Notícias

Testamos o serviço OnAir da TAM, que permite usar o celular em pleno voo

Em agosto deste ano, a ANAC (Agência Nacional de Aviação Civil) autorizou o uso de sistemas de celulares a bordo de aviões nacionais. A TAM foi a primeira a implementar o serviço no país e gentilmente convidou o Blog do iPhone para testá-lo. E a gente gostou do que viu. 🙂

Em um primeiro período de testes, apenas o voo JJ-3501 possui os equipamentos para disponibilizar o serviço. Ele parte de Guarulhos para Porto Alegre, Recife, Natal e Fortaleza. A partir de 2011, mais rotas domésticas contarão com a tecnologia.

Mas não é em todo o momento que o uso do celular é permitido. Como de costume, na hora do pouso e da decolagem, todos os equipamentos eletrônicos devem ser desligados, inclusive os telefones.

O painel de avisos para os passageiros ganha um símbolo a mais: é o de ‘desligar celulares‘, e só se apaga quando a aeronave alcança os 4 mil metros de altitude.

Neste momento, um aviso por vídeo indica que o OnAir está ativado:

A partir daí, já é possível ligar o celular, sem precisar estar em modo avião. Depois de um curto período para pegar o sinal (que pode levar de 2 a 3 minutos), as barrinhas de rede aparecem e um SMS avisa que você já pode receber e realizar chamadas.

Independente de qual seja a sua operadora, no aparelho ela aparecerá como OnAir. Isso porque o serviço funciona como uma retransmissora de sinal e por isso, toda a comunicação é considerada como roaming internacional, mesmo que o avião esteja no espaço aéreo brasileiro. Para poder ligar durante o voo, você primeiro precisa habilitar o roaming com a sua operadora antes de embarcar, caso contrário seu celular não irá funcionar. Também precisa usar o formato de números internacionais (prefixo +55, sem o código da operadora).

A TAM não cobra nada pelo serviço OnAir, mas os custos com o celular são os mesmos que se você estivesse usando o seu número em outro país, ou seja, paga até mesmo se alguém lhe ligar. O cartão informativo no bolsão da poltrona possui uma lista de preços praticados pelas 4 principais operadoras nacionais.

Abaixo reproduzimos os preços aproximativos presentes na tabela. Como eles são calculados em dólar, podem variar de acordo com o câmbio do dia.


Preço por minuto de chamada

Além do serviço telefônico, é possível também se conectar pela internet, por rede GPRS (aquela da bolinha). Mas pelo menos em nossos testes, a velocidade foi realmente lenta. Infelizmente o serviço OnAir da TAM ainda não disponibiliza rede Wi-Fi interna, o que seria perfeito.

Sim, perfeito, porque de resto o avião é ideal para quem anda sempre com os seus gadgets. Embaixo de cada encosto de braço, uma tomada 110V está disponível para recarregar celular, laptop, iPad ou o que quiser. 🙂

Um detalhe importante: o iPhone não permite a conexão a dados por roaming internacional a não ser que você habilite a função em Ajustes > Geral > Rede > Roaming de Dados. Sem isso, você não consegue se conectar ao GPRS (o que é bom para quem não pretende usar involuntariamente o serviço).

Ao contrário do que muitos de nossos leitores temiam em nosso último artigo, não houve problemas de pessoas falando alto ou perturbando os vizinhos com conversas ao telefone. Todos foram bem discretos e em nenhum momento escutamos sons de telefone. Tudo foi muito calmo e tranquilo.

Confira o vídeo do primeiro voo do sistema, realizado no final de outubro deste ano:

Sem dúvida o serviço veio para ficar, pois é um enorme diferencial em relação aos outros voos. A tomada elétrica disponível e a possibilidade de fazer ligações de dentro do avião são confortos muito bem-vindos. É claro que devido ao custo do roaming internacional, não é algo que permita ficar todo o trajeto falando ao telefone, mas para resolver situações de trabalho ou até familiares antes de chegar (para quem está disposto a arcar com os custos disso), é uma mão na roda.

Agora é esperar que este benefício ganhe outras rotas (inclusive para fora do país). Também torcemos para que o serviço disponibilize no futuro uma conexão Wi-Fi com a internet, como algumas companhias internacionais já fazem com o mesmo equipamento.

Agradecemos à TAM pelo convite e pela oportunidade de testar este ótimo serviço. De nossa parte, ele está aprovado. 😉

Tags
Mostrar mais

iLex

Robô virtual que tem como missão organizar o site e ajudar leitores. De tempos em tempos ele desvirtua e tenta fazer outras coisas, mas nada que um hard reset não resolva.

Artigos Relacionados

  • Marcio

    O que faz falta realmente é a rede wifi!

    • Fábio Alencar

      O que faz falta realmente é a rede wifi! [2]

      • Jefferson

        (4)
        (5)
        (….)

        • Anderson

          O que faz falta realmente é a rede wifi! [∞]

  • William

    Que legal. Uma grande novidade a nós brasileiros…

  • krikaoli

    Que show! Só as tomadas já vão quebrar um galho fenomenal!

