AnáliseResenhas

iPhone 11 e 11 Pro: análise completa dos novos aparelhos

Todos os anos (desde 2007), a Apple lança uma nova geração de iPhone para renovar sua linha de produtos. Obviamente que isso causa enormes expectativas de vermos novidades que nos façam cair o queixo como antigamente.

Os novos lançamentos deste ano apresentam diversas evoluções do que já tínhamos, decepcionando alguns que gostariam de ver mais revoluções a cada ano.

Neste artigo, você é convidado a analisar conosco todas as novidades que trazem os novos iPhones 11.





Nesta análise, consideraremos os três diferentes modelos como sendo da mesma linha, apesar de apresentarem algumas diferenças marcantes. Isso porque todos possuem o mesmo processador A13 Bionic, o que faz com que tenham novidades semelhantes entre eles.

De fato, em nossa avaliação final, são todos variações do mesmo aparelho.


Design externo do iPhone 11 e 11 Pro

Por fora, pouquíssima coisa mudou. O mais evidente ficou sendo mesmo as câmeras traseiras, que impossibilitam o uso de capinhas do modelo anterior. Não fosse por isso, o resto todo tem praticamente as mesmas medidas.

O iPhone 11 tem exatamente o mesmo tamanho e peso que o seu antecessor XR.

Já os modelos Pro possuem alguns milímetros a mais de espessura, altura e largura, além de serem alguns gramas mais pesados. Mas nada que seja perceptível no uso diário para quem já estava acostumado com o modelo anterior.

Imagem: Apple

Novo processador mais potente

A Apple diz que este é o processador mais rápido em um smartphone.

Ela não informa especificações técnicas e nem a velocidade do clock (coisa que saberemos nos primeiros benchmarks práticos), mas se limitou a apresentar um gráfico no evento, comparando a performance de alguns smartphones. E ele mostrou a do A13 quase duas vezes mais performático que o Snapdragon 855 do Galaxy S10+. Antes dele, o A12 já era superior à CPU do smartphone da Samsung.

Pelo gráfico, a diferença é abismal.

O chip de 7 nanômetros é fabricado pela TSMC e possui 8,5 bilhões de transistores, capaz de realizar mais de um trilhão de operações por segundo.

Os dois núcleos de desempenho da CPU são até 20% mais rápidos que o A12, e mesmo assim consomem até 40% menos energia. Pelo menos no papel, os números impressionam.

O novo Neural Engine do A13 Bionic torna o chip especialmente desenvolvido para servir de motor por trás do sistema de câmera, Face ID, apps de realidade aumentada e muito mais. Tem também foco especial no Aprendizado de Máquina (Machine Learning), capaz de realizar 1 trilhão de operações por segundo.

Sem dúvida, o A13 Bionic é um dos pontos fortes dos novos iPhones 11.

Imagem: Apple

Vidro traseiro

Os novos iPhones continuam com a parte traseira em vidro, como vem acontecendo desde o iPhone X. Também pudera: ele é necessário por causa do carregamento por indução, que não seria possível caso a traseira fosse de metal.

Mas diferente dos anos anteriores, a Apple agora usou um vidro fosco para diferenciar os novos modelos, e isso deu um acabamento sofisticado a eles.

Imagem: Marques Brownlee (MKBHD)

O iPhone 11 Pro parece estar com uma capa protetora translúcida, mas não se engane, é o vidro fosco mesmo.

Uma curiosidade: no modelo mais econômico (iPhone 11) a parte fosca é localizada apenas na saliência da câmera. Já nas versões Pro isso se inverte, com a parte da câmera sendo a única a não ter detalhes foscos.

Imagem: Marques Brownlee (MKBHD)

No vídeo de apresentação do iPhone Pro, a Apple mostra que o vidro da parte traseira é todo esculpido em uma peça única, sem encaixes, com a saliência fazendo parte do vidro.

Imagem: Apple

Claro que fica sempre aquela questão: e se cair no chão e quebrar, tem que trocar tudo?
Segundo a Apple, o vidro está ainda mais resistente, graças a um processo de “troca iônica dupla” no momento da fabricação.


Tela

A tela do iPhone 11 mais simples não mudou em nada em relação àquela do iPhone XR. É a mesma feita em LCD, com as bordas um pouco mais grossas que o modelo mais caro.

Já a dos modelos Pro ganharam uma boa melhoria. Chamada de Super Retina XDR, ela inclui dois novos níveis de brilho, atingindo até 800 nits no sol, que permite uma melhor visualização em ambientes externos, mas que automaticamente se ajustam para 1.200 nits ao visualizar fotos e vídeos com HDR. Segundo a Apple, é como ter um monitor Pro Display XDR (aquele do Mac Pro) no seu iPhone.

