Notícias

Site TheMonkeysBall é colocado à venda

Apple quer barrar aplicativos crackeadosParece que o Zibri anda fazendo escola. O responsável pelo site TheMonkeysBall.com, que distribuia ilegalmente cópias de aplicativos da App Store e que foi fechado pelos advogados da Apple, anunciou que está vendendo seu domínio para não ter mais problemas judiciais.

O domínio atingiu pagerank 4 (aliás, o mesmo do nosso Blog), o que pode interessar a muita gente que compra domínios com interesse em visitas do tipo “paraquedas” (que chegam através do Google ou de links antigos), gerando assim pageviews extras.

The Monkeys Ball foi por muito tempo referência na distribuição ilegal de aplicativos

As ofertas podem ser feitas por email até o dia 14 de janeiro e a maior, leva. O montante mínimo aceito é de 200 dólares.

Muitos antigos usuários que esperavam ansiosamente pela reabertura do site ficaram indignados com a questionável atitude de seu proprietário, deixando comentários agressivos no post onde foi feito o comunicado.

Seja como for, foi uma vitória para a Apple. Pequena, porém, pois esse tipo de site, quando fecha um, abrem outros cinco.

Lembramos à todos que o Blog do iPhone não divulga e nem incentiva a distribuição de aplicativos crackeados da App Store. Por isso, pedimos a compreensão de todos para não postarem links nos comentários, reservados apenas para uma discussão saudável e madura sobre o assunto. 😉

[dica do leitor Vicente]

Tags
Mostrar mais

iLex

Robô virtual que tem como missão organizar o site e ajudar leitores. De tempos em tempos ele desvirtua e tenta fazer outras coisas, mas nada que um hard reset não resolva.

Artigos Relacionados

  • Thiago

    Embora de valor baixo, não acredito q o domínio tenha utilidade, a menos q o comprador seja um iphonemaníaco.

  • FranKiko

    "O domínio atingiu pagerank 4"
    O que é isso?
    Obrigado.

  • Ah, e obrigado por aceitar a dica.. 😉

  • Bah, agora que vi, já estão ofereçendo 300 dolares no site..

  • Sabata

    o da zibri tava 60.000 euros a última vez que eu vi…

  • OPaaa!!
    Eu vou comprar..
    Ae vc vai ver vai dar page rank 5;…
    xD
    Mais ae equipe do blog do iPhone.. seguinda essas ideias e essa “!moda” vcs nao querem me vender o blog?:P
    kKKkk

  • IParga

    Tambem queria saber, FranKiko…

  • huahuahuahuhauuahuauaa…
    Cara aquilo ali eu não queria nem de graça.
    O domínio anda muito sujo na praça já..

  • uhauahuahuua
    Q loko…
    os kra vão ganhar muito dinheiro vendendo esse site!

  • Agora aparece um selo lá dizendo que o site custa $1,150…

    hauhuaaa…que piada…

  • E se não conseguir driblar os advogados, paga uma multa ou pior, vai preso…heheh

  • Sem falar em processos sujando o seu nome..

  • Quem comprar vai ter feito um otimo negocio, se souber administrar e “dar nó” nos advogados (hospedagem no exterior e etc) o site pode ser estupidamente lucrativo. Juro que se eu tivesse mais tempo livre eu compraria o site!

  • Quem compra o site não compra junto os processos, a não ser que decida continuar a distribuir aplicativos craqueados. Mas se colocar outra coisa totalmente “legal” e que tenha a ver com o iPhone, poderá se aproveitar do sucesso do site para começar algo.

    Mas aí talvez tenha que enfrentar a Sega, que tem os direitos sobre o nome de seu jogo…

  • Sim, claro. Não falei que compraria os processos. Estava falando caso o comprador continuasse com a distribuição ilegal…

  • Sobre “TheMonkeysBall”? nah, a sega nao tem direito sobre o site, ele nao influencia de maneira algum o jogo, seria um processo suicida.