  • JanjaBoy

    iLex, 4 mil kilometros de altitude ?
    4 kilometros ou 4 mil pés. 😉

  • francisco junior

    o unico defeito é que ele se conecta com roaming internacional… mais o resto é bom…

    • francisco junior

      ah esqueci, para completar só falta wi-fi

    • Eduardo

      Não é defeito, TEM QUE SER CARO MESMO.

      Não quero avião se transformando em ônibus, com monte de gente gritando, falando no celular, ouvindo música sem fone.

      Tão tirando um dos poucos confortos que existe no avião, que é não ter nenhum otário falando no telefone do seu lado.

      • Diogo Rocha

        Concordo com vc, Eduardo!

      • Gabriel dos Santos Pinheiro

        Concordo também! E digo mais: Não é um serviço para ser usado livremente! É um serviço para raras ocasiões! Quem pode usar, terá grana para usar! E vamos combinar, em um voo você poder dormir, ouvir música ou fazer outras coisas, não é TÃO necessário assim!

      • andre

        realmentee rapaz, de acordo! aviao eh um sussego, agora busao, nesse pais de mal educados, eh complicado andar em paz!

  • Ricardo Barnabe

    ILex vc chegou a ultilizar algum serviço com o Skype ou ate mesmo FT?

    Afinal no exterior o que manda e fazer um plano de dados no pre e ir falando

  • ze

    É…. nem queria fazer ligações, só queria essa tomada em todos os aviões…

  • Primeiro, parabéns a TAM, que está sempre inovando.
    Uma ideia, que já pode ser feita, é a Televisão a bordo, como acontece nas companhias dos USA,
    e também, outra melhor ainda é o Wi-Fi no voo.

    Parabens a todos

    • andre

      a AZUL tem tv via satelite a bordo. muito boa!

  • Mesmo assim ñ tiveram nenhum problema? Eu acho que esse post foi pago. Primeiro, o serviço é um teste, então logo deve existir algum problema, fica meio estranho ter colocado só o lado bom da coisa.

    • Obrigado por achar que é “matéria paga”. Isso quer dizer que o artigo está bem feito. 🙂

      Primeiramente, se fosse pago teríamos o respeito pelo nosso leitor de AVISAR que era pago.
      Faz assim, teste você o serviço e se tiver algo diferente do que falamos, aí você vem contar aqui, que tal? Daremos todo o espaço que quiser para isso.

      Enquanto você não testar, aconselho a não dar opinião sem saber das coisas. #fikdik 😉

      • Ótima resposta. E outra: por que a TAM faria testes para saber de está tudo funcionando corretamente, e pagaria alguém para falar que está ótimo? perderia totalmente o significado de um teste.

    • Alex iPilot

      Pela sua lógica, vc nunca viu alguma coisa ser testada e funcionar sem problemas… Acredite, basta fazer bem feito que funcionará…

      Obviamente, foi um voo de teste COM CLIENTES… Ou vc acredita mesmo que o serviço já não havia sido (exaustivamente) testado em voos anteriores, sem alarde, pela tripulação e pelos técnicos que o instalaram no avião????

    • JanjaBoy

      Cara, que puta conclusão!!!
      Só o lado bom, veja que o iLex elogia até a velocidade do GPRS. 😉

      • Bruno

        iLex não só elogiou velocidade do GPRS como a presença do wi-fi e o baixo custo da ligação! Rsrs… Cada um…
        Mas falando sério: não vai pegar, por conta do custo do roaming internacional. Pode até ser implementado em várias aeronaves, mas usar mesmo, só um percentual irrelevante de pessoas. Com este custo, a paz nos vôos continua garantida!

        • Concordo plenamente com você.
          Não é um serviço barato, logo, não será popularizado.
          Ainda não sei se isso é bom ou ruim, já que o que poderia ser um conforto para os passageiros, também poderia ser uma baita dor de cabeça.

          Vantagens:
          – Usar o serviço de voz e dados no avião
          – Preço alto do serviço

          Desvantagens:
          – Preço alto do serviço (rs)
          – Gente mal educada falando alto no telefone incomodando todo mundo
          – Gente mal educada usando o som dos aparelhos para ouvir música, ver vídeos entre outros sem o fone de ouvido, incomodando todo mundo
          – Gente mal educada com o celular tocando toda hora incomodando todo mundo

          • Gente mal educada usando o som dos aparelhos para ouvir música, ver vídeos entre outros sem o fone de ouvido, incomodando todo mundo

            Não consigo entender o menor sentido nessa sua frase. Isso não precisa de nenhum equipamento satelitar para acontecer, poderia já ocorrer agora, em qualquer avião.
            E, estranhamente, não ocorre. Bizarro, né?

    • Maria Martins

      Que cara pessimista. Xooooo

  • Henrique

    Nunca fiz uma viagem de avião… (ainda)

    Quando eu fizer, com certeza vou escolher a TAM!!!

