Apple PayNotícias

A chegada do Apple Pay no Brasil irá demorar mais do que o previsto

Muitos estavam esperando ansiosamente a chegada do Apple Pay no Brasil ainda em 2016, mas isso pode demorar ainda mais para acontecer. Segundo algumas informações que chegaram aos nossos ouvidos, os bancos brasileiros não estão facilitando muito a implementação do sistema de pagamentos sem fio da maçã em nosso país.

O Apple Pay, como muitos de vocês já sabem, é um sistema de pagamentos próprio da empresa de Cupertino, que permite que você pague contas em bares, restaurantes e lojas apenas com o iPhone, usando a autenticação da impressão digital do usuário. Tim Cook o apresentou em setembro de 2014 e sua expansão para outros países está bem lenta desde então.

Apple Pay

No começo deste ano, o site norte-americano MacRumors chegou a divulgar uma informação de que a MasterCard tinha planos de começar a trabalhar no Brasil com o Apple Pay no segundo semestre de 2016. Até mesmo o cartão Nubank (parceiro da MasterCard) acabou soltando nas redes sociais de que seria um dos primeiros a trazer este benefício para seus clientes. Porém, 2016 está acabando e nada do sistema de pagamentos ficar disponível por aqui.

É claro que há vários motivos, mas segundo algumas informações que acabamos escutando recentemente, a Apple continua tentando trazer o Pay para o Brasil, mas está enfrentando uma grande resistência dos bancos brasileiros, que ainda não estão concordando com as taxas cobradas pelo serviço, impostas pela maçã. As negociações estão sendo longas e exaustivas, e não parece que se encerrarão tão brevemente.

O impasse não é novo e já aconteceu em outros países, como a Austrália. A Apple cobra dos bancos uma pequena taxa (0,15%) por transação realizada pelo usuário, coisa de centavos. É uma forma de recuperar o investimento na criação da tecnologia presente no Touch ID e no complexo sistema de segurança realizado na transação. Porém, os bancos estão achando este percentual alto demais, pois não estão acostumados com o fato de empresas de tecnologia se intrometerem em seus negócios de ganhar dinheiro. Independente se o processo será mais fácil e agradável de usar para o usuário.

É claro que isso nos deixa bastante tristes, principalmente em saber que ainda não temos o direito de usar o Apple Pay por causa de uma disputa entre quem ganhará mais. É óbvio que o negócio dos bancos é o lucro e eles sempre farão de tudo para mantê-los sempre altos. Ao mesmo tempo, a Apple não está nesse jogo para fazer caridade e também busca implementar um modelo econômico que lhe garanta ganhos significantes. Entre este impasse, ficamos nós, usuários, loucos para usar os benefícios das novas tecnologias, mas tendo que esperar que os cartolas decidam o que fazer.

É uma pena também que a Apple tenha decidido ganhar dinheiro com seu sistema de pagamentos, exigindo ficar com uma porcentagem. Se ela tivesse implementado a tecnologia apenas para o benefício dos usuários, isso poderia ser um diferencial que faria talvez vender mais iPhones, pois o Apple Pay poderia ser implementado mais rapidamente em vários países. Ela ganharia da mesma forma e não teria dado tempo para outros concorrentes implementarem suas soluções, como o Android Pay e o Samsung Pay.

Portanto, nossas esperanças de pagarmos as contas com nossos iPhones mais uma vez foram adiadas, e teremos agora que torcer para que chegue em 2017.

Tags
Mostrar mais

iLex

Robô virtual que tem como missão organizar o site e ajudar leitores. De tempos em tempos ele desvirtua e tenta fazer outras coisas, mas nada que um hard reset não resolva.

