o One Plus, os pixels, e mais outras, assim teríamos mais concorrência e melhores opções.
    E para que haja melhora nesse quadro de preços tem que acontecer a Reforma Tributária, mas sabemos que ela é lenta e nem sabemos quando será aprovada…

  • Fabrício

    Apesar de ilustrativa as comparações, seria importante que constassem os preços em dólar praticados nos Estados Unidos e os % de variação de preço Brasil/EUA, pois lá também houve variação de preços.
    iPhone 8 e iPhone XR custavam mais que o iPhone 11 no lançamento nos EUA, por exemplo.

    • É que a intenção desta análise não é a de comparar com os preços dos EUA ou qualquer outro país.

      Apesar de fazer sentido a sua sugestão (ao incluir a informação de que nos EUA também o preço original é mais alto), isso tenderia a complicar ainda mais a compreensão de muitos, que já criam confusão com a indexação com o dólar.

      Por isso nossa opção por simplificar a análise apenas à variação brasileira do preço.

      • Fabrício

        Compreendo. Está muito bom seu estudo. Parabéns!
        Foi só esse lembrete que como eles partem de preços diferentes lá fora, isso impacta aqui.
        Acho que teve um ano que ela aumentou lá fora e não aqui (ou foi um ano que o dólar subiu bem aqui e ela manteve o preço em reais).

  • Eu notei que o iPhone 11 Pro é considerado coisa de luxo mesmo para quem ganha razoavelmente bem nos EUA…

    • Fabrício

      A questão é que muitos lá compram atrelados à planos. Nesse caso, o preço é subsidiado.
      Lembro uma vez que fiquei conversando com um atendente na CompUSA que ao ver meu iPhone comentou como os turistas pagavam caro.

      • Paulo Júnior

        Se eu não me engano a maioria dos contratos lá são de 2 anos.

        • Fabrício

          Sim, boa parte sim. Em alguns o aparelho da geração anterior é “grátis”.

  • Marcelo

    A questão do preço em dolar não é o quanto ta é a expectativa do mercado de quanto vai estar.. Ano passado o dolar tava mais barato mas o risco tava maior por causa das eleições..

    • O iPhone 2018 foi lançado em novembro, quando as eleições já estavam definidas.

  • Danchio

    Um outro ponto importatne que pode ser mencionado é com relação a inflação nesse periodo, o quanto % subiu de um ano para o outro.

  • Fabiano Pereira

    Antes dessa divulgação eu estava finalizando a compra de um 11 Pró Max de 64gb, verde, modelo A2218 (europeu e portanto com suporte a todas as bandas do 4G) entregando o meu XS Max de 64gb, Anatel ainda na garantia e mais R$ 3.000,00 de volta. Agora não sei se aguardo até o dia 18/10 para comprar direto no site da Apple o mesmo aparelho por R$ 6.832,00 (com o desconto de 10% a vista). O problema é que optando por comprar do importador eu já pego o 11 Pró Max hoje e o meu já vai no negócio, se eu optar por comprar no site da Apple terei que esperar pelo menos até o dia 18/10 e ainda terei que anunciar e vender o meu XS Max. O que vocês acham? O que fariam nessa situação?

    • Fabio Cabianca

      faça hoje com o importador.

      • Fabiano Pereira

        Estou tentado pela comodidade!

        • Júlio Liza

          A título de curiosidade: qual o importador que revende o iPhone 11Pro Max de 512 GB europeu?

          • Fabiano Pereira

            Aqui no DF a oferta de aparelhos é grande, 99% são modelos americanos que tem a deficiência de não pegar todas as bandas do 4G brasileiro. Alguns se diferenciam por importarem o modelo europeu (A1822) que é o modelo homologado pela Anatel no Brasil. Não consigo postar o contato da importadora!

    • Júlio Liza

      Minha modesta opinião: segurar a impaciência e comprar no lançamento aqui no Brasil e vender o seu XS Max. Dá para vender o seu com mais tempo e, provavelmente, por um preço melhor. Mas a decisão é sua…

      • Fabiano Pereira

        Obrigado pela opinião Júlio! A grande questão mesmo é a revenda o meu XS Max no mercado de usados, como o valor é alto a venda se torna difícil e também, porque fica uma encheção de saco de gente especulando preço e propostas absurdas que eu desanimo, mas de fato é uma boa estratégia financeira comprar no lançamento e revender o meu com calma.