    Meu iPhone 4 e iPad agradecem…

    • Alex iPilot

      Peço licença parafraseando o Janja Boy…

      Airbus? Não, obrigado, vou de Boeing… 😉

      (Henrique, TAM tem frota de Airbus, Gol tem frota de Boeing)

      • Daniel Zamora

        Aham, afinal Boeing tem sistema antigravidade, né? É cada um que aparece…

        • Alex iPilot

          Antigravidade (ainda) não mas pelo menos o piloto consegue desligar o “fly by wire” e pilotar o avião “no braço” antes que ele caia, hehehe…

          • Daniel Zamora

            Como você mesmo disse em outra mensagem, o sistema de controle mecânico existe, quem opta por não instalar é a empresa aérea, para economizar uns trocados (mínimos). Então, a “culpa” por não haver método secundário de controle, em caso de falha catastrófica do sistema fly-by-wire (fenômeno extremamente raro, ao contrário do que a mídia faz parecer) é primordialmente da empresa aérea.

            É mais ou menos como querer culpar a VW quando você se machuca batendo seu Golf sem airbags.

            Eu ainda prefiro voar nos Airbus novinhos da TAM (mesmo sem comando mecânico :)) a pegar um Boeing da Gol com o revestimento interno caindo na minha cabeça durante o vôo.

            • DVC

              Não, amigo… Não tem nada a ver com ter ou não um sistema secundário. Isso todo avião comercial tem…
              A diferença é que os Aibus tem um sistema que controla e corrige mais “possíveis erros” do piloto. Só que nem sempre isso ajuda.. às vezes atrapalha.

      • Já que tocou no assunto e você é especialista nisso, qual é a diferença, para o usuário, entre os dois? Vejo que há essa “rixa” em profissionais do meio, mas eu como usuário (e viajo bastante) não vejo diferença.

        • Alex iPilot

          Minha pilotagem é outra, é submarina, mas me interessei pelo assunto porque tive minha viagem naquele Airbus da Air France cancelada na antevéspera… Quando a minha empresa marcava viagem eu sempre preferia aquele Airbus “novinho e moderno” ao invés do 747 “caindo aos pedaços” que faz a mesma rota aos domingos…

          A Veja fez uma boa reportagem meses depois sobre o caso, com detalhes técnicos bem explicados. Os Airbus não vem de fabrica com o sistema mecânico tradicional para pilotagem. TUDO depende de software a menos que se pague pelo sistema mecânico como opcional (nem tão caro). A Air France não pagou. Segundo “fontes do meio”, o fenômeno dos tubos pitot que contribuiu para o acidente é relativamente comum, sendo “facilmente” contornado com o desligamento imediato do fly by wire dos Boeing. No Airbus da Air France os pobres pilotos passaram 4 minutos tentando assumir o controle do avião…

          O Airbus de Congonhas é outra historia parecida. Desculpe por desviar do tema.

          • É verdade, os Airbus tem esse “raro” problema, o sistema pode “achar” que determinada manobra é perigosa e não permitir o piloto assumir o total controle da Aeronave. O que foi feito pra segurança já quase causou (ou causou) acidentes feios, como um piloto que quase beijou o pão de açúcar certa vez…

            O sistema foi feito pra garantir que, se por exemplo, o piloto quiser virar o avião de cabeça pra baixo (como se todo piloto fizesse isso!), ele não conseguiria.

            Mas são aeronaves modernas e seguras! =)

      • Casemoder

        Gol?? A merd4 da Gol?? Não obrigado!

      • Marcus

        Eu nao viajo muito de avião, para falar a verdade, só foram 2 vezes (uma feita com a TAM e outra com a GOL / DELTA).

        Uma coisa que já tinha ouvido falar, e confirmei no vôo, é que a TAM tenta agradar melhor seus passageiros. Começa pelo tapete vermelho. Outra coisa foi o lanche, nao sei se é sempre assim, mas quando eu voei com a TAM, o lanche era um sanduiche, que por sinal achei muito gostoso. Já quando voei com a GOL, o lanche foi um simples pacotinho minúsculo de amendoim, quem quisesse algum lanche mais elaborado, tinha que pagar separado por ele. Alem desses algumas outras coisas mais simples, fizeram com que eu ganhasse preferencia pela TAM.

        • Aviador

          O que o Alex IPilot quis dizer sobre a Tam creio que tenha sido exclusivamente se referindo as aeronaves que ela utiliza. Nada contra a companhia.

          Eu prefiro as aeronaves da Boeing, amo elas, mas não quer dizer que goste da companhia aérea Gol. Gosto do atendimento da Tam, mas não de suas aeronaves.

          • Marcus

            Sim, eu entendi perfeitamente.
            Apenas copmentei sobre minha experiencia como usuario.
            Nao tenho nada contra a Gol, mas prefiro a Tam, e pra falar a verdade nao vejo muita diferença nos avioes Airbus e Boeing. Mas claro, isso porque sou um leigo total. Apenas usuario dos serviços.

      • JanjaBoy

        Alex, meu Pai é piloto aviador e compartilha com você a ideia de que o sistema tem que ser desligado e o comandante é quem voa. Ser “baba” de piloto automático, não.
        Tens um e-mail para eu te mandar umas histórias?

        Airbus?
        Não, obrigado!