    Tem milhares de sites burlando o sistema legal (interesses) mundial, exemplos sao o pirates bay, mininova, no caso do iphone appulo.us, ihacks.rue mais algumas dezenas que eu encontrei durante as minhas peregrinaçoes buscando IPAs. Não é tão dificil burlar o sistema legal, se alguem ai estiver disposto a comprar o site eu dou umas dicas sobre como fazer, é impossivel estudar direito e não prestar atenção nas “falhas”.

    • O que me referi, SpellCat, é caso alguém compre o domínio pensando em fazer algo grande, não relacionado à coisas ilegais. Se crescesse demais, sempre teria o risco da Sega reclamar o nome. Ou você pensa que ela não registrou a marca “The Monkey Ball” antes de lançar seu jogo?

  • iLex, aconteceria o mesmo que com o site diablo3.com, eles nao tem o direito de fechar o site pelo nome. Eles tem direitos sobre o nome para produtos comerciais. Nos, fãs, temos todo o direito de criar sites, escrever para revistas, tatuarmos o nome em nossos braços ou pintarmos nossas casas com ele pois nao estariamos roubando o mercado da sega, concorrendo com ela ou constrangendo a marca de qualquer forma. Voce pode criar um site http://www.thesims3.com sem se preocupar com a EA processando voce. E mesmo se fosse possivel um processo seria contra o fornecedor do dominio por permitir a criaçao de um dominio com um nome protegido por lei. Não tem por que eles se preocuparem com a popularidade do site, ao menos em função do nome.

  • Patentiado, digo, "marca registrada" no caso. 😉

  • Han? hehehhe

    Eu discordo. Se envolver um nome de um produto ou empresa patentiados em alguma coisa suja, creio que eles têm o direito sim de suspender o site…

  • Digo mais,

    É a mesma coisa que uma pessoa usar a identidade de alguém pra roubar algo ou fugir do país…

  • Vicente, a patente do nome não da totais direitos sobre o nome, da apenas direitos comerciais sobre produtos com aquele nome ou que façam referencia a ele (em certo grau). Um site não se enquadra como um produto (nesse ponto), se voce seguir essa linha os milhares de sites com nome de jogos, marcas, produtos estão contra a lei, o que não é fato. Até por que isso limitaria nosso livre arbítrio de criticar marcas alheias, por exemplo se escrevermos um site falando mal de x marca por y motivos a marca nao pode pedir o fechamento do site, se os argumentos da critica forem plausiveis.

    Admitir que a sega poderia fechar o themonkeysball seria admitir que o proprio blogdoiphone está contra os direitos da apple, o que não é verdade!

  • Bom, eu não sou advogado e não estudei e na vardade nem quero estudar este caso. Eu apenas penso que se o site promove atitudes ilegais usando o mesmo nome, alguma coisa a empresa pode fazer…

    Não sei, não sou advogado, tão pouco analisei o caso. 😉

    Se voce por acaso tem estudo nesta área, esteja a vontade e partilhar conosco…

  • Não tenho, tambem não sou advogado, porem curso direito. Por atitudes ilegais talvez seja possivel, se constranger a marca ou associar a marca a algo politicamente incorreto, mas é complicado dar segmento a casos como esses pelo fato que os proprios servidores/dominios vão alem da soberania de um pais. Os EUA por exemplo pode livremente pedir o fechamento de um site com dominio americano e hospedado nos EUA, porem, o mesmo não se aplica a um site hospedado na russia por exemplo, ele teria que pedir autorização ao governo russo e suceder o site as penalizaçoes daquele pais sejam elas quais forem. Por isso é facil dar um nó no sistema legal virtual.

  • Pois é o que eu estou falando desde o começo. Que eu acho que a empresa, SE O SITE AGIR DE FORMA ILEGAL, pode fazer algo.

    Eu apenas não tinha certeza, mas você acaba de confirmar.
    Mas diga aí, você está cursando direito para posteriormente atuar como advogado?

  • É provavel que eu faça OAB, mas não sei se quero trabalhar como advogado, tenho mais interesse em concursos. Mas seria BEM dificil provar que o site constrange a marca de alguma forma, até por que é uma ótima publicidade para o produto da sega.

  • Publicidade*

  • Ótima publividade?
    Distribuir ilegalmente o produto?

    Sinceramente eu não entendo como um advogado irá se formar demonstrando apoio e influenciando as pessoas de que existem formas fáceis de manobrar OUTROS ADVOGADOS e sair impune de uma coisa completamente imoral e ilegal…

  • Vicente, ignorar os defeitos de um sistema e simplesmente fechar os olhos para ele não são uma resposta para o problema. De qualquer forma, não é necessariamente ilegal, o servidor esta sujeito as leis do pais onde esta localizado, se nesse pais cracks não são ilegais o site não esta em uma atividade ilegal, isso é uma questao de respeitar as diferentes culturas, nem tudo que é errado aqui é errado na india por exemplo. Não é uma questão de moral, mas de reconhecer que o proprio principio de certo e errado é influenciado pela cultura local, pode parecer ofensivo dizer “enganar o sistema legal”, mas isso se deve justamente a essas diferenças culturais e não a formas ilicitas de fazer as coisas. Justamente por isso os EUA não podem influenciar em servidores hospedados em outros paises sem a devida autorizacao do soberano local. Porem, se acham tão ofensivo o conteudo ao pais podem simplesmente não permitir o acesso ao site de computadores naquele pais, o que acontece em varios paises.

    E droga, fazendo direito voce nao vira advogado! fazer direito não da o direito de voce advogar, precisa fazer a prova da OAB para isso que é justamente um teste de conhecimento e etica profissional onde apenas uma pequena parcela passa.

    Publicidade pois o site tendo pagerank alto é visitado por um numero enorme de usuarios, independente do nome todos os que visitassem obviamente iriam baixar os jogos crackeados afinal foram ao site por isso, o nome apenas tornaria a marca mais populas, e se isso influenciar na venda de um jogo ja é lucro para a sega, não pode influenciar as vendas negativamente afinal, todos os que foram ao site em primeiro lugar estavam querendo baxar aplicativos crackeados.

  • “E droga, fazendo direito voce nao vira advogado! fazer direito não da o direito de voce advogar, precisa fazer a prova da OAB para isso que é justamente um teste de conhecimento e etica profissional onde apenas uma pequena parcela passa.”

    Foi justamente por isso que lhe perguntei se iria exercer o serviço de um advogado…

    Mas voltando ao assunto. Não é ilegal?
    Naquele país, talvez não seja então, como você mesmo disse. Mas e os direitos dos programadores e das empresas responsáveis pelos programas, some?

    Assim do nada: “Tudo bem ,já que é de outro país que não tem leis quanto ao crackear, nosso aplicativo pode ser crackeado a vontade…”

    É assim mesmo?

    D-U-V-I-D-O

    Mas vamos discutir não. Nem compete à nós analisarmos esse caso…

  • Vicente, é assim que sites como o thepiratesbay, o brasileiro filewarez e varios outros sobrevivem. Mas usar o nome do produto para fazer um site se enquadra na liberdade de expressao sobre a marca alheia, como eu havia dito os direitos autorais protegem o produto apenas em quesitos comerciais. Marcas possuem imagem, mas é um universo totalmente diferente, os direitos personalíssimos das marcas embora existentes não são tratados exatamente como os humanos, é muito menos danoso ofender uma marca que um ser humano. Criar um site “stephenHawking.com” pode gerar um processo, mas themonkeysball.com dificilmente vai ter fins juridicos.

  • Por mim acaba a enrolação aqui viu. Mais um post iLex… ^^

  • Idem, acho que nao vamos chegar a nada, ja ta virando até ciclico. Mas valeu, me fez pensar bastante! 😀