Curiosidades

Flash deixa o novo Android 2.2 muito mais lento, segundo testes

Muita gente ainda não entende porque a Apple não permite a visualização de arquivos em Flash® no iPhone OS. Por que não dar a opção ao usuário para instalar ou não? A resposta é bastante óbvia: a quantidade de pessoas geeks, que se interessam em instalar coisas além do que vem de fábrica no aparelho é consideravelmente menor do que aquelas que compram o produto e já querem sair com ele funcionando desde o momento que o tiram da caixa. Aliás, este sempre foi o grande trunfo do Mac, um computador totalmente funcional assim que é plugado na tomada. É o famoso conceito plug&play (ligue e use).

A Apple é consciente de que, se tivesse colocado o Flash no seu sistema móvel, muitos achariam que os problemas que ele causa seria culpa do iPhone.

O novo sistema móvel da Google, o Android 2.2, resolveu cobrir esta “falta” (sic) do iPhone, permitindo rodar através de plug-in sites em Adobe Flash, o que fez fans da plataforma terem orgasmos de felicidade e decretar o “fim da era iPhone“. Mas a prática parece estar provando tudo o que Steve Jobs argumentou em sua carta aberta contra a Adobe. A tecnologia (ainda em beta) joga no lixo todo os esforços dos engenheiros da Google em fazer um sistema rápido e eficiente.

Veja um teste comparativo entre um iPhone e um Nexus One, com este último rodando o mais atual plug-in de Flash, o beta 10.1. O vídeo é em inglês, mas mesmo quem não entende o idioma, pode ver nas imagens as diferenças.

Alguns podem se perguntar: o Flash para dispositivos móveis ainda está em fase beta e pode ser melhorado no futuro? Claro que pode, sem dúvida. Mas o fato é um só: ele atualmente não está pronto para rodar em celulares. Negar isso é desconsiderar tudo o que se vê na prática. E pedir para que a Apple permita a implementação dele no iPhone OS é pedir também para que o iPhone fique mais lento, com o scroll de páginas (que é maravilhoso) fortemente comprometido. Eu não sei vocês, mas eu não quero isso para o meu iPhone.

Diariamente recebemos mensagens de pessoas que reclamam da forma com que “denegrimos” o Flash. Sinceramente, não precisamos disso, pois ele se denigre por si só. A intenção aqui é justamente a de defender o iPhone, que é acusado de tirano e fechado por pessoas que não entendem as razões por trás de tudo isso. A Adobe, ao invés de fazer campanhas caras a favor da liberdade e de colocar toda a responsabilidade nas costas da Apple, deveria melhorar seu produto, a ponto de que ele possa rodar em aparelhos sem comprometer sua performance. Todos nós ganharíamos muito mais. 😉

via

Tags
Mostrar mais

iLex

Robô virtual que tem como missão organizar o site e ajudar leitores. De tempos em tempos ele desvirtua e tenta fazer outras coisas, mas nada que um hard reset não resolva.

Artigos Relacionados