        • Daniel Zamora

          Do ponto de vista dos pilotos, concordo plenamente com você. Mas infelizmente a tendência é eles peguem nos comandos cada vez menos. Há algum tempo já se ouve falar, inclusive, em abolir completamente os pilotos. Claro, coisa para um futuro distante, mas as discussões sobre a tecnologia necessária já existem.

          • JanjaBoy

            Economicamente falando tudo bem.

            Você sabia que a alunissagem foi na mão? Sabe que o computador que na época tinha incríveis 12k de memória, pifou e o Neil Armstrong posou na mão?
            Você sabia que as duas missões não tripuladas para Marte nos anos 90 bateram em solo marciano e se espatifaram?

            Você viu esse vídeo? (veja, é um Airbus)

            http://www.youtube.com/watch?v=TNsFDiX3cvM

            É, realmente quem tem c*, tem medo! 😉

  • Matheus

    Desculpem minha ignorancia, mas será que dá pra fazer ligações Voip com GPRS?

    • Como dito no artigo, Matheus, a velocidade GPRS se mostrou lenta demais para esse tipo de serviço. Mal deu para carregar o twitter, para você ter uma ideia…

  • Eduardo

    Nossa ate ki fim estão implementando isso no brasil.Agora aquelas viagens de seis horas no avião vão ser menos tensa! ;D

  • esses meninos criados com leite e pêra nao fazem idéia da tortura que é usar Gprs. rs.

    • Andre

      hhahaha leite com perâ … GPRS é zuado mesmo

    • JanjaBoy

      Cara, você é de Petrolina?
      A cidade está crescendo rápido, logo vai ter tudo de internet, se já não tem, acho.

      • Allison

        Quem é de Petrolina? EU sou.
        aehauehae

        Meu posicionamento sobre o artigo em geral, é que é uma otima posiçao, e nao acho que entra em questao ser Airbus ou Boeing, a questão foi sobre telefonia, sobre o serviço OnAir, que pelo que pareceu no relato do iLex, está muuito bom, inclusive pra um começo!

  • Nathan Cordeiro

    Muito legal o serviço, apenas uma correção, faltou letra maiúscula no “ele”:
    “Em um primeiro período de testes, apenas o voo JJ-3501 possui os equipamentos para disponibilizar o serviço. ele parte de Guarulhos …”

    • Ops! Arrumado, obrigado. 😉

  • Francisco Júnior

    Orra, legal cara.
    Facilitará muito nossa vida.

  • Julio Cesar

    PelamordeDeus heim, Dona TAM! GPRS já é horrível aqui no chão. Quem voa, normalmente possui 3G, pago por sí próprio ou pela empresa. Daí chega à bordo e encontrar GPRS para usar? Uma conexão discada daria de 10. Bem… pelo menos está no mesmo nível do lanche da Gol: goiabinha, amendoins e café morno.

    • Ricardo F Bega

      Nossa, é tão difícil elogiar?! A unica coisa que sabem fazer é desvalorizar…
      A respeito dos lanches, vc deve agradecer que ainda é de graça, pois fora do Brasil vc paga ou não come (exceto voo internacional, claro).

      • Tem uma empresa europeia que está tentando aprovar no parlamento a viagem de passageiros EM PÉ!
        Essa mesma empresa já cobra para usar o banheiro durante o voo…

        • Rafael Costa

          Eu li sobre isso! O desnho de como seria ASSUSTA! Se vocês verem uma passagem por 1 libra e a companhia for a Ryanair NÃO ACEITEM!!!!! #fikdik

          • Ela mesmo. Mas o parlamento europeu não quer aceitar, por achar que é forçar a barra demais. 😉

            • Moises Lima

              Eu viajei pela Ryanair em 2006, embora o avião seja abarrotado de gente, o espaço entre as poltronas reduzido, a passagem (comprada com antecedencia) custou menos de 20 euros. COM taxa de embarque!!!

              O dia q tiver passagens a esses preços no Brasil, eu viajo até pendurado na asa

        • Bruno

          iLex, senti um tom de desaprovação em seu comentário, mas não acha essa uma boa iniciativa? Vendendo lugares em pé, coloca-se mais passageiros na aeronave, reduzindo o custo por cabeça. Venderão, portanto, passagens ainda mais baratas, o que significa democratização/popularização do transporte aéreo. Pessoas são transportadas em pé em ônibus urbanos e metrôs e todos acham perfeitamente normal. Por que a implicância com avião? Com a ESSENCIAL diferença que com eles você escolhe se quer pagar mais barato para ir em pé, e também só compra quem quer, ninguém sai prejudicado. Pelo contrário, um pobre que não viajaria, passa a ter a opção.
          Não estou defendendo a empresa Ryanair (e sim a idéia), pois embora já tenha voado muito com eles, pagando de 1 a 10 euros na passagem, não vôo mais nem de graça, mas por outros motivos (poltronas duras, não reclinam, franquia de bagagem mínima, aeroportos distantes, etc).
          Outra coisa que precisamos mudar: economicamente, é ridículo pensar que é vantagem receber lanche ‘de graça’, pois pagamos compulsoriamente, de qualquer maneira, está no preço. É infinitamente melhor pagar só quando quiser comer, e ainda escolher o que quer! Mas preferimos ser enganados…

          (iLex, estou escrevendo do meu iPad que comprei UNICAMENTE por conta de seu post que sugeria não esperar o iPad2, que era minha intenção até então. Você me convenceu e hoje sou um homem feliz! Valeu!)

