Rumores

Mais rumores reforçam a volta do Touch ID em um futuro iPhone

Ah, a velha discussão do Touch ID…
Desde que a Apple inicialmente desistiu da ideia de implementar um sensor de digitais sob a tela (algo que vinha tentando há 5 anos, quando adquiriu uma empresa chamada LuxVue especializada nisso), saudosos usuários fãs do Touch ID sonham em um dia vê-lo novamente no iPhone.

De lá para cá a empresa nunca deixou de publicar patentes relativas a isso, mas com o iPhone X o Touch ID saía oficialmente do celular da maçã. E os concorrentes, que já tinham começado a trabalhar nisso quando os primeiros rumores da Apple apareceram, resolveram seguir em frente e apresentar suas soluções próprias.

Mas mesmo a Apple abandonando o projeto de sensor sob a tela (pelo menos na linha de produtos lançados), as expectativas para que ela um dia implemente esta funcionalidade sempre permaneceram.

E os rumores sobre isso só crescem.






Conforme já comentamos muito aqui, seria um grande desperdício de dinheiro a Apple abandonar tal projeto, depois de muita pesquisa e aquisição de empresas com este objetivo.

Na manhã desta quinta (5), o site Bloomberg publicou um artigo afirmando que está nos planos da Apple lançar no futuro um iPhone com ambas tecnologias de autenticação biométrica: Face ID e Touch ID, juntos no mesmo aparelho.

O texto, escrito também por Mark Gurman, que sempre tem bons contatos sobre os bastidores da Apple, diz que poderíamos ver um novo iPhone com esta tecnologia já no ano que vem, apesar de afirmar que se não ficar pronta a tempo, o projeto poderia ser adiado para 2021.

No caso de ser lançado em 2021, isso reforçaria o que afirmou também o muitíssimo bem informado Ming-Chi Kuo no mês passado, que também acredita que a Apple vá lançar um iPhone com scanner de digitais sob a tela em 2021.

Mas por que precisaríamos do Touch ID de volta, se já temos o Face ID?

Nós já falamos disso neste outro artigo (que pelos detalhes, vale a pena a lida), apontando as situações em que o Touch ID é mais prático e rápido. Oferecendo as duas tecnologias ao mesmo tempo, teríamos um dispositivo ainda mais seguro, sem prejudicar a experiência do usuário.

Bem, mas tudo isso ainda é rumor e só deverá acontecer a partir do ano que vem. No momento, nosso foco deve ser o iPhone de 2019 que ainda nem foi lançado.


No dia 10 de setembro a Apple irá realizar um evento especial apresentando os novos iPhones, o novo Apple Watch e várias outras novidades. E você poderá acompanhar tudo na cobertura especial feita pelo Blog do iPhone.

Fonte
Bloomberg
Tags
Mostrar mais

iLex

Robô virtual que tem como missão organizar o site e ajudar leitores. De tempos em tempos ele desvirtua e tenta fazer outras coisas, mas nada que um hard reset não resolva.

Artigos Relacionados

  • Bruno Regattieri

    2021? A Apple realmente está “tomando volta” dos concorrentes…

    • Fabrício

      Em muitas vezes ela não é a primeira a lançar a tecnologia (como o próprio Touch ID), mas quando isso ocorre, geralmente o desempenho e confiabilidade em relação aos concorrentes é evidente.
      Mas não estou querendo puxar saco com este comentário.

    • Marlon Fuhlendorf

      Do jeito q foram os primeiros do android ela ja poderia ter feito. Ea lançou o Face ID em 2017, nenhuma empresa chegou perto até agora (2 anos depois). O Touch id tbm, quando lançou, só ele era bom de verdade. Demorou um tempo pra imitarem. Não interessa ser a primeira e sim a com melhor experiencia.

  • Henrique A.

    Estou feliz com o Face ID.
    O único momento que o Touch ID me faz falta é quando o aparelho está sobre a mesa. Mas… já me acostumei.

    • Joaquim

      Aqui passou a funcionar sobre a mesa com o beta do iOS 13.

      • Henrique A.

        Funcionar funciona! Mas vc tem que envergar a cabeça aproximando-a sobre o celular.

  • Fabrício

    Para se diferenciar, a Apple tinha que lançar uma tecnologia que reconhecesse em qualquer canto da tela. Porém, ainda acho que se ela lançasse um aparelho, mesmo que mais espesso, com uma autonomia de bateria imbatível, as vendas seriam ótimas. XR foi o melhor ate agora nesse quesito, mas acho que podem ir além.

  • Guilherme Chagas

    Acho que “mais seguro” não fica.. Ao lançar o Face ID deixou claro que era mais seguro que o Touch ID 1.000.000:1 contra 50.000:1. Utilizando os dois sistemas no mesmo aparelho fica valendo as probabilidades do sistema inferior.
    Pessoalmente não seria ruim ter a opção de ter os dois.

  • MonHoe

    Acho que essa tecnologia de leitura de digitais na tela por ser mais barata (vários androids intermediários possuem essa tecnologia) faz sentido aparecer em aparelhos mais baratos pra conquistar mercados como Brasil, Índia e China do que nos aparelhos topo de linha

  • Ber

    O usuário podendo escolher qual ele quer – incluindo os dois ao mesmo tempo – não vejo isso como um problema. E, de fato, sendo o Touch ID mais barato, dá pra tirar o Face ID dos mais baratos e deixar eles só com o Touch ID. E até lá (2021), a Apple já está com toda a linha no estilo do X (tela infinita) e COM CERTEZA com uma solução melhor que esse notch – que nunca chegou a incomodar quem realmente usou um celular desse por mais de uma semana.

  • Felizmente estou a frente do tempo com o meu Touch ID no SE 😍

  • Caio Cartaxo

    Pelo visto o rumor não funcionou

Back to top button
Close