Artigos Relacionados

  • Alexandra

    Lembro quando essa novidade foi lançada que fiquei triste por não poder participar, afinal tinha um 5s que era incompatível na época. Depois disso, já passei pelo 6 e agora o 7, e mesmo assim nada. Fé no Pai que o Apple pay sai! 🙂

    • Mesma coisa aqui, quando fiquei sabendo tinha o i5, agora com o i7, possuo a tecnologia mas não tenho o serviço ativo ainda. 🙁

    • Ricardo Moreira

      A Apple sempre tem esse tipo de problemas, recentemente vimos isso no Apple Music, ela sempre está atrás de maiores lucros e por já ser naturalmente um produto de alto valor agregado ela termina dificultando sua popularidade. Criaram o iPhone SE para ser um produto “popular” e o maior erro foi o preço e TAMANHO.

      • Como que um iPhone top de linha é um modelo popular? Na época que saiu era o melhor em quesito de poder do hardware. Hoje só o 7 é melhor. Olha eu entendo muito mais você chamar o 5c de popular, mas o SE não é mesmo

  • Thiago Mielgo

    Agora estou curioso. Como funciona o Samsung pay em relação aos bancos. Não há taxas?

    • Renan Maia Fernandes

      Deve ter uma taxa, mas a Samsung é mais maleável em termos de negociação, assim deve ter deixado um pouco de “ganhar” mais pra ser a primeira a colocar seu sistema no Brasil, antes da Apple, além disso, a adaptação para o sistema da Samsung é mais tranquila, já que ele pode ser usado em terminais que não tem NFC.

      • Henrique Imperial

        Engracado que uma vez vi um cara no supermercado tentando pagar com o Samsung Pay e tava dando errado, atrasando todo mundo, até que ele resolveu pagar no cartao hahaha

        • Fabio Sclaffani

          Tenho os dois celulares e confesso que é formidável esquecer a carteira e pagar com o Samsung Pay, claro que no começo algumas máquinas não conseguiam ler o cartão mas agora está muito bom mesmo eu recomendo!

          •  david

            Meu sonho larga a meia duzia de cartões que tenho e só usar o Iphone.

      • Felipe

        Sem contar que a Samsung estava comuma pressa enorme de implementar antes das Olímpiadas, já que ela é patrocinadora do evento e divulgava o seu serviço em todas as lojas do parque olímpico.

    • Robson Olindo

      Pelo que eu tenho ciência a Sammy não cobra taxas para os bancos Brasileiros em sua maioria, mas isso deve estar em contrato e em algum momento irá certamente passar a cobrar..

    • MagicCarpetDriver

      nao

  • Vinicius

    O dia que isso for lançado aqui no Brasil nem terá mais novidade nenhuma, o Samsung Pay terá anos e anos de mercado, enquanto o ”Apple Pay” Será a novidade do momento

    • Isso na verdade é insignificante.
      É insano pensar que o Apple Pay só vale a pena ser usado se for novidade ou exclusivo. Balela.
      O que nós usuários queremos é uma forma prática de fazer pagamentos, usufruindo do que a tecnologia pode nos oferecer. Poder chegar no caixa e dizer “Putz, esqueci a carteira, mas tudo bem, pago com o iPhone mesmo”. Se tivesse o Samsung Pay no iPhone, é provável que eu usasse sem problema nenhum. Mas a Apple não deixa…

      Quem lançou primeiro ou quem tem o chip mais comprido, só é importante para quem gosta de ficar brigando em flamewares de marcas.

      • Vinicius

        Se tivesse o Samsung Pay no iPhone eu também estaria usando sem problemas, mas com esses impasses de taxas que ambas as partes brigam, nós ficamos aqui esperando e nada se resolve, ai quando se lança a tecnologia a novidade,a Apple irá fala com maior orgulho da novidade deles, sendo que no mercado já tem isso no mercado funcionando, o que para eles será um ”Bum” grande novidade para nós será mais uma facilidade que já tem no mercado funcionando que poderia estar funcionando se não houvesse essas brigas de empresa/banco ou empresa/empresa.

        Mas nos resta esperar, Ou Apple entra em acordo com os bancos e libera o Apple Pay, ou ela liberar o Samsung Pay(coisa mais difícil).