        • Júlio Liza

          Sei como é isso. Mas tem que ter paciência e anunciar em vários sites. Sempre faça uma pesquisa naqueles que estão revendendo um modelo igual ao seu e deixe o valor final com números “quebrados”, para os interessados terem margem de pechincha. Outra coisa que atrai, é oferecer “de brinde”, uma ou mais capinhas traseiras, ou outro acessório que você tiver.
          Se não pedir um valor absurdo, iPhone vende fácil, pois é muito procurado.
          Boa sorte Fabiano!

          • Fabiano Pereira

            Obrigado pelas dicas julio. Boa semana!

    • Adriano Roberto

      Fabiano, pode me passar o contato desse importador?

    • Adriano Roberto

      Eu faria com o importador por causa da “facilidade”. Não precisa vender e etc.

    • Rodrigo Cunha

      Achei a diferença bem pouca para o trabalho que terá e a incerteza da venda do seu. Eu faria com o importador.

  • Júlio Liza

    Realmente, a Maçã deu uma reduzida nas expectativas de preços. Mas já comprei o meu 11 pro max de 512 GB na Itália por cerca de 7 mil. Dei sorte de estar em Roma! -D

  • Bruno Fahning

    Que bom ter baixado, porém pra quem for vender o modelo anterior vai cair muito mais de preço, eu não pretendo trocar esse ano, vou esperar pelo lançamento de 2020, permanecerei com meu XS Max. E só espero que ano que vem eles não coloquem o preço de 10 mil reais.

  • Ocimar De Jesus Borges

    Ano passado (2018) era o ano de eu trocar meu iPhone, pois sempre troco a cada dois anos. Os preços realmente estavam muito altos por aqui e, como eu estava na Europa, até cogitei de comprar um no free shop na Itália, pois haveria a isenção de impostos. Não consegui, pois o modelo que eu queria não estava em estoque. Voltei ao Brasil e esperei. Consegui comprar o Xs Max com 256 Gb no Submarino com um grande desconto à vista (12%) e com cashback de volta (10% em promoção relâmpago). Saiu mais barato do que eu pagaria na Europa, com 22% de desconto! A questão é sempre ficar sempre atento às promoções. A desvantagem é não poder comprar na pré-venda. rsrsrsrsrs

  • Valmir Moura

    Com R$5.000,00 eu compro uma Pistola .380 pra mim seria a melhor opção..

    • RWindows

      entao compra, aqui não é blogda380 ou blogdapistola

    • Paulo Júnior

      Tem que ser muito alienado mesmo para falar uma coisa dessa, aproveita e compra um fuzil logo, muito melhor que uma pistola.

      • Valmir Moura

        Assim como Tem os alienados por IPHONE..

  • Fabrício
    • Fabrício

      Lembrar que tiveram lançamentos à $649

    • Os iPhones 3G, 3GS e o 4 não eram vendidos a preço cheio nos Estados Unidos, pois eram exclusivos da AT&T, bloqueados, que vendia com subsídio ($199).
      Portanto, a tabela está errada.