          • Anderson Adorno Mattede

            Meu caro, as passagens aéreas no Brasil caiu muito nos últimos anos, assim como a qualidade do serviço prestado. Hoje, pobre Ja pode andar de avião. So mão-de-vaca e pão-duro é que ainda prefere passar as ferias em casa. Não acho comum andar em pé nem no ônibus, nem no metrô, muito menos no avião. Portanto, não é o avião que tem que permitir passageiros viajando em pé. São os servicos de ônibus e metrôs que devem ser ampliados para que os cidadãos tenham o conforto que merecem.
            De qualquer forma, vou anotar seu e-mail, pra caso alguma empresa aérea fique maluca, te avisar que existem vagas em pé em um de seus vôos. E uma ótima viagem pra você e sua família.

            • Alan

              Só pão duro e mão de vaca? cara… acho que você não mora no Brasil né…

              A maioria da população, não consegue fazer viagem nem de busão…

              É cada uma que tenho que ler nesses comentários…

            • Bruno

              Anderson, quando leio um comentário como o seu, me dá um sentimento que se aproxima da dó:
              Dó pela dimensão da ignorância de propor um sistema de ônibus e metrô onde todos andariam assentados. Isto seria completamente inviável, não passa pela cabeça de nenhum engenheiro fazer isto nunca! E não só no Brasil, mas mesmo no mais rico dos países. Isto significaria quintuplicar o preço da passagem de metrô ou ônibus, o que é uma estupidez. Fora que não caberiam tantos metrôs nos trilhos no horário de pico.
              Dó pela limitação do raciocínio de não entender que, inclusive ao contrário de ônibus/metrô, só vai viajar em pé quem QUISER pagar menos para isso. Acho incrível alguém defender o ponto de vista de que se deve proibir uma companhia de oferecer uma opção para quem está disposto a pagar menos pela alternativa de viajar em pé. Quem pára pra pensar um pouquinho percebe que várias vezes no cotidiano ficamos 1h em pé, não há problema NENHUM. E, claro, você continuará tendo a opção de viajar sentado.

            • Bruno

              Anderson, e a questão também não é que seja só para pobre viajar. Aumentará a disponibilidade de lugares no avião. Portanto, quem já esteve numa situação de precisar embarcar urgentemente no próximo vôo, e o vôo estar lotado, pode encontrar uma vaga em pé neste, que tem mais lugares. Numa emergência eu enfrentaria 1h de vôo tranqüilamente para ir, por exemplo, de SP a BH.

            • Cris M.

              Aeronaves versus metrô e ônibus são meios de transporte diferentes. Aquelas estão mais sujeitas a manobras bruscas perigosas para alguém que não esteja sentado e com o cinto de segurança afivelado, exatamente por se deslocarem em velocidade muito maior que estes. Ainda bem que os legisladores europeus mantiveram o bom senso, nessa decisão, de valorizar a segurança física das pessoas, ao contrário de tantos exemplos que vemos atualmente.

        • Sinceramente.. eu já cansei de pegar ônibus lotado e ir em pé numa viajem maldita de mais de 2 horas… iria em pé no aviao numa ponte aérea numa boa se a passagem fosse baratinha assim! =P

          É claro.. com um mínimo de segurança pra não quebrar a cabeça no teto durante uma turbulência! rsrs.

  • Sidney

    Agradeço o ótimo serviço deste blog em suas matérias.Ele está em minha tela e ao menos 4 vezes ao dia faço acesso.Grande abraço

  • lagostinha

    no caso da utilizacao de pacote de dados tb sera cobrado como roaming internacional ou so o servico de telefone?

    • A operadora irá considerar que você está fora do país. Ou seja…

  • lagostinha

    outra coisa, pq so funciona gprs e nao rola edge ou 3g se esta sobrevoando o mesmo espaco aereo qu estivesse em terra?

    • Daniel Zamora

      Tecnicamente, não está. A conexão da aeronave é por satélite.

    • morihideki

      Pois as antenas das operadoras são voltadas para uso terrestre, ou seja, para baixo e não para cima, mas quem sabe em um futuro próximo eles não mudam isso em visto da grande demanda de ligações em vôos. E para alcançar uns 4mil metros de altitude tem que aumentar e muito a potência das antenas.

  • Tbolzani

    Parabéns ao blog pela matéria! Acho que hoje um wifi de qualidade seria até mais interessante que o sinal de celular. Porém, em se tratando de Brasil a iniciativa da Tam é louvável e indica que há chances do wifi vir em seguida. Isso se a ANAC deixar.