      • Renan Bonfá

        Sempre tive produtos da Apple, mas a três meses troquei o meu iPhone por um S7, até hoje não tive problemas, um ótimo celular tão bom quanto o iPhone, e em relação ao Samsung Pay apesar de já funcionar à algum tempo no Brasil acho que ainda tem muito o que melhorar, principalmente a divulgação aos lojistas, muitas vezes acabo nem utilizando o Samsung Pay para pagamentos por que acaba sendo mais fácil eu pagar com o cartão do que perder o dobro de tempo explicando como funciona e o que é, as pessoas te vêem como um alienígena sem meio que entender o que você está fazendo passando o celular na maquininha, ou como se fosse hackear ela ou algo do tipo Hahaha

        • Ricardo Tavares

          Concordo com voce, principalmente na parte do ”alienígena”. Rsrs! Eu mesmo vou muito ao Starbucks e sempre tive o cartão no Watch e no iPhone, porém sempre preferi sacar o físico justamente por isso que você relatou acima. Porém nesse sábado eu comprei uma carteira nova e meu cartão do Starbucks não coube nela e de agora em diante vai ter que ser via relógio ou celular. O foda vai ser ficar o dobro do tempo, me sentir um ET e etc…rsrs

        • MagicCarpetDriver

          tem q explicar pro vendedor????

          • Renan Bonfá

            As vezes sim… Por que você vai pagar e eles ficam meio que “O que você está fazendo?” Mais da metade dos lugares que já passei com o Samsung Pay os vendedores não sabiam nem do que se tratava, e alegavam que não passavam, mesmo tendo o símbolo do NFC (Mas na real passavam sim hahah)

            • MagicCarpetDriver

              q coisa! mas eh pq aqui senao tiver no facebook o povo nao sabe q existe.

        • Felipe

          Eu lembro de um texto do Tecnoblog que ele falava exatamente que as pessoas achavam que você ia hackear o terminal delas haha
          Por ser um processo diferente, onde se insere o valor antes de colocar o cartão, gera uma estranheza enorme mesmo, e isso provavelmente vai ser até se tornar um hábito normal (talvez a chegada do Apple Pay ajude, pois aumentaria a quantidade de pessoas usando algo do tipo)

  • Claro, iPhone mais caro do mundo e ainda com 100% de funcionalidades não é algo que a gente cê por aqui. Quando liberarem o Apple Pay, vai haver outra feature no iPhone que levará anos para liberar por aqui e assim vai. Sempre incompleto, sempre mais caro.

    • Não quero defender a Apple (também estou bem chateado com a demora), mas muita coisa que não temos por aqui é muito mais culpa do “Brasil” do que da Apple, especificamente.

      O Brasil não é para amadores.

      • Deixe-me respeitosamente replicar 🙂 Você está defendendo iLex. Siri não foi culpa do Brasil (4 anos de demora ou mais, nem lembro). Navegação no Apple Maps, App Store e por aí vai. Tem muita coisa nesses 10 anos de iPhone e de Apple por aqui. Até para o sistema de pagamentos você sugere a solução: ganhar menos ou nem ganhar nada. Dizer que é Brasil é novamente tirar a responsabilidade dela. Samsung Pay tá aí, funcionando legal. A Samsung não está em outro Brasil, a Apple é que vive em outra Terra.

        • João

          Se com a copa do mundo e olimpíadas a Apple não acelerou seus planos para o país!!!

        • Izael Nobrega

          Tudo culpa da Apple! Sem mais!

      • Tom Jobim também dizia coisa parecida, aliás uma das melhores frases de todos os tempos pra definir o Brasil, “O Brasil não é para principiantes.” Não adianta, quer espernear, ajuda a melhorar o país, que isso não tem nada a ver com a Apple.

  • obitow

    Ou então se a Apple liberasse a API do NFC pelo menos… No Android, o Banco do Brasil já tem essa feature há algum tempo, mesmo sem o menor sinal do Android Pay por aqui.

  • Hades666

    A vá….
    Nem imaginaria isso, rsrsrs
    Até acho que é o tipo de serviço que já nasceu morto, vamos ver…

    • Não creio que já nasceu morto não, depende muito mais de acordos bancários do que o seu funcionamento em si, o que é muito viável e prático. É ter paciência e aguardar a chegada, que demore o quanto menos possível.