  • Milton

    Acho até que já comentei algo parecido aqui alguma vez quando de algum lançamento de iPhone. De qualquer maneira vou dar meu pitaco de novo.
    A Apple é uma marca poderosa, tem status, tem qualidade, tem um software otimizado exclusivamente para o seu hardware, seja em dispositivos móveis ou computadores. Paga-se por tudo isso quando se compra um produto Apple. E é aquilo, compra quem quer, ninguém é obrigado. É caro? É. Entretanto quem decide se pode/quer comprar é o consumidor. Ele decide se quer pagar por esse “status” e essa marca (que não é simplesmente uma marca mas carrega um alto grau de qualidade com ela).
    Eu tenho um MacBook pro de 2011 que meu cunhado trouxe da França quando morava lá. Uso até hoje e na verdade praticamente nem uso mais. Tudo que preciso fazer praticamente eu faço no meu bom e velho iPhone 7. Meu computador de casa hoje em dia eu uso para atualizar alguns firmwares de dispositivos da Garmin que uso nos meus treinos e só faço no computador porque não tem outra opção. Basicamente é para isso que uso meu computador porque meu iPhone me resolve 95% das coisas que preciso.
    Dito isto, lógico que um iPhone é caro no Brasil, eu mesmo queria muito um 11 ou 11 Pro mas não sei se vou ter como comprar, porém o ponto que queria chegar é que talvez a coisa que a gente menos faça num celular é uma ligação. O aparelho é praticamente um computador que resolve 95% das coisas que precisamos com tecnologia. Quantos de nós já não pagamos caro num computador porque queríamos um computador que nos atendensse para muitas coisas? Eu tive vários desktops desde a época de faculdade (e antes) e muitas vezes pagava um valor relativamente mais alto porque queria um computador BOM, com componentes BONS e que me atendesse a contento. Hoje o iPhone para mim tem esse propósito. Ele é praticamente meu computador pessoal, pagar mais caro por ele não é algo de outro mundo. Preferia pagar mais barato como os estrangeiros pagam? Sem dúvidas, porém nossa realidade não é essa e tudo aqui é mais caro.
    Sou triatleta e posso citar o exemplo das bikes. Talvez o exemplo maior de todos. Existe uma bike Cervélo PX que no exterior custa 12 mil dólares. Aqui no Brasil o preço dela no representante oficial é 80 mil reais. Não falemos em conversão de moeda porque isso não é viável nessa comparação. Falemos em unidades monetárias, enquanto o americano paga 12 mil unidades monetárias nós pagamos 80 mil (pagamos nada porque eu não tenho cacife para essa bike Kkkk).
    Infelizmente isso não é exclusividade da Apple, no Brasil isso acontece com muitas e muitas coisas.
    Cabe a nós decidir se quer ou não, existem inúmeros outros smartphones bons com preços um pouco melhores. E os preços são melhores justamente porque uma das políticas é tentar abocanhar um pouco do mercado da Apple que se mantém na sua política porque conhece e confia no seu produto e na inúmera legião de fiéis que tem.
    E pelo que eu ganho já falei demais. 🙂

    • ZUINO

      @ilex já tem o texto pro artigo de 2020… 😋

      • Milton

        Kkkkkkkk… menos menos. 😀

      • O comentário foi tão grande que o sistema automático achou que era SPAM! 😂
        Quando quiser, o Blog está de portas abertas para artigos de opinião. Só mandar. 😉

        • Milton

          Ah que bom saber que foi só um tratamento automático “enganado” e não algum engraçadinho. 🙂
          Eu tentei ser breve mas acabei não conseguindo, minhas escusas. 😉
          Quanto ao artigo de opinião não sei se tenho gabarito para escrever aqui mas agradeço a referência. 😉

    • rafael_rs

      Exato. A comparação tem que ser exatamente essa, por unidade monetária e ainda teria que fazer vinculado ao salário mínimo do país.
      Fazendo essa comparação, nos EUA quem ganha um salário levaria aproximadamente 2 meses pra comprar seu iPhone. No Brasil esse período seria de 5 meses. Ou seja, temos que trabalhar bem mais para ter o mesmo.
      Tenho um iPhone 8 e não me vejo trocando tão logo, até já cogitei fazer um downgrade para um SE.

  • RWindows

    até parece que ninguém nunca reclamou dos preços desde 2007/08 até agora…
    e parece que esqueceram quanto custa para apple fabricar um iPhone

  • Milton

    Só queria saber quem foi o engraçadinho que marcou meu comentário anterior como spam.

  • Felipe Cavalcante

    Não tive paciência e já fiz o upgrade do meu. Peguei um Pro Max de 256GB gold e dei uma diferença de 3 mil. O meu anterior era o Xs Max de 64GB. 😒

  • Só não se esqueça do valor do DÓLAR!
    Esse sim 1,72 na primeira do gráfico e hoje está em 4,10
    Esse é o principal fator!

  • Amilcar Valente

    Comprarei o nacional mesmo! iPhone 11 Pro Max 256gb…. na sexta compro na pré venda!

    • Comprando na pré venda recebe após o dia 18?

      • Amilcar Valente

        A última vez que comprei na pré venda recebi meu iPhone um dia antes do lançamento….

        • No site da Apple mesmo?

          • Amilcar Valente

            Não… a apple não faz pré venda, ela somente vende no dia do lançamento, já comprei na pré venda no site da fastshop!

