Apple

Hoje foi inaugurada a primeira iOS Academy, na Itália

Inaugurou-se esta manhã a primeira iOS Developer Academy, uma faculdade patrocinada pela Apple para desenvolver jovens programadores na linguagem Swift. O objetivo é fazer com que surjam cada vez mais aplicativos de qualidade na App Store.

A cidade de Nápoles, na Itália, foi a escolhida para abrigar esta primeira experiência (que em breve deve ser implementada em outros países). Apenas 200 estudantes foram selecionados entre 4.000 inscrições, e serão divididos em duas turmas; uma inicia em janeiro de 2017 e outra em junho. Serão ao todo 9 meses para se tornar um desenvolvedor de aplicativos para iOS e macOS.

O projeto é financiado pela Apple e pela Universidade Federico II. Cada uma investiu 6 milhões de euros para dar vida ao projeto.

Para participar, é preciso ter até 30 anos de idade. O curso é gratuito e há bolsas de estudo para quem vem de outra cidade ou país. Para saber mais detalhes sobre o projeto, confira nosso artigo anterior.

via melamorsicata

Tags
Mostrar mais

iLex

Robô virtual que tem como missão organizar o site e ajudar leitores. De tempos em tempos ele desvirtua e tenta fazer outras coisas, mas nada que um hard reset não resolva.

Artigos Relacionados

  • Gente, inaugurar é VTD. O título da matéria está muito feio assim, pois deixou o erro muito na cara, “gritando”. Seria melhor escrever “Inaugurou-se” ou “Foi inaugurada”.

    O erro repete-se o texto também.

    Ah, e a mesma construção acontece em “uma inicia em janeiro de 2017”. Seria correto “inicia-se” ou “terá início”, ou ainda “será iniciada”, pois iniciar também é VTD.

    Podem apagar o comentário depois de lerem. 😉

    Abraços.

    • Leonardo Antonio

      tendi

  • Li em algum lugar que seria mais difícil ser admitido nesse curso a ser aceito em Havard. ?

    • Francisco Veiga

      4.000 inscritos e 200 vagas? Se for isso, não achei nada difícil…

      • O processo de seleção passa também pelo crivo da Apple, que determinou a adoção de determinados parâmetros para a admissão de candidatos. Acredito que matemática vá bem além da simplicidade de calcular 4.000 inscritos pra 200 vagas.

        • Francisco Veiga

          Mas todas as universidades de ponta tem processos complexos de seleção, não só da Apple.
          E mais ainda se formos pensar em concursos públicos.

          • Se formos analisar porcentagem pura, é mais fácil entrar em Harvard que ser guarda de prisão da Califórnia. Isso não significa dizer que o processo de Harvard seja mais fácil que o de guarda prisional. Então, análise pura de números computando candidato por vaga não é parâmetro suficiente pra se concluir se a admissão é fácil ou difícil, apesar de ser um norte. Concurso público brasileiro são outros quinhentos…