A resolução da tela é a mesma dos iPhones OLED anteriores, com 458 ppp. Mas a proporção do contraste é maior no 11 Pro: 2.000.000:1.





Melhor duração da bateria

Como já comentamos aqui, a duração da bateria nos novos modelos bate recorde histórico: nunca um iPhone manteve por tanto tempo uma única carga.

Isso graças, em grande parte, à melhor eficiência do processador A13 Bionic, que faz o aparelho como um todo consumir menos energia. Segundo a própria Apple, é o seu “maior salto em duração de bateria até hoje“.


Imagem: Marques Brownlee (MKBHD)

Novo sistema de câmeras

Na apresentação da Apple, o novo sistema de câmeras foi o grande destaque, dando a entender que para a empresa é de longe a maior novidade dos novos aparelhos.

O sucessor do XR ganhou uma câmera a mais, assim como o modelo que tomou o lugar do XS. Mesmo com essa diferença, todos os modelos apresentam quase as mesmas novidades em relação à máquina fotográfica.

Tanto o iPhone 11 quanto o 11 Pro ganharam uma câmera ultra-angular extra, com um ângulo de visão de 120º. Isto significa que todos os modelos possuem a função de zoom out, ou seja, é possível abrir mais o campo de visão, para captar mais coisas na imagem.

Mas se é a mesma coisa, para que serve a terceira câmera do Pro?
É a teleobjetiva. Ou seja, você não poderá fazer zoom in óptico (aproximar a imagem sem alterar os pixels) no iPhone 11. Isso ele herdou do XR (e é algo que, para amantes de fotografia, faz falta).

cameras iPhone 11
Toque na imagem para ampliá-la

Em compensação, a segunda câmera no iPhone 11 agora permite fotos em Modo Retrato real e não aquele feito por software do XR. Isto significa que é possível desfocar o fundo também em fotos de objetos e animais.

A interface da câmera fotográfica ganhou um novo visual, permitindo pré-visualizar a imagem em tela inteira. Isto é exclusivo dos novos iPhones, infelizmente. (poxa, Apple!)

Tecnicamente, não é nada fácil gerenciar um sistema com três câmeras diferentes, pois cada uma delas tira a mesma foto simultaneamente, e processam em uma única imagem, em questão de milissegundos. É aí que o processador A13 é fundamental.

🌇 ALCANCE DINÂMICO ESTENDIDO

O processador A13 permite gravar vídeos em 4K  a 60 qps (quadros por segundo) em alcance dinâmico estendido, que suaviza o contraste de iluminação entre duas partes da cena. É como a função HDR que conhecemos nas fotos.

Com isso os vídeos ficam muito mais nítidos e coloridos.

🌛 MODO NOITE

Uma das novas funções da câmera dos iPhones 11 e 11 Pro é o chamado “modo Noite“, capaz de fazer fotos claras e bem definidas em ambientes de pouca luminosidade. Isso é algo que há tempos os usuários pedem.

NeuralCam
Imagem: Blog do iPhone

O modo Noite funciona automaticamente quando há pouca luminosidade no ambiente. Ao tocar no botão para tirar a foto, a câmera tira várias fotos, usando a estabilização óptica de imagem para manter a lente em posição. Depois disso, o software funde todas estas imagens e transforma em uma única, mais clara e cheia de detalhes.

A Apple fala o seguinte sobre o modo Noite:

“No iPhone 11 e no iPhone 11 Pro, o novo sensor da câmera grande-angular combina software inteligente e o chip A13 Bionic para você realizar o que nunca tinha sido possível em um iPhone: imagens lindas e detalhadas com pouquíssima luz.”

Lindo.
Pena que a frase “nunca tinha sido possível em um iPhone” não seja verdadeira.

Nós mesmos mostramos aqui um aplicativo disponível na App Store, chamado NeuralCam, que faz exatamente a mesma coisa que a função exclusiva dos novos iPhones: tira várias fotos de uma mesma cena e, através de algoritmos neurais, transforma em uma imagem única, bem mais clara. Os resultados são impressionantes, mesmo em dispositivos que não possuem o A13.

🎥 QUICKTAKE

Uma funcionalidade dos novos modelos é chamada de QuickTake, que permite que você faça um vídeo rapidamente quando estiver tirando fotos. Para isso, basta deixar o dedo sobre o botão de tirar foto e o vídeo inicia automaticamente. Para passar de vez para o modo vídeo, um simples arrastar do dedo para a direita já faz isso.

Animação QuickTake [visualizar no Safari]

Não, não é uma funcionalidade do iOS 13 e só funciona nos novos iPhones.

📷 CÂMERA FRONTAL

A câmera frontal ganhou algumas melhorias. Agora a resolução dela é de 12 megapixels e é capaz de fazer vídeos em câmera lenta. A Apple acredita que é algo que vai bombar nas redes sociais.