  • Rafael Duarte

    Excelente artigo, iLex. Pra ele ficar completo, você poderia ter colocado os preços que estavam no cartão informativo 🙂

    • É verdade. Estava previsto e acabou passando. Vou colocar já! 🙂

  • Marcos

    Grande armadilha… Isso sim! Pagar por roaming internacional é maior roubada. Esse tipo de serviço é “bonitinho, mas ordinário!”

    • Rferreira

      De certa forma Vc tem razão mas, usa quem quer, Ne?

      Imagine- se numa situação de emergência, vc nao usaria? 😉

      • Daniel Zamora

        E tem que ser caríssimo mesmo. Nossa sanidade em vôo agradece.

  • Gabriel Campos

    eu ja fiz um voo nos EUA com disponibilidade WI-Fi e nao é como eu imaginava, tem q pagar e é muito caro

    • Você imaginava de graça? E a qualidade do serviço, como foi?

      • Belmiro Amaro

        Já usei, paguei caro, mas o serviço me atendeu e bem para o que foi necessário. Uma twittada… um msn… Só pra passar uma inveja aos amigos que ficaram no chão. hehehe

      • Moises Lima

        Um amigo meu já fez uma ligação pra mim via skype de um aviāo nos EUA e funcionou decentemente…

      • Moises Lima

        Olha, essa “notícia” da tomada tá meio exagerada… A maioria dos vôos da TAM tem tomada, faz um bom tempo q eu não encontro um avião sem tomada na TAM…

        • Estranho. Eu sempre voei TAM e acho difícil encontrar tomada. E isso até em vôo internacional (só o último que tinha).
          Mas claro, eu voo na econônima, vai ver que é isso…

          • Bruno

            Econômica* 🙂
            iLex, somo dois.
            Eu costumo viajar de avião a passeio umas 6 vezes por ano ( 3 idas, 3 voltas ) e quase sempre é na Tam, e nunca vi tomada…

          • Murilo

            Eu presto Consultoria em Informática e viajo de avião em média 50 vezes no ano. Na maioria das vezes eu viajo de TAM e nunca vi um tomada sequer dentro dos aviões. Já fui 5 vezes para os EUA e nem mesmo em vôo intercional eu vi uma tomada.
            Como o iLex falou, preciso começar a viajar na primeira classe ou na classe executiva 🙂

            Abraços.

      • Camila

        Eu já utilizei o serviço de Wi fi da Delta numa viagem San Francisco – NY, viagem de quase 6 horas. Paguei 12 dolares para ter acesso a 24horas de internet. Não é caro de jeito nenhum. E ainda usei o skype para fazer ligações para os EUA e Brasil. Muito mais barato do que esse roaming internacional da TAM. Ah… e de NY peguei um voo pro Brasil e ainda consegui usar o wifi por mais tempo, enquanto o avião sobrevoava o espaço aéreo americano. A internet só caiu quando saimos dos EUA.

        • Correção: roaming internacional das operadoras.

  • Pelo menos voos internacionais possui telefone a bordo. É só passar p cartão de credito e fazer a ligação. Deve ser mais barato que roaming…

  • Sidnei Brito

    Alguns aviões da TAM têm tomada na poltrona .
    Já conectei o carregador do celu ali.
    Como sou,cabeçudo não me lembro qual vôo ,provavelmte era o A320.quando viajar vou perguntar a alguma comissária

  • Gabriel

    ILex, parabéns, o seu site está reconhecido, até convite da TAM.
    Continuem assim.
    Abraços!

  • Doctor

    Acho engraçado que quando se coloca o pé en um aeroporto, tudo dobra de preço. Uma coca é R$ 6,00. Um pão de queijo é R$7,00, e agora uma ligação é R$9,00…

    • Rodoviária é a mesma coisa, não? 😛

      • Belmiro Amaro

        Ihh, mas sempre vou a uma rodoviária quando vou viajar. Tô indo no lugar errado? hehehe

      • Leo

        Eu que moro aqui no RS e faço viajens (desculpa a grafia) com Wifi de graça, mas imagine uma internet que cai a toda hora, de 1mb ou menos, com umas 5 pessoas conectadas?

    • MarcioU

      Tomara que a NASA não coloque em seus vôos ,porque vai ficar caro pakas,..

  • Jaison Niehues

    Como outros já falaram aqui, deveriam focar na rede de dados e não de voz.
    Wifi onboard já.

  • Christian Tavares

    Hj até ônibus tem rede Wifi. Logo logo teremos nos aviões.

    • Legal. Quais empresas de transporte tem WI-FI em linhas regulares de ônibus?

      • Alan

        Piracicabana de São Paulo tem… viajei no trecho São Paulo -> Americana, conectado, serviço show de bola…

  • a claro sempre com os preços no Ceu neh! 😛

  • Jaros

    Aqui nos EUA ate os onibus de viagem tem WIFI, este tipo de servico realmente quebra um galho, agora os avioes aqui nao tem as tomadas igual o da TAM, isso foi muito bem penssado.

  • Vinicius Oliveira

    Durante varios voos que realizei nos estados unidos, todos os aviões da Delta airlines permitia o uso do celular e do Wi-fi. o problema é que o wi-fi era disponibilizado por uma empresa que combrava por seu uso nos aeroportos e aviões… e eles vendiam o uso diario, semanal, e mensal… porem o custo diario é relativamente caro, visando que o voos como estes duram em media duas horas e meia… mesmo assim é bom ver o progresso dentro do pais!