      • Hades666

        Como disse: vamos ver…
        Ando meio cético com a Apple ultimamente.

        • Henrique A.

          Cara, você não acha que já passamos da época de continuar a carregar plásticos e dinheiro vivo no bolso? Tudo tem que ser pelo smartphone daqui pra frente… seria mais seguro e mais prático!

          • Leonardo Negrisoli

            Acho que só poderei ficar confortável em sair de casa “sem carteira” o dia que a tecnologia da bateria tiver sido aprimorada.
            Enquanto eu correr risco de ficar sem bateria durante o dia, não terei coragem de migrar.
            De qualquer forma, nós no Brasil infelizmente ainda não temos condições de sair sem dinheiro de plástico ou papel… vamos ver o que chega primeiro hehe

            • Henrique A.

              Exato. Mas claro que você concorda que para evoluir temos que passar por uma transição. Logicamente que quando a tecnologia chegar, passaremos por uma fase em que todos carregarão consigo a carteira antiga (com cartões e dinheiro) e o smartphone com o Apple Pay (ou outro concorrente). Um dia essa transição passa. Mas você está corretíssimo: A bateria tem que evoluir junto!

            • Leonardo Negrisoli

              Com certeza… tento fazer essa transição sempre que posso. Eu sou o maior torcedor pra esse momento chegar logo o/

    • Andre Bilha

      Os bancos estão ganhando dinheiro e muito no atual sistema, porque alguém acha que de uma hora pra outra eles começarão a dividir os lucros? Pra funcionar a Apple tem que oferecer o serviço de graça e olhe lá. Banqueiro no Brasil é a raça mais gananciosa que existe.

      • Thiago Martins

        Se a Apple pagar pros Bancos, dai o serviço vem rapidinho hahaha.

  • Douglas Cauê

    Pra quem aguardou a Siri falar a lingua tupiniquim por mais de 3 anos, aguardar o Apple Pay nem sera tão doloroso.

  • Marcos Ramalho

    Não teria alguma solução para pelo menos experimentar o serviço. Tinha um app do Reino Unido que fazia uma ponte por oferecer um cartão virtual. Mas eles pararam de aceitar cartões estrangeiros ?

    • Leonardo Negrisoli

      Só de pensar em ter que explicar pra pessoa do caixa que vou pagar via Apple Pay aqui me da preguiça.
      Se nos EUA eu quis usar o Apple Pay e a atendente não sabia o que era, imagina aqui… Não falo isso por achar que os atendentes nos EUA são melhores que os daqui, mas pelo fato d existir lá desde 2014 e aqui nunca ter dado as caras.

      • Rafa Morley

        Eu já usei no Brasil e não precisei explicar nada.

        • Leonardo Negrisoli

          ótimo… espero que essa experiência se multiplique para os outros estabelecimentos.

          • CIELO, REDE e Pagseguro já enviam máquinas com suporte ao Apple Pay por padrão há quase um ano…
            Elas tem aquele primeiro ícone na foto da matéria (em tamanho minúsculo) no topo da tela.
            Geralmente, eles oferecem treinamento sobre e estão utilizando isso como argumento de vendas, também.
            Eu tenho uma da Rede, que nem uso. Que veio com Apple Pay já ativado.
            É só a Apple dar a ordem. Que o botão dela aparece na tela.

            • Leonardo Negrisoli

              Boa… fico feliz em saber que por trás as empresas estão se preparando pra isso. Espero que passem o mesmo treinamento para os operadores das máquinas 🙂

            • As três empresas oferecem treinamento sobre as máquinas.
              CIELO e REDE oferecem treinamento básico presencial e avançado online. Pagseguro é tudo online.
              Todas oferecem documentação (online) de apoio, também.

              Agora, se o usuário se interessa em aprender, é outra história.
              Mas, fica a reflexão: Se camelôs de rua sabem operar (muito) bem essas máquinas, por quê alguns locais (caros) que frequentei não sabiam o básico delas?