Animação câmera lenta [visualizar no Safari]





Fim do 3D Touch

Como já falamos aqui, o iPhone 11 Pro marca o fim da era do 3D Touch. A partir deste ano nenhum novo dispositivo trará a funcionalidade de detecção de pressão física do dedo na tela.


Novo chip U1

A Apple pouco chamou a atenção para um novo sensor incorporado nos novos aparelhos: o chip U1.

É um chip para reconhecimento espacial, que usa tecnologia de banda ultralarga para localizar com precisão outros aparelhos com o mesmo chip.

“É como um GPS para sua sala de estar. Agora, se você quiser compartilhar um arquivo usando o AirDrop, basta apontar seu iPhone para o iPhone da pessoa e ela aparecerá em primeiro na lista.”

Nas especificações dos aparelhos, a Apple chama de “Microlocalização iBeacon“.

Talvez o silêncio da Apple se deva ao fato de não termos visto um acessório aclamado pelos rumores: o Apple Tag. Com ele, seria possível rastrear o que quiséssemos (malas, bolsas, carteira) usando a geolocalização dos dispositivos Apple próximos.

Mas a apresentação passou e nada do acessório ganhar a luz do dia, o que fez muitos cogitarem que o projeto foi adiado na última hora. O chip U1 parece tem tudo a ver com esse acessório.


Resistência à água

Tanto o iPhone 11 quando os modelos Pro possuem classificação IP68 de resistência a respingos, água e poeira. Porém, no caso do iPhone 11 a profundidade máxima de até dois metros por até 30 minutos, enquanto que nos modelos Pro essa profundidade é de quatro metros.

iPhone 11 cores


Face ID

No material informativo dos novos iPhones Pro, a Apple comenta que agora o Face ID está 30% mais rápido e funcionando de ângulos diferentes. Porém, na ficha técnica não há referência a um Face ID de 3ª geração, sugerindo que as mudanças são na verdade no iOS 13 (que acelerou de fato o desbloqueio pelo rosto) e uma melhora na câmera frontal, que capta ângulos mais abertos.


Carregador

Como se esperava, o iPhone 11 Pro vem com carregadores mais potentes dentro da caixa. É o mesmo que aquele do iPad Pro, com conector USB-C. Mas para conectar no iPhone ainda é preciso um cabo com a outra ponta sendo Lightning. A vantagem é que o carregamento é muito mais rápido.

iPhone 11 Pro carregadores

O iPhone 11 mais simples não vem com este carregador, infelizmente.


Áudio Espacial

Os novos modelos agora são compatíveis com a tecnologia Dolby Atmos, em que o som se move em um espaço tridimensional.


Wi-Fi e 4G mais velozes

Os novos iPhones trazem compatibilidade com o novíssimo Wi-Fi 6 (802.11ax) que é até 38% mais rápido.

Além disso, graças a uma otimização interna das antenas, as conexões 4G/LTE estão cerca de 13% mais rápidas.


Cores do iPhone 11 e 11 Pro

  • iPhone 11: disponível nas cores preto, verde, amarelo, roxo, vermelho e branco.

iPhone 11 cores

  • iPhone 11 Pro e 11 Pro Max: disponíveis nas cores dourado, cinza-espacial, prateado, verde meia-noite.

iPhone 11 Pro cores


Preço e disponibilidade

O iPhone será lançado nos EUA e mais 30 países no dia 20 de setembro. A pré-venda, como sempre, acontecerá uma semana antes, no dia 13 de setembro. A diferença é que, este ano, ela acontecerá em um horário melhor para nós, brasileiros: 9h da manhã, pelo horário de Brasília. Nada de ter que acordar de madrugada para quem for comprar fora!

Como ainda não há previsão de lançamento no Brasil, também não há ideia alguma de quanto eles custarão por aqui. Nos Estados Unidos, os preços serão:

  • iPhone 11: US$ 699
  • iPhone 11 Pro: US$ 999
  • iPhone Pro Max: US$ 1.099

Detalhe: os valores dos modelos Pro seguiram os mesmos do XS no ano passado. Já no caso do iPhone 11 o preço caiu, voltando ao que era no iPhone 8.


Tags
Mostrar mais

iLex

Robô virtual que tem como missão organizar o site e ajudar leitores. De tempos em tempos ele desvirtua e tenta fazer outras coisas, mas nada que um hard reset não resolva.

Artigos Relacionados

  • Leonardo Negrisoli

    Que belo artigo hein?
    A única coisa que não ficou tão clara pra mim é se para usar o quick take basta segurar o botão de tirar foto, o que houve com o burst mode?
    Adorei o midnight green e a questão da bateria… A questão é que meu iPhone X ta muito bom ainda e nem os 3% de cash back do apple card tão me animando rs

    • O Burst mode continua, só terá que fazer um movimento diferente com o dedo (arrastar para a esquerda). Mas ele continua ali. 😉

      • Leonardo Negrisoli

        Boa! Valeu 🙂

  • Lucas Vasconcelos

    Só corrigindo, as telas do 11 são de LCD, e não LED, certo?

    • Caramba, que erro esdrúxulo.
      Valeu pelo toque!

  • Verde meia noite ou cinza espacial!?

    • Leonardo Negrisoli

      Verde!!!!!!

    • Rodnei Alex Svencickos

      Verde meia noite opaaaaaa….

  • João

    Estarei em las vegas no dia 20/09. Será que vai ser tranquilo para comprar o novo iPhone 11? Ou necessário reservar na pré venda?

    • a época de iPhones não sendo encontrados nas lojas não acontece desde o iPhone 6, pelo q tenho observado. Primeiro pq a procura imediata caiu mt e segundo pq pelo q tenho acompanhado, a apple ta conseguindo encher os estoques da loja em lançamentos com menor dificuldade.

      • João

        Ótimo

      • Vector

        Olha que eu sofri um bocado pra encontrar o 6S+ de 128 Gb no lançamento, isso no mês de outubro… Foram alguns dias pra conseguir encontrar!

      • Ber

        Eu esperei na fila na quinta avenida pra comprar o 6, e foi dia 27 de setembro (ainda tenho a nota). No X também precisei esperar (em Dezembro!), mas pela cor que eu queria. O preto 256gb tinha, mas o prata 256gb não.

    • Nelson Júnior

      Tb estou com a msm dúvida, chegarei em NY dia 25/09 e não sei se tento comprar na pré venda ou se tento encontrar lá. Na época do lançamento do iPhone X, cheguei duas semanas após o lançamento em Orlando e não consegui comprá-lo, nunca tinha disponível em nenhuma apple lá, não sei se teve a ver com a dificuldade de produção da nova tela, mas acabei comprando um 8 plus.

    • Bil

      tive dificuldade em encontrar o iPhone 7 em Portugal e na Itália. E importante usar o site iStockNow pra verificar a disponibilidade.

  • Daniel Zattera Sganzerla

    Puts, pra mim o iPhone 11 é o mais feio da história.
    Eu continuo sendo fiel à Apple, mas o design dos Samsungs está deixando o iPhone pra trás, reconheçamos!
    Essas câmeras traseiras ficaram parecendo um cooktop.

    https://uploads.disquscdn.com/images/1762b11a4584d392eb4a98d63a29f94e9460742595e54cd232776941ad1eba35.jpg

      • Daniel Zattera Sganzerla

        O S10 é bem melhor resolvido. Vamos comparar topo de linha com topo de linha… https://uploads.disquscdn.com/images/a42464b56ae5ea21c1d5e415213f40210bb437b7ff67c9bac80d6cfdf64d8ca5.jpg

        • Você quer ser seletivo para seu argumento lhe favorecer, mas você, no primeiro comentário, disse: “o design dos Samsungs”. Ou seja, porque não mostrar os feios também?

          Se é para falar de diferenças de design, podemos citar VÁRIAS gafes e imperfeições da coreana. É histórico.

          • Daniel Zattera Sganzerla

            Concordo com vc, iLex! Talvez tenha me expressado mal no 1º comentário.
            O que eu quero dizer é que, se eu não fosse um “Apple Fan”, como sou desde o tempo do iPod Classic, e tivesse que comprar um aparelho topo de linha hoje, eu compararia o iPhone 11 com o S10, e certamente avaliando apenas o design externo, eu optaria pelo Samsung.
            O que ainda me segura na Apple é justamente esse histórico que vc citou, e a própria admiração pela Apple como empresa, como um todo. Mas está cada vez mais difícil justificar a mim mesmo com motivos plausíveis para continuar.
            PS: Também sou um fã do BDI desde os seus primórdios.

            • Bom, eu também achei feio o visual da câmera, ainda quando era rumor. Já inclusive publiquei isso aqui anteriormente.
              Mas pra mim (e é uma opinião puramente pessoal) este tipo de coisa não é o que me faz comprar um smartphone. Acho que tem coisas muito mais importantes na hora da avaliação que a estética.

              Mas talvez muitos discordem de mim.

