Notícias

Claro deixará de dar suporte ao Visual Voicemail do iPhone a partir de 2019

Talvez você nem conheça a ótima função Visual Voicemail, exclusiva no iPhone e que foi uma das grandes novidades dele no seu lançamento, em 2007. No Brasil, apenas a operadora Claro oferecia o serviço e era um grande diferencial para seus clientes.

Pois bem, isso até hoje. A partir do dia 28 de janeiro de 2019, nenhuma operadora no país irá mais oferecer este velho e bom serviço aos seus clientes.


O Visual Voicemail, como o nome em inglês já diz, é uma secretária eletrônica visual, em que você pode escolher qual recado ouvir ou não, sem ter que ser obrigado a ouvir todos os recados um atrás do outro. Os áudios recebidos ficam lá, em lista, com indicação de quem o deixou e dando a total liberdade ao usuário de saber quais são os recados relevantes a escutar, sem perder tempo.

Seria a revolução da secretária eletrônica, não fosse a má vontade das operadoras em implementá-lo. Para que a função funcione, é preciso uma infraestrutura diferente, que cada empresa precisa instalar, o que implica também em custos. A Claro foi a única no país a investir nisso, o que lhe deu uma vantagem estratégica no início, quando o telefone da maçã foi lançado no país.

Nesta sexta, os clientes da Claro começaram a receber um SMS, comunicando que o serviço será descontinuado a partir do dia 28 de janeiro de 2019.

É uma pena ver este serviço chegar ao fim, uma das últimas criações influenciadas por Steve Jobs ainda em uso. É bem verdade que a utilidade de recados na secretária eletrônica diminuiu muito nos últimos anos, se tornando algo bem raro hoje em dia. Afinal, quem ainda deixa recados em secretária eletrônica? E quando deixa, quem ainda escuta recados?

Seja como for, é uma função a menos que deixa de ser disponibilizada para os usuários. Este ano vimos também a Vivo descontinuar o ótimo TU Go, que era bem útil. No fim, nós acabamos pagando mais para ter cada vez menos funções.

Caso você queira conhecer melhor o que é/era o Visual Voicemail, leia nosso artigo especial detalhando o serviço.

Tags
Mostrar mais

iLex

Robô virtual que tem como missão organizar o site e ajudar leitores. De tempos em tempos ele desvirtua e tenta fazer outras coisas, mas nada que um hard reset não resolva.
  • Fabrício

    O que impacta é a questão de hábito/demanda.
    Nos EUA é muito comum se deixar recado.
    Aqui, acredito que a maioria que liga para um lugar e é atendido por uma secretária eletrônica desliga sem deixar o recado. Bom, pelo menos é o que vejo no consultório.

    • Tarlan

      O brasileiro sempre teve medo do “Sua chamada está sendo encaminhada para a caixa postal e você será COBRADO após o sinal. Piiii”
      kkkkk

      • Strat

        Muito bem observado. Será que é assim em outros países?

      • Saulo Benigno

        Fico pensando como seria, se fosse gratuito gravar e pagar para ouvir, ninguém quer isso, gastar

        • Dan

          A TIM faz assim, e dá na mesma… Ninguém quer pagar pra ouvir, ainda mais sem saber de quem é a mensagem.

  • Alexandre

    Eu apenas gostaria de entender os motivos de deixar de prestar um serviço como este ou o TuGo se a infraestrutura já está implementada para cada um deles? São ótimos serviços. Não consigo entender.

    • Saulo Benigno

      Acredito que se paga servidor, estrutura, sistemas, licenças de sistemas provavelmente, inclui muita coisa. Um hardware/servidor desses está sendo pago para algo que não tem muita utilidade hoje e pode ser reaproveitado em outra coisa.

      É um custo que não se paga.

  • KB

    O Visual Voice Mail… uma pena realmente não ter tido vez aqui no Brasil pela grande maioria das operadoras e uma pena a Claro decidir finalizar este serviço. Infelizmente se nota claramente quem são os verdadeiros obstáculos à tecnologia que inova.

    • Vicente Bezerra

      Realmente. Ta aí uma função que eu amava, mostrava para os outros e ficava vendo as reações de quem nunca tinha ouvido falar. Não que eu receba muitos recados não, aliás cada vez menos, mas em termos de “Visual” e organização era realmente o máximo. Ainda bem que vi a matéria e os comentários aqui no BDI, senão ia ficar me sentindo um lobo solitário nesta Questão.