            • Leonardo Negrisoli

              Pois é.. os camelôs manjam tudo de todas as máquinas, é impressionante.
              Vamos esperar pra ver com as coisas acontecem

            • Thiago Martins

              Acho que digamos pela visão ser diferente. Geralmente camelô é aquela pessoa que é mais ágil, mais versátil e tal, tanto que, trabalha com camelô que é tudo uma loucura, corre pra lá e pra cá o dia todo. Já uma caixa de supermercado grande, é alguém mais padrão, vai trabalhar fazendo seu horáriozinho e depois vai embora pra casa. Não é alguém tão “severino”. Não sei se expliquei bem, acho que não! hahahaha.

            • O conforto do salário faz com que o funcionário não se interesse por efetuar a função com mais capricho.
              Pronto, expliquei melhor sue ponto de vista.

  • “É uma pena também que a Apple tenha decidido ganhar dinheiro com seu sistema de pagamentos, exigindo ficar com uma porcentagem. Se ela tivesse implementado a tecnologia apenas para o benefício dos usuários, isso poderia ser um diferencial que faria talvez vender mais iPhones”

    Não existe essa coisa de “implementar a tecnologia apenas para benefício dos usuários”. A Apple cria tecnologias e dispositivos para ganhar obter lucro. É muita ingenuidade pensar algo diferente disso. Todo o modelo de negócio da Apple é com a empresa recebendo porcentagens em seus serviços, direta ou indiretamente. E há inclusive um esforço ENORME para nada disso mudar (é a fonte de renda deles). Vide a “briga” com o Spotify…

  • KB

    É muito simples, a instituição financeira cobra uns 4% de tarifa para cada transação numa maquininha para quem usa cartão. Daí vem a Apple com algo que não usa cartão, e ainda cobra 0,15% de taxa… banco nenhum neste país aceita isto, pois na mentalidade minúscula e gananciosa deles, eles não pagam taxa de nada, apenas cobram. Dividir uma parcela com terceiros da taxa jamais…
    Se o Apple Pay não vier ou vingar no Brasil, vamos combinar, não tem nada a ver com a Apple, mas sim com estas instituições financeiras mercenárias.
    O único jeito de ter algo nesta terra tupiniquim seria a Maçã abrir seu próprio banco aqui… Apple Bank ou iBank… rsrs

    • Thiago Martins

      “Saque não autorizado. iPhone 4 incompatível” hahahahha. Zoeira, zoeira!

  • Como bem disse o amigo, Brasil, gente de mentalidade minúscula. Implementação de livro digital, Me lembro bem, teve todo tipo de sabotagem das editoras de impressos. Já esperava por coisa do tipo…

  • obitow

    Cobrar pelo Apple Pay foi uma opção dela. É totalmente plausível ela arcar com os custos da operação (que não parecem ser altos, ela basicamente apenas autentica o comprador com a Touch ID e envia a informação pra operadora do cartão) e não cobrar nada, ampliando consideravelmente os usuários do serviço e usando isso pra atrair mais compradores de iPhone, assim como ela faz com o iMessage, por exemplo.

    • Thiago Martins

      Entendo o que você disse, mas se ela vai fazer essa autenticação e comunicação, ela vai acabar cobrando sim, tanto que no Brasil temos algumas empresas gigantes que vivem só dessa pequena parte do processo. Grupo Nexxera é um exemplo. É caro fazer essa pequena parte do processo…

  • Rafa Morley

    A parte onde está “coisa de centavos” acho que deveria ser suprimido do texto e vocês deveriam por a fatia do lucro dos bancos relacionada com cartões. Assim a gente teria a visão real do tamanho dessa briga.

    • Henrique A.

      Concordo! Até porque qualquer compra acima de R$ 700,00 a comissão já sai da casa dos centavos e entra na casa dos reais!!!