            • Daniel Zattera Sganzerla

              Certamente existem muitas pessoas que não têm esse tipo de “apego” pela Apple, como nós temos, considerando justamente essas coisas importantes que vc refere. E essas pessoas, na minha opinião pessoal, tendem a buscar novidades, em primeiro lugar na questão estética.
              Cito por exemplo, o caso onde um amigo que havia saído do iPhone para a Samsung depois do iPhone 5, e no início desse ano resolveu voltar para o iPhone com o XR. Infelizmente não se adaptou à falta de algumas funcionalidades que já houvera se acostumado com o Samsung. Depois de 20 dias com o XR, vendeu e comprou um S10.
              Desculpe prolongar essa história, mas o que eu mais quero mesmo é que a Apple continue nos surpreendendo, como sempre o fez, e que traga realmente boas inovações e boas vantagens competitivas, que nos faça querer trocar de aparelho todo ano, e não o mais do mesmo, que temos visto nos últimos 3 ou 4 anos.

            • Flavio Pugliese

              Eu JAMAIS deixarei a Apple, e é por causa do IOS. Nunca vou usar android. Ainda mais agora com o IpadOS, matou a pau!

            • Denys Volpe

              Sistema, ja falei. Somos fãs da Apple, eu vc e outros por causa do sistema, da leveza de nao travar e de nao parecer uma copia chinesa.
              O problema é quem ninguem assume isso. Nego ve a aparecia a camera que tem pixel a menos q outro. Chato

        • CarlinhosDOWN
          • Eu particularmente acho bem mais bonito que essa nova leva de iPhones.

            • CarlinhosDOWN

              Bom, mas se é para usar relatividade, qualquer argumento vira válido.
              Eu posso dizer que acho o Rubinho Barrichello bem mais bonito que o Emerson Fittipaldi. Mas isso não quer dizer que o Rubinho seja bonito.

              Acho ambos bem feios, tanto o iPhone 11 quanto essa traseira do S10, que é uma verdadeira bosta.

        • Eu acho lindo o S10, realmente. Agora olha o tamanho dessas lentes e sensores do samsung. Queria muito ver ela colocar OS MESMO TIPO DE LENTES dos iPhones com esse design.

          Fotografia de qualidade é diretamente ligado com elemento físico. Não tem pra onde correr em software apenas. Se tivesse, os fotógrafos de campo de futebol não usavam aqueles canhões, e sim um celularzinho.

          Fora que desvaloriza mais que Fiat Marea, em pouco tempo.

      • Um semáforo.

    • Hugo Medeiros

      O problema, na minha opinião, é que a Apple sempre teve uma preocupação extrema com design e estética. Para ela, os produtos, além de funcionais, precisam ser bonitos e harmoniosos.
      Por isso que esses novos Iphones causam um pouco de decepção. Eles realmente são feios, e tenho certeza que o Steve Jobs jamais aprovaria um lançamento como esse.
      Mas são novos tempos, onde custos e tecnologia precisam andar juntos.

      • Eu pensava assim com você também.
        Até que ela lançou a capinha furada do iPhone 5c. Desde então, mudei de opinião. 😂

        • Hugo Medeiros

          Verdade, aquela capinha era tenebrosa.

    • Rodrigo Fernando da Silva

      Falando em design de câmeras para smartphones, deixarei a minha opinião: Tenho saudades do Nokia 930, era uma câmera de 21 MP potente e com um design discreto! Desde que comprei o meu primeiro, que foi um iPhone 6S e atualmente um Xs MAX, sinto que nenhum deles alcançou a câmera do Nokia 930 para fotos, esse era incrível mesmo.

      https://uploads.disquscdn.com/images/867913148e053c95c121fda8e89bb1753da5e96cff0509ffb6eb934812d9c675.jpg

      • rafael_rs

        Concordo. Saudades dos celulares da Nokia. Tive um Nokia 1020 com 41mpx. Fotos perfeitas mas processamento era lento demais. Infelizmente o sistema WP acabou com a Nokia

  • Thiago Guedes

    iLex, parabens pelo artigo.
    Poderia fazer um artigo, se essas novidades estarão nos descontinuados iphones x e xs?

    • ????
      Acho que não entendi a sua pergunta.

      Todas as novidades colocadas neste artigo são exclusivas dos novos aparelhos, salvo quando informado o contrário.

      As novidades que farão parte do iOS 13 (e portanto, para grande parte dos modelos) podem ser vistas neste outro artigo:
      https://blogdoiphone.com/2019/08/ios-13-novidades/

      • Thiago Guedes

        Entendi.

  • Victor Hugo Monteiro

    Até a linha s10 que não tinha sido lançada com modo noturno foi contemplada em atualização, esse modo é só um plus ms n é algo que vá fazer as pessoas migrarem para os novos, sacanagem da Apple em não lançar esse modo pelo menos na linha X.

  • Daniel Zattera Sganzerla

    Ainda estou com contente com meu XS, mas se a Apple não apresentar novidades realmente interessantes para o iPhone “12” ou “13”, me verei obrigado a migrar para a Samsung.
    Venho sendo fiel ao iPhone desde o 3G, mas a falta de inovação, que parece ter morrido junto com Steve Jobs, me desanima em seguir com a Apple. E parece que a saída de Johny Ive está contribuindo para piorar a situação com relação a esse design esdrúxulo cooktop-like das câmeras do iPhone 11.
    Fui acostumado a esperar ansiosamente os eventos de setembro, esperando por revoluções. Sei que é cada vez mais difícil “revolucionar”, mas desde a transição do iPhone 8 para o X, só o que vemos é mais do mesmo.

    • Denys Volpe

      Vc quer que o iPhone te teletransporte para algum lugar ? Po!!!
      Estamos em 2019 o que todos os celulares de primeira linha tem são as mesmas coisas. O que muda é o sistema e um pouco a camera.
      Apple sempre quis ser diferente. Se vc vê o celular na mão de alguem vc sabe dizer se é apple, ja as outras não tudo meio copia chinesa.
      Achei feio as 3 cameras achei. Mas parecem ser melhores do que temos hj no mercado. Em março a samsung lança S11 com melhorias. Alias a Samsung a cada 3 meses lança um aparelho.

      Nego cria muito sonho de tecnologioa. Segura a emoção amigos.

      Apple tem o melhor sistema disparado do mercado a anos. E cada ano mais preocupada em criar otimos serviços do que da um tiro no pe com iphones cheios de tecnologias que nem existe ainda.

      Exemplo Samsung e a chinesa la com celular dobravel. Uma bosta!!

      Segura a emoção e se não tem $ não atualiza o celular. Pq o que temos hoje já é bom pa caramba!!!

      Ai vou ir para Samsung. Mimi do cacete!!!

      • CarlinhosDOWN

        Pior que TODO o ano é a mesma coisa, mesma ladainha.
        “Se a Apple não revolucionar no iPhone 6 eu migro pra Samsung”
        “Se a Apple não revolucionar no iPhone 7 eu migro pra Samsung”
        “Se a Apple não revolucionar no iPhone 10 eu migro pra Samsung”

        Isso é papo de ovelha que se fascina com marketing.
        Tanto modelo com Android muito melhor que a bosta da Samsung, que enche o software de lixo.
        Quem entende mesmo de Android, não escolhe Samsung nem de graça.

        • Michael de Santa

          Já usei diversas marcas com android, mas até hj o da samsung é o que deixa o aparelho mais completo para o meu uso. Android puro foi o pior que testei por falta de recursos.
          Esse de migrar pq não revoluciona é bobeira, todos se encontram no “msm lugar”.

    • Michael de Santa

      Num mundo onde todos os “celulares” fazem a msm coisa a beleza acaba fazendo diferença na hora da compra.
      E convenhamos, a cada dia que passa a traseira de todos os aparelhos tem sido pioradas.

  • Caio Bessa

    Maravilha de artigo, mas me incomoda o fato de um blog tão profissional como o de vocês não creditar as imagens. Vi vários prints do video do Marques Brownlee (MKBHD) sem os devidos créditos.

    • Tem razão, Caio.
      Nós sempre creditamos as imagens, mas neste artigo, devido à trabalheira que deu para montá-lo, os créditos acabaram ficando de lado. Mas isso foi corrigido, obrigado.

      • Denys Volpe

        Galera chata hein!! PQP hahahahah

        • Luis Gustavo

          Não Denys, a César o que é de César… Tem que reconhecer o trabalho de quem fez

        • Caio Bessa

          Existe uma coisa chamada “reconhecimento pelo trabalho dos outros” que talvez você não entenda ou não se importe. O próprio blog se retratou, vê se aprende, Denys 👍🏻

          • Denys Volpe

            CHATO!

      • Saulo Benigno

        Falando em imagens, os vídeos aqui (quicktake) não abriram, estou no Chrome no Desktop.

        • Pois é.
          Infelizmente o Chrome e o Firefox não aceitam a incorporação que o Safari aceita e que fica perfeita no artigo (por funcionar como um GIF, com um arquivo muito menor).
          Prefiro deixar assim e dar uma experiência otimizada para quem visualiza no iPhone/iPad/Mac do que baixar a qualidade da experiência para todos.
          As imagens citadas não influenciam diretamente na compreensão do conteúdo. 😉

  • Caio Vitor Santos

    Na especificação IP68, alguém poderia me dizer, por favor se realmente fez o teste “usando” ele na água, piscina, etc. Tem q ter algum cuidado especial, tipo ao sair da piscina, dar uma enxugada ou algo assim?
    iLex, dá pra fazer um artigo ou testes nas situações suportadas pelo IP68?

    • Piantino

      Amigo meu usou um iPhone 8 na piscina… 1 mês depois a câmera apresentou problema (fotos embaçadas, hoje já não funciona mais.

    • AndreRF

      Eu fiz um teste involuntário com ele na água, meu celular não ficou 10 minutos dentro da água e no máximo a 50 centímetros de profundidade. Dois dias depois ele começou a apresentar diversos problemas (câmera embaçada com água, face ID parou de funcionar, o 3D touch funcionava a qualquer toque na tela).

      Mas minha maior decepção foi que apesar de ser IP68 a Apple não cobre danos causados por água. Tive que fazer uma troca paga para não ficar sem meu aparelho.
      Resumindo, ele não é a resistente a água e por isso nunca molhe seu aparelho intencionalmente. Como me disseram na assistência autorizada, ele é resistente a respingos.

      • BS

        Muito estranho a Apple adotar esta conduta. A norma IEC 60529 que classifica os graus de proteção IP deixa claro que IP68 é protegido contra imersão continua em água… Se na especificação do aparelho está como IP68, ele obrigatoriamente pode ser usado submerso… Se deu problema, Apple deve ser a responsável… Talvez esses argumentos baseados na Norma torna obrigatório o reparo pela Apple. Senão não coloca que é IP68 poxa….

        • CarlinhosDOWN

          Acho (e é só um achismo mesmo, não vi isso em nenhum lugar) que o medo da Apple é a longa duração dos aparelhos dela.
          A vedação contra líquidos resseca com o passar do tempo e depois de alguns anos a proteção diminui (isso em qualquer eletrônico com esta especificação). Acho que ela faz isso para se proteger de alguém que, depois de 3 anos que comprou o aparelho, entra na água e o celular estraga porque a vedação ressecou.

          • BS

            Mas até onde eu sei, nem na garantia eles cobrem, o que épior ainda…….

        • Luis Gustavo

          O certo é colocar na justiça mesmo

    • Lucas Siqueira

      Nunca molhe seu iPhone. Eu já perdi dois iPhones X porque molhei. É um absurdo isso, hoje eu não deixo nem no banheiro enquanto estou tomando banho. O melhor é que a garantia está pouco se importando com isso, eles apenas falam que não tem reparo e que foi por mau uso. Um absurdo completo.

    • Vixi, então sou excessão! Sou fotógrafo e ja fiz diversas fotos com iPhone X, inclusive debaixo de cachoeiras, e ate hoje fundando tudo de boa!

      • iCardeX

        Eu também mergulhei numas 4 cachoeiras… o iPhone esta vivinho da Silva.

    • Walter Viana

      Jamais submeta seu iPhone à água, até mesmo na garantia a troca é recusada pela Apple se ele tiver sido molhado. Em uma análise bastante superficial a assistência “confere” uma fita na gaveta do chip, se a fita estiver vermelha já falam que a Apple não cobre danos causados por líquidos e recusam o reparo/troca pela garantia. É lamentável e absurdo divulgar resistência à água e não cobrir eventuais danos, assim como é propaganda enganosa.

  • Hugo Medeiros

    Excelente artigo. Muito claro e detalhado.
    Mas cada vez mais acredito que o melhor custo benefício seja o Iphone 11.
    Sinceramente, não vi nada no Pro que justifique os 300 dólares a mais. Paga-se quase 50% a mais por uma câmera teleobjetiva, acabamento diferente e carregador rápido.
    Apesar de amar fotografia, e prezar muito pela qualidade das fotos, uso pouco o zoom no Iphone. A grande angular acho que será bem mais útil. E se de vez em quanto tiver que dar um zoom digital de 2x, considerando os 12 megapixels, a perda de qualidade vai ser muito pequena.
    Alguém viu vantagens reais em pagar tanto dinheiro a mais para pegar o Pro?

    • Concordo. As diferenças entre os dois modelos não justifica o preço, se formos considerar especificamente o valor para comprar um.

      Eu uso bastante o zoom ótico (2x), então acho que vou preferir permanecer com meu XS Max.

  • Caio Xaua

    Algum rumor se haverao novos modelos do iPad pro (sem ser esse anunciado neste evento) lançados no evento do final do ano? Tava querendo comprar o de 11” mas to com medo da apple lançar um modelo novo

  • Meu comentário mais detalhado e com exemplo foi censurado 🙁 mas resumidamente não confio muito nos gráficos de desempenho da apple perante aos concorrentes, acho que no geral o iphone é o melhor em estabilidade e afins, mas não é tão mais rápido e poderoso que os demais no cotiano, não tanto quanto a apple vende.

  • Boa tarde!
    Não vai ser possivel compras nso EUA a versão compativel com o 4g braasileiro?

  • João Paulo Brugnara

    Muito bom o artigo! parabéns!

    Estou indo para os EUA em novembro. Vou comprar 2 iphones e 2 apple watch. Confesso que estou com uma dúvida cruel, pois não sei se vale a diferença de preço, o que acham?

