Vídeos

Comercial da Apple destaca o poder de fazer compras usando o Face ID

A Apple começou a divulgar um comercial enfatizando o fato que o seu sistema de pagamentos, o Apple Pay, poder ser autenticado com o rosto do usuário, usando o Face ID. No vídeo, um rapaz compra o que gosta apenas olhando para o objeto.

Confira:

(detalhe para a referência ao filme «De Volta Para o Futuro» na cena da poltrona)

É impossível assistir ao vídeo e não imaginar no final o tamanho da fatura do cartão que vai chegar no mês seguinte para este rapaz.

Por isso, vamos aproveitar a oportunidade para transmitir um pouco de educação financeira: nunca crie gastos e prestações excessivas no cartão de crédito que possam comprometer seu orçamento pessoal. 😉

* A música do vídeo é a Back Pocket, de Vulfpeck.

Tags
Mostrar mais

iLex

Robô virtual que tem como missão organizar o site e ajudar leitores. De tempos em tempos ele desvirtua e tenta fazer outras coisas, mas nada que um hard reset não resolva.

Artigos Relacionados

  • alejandro

    Não vou gastar, não vou gastar, não vou gastar
    Nossa que brusinha linda preciso dela 😂😂

  • André Pelegrini

    Finalmente as propagandas estão voltando a ser bacanas

  • Wellington Ferraz

    A Diferenca que o poder do Americano vai mais alem do que o nosso, por isso essa toda “Ostentação”

  • Alan Alarcon

    Minha esposa tem o samsung pay e os estabelecimentos em que ela tenta usar simplesmente se recusam até mesmo em tentar passar. Fico pensando se com o Apple Pay não vai ser a mesma coisa.

    • Geralmente quando a Apple adota alguma coisa, isso é bem mais divulgado porque todo mundo começa a falar disso. Então acredito que vai até ajudar a divulgar mais este tipo de pagamento.

      • Alan Alarcon

        Pode até ser… Mas penso que vai ser restrito a tão poucos cartões e bancos que tenho minhas dúvidas se vai pegar mesmo.

        • Leonardo Negrisoli

          é o preço da transição… vamos ter que insistir e fazer o treco pegar

        • Gaius Baltar

          Pelo o que entendi será lançado no Itaú, maior banco daí não é? Então não deve ser algo tão restrito.

  • Raphael Murta

    iLex, seria interessante quando colocar os videos da apple, se possível, colocara a referencia musical, pra gente saber qual musica foi utilizada no video, abraços.

    • Rafael Oliveira

      você pode usar a siri falando “shazam” ou “o que está tocando?” e ela vai te dizer a musica 🙂

      • Raphael Murta

        Sei disso, falei mais por praticidade mesmo.

      • Erick

        E quando a gente tá assistindo o vídeo no próprio iPhone e quer saber o nome da musica?! Tentei usar a Siri do relógio mas ela pede pra “continuar no iPhone” 🤦🏻‍♂️

      • Renan Lucena da Cruz

        Não sabia do “shazam”……….bacana! Valeu.

    • Excelente sugestão. Nem sempre eu lembro disso.
      Música incluída!

  • Estan Duarte

    Agora que percebi que esse toque viciante de compras do iOS 11, é um tinido de moeda kkkkkk

  • Johnny Mallenge

    Bom, independente da propaganda, a tecnologia é realmente sensacional. Muito mais eficaz que o TouchID, funciona no escuro e é mais prático. Inclusive a nova interface sem o botão também é melhor. Responde melhor que puxar a tela de baixo pra cima no iPad. Muito satisfeito.

    • Leonardo Negrisoli

      n sei se posso dizer q eh mais prático… meu touchID nunca falhava, funcinava no escuro tbm e eu n precisava posicionar minha cara em frente ao celular quando ele ta apoiado na mesa pra desbloquear.
      Enfim… é bom, mas ainda acho que o TouchID me dava menos trabalho

      • Chengdesigner

        Tente desbloquear com o dedo molhado ou com luvas

        • Leonardo Negrisoli

          Usar com luvas é meio fora de contexto… é tipo eu falar pra vc colocar uma máscara pra usar o FaceID.

          Com as mãos molhadas tinha problemas mesmo, mas a incidência de erros do FaceID frente ao TouchID é mto maior pra mim

  • Carlos Eduardo

    Se eu comprar o iphone x irei apenas olhar as coisas mesmo em decorrencia do valor do iphone x. =(

    • Gaius Baltar

      Não faltou uma vírgula em algum lugar da frase?