iOS

Chrome passa a permitir ser escolhido como navegador padrão antes do lançamento do iOS 14

Normalmente, funcionalidades exclusivas de novas versões do iOS só podem ser implementadas em aplicativos de terceiros quando a Apple libera o sistema final.

Isso porque os desenvolvedores precisam adaptar seus aplicativos com as novidades e só podem publicar na App Store quando o sistema for efetivamente lançado.

Porém, 2020 parece ser bem diferente do que qualquer outro ano.

A mais nova versão pública do aplicativo Google Chrome passou a permitir a escolha dele como navegador padrão do sistema, antes mesmo do iOS 14 chegar às mãos dos usuários.



Quem está testando a versão beta do iOS 14 já pode escolher o Chrome como navegador padrão do sistema.

Para isso, basta atualizar o aplicativo na App Store, normalmente como se faz com qualquer aplicativo normal. A opção então aparece nos ajustes do aplicativo.

Esta é uma funcionalidade exclusiva do novo sistema e mesmo quem baixar o novo Chrome, não terá acesso à novidade se estiver ainda no iOS 13 ou anterior.

É bem verdade que faltam agora poucas semanas para a versão final do iOS 14 ser liberada para o público, mas é a primeira que um app de terceiros consegue liberar uma função exclusiva para quem já está testando o beta do sistema.

Como isso é possível?


Autorização da Apple

A diferença aqui é que a nova função de navegador e programa de e-mail padrão no sistema não será para qualquer aplicativo. Somente para aqueles que a Apple autorizar, após uma profunda análise de segurança.

Por muitos anos, os usuários pediram que a maçã liberasse a possibilidade de cada um escolher qual programa de e-mail e de internet abrisse automaticamente ao clicar em um link.

Sempre foi o Safari, porque a Apple tinha medo que se outros aplicativos pudessem fazer isso, poderia comprometer a segurança do usuário. Afinal, é o navegador que tem acesso a todos os dados que as pessoas acessam na internet, e apps maliciosos poderiam usar isso para roubar esses dados.

Com o iOS 14, a empresa finalmente irá aceitar que o usuário escolha outros navegadores padrão, porém apenas aqueles autorizados poderão oferecer o recurso.

Espera-se que a Apple autorize outros aplicativos de internet e de e-mail, para que adicionem a função. O app Spark Mail já confirmou que recebeu essa autorização e irá implementar o recurso em breve.



Implementação capenga

Um “porém” do novo recurso é a parte chata do aviso que aparece toda vez que você abre um link pela primeira vez em algum aplicativo.

Isso acontece em todos os apps que usem pela primeira vez o Chrome como navegador. Parece ser mais uma camada de segurança que a Apple adota, para que o usuário tenha certeza que está autorizando um navegador alternativo. Mas atrapalha a experiência de uso.

Além disso, percebemos que ao reiniciar o iPhone, o navegador padrão volta a ser o Safari. Não sabemos se isso tem relação ao fato do iOS ainda estar em fase beta ou se será um comportamento definitivo implementado pela Apple.


Caso o navegador do Google seja desinstalado, o Safari volta a ser automaticamente o navegador padrão.

Leia mais sobre:

iLex

Robô virtual que tem como missão organizar o site e ajudar leitores. De tempos em tempos ele desvirtua e tenta fazer outras coisas, mas nada que um hard reset não resolva.

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo
Fechar