    Vamos lá:
    Iphone 11 pro (256gb) – usd 1149
    iphone 11 (256 gb) – usd 849

    Apple Watch 3 (42mm) – usd 229
    Apple Watch 5 (44mm) – usd 429

    Diferença (para 2 und de cada) de 1000 dolares!!! E agora? qual a sugestão?

    • Hugo Medeiros

      Eu compraria Apple Watch 5 (44mm) e iphone 11 (256 gb). Acredito que seja o conjunto com melhor custo benefício.

    • Rodrigo Cunha

      Bem, estou com a mesma dúvida. No meu caso será o meu e o da minha esposa.
      Eu não uso mais do que 64gb, e minha esposa não mais do que 128gb.
      Então a duvida é:

      Eu
      iPhone 11 64gb – 747,93 usd
      iphone 11 pro 64gb – 1068,93 usd

      Ela
      iphone 11 128gb – 801,43 usd
      iPhone 11 pro 256gb( Por não ter 128) – 1229,43 usd

      Considerei os preços com os 7% de tax.

      Quanto ao apple watch, eu tinha o 4 e ela o 3, vendemos devido a viagem.
      Te confesso que o 4 é bem superior ao 3, na minha opinião. Então iremos comprar o 5 sem 3g.
      Estamos cogitando comprar o 4, dependendo do valor que achar por lá, ou ebay, amazon (algo semi novo ou mesmo novo).

      Abraços!

  • Jean Reina

    uma enquete para saber a cor preferida do 11 e e 11 pro cairia bem

  • Wallace Júnior

    iLex, seria muito bacana se vocês fizessem um artigo falando sobre estratégias e avanços da era Jobs e agora da era Cook. Colocando em comparação. Sinceramente esse papo de Jobs não aprovar já cansou demais: o cara morreu faz 8 anos e em todos eles a Apple não deixou de crescer. A decisão estética do Notch e dessa câmera fogãozinho não parece ser apenas estético. Cite um celular com essa disposição de câmeras, ou então com este Notch antes dos RUMORES do iPhone X. Isso, por exemplo, é uma estratégia de Cook. E, pelo visto, tem dado certo pra caramba.

  • Danillo Passilio

    “Como se esperava, o iPhone 11 Pro vem com carregadores mais potentes dentro da caixa. É o mesmo que aquele do iPad Pro, com conector USB-C. Mas para conectar no iPhone ainda é preciso um cabo com a outra ponta sendo Lightning. A vantagem é que o carregamento é muito mais rápido.”
    Eu li errado, ou o iphone não vira com o cabo usb-c – Lighting?

  • rafael_rs

    Atualmente com um iPhone 8, quase migrando para um SE, kkkk. Só irei comprar um novo iPhone quando: 1. Acabar com aquele recorte na tela (notch); 2. Voltar o Touch ID

    • FT05

      Estou pensando em trocar meu 8 pelo modelo plus.

  • Reinaldo

    ILex, se eu comprar o iPhone no dia 13, qual o prazo máximo para a retirada na loja? Só chegarei em NY 12 de Outubro.

  • André Pelegrini

    Uma coisa básica que eu esperava nos novos modelos e até hoje não sei o porquê da limitação: alternar as câmeras dianteira e traseira enquanto se está no meio da gravação de vídeo. Talvez a limitação seja por conta das qualidades diferentes, mas podia ter essa opção, no WhatsApp vc consegue fazer isso.

  • Robson

    Parabéns pelo artigo, mto bem explicado.
    Saudade da época que a Apple era inovação, estamos atrás da samsung.

  • Diego Andrade

    Em resumo, nenhuma melhoria significativa ao usuário final. Vejo um monte de números que não convence o investimento. E aparentemente (aleluia) teremos um iPhone que dure tanto quanto um android.

    De quebra vale mencionar que o XR continua sendo o melhor custo-benefício da apple.

  • Legalizado

    esses ip67 ip68 não resolve muito pq se tu tira uma foto na piscina que seja e entra água no aparelho já era não consertam, estou com um processo rolando contra a Apple por conta disso, ganhei a primeira instancia mas recorreram, vamos ver no que vai dar

  • Leandro Giuriollo

    Olá pessoal, desculpe reviver este tópico.

    Alguém já comprou o iphone 11 nos EUA e trouxe para o Brasil? Estão notando muita diferença na velocidade do 4G?

    Obrigado,

  • Júlio Liza

    Uma dúvida: o compartimento das câmeras é de vidro ou safira???

  • Paolo Chá

    Boa noite, alguém sabe se o iPhone 11 pro max vira a tela de início igual aos iPhones plus, pois não consegui essa informação!!!!

  • Mari C Fernandes

    Pessoal, qualquer aparelho iphone 11 pro, comprado nos Estados Unidos, funciona aqui no Brasil? (Conexao) Alguem comprou e funciona bem?

Back to top button
Close