  • Diogo Lyra

    so uma coisa.. o voo nao sai de POA nao? acho meio estranho um voo sair de guarulhos, ir ate porto alegre, depois voltar pro nordeste…

    • Volta de POA até GRU e de lá, vai para o Nordeste… 😉

  • Marcos

    Acho q so o wifi ou internet mais rapida ja seria suficiente, ja daria pra resolver muita coisa com email (e SMS, com o whatsapp e pingchat). Pra mim é mais importante que chamadas de voz, ainda mais durante o vôo…

  • Felipe Hosang

    Muitos falam de custo e comparam com ônibus.
    Pessoal, esse serviço é pra quem esta precisando fazer tal tarefa sem perder tempo e não para ficar em redes de relacionamento postando que você esta falando de um avião.
    Muito menos ligar para dizer que esta chegando. Até porque essa tarefa pode ser muito bem executada horas antes como sempre foi.
    Deixe o serviço pra quem realmente precisa.
    E fiquei um pouco irritado quando alguem falou mau do Airbus, muitos falam demais e criticam, mas, cade aqueles que voam o Airbus e fala mau?
    Pois é…Muito fala fala…e disse que disse…

  • janisonjunio

    Algumas cidades da Inglaterra o transporte publico oferece wi-fi gratuitamente (sem falar dos onibus de viagem interestadual com tomadas e wi-fi) brasil vamo que vamo..

  • George

    Nossa!! Por esse preço cobrado parece ate castigo, e não um serviço. Ilógico esses valores cobrados pelas operadoras!! Difícil ser brasileiro!

    • Ricardo F Bega

      A Tam não tem culpa desses preços… são valores praticados pelas operadoras; então, se vc for para o exterior, independente do meio usado, e usar as operadoras daqui vc vai pagar o mesmo preço!

  • Guilherme

    Pelo preço prefiro ficar sem usar sauhasuh

  • Marcos

    A tomada é o melhor de tudo, rs…

  • Bem legal a materia!
    O valor de 100 kb fica em R$3,30 mesmo se eu tiver um plano de dados ou so irá cobrar se eu estiver usando o adicional (dps de exceder o que possuo) ?

    • Mesmo. Nenhum plano funciona fora do país.

    • Anderson Adorno Mattede

      Seu plano de dados é para uso nacional. Internacional tudo é cobrado, meu amigo.

  • Eu só reclamo do preço caso o serviço não seja compatível com o valor pago. Vocês querem algo de qualidade e não querem pagar por isso, assim fica dificil.

  • Cara por esses preços aí é melhor que nem funcionassem rs, bom mas já é um avanço! com um tempo isso irá ser barato e comum.

  • Joe

    Bem bacana mesmo que a Tam tenha começado à disponibilizar este serviço à bordo. Mas o que seria realmente o máximo é ter wi-fi em pleno vôo.
    Estou neste exato momento à bordo de um vôo da Virgin America que já tem o serviço de wi-fi em seus vôos dentro dos Estados Unidos, e o que é ainda melhor, de graça agora no período das festas de final de ano. Aliás quem tiver a oportunidade, eu recomendo 100% a Virgin America. Uma empresa realmente moderna e que nāo cobra caro por isso.
    Boas Festas à todos!!!!!

  • Lauro

    Como a Claro não resolveu ainda o problema de ativação do FaceTime, será no avião, por se tratar de roaming internacional, a gente consegue ativar o FaceTime?

  • Willian Sousa

    Caras, vcs entendem o que querem dizer … Quando não são os First, são os Professores … cada coisa …
    Voooooltando ao post, pelos preços serem altos, compensa sim, para quem pode, caso contrário, um SMS custa uma fortuna!

  • Caio

    Em voos internacionais, pelo menos nos airbus, nem todas as poltronas da economica possuem tomadas. Eh metafe delas apenas, o resto nao.
    Mas saiba que a tam eh uma das unicas do mundo que disponibilizam entreterimento a bordo em voos internacionais. Ja viajei de lufthansa e american airlines e nenhuma tem Tv nas poltronas (apenas 1 classe tem) e wifi/sinal de rede. Eh interessante como a tam faz isso, normalmente as coisas brasileiras tendem a ser porcas e mal feitas.

    Parabens para tam.

  • Brunolv

    Eu acho excelente os preços serem caros assim. Já pensou se fosse os planos normais e senta do seu lado aquele tipo de pessoa que gosta de falar bem alto ao telefone e usa o plano daqueles que só paga 25 centavos pela ligação? Ligar no avião é só pra emergência mesmo e não pra ficar batendo papo passando o tempo.

    Pra passar o tempo o ideal mesmo é o wi-fi pra mandar msgs, msn, skype, navegar, etc.

  • Bruno Sampaio

    Achei otimo essa iniciativa da tam. As pessoas aqui estao falando que preferem wifi inves de voz.
    Bom, esse eh um site de tecnologia, entao eh normal que as pessoas queiram usar mais internet. Mas nao acredito que seja a maioria. A maior parte das pessoas acho que preferem falar no celular, do que navegar na internet. Um passo de cada vez. 😉

  • Tomas

    Muito bacana !!!

    Ponto positivo para TAM. Gosto muito de voar com essa empresa.. Cada dia me surpreende mais.

    Gostei do fato de vir tomadas nas poltronas.

    Espero que a rede WiFi esteja disponível logo e com preços acessíveis.

    Abraços

  • Hugo

    Pra quem tem ipad nao vai fazer diferenca a tomada, ja que a bateria dura 10h.. Hehe

    Ah, alguem pode me tirar umq duvida? Comprei o infinity blade pra ipad, sincronizei com o itunes mas o jogon nao aparece na minha lista de jogos do programa e nao consigo passa-lo pro iphone… Comprei o jogo pelo proprio ipad. Como faco pra resolver isso e poder jogar no iphone?

  • A TAM tem tantos problemas para resolver… mas se importa mesmo é com os lucros e em cobrar valores caríssimos pelo serviços. O fato positivo de comprar caro é que os passageiros pensarão duas vezes antes de usar e não incomodarão os outros.

    • Bruno

      Ai ai… Mais um preocupado com o satânico “lucro”… Campeão, leia a reportagem, a TAM não cobra absolutamente nada pelo serviço. O ganho dela é em imagem. Quem cobra são as operadoras.

    • @Gabriel: argumento #fail. 😉

  • Nicolas Umaras

    Ninguém entendeu que o verdadeiro proposito é forcar as pessoas a desligrem o celular durante o voo?
    Brincadeiras a parte, numa emergência pode ser útil.

  • Vitor

    Melhor é usa o iPad dentro do avião, pq já dá para se distrair.

  • Luciano Vieira

    Muito bom!

    Só é uma pena que a minha operadora, a Claro, não queira que nós usemos o serviço, praticando tarifas tão altas em comparação às outras operadoras.

    Abra o olho, Claro…terminada a fidelidade, a gente vai embora mesmo!

  • Apenas informando: as tomadas elétricas, citadas, estão disponíveis em muitas aeronaves da frota da TAM, não estando restrita apenas a esta que possui o equipamento ON AIR.

  • Marcos

    Viajei de Gol mês passado Rio -Sao Paulo e tinha wi-fi disponível, protegido por senha. Perguntei a comissaria e fui informado que o pessoal de marketing estava a bordo testando o serviço e ele deve ser liberado em breve.

    iLex parabéns pelo Blog!

  • Saulo Benigno

    Sim e a qualidade da ligação de voz? Como foi?

    O Blog não teve condições de pagar por uma ligação para teste?

    Eu não vi falando nada disso. Fiquei curioso.

    • A qualidade foi como uma ligação normal na terra.
      Na próxima vez, por favor, não seja indelicado insinuando falta de dinheiro, pois foi infantil. Pagar 15 reais em uma ligação com roaming internacional felizmente não é um problema para este Blog.

  • Richard

    Apenas um avião da TAM possui o serviço ONAIR, um dos AirBus A321, matrícula PT-MXF que faz a rota Porto Alegre-Guarulhos-Recife-Fortaleza-Natal e somente os aviões mais novos da cia tem tomadas nas poltronas. Quando a empresa colocar o serviço ONAIR em outros aviões, os informo as matrículas das aeronaves e as rotas! 😉

  • vc ta brincando que o preço é 9 REAIS POR MINUTO. isso é serio?

    qual a vantagem dessa merda entao?!

    oloko meu.

    • Esta merda claramente não é para você. 😛

  • Ricardo

    “Apenas o voo JJ-3501 possui os equipamentos para disponibilizar o serviço.”
    Lembrando que isso é o número do vôo e não a identificação da aeronave (como já foi comentado acima!) Sendo assim nem todos os vôos JJ3501 vão ter o serviço!
    Mais, a GOL está com testes de Wi-Fi nos aviões, basta ligar o Wi-Fi no cel que já aparece em algumas aeronaves, mas estão só em testes e não navega ainda!
    Abs!

  • Patrick Idalgo

    Primeiramente um agradecimento ao post, e a iniciativa das empresas aereas em melhorar os serviços prestados aos passageiros, mesmo que todos digam que nao seja vantagem ou nao aprovem. Quanto ao pessoal e suas “richas” sobre qual companhia aerea e melhor, devemos levar em conta que a Gol, oferece um serviço inferior a Tam, mas se compararmos muitas vezes o preço, notaremos entao dai a diferença entre os serviços, e quanto a diferença de aeronaves acontece sim incidentes aereos com aeronaves e sempre aconteceu, mas vamos e convenhamos o pessoal que nao gosta de airbus ou boeing, na hora que precisa-se iria voar… Bom mais o que importa, se deseja viajar com conforto de preferencia a Tam, se voce esta em uma situaçao economica nao muito agradavel, prefira a Gol.

    E quanto a questao do WI-FI, e questao de tempo, afinal Brasil as coisas sao sempre demoradas.

    Ate..