  • KB

    Vamos lembrar para quem acha que a Apple não deveria cobrar taxa. Eles têm toda uma infra de bastidor para autenticar o usuário e mostrar para a instituição que a pessoa é quem é. Tem todo um esquema de segurança por trás no processo. Diga-se de passagem, apesar de não perfeita, confio mais numa segurança da Maçã do que a de um banco.
    E instituições financeiras são burras e gananciosas ao mesmo tempo. Será que não percebem que o fato de não usar cartão físico (e o vendedor não ter acesso ao mesmo) significa que não haverá mais fraudes, por conseqüência o elevado custo desperdiçado com este problema reduzirá muito à medida que o Apple Pay seja mais usado como forma de pagamento?

  • Rodrigo Freijanes

    Os bancos são tão mercenários que cobrarem juros abusivos no cartão de crédito, mas não querem perder sequer 0,15%.

  • Márcio de Jesus

    Fico desanimado com uma lentidão dessa, ôh, empresinha viu. Quando adquiri o aparelho fiquei tão animado achando eu que utilizaria breve… só que não, é uma pena pois até o pingo de esperança que utilizaríamos com o Samsung Pay Mini, nem isso mais, É UMA PENA MESMO não sermos nem notados pela maçã.

  • Bruno Castro

    Mais uma vez nosso amado cartel bancário brasileiro contribuindo para a segurança e comodidade dos seus clientes! Chega a ser engraçado como nos EUA, mesmo com centenas de bancos, a implementação foi bem rápida e praticamente todo banco americano adota o sistema, mas no Brasil com pouco mais de 5 bancos para negociar, se demore tanto para chegar num acordo. E ainda tem gente que defende o nosso fechado e burocrático sistema bancário. O problema? Se tivéssemos dezenas de bancos como nos EUA, bastaria que apenas um adotasse o sistema para que todos fissessem o mesmo, para não ficar pra trás. E hoje mesmo saiu a notícia de que o Nubank, o melhor cartão de crédito do país, na minha opinião (pena que ainda não consegui um ?), pode fechar as portas se mais uma regulamentação absurda do nosso governo passar, a que obriga que pagamentos sejam repassamos aos lojistas em no máximo 2 dias, ao invés de 30. Você pode até pensar que está sendo feito em benefício dos lojistas, mas logo se lembra que os mesmos chegam a parcelar suas vendas em até 6 vezes pra ficar mais fácil para o cliente. O que realmente está por trás disso? Os grandes bancos tentando derrubar iniciativas como o Nubank, que surgiram aos montes nos últimos anos. Nossa triste realidade.

    • KB

      É por isto que torço para tecnologias de eCurrency (tipo bitcoin) vingar. Acaba a figura de uma entidade central reguladora, acaba este oba-oba das instituições financeiras… mas tem sempre o governo em sua mentalidade diminuta que aliado ao lobby dos banqueiros pode criar empecilhos nesta tecnologia através de regulamentações retrógradas. Enfim…

    • Vitor Carvalho

      Amigo não se iluda que os grandes bancos irão ficar satisfeito com essa mudança, muito pelo contrário, os bancos ganham 2x com esse prazo:
      1 – Eles ganham no mínimo 3% do valor da compra quando nós clientes pagamos com cartão de crédito;
      2 – A grande a maioria dos pequenos e médios lojistas fazem antecipação de receita, sim eles embutem o custo disso no preço final, os bancos ganham com essa operação.
      Banco ganha dinheiro com nosso dinheiro, qual o market share do nubank? 5% do mercado? Se com cerca de 5% eles precisam de um aporte de R$1BI, imagina os grandes bancos. Será que eles irão querer por a mão no dinheiro de forma antecipada para depois receber? Receber com D+30? Acho muito pouco provável. E aposto que o lobby desses grandes bancos para que essa medida não seja aprovada vai ser grande.

      Com relação ao Apple Pay ter sido facilmente implementado nos EUA é porque lá o índice de fraude com cartões de crédito lá é muito grande, muito maior do que aqui no Brasil. Aqui nosso sistema bancário é muito mais seguro do que lá nos EUA. Prova disso que nós já temos cartões com CHIP a pelo menos uns 12 anos, