Notícias

iPhones 8 e X não sofrerão dos mesmos problemas de bateria que os modelos anteriores

Hardware recebeu melhorias de projeto

É inevitável voltar a comentar sobre a maior polêmica dos últimos anos que atingiu a Apple no final de 2017. A notícia de que a performance do aparelho é intencionalmente diminuída quando a bateria começa a ficar quimicamente velha deixou um gosto bem amargo na boca dos usuários da maçã, e mesmo com todas as desculpas e atitudes, a má impressão acabou permanecendo.

Mas para quem comprar novos modelos de iPhones, é interessante saber que eles não precisarão passar por tudo isso, pois foram reprojetados para não apresentarem as falhas do iPhone 6.

Projeto remodelado

Com a nova função de Gerenciamento de Desempenho a ser introduzida no iOS 11.3, muitos se perguntaram por que ela é exclusiva dos modelos entre o iPhone 6 e o 7 Plus, deixando o 8 e o X de fora. Os novos não teriam o mesmo problema ou seria apenas uma questão de tempo para a Apple incluir o paliativo para eles também?

A resposta oficial da maçã não deixa dúvidas: o hardware dos novos iPhones foram reprojetados para não apresentarem o mesmo defeito.

Os modelos iPhone 8, iPhone 8 Plus e iPhone X têm um projeto de hardware e software mais avançado, que fornece uma estimativa mais precisa das necessidades de alimentação e da capacidade de alimentação da bateria para aumentar o desempenho geral do sistema. Isso permite um sistema de gerenciamento de desempenho diferenciado, que possibilita que o iOS tenha uma previsão mais precisa e evite um desligamento inesperado. Consequentemente, os impactos de gerenciamento de desempenho podem ser menos notáveis nos modelos iPhone 8, iPhone 8 Plus e iPhone X. Com o tempo, as baterias recarregáveis em todos os modelos de iPhone terão sua capacidade e desempenho de pico diminuídos e, em algum momento, precisarão ser substituídas. Apple

Nossa opinião

Com isso, a Apple praticamente confirma que é o projeto de hardware do iPhone 6 (replicado no 6s e 7) que faz com que o gerenciamento de energia em baterias velhas seja falho. Essa seria a explicação do problema não acontecer em modelos anteriores (5s, 5, 4S, etc).

Há tempos defendemos aqui no BDI nossa teoria de que haveria um erro de projeto no iPhone 6. Era a única coisa que explicaria não acontecer com outros modelos (ou marcas). Porém, a Apple nunca admitiu que haja qualquer defeito de projeto.

A empresa parece ter demorado para perceber o real problema, tanto que ele perdurou até o iPhone 7/ 7 Plus. Enquanto não entendia muito bem o motivo, ela resolveu aplicar secretamente a diminuição da performance do aparelho (o que sempre achamos um absurdo injustificável) para minimizar a incidência dos apagões. Quando finalmente descobriu que o problema estava no hardware, aí sim mudou o projeto no iPhone 8 e posteriores.

iPhone SE curiosamente não apresenta o mesmo design do iPhone 6, mas traz o mesmo processador do 6s, o que nos faz imaginar que o problema possa ser nele e não especificamente no design da bateria ou do aparelho.

Não deixa de ser um alívio saber que o problema foi identificado e o hardware ajustado. Confesso para vocês que eu tinha medo de que daqui para frente este fosse um problema permanente e todo novo iPhone que eu comprasse teria que me conformar que ele propositadamente perderia performance com o tempo, por causa da bateria. Isso tornaria frustrante cada compra de um novo telefone da Apple, colocando em suspeita inclusive os outros produtos da marca.

Claro que para quem ainda usa um iPhone 6, 6s, SE e 7, continua sendo algo bem frustrante. A Apple reduziu temporariamente o preço da reposição de bateria, mas depois do final de 2018 volta a ser cada um por si. O ideal seria que ela mantivesse permanentemente o desconto para estes usuários, pois o problema, sendo de hardware, permanecerá até o final da vida útil do aparelho. Porém, para isso ela precisaria admitir que houve um erro de projeto, coisa que ela não fez e provavelmente nunca fará.

Fonte
Apple
Tags
Mostrar mais

iLex

Robô virtual que tem como missão organizar o site e ajudar leitores. De tempos em tempos ele desvirtua e tenta fazer outras coisas, mas nada que um hard reset não resolva.

Artigos Relacionados