            • Bacana, e será que esse ano teremos pré venda amanhã?

            • Amilcar Valente

              Tem sim! Fastshop começou a vender, acabei de comprar e o valor deles a vista ta com mais desconto que da apple!

  • KB

    O comparativo do ‘iPhone 11 Pro’ acima, segunda tabela, está com data de 2018… não seria 18.10.2019?

  • Rodolfo Zani

    Comprei um iPhone XR 128 gb esta semana… mas estou com muita vontade pegar um 11 Pro Max… será que vale a pena?!

  • Filipe

    Alguém saberia informar se é possível utilizar, na hora da compra, dois cartões de crédito com endereços de cobrança diferentes? Pergunto isso pois quando seleciono “Dividir o pagamento usando outro cartão” aparece uma mensagem dizendo que “Para dividir o pagamento, é necessário que os dois cartões tenham o mesmo endereço de cobrança.”
    Alguém já passou por esta situação?
    Não testei se passa pois pretendo comprar o iPhone 11 quando liberado para compra no site.

  • Quem dizer a pré venda no dia 11 receberá o iPhone a partir do dia 18?

    • Júlio Liza

      Onde você viu pré venda em 11/10???
      A venda, no site da Apple, começa em 18/10 .

      • Amilcar Valente

        Vivo e a Claro

        • Júlio Liza

          Não vi nada no site deles.

      • Varejistas, não no site da Apple.

        • Amilcar Valente

          Acabei de comprar no fastshop! Valor deles a vista está com mais desconto que a apple!

          • To pesquisando aqui. Qual modelo você pegou?

            • Amilcar Valente

              iPhone 11 Pro Max de 256gb na cor prata!

            • Mas amigo, será que esse da fast é o homologado? A2218?

            • Mas amigo o modelo da fast é o homólogado pela Anatel A2218?

            • Mas amigo o modelo da fast é o homólogado pela Anatel A2218??

            • Mas amigo o modelo da fast é o homólogado pela Anatel A2218?

            • Mas amigo o modelo da fast é o homólogado pela Anatel A2218?

            • Esse modelo é 2218?

          • Eu estou pesquisando isso, mas achei o preço igual em todas. Qual modelo você pegou?

            • Amilcar Valente

              Isso! É o modelo nacional homologado pela Anatel!

          • Mas amigo o modelo da fast é o homólogado pela Anatel A2218?!

  • Matheus Bacelar

    E ainda teve besta votando no bozo achando que ele iria conseguir fazer com que o dólar abaixasse no Brasil… 😓

    • Daniel Alves de Andrade

      O Haddad estaria uns 2 reais? e o Ciro uns 3? Vai pro blogdapolitica

      • Lucas Barbosa

        O amigo não mencionou nem Haddad, nem Ciro. Ele só falou que um dos motivos que levaram algumas pessoas a votarem no bolsonaro foi a promessa (nem sei se ele prometeu na verdade) ou a esperança que ele mudaria tanto a economia que o dólar baixaria.

        • Matheus Bacelar

          Obrigado.

        • CarlinhosDOWN

          Realmente, vi muita gente afirmando que o dólar iria cair só com o fato do tenente (que virou capitão só porque foi pra reserva mais cedo) sentar na cadeira de Presidente.

          Como se colocar um despreparado no poder fosse melhorar as coisas, em um passe de mágica.

          Algum outro baixaria o dólar? Duvido muito. Mas pelo menos quem votou nos outros tinha a consciência de que é preciso muito mais para mudar a economia do que passar o dia no Twitter.

          O dicionário é que estava certo:
          MITO: s.m. Narrativa de teor fantástico e simbólico, normalmente com personagens ou seres que incorporam as forças da natureza e as características humanas.

      • Fabrício

        Países que congelam o câmbio tendem a ruir a economia. Vizinhos nossos estão experimentando inflações galopantes (não só Venezuela).
        Outra coisa, o povo se esquece que em 2004 o dólar chegou a ser mais de R$4,00. Então, quando ele recuou para menos de R2,30 anos depois, foi algo impressionante, pois em todo esse período houve inflação/correção monetária. Dólar estava bem barato.

  • Gustavo Jaccottet

    Tem que esquecer o Dólar como único fator para se mensurar o preço de um produto no mercado interno. A variação cambial pode ser afetada por elementos Outro ponto: não adianta querer dar uma lição de moral sobre os tributos, cito:

    De resto, já falamos aqui diversas vezes sobre a situação dos preços no Brasil. Eles são estratosféricos para os padrões brasileiros, nossa economia não ajuda em nada, há a porcentagem dos impostos, os 30% do varejo, a grande margem de lucro da Apple, blá, blá, blá… e tudo mais que o pessoal reclama todos os anos.

    Olha que não sou economista, mas o Juro Básico, SELIC, um mecanismo macroeconômico, influencia diretamente na decisão de se fixar um preço. Quanto menor a taxa básica, estima-se, maior o consumo, haja vista o custo do “dinheiro” ao consumidor ser mais baixo, o que influencia positivamente o próprio spread bancário. Agora, pegar o câmbio, isolar, usando o preço dos iPhone nos EUA e cravar por A+B que os preços são justos ou injustos beira a ingenuidade. A Apple Brasil não paga para a Apple Inc. o valor do iPhone vendido no varejo nos EUA. Há um preço que é pago por todas as subsidiárias, que compram da “nave mãe”.

    Não se ventilou, igualmente, o PPC (paridade do dólar pelo poder de compra), outro fato fundamental para se aferir se um produto está caro ou barato em termos reais.

    Enfim… a cabeça do brasileiro parece estar em Miami e a vida é numa análise simples e rasa do dólar, levando em conta apenas a cotação ao consumidor, descartando todos os demais elementos que estão em torno, os quais incluem os tributos, os juros, o spread, o dólar futuro, hoje em R$4,00, a perspectiva de potência fiscal… pode ser que um economista desminta 100% dos meus argumentos, mas tenho a certeza de que pelo menos em parte estou falando coisas conexas.

    • CarlinhosDOWN

      O iLex já disse que usou o dólar apenas como referência de moeda fixa.

      Bastaria ele alterar o artigo para EURO e metade do seu textão perderia o sentido automaticamente.
      O que demonstra que você falou, falou, falou, mas só encheu linguiça, na tentativa de confundir e parecer entendido no assunto.

      Quer dizer que o aumento do dólar não influenciou em nada o preço que a gente paga pelo iPhone? E os impostos brasileiros também não influenciam em nada? Ah, pára. É bobagem demais.

      E me desculpe, mas dizer que a SELIC “influencia positivamente o próprio spread bancário” é besteira e só demonstra que você está falando sem base nenhuma. Estamos com a taxa mais baixa da história e meu cartão continua me cobrando 4% em compras internacionais.

      Talvez você tenha conseguido enganar alguém com toda esta falácia. Mas a mim não conseguiu. Terá que se esforçar mais.

      • Gustavo Jaccottet

        Os bancos podem cobrar o quanto quiserem. Existe uma “taxa média” medida pelo BACEN. O Spread para o Dólar, no caso do Nubank é de 4%.

        Os tributos influenciam, claro, qualquer importação dessa natureza. O que é o problema é o protecionismo à indústria eletroeletrônica brasileira. Como eu disse na minha lenga-lenga, não sou economista, mas basta abrir o jornal para ver que o Brasil é uma piada quando estão em jogos os interesses de uma indústria arcaica e de um modelo de varejo que trabalha com produtos de baixíssimo padrão a preços altíssimos e sobrevive pelo crédito.

        E sobre o Euro: tenta fazer uma importação da China ou dos EUA em Euro.

  • Freud

    Interessante, quero ver os oportunistas, que ainda vendem um iPhone 7 por R$3.500,00.

  • willyan

    Boa! Esses preços vão derrubar a galera que ta trazendo de fora e tentando vender mais caro que isso, ainda mais considerando os 10% a vista !!

  • Michael de Santa

    9.599,00, onde isso foi parar?! Loucura!

  • Alex

    imagina quanto nao custara um iphone daqui uns 5 anos, surreal esses preços, ja ja vai ter banco financiando iphoe igual veiculos.

    • Fabrício

      Uma vez ofereceram um escort num anúncio que fiz 😂😂. Não, obrigado.

  • Farlany Morais

    Barato demais !

  • patricia gomis

    Comprei o meu aqui na España tem 4 dias por 1.256. Estou amandooo

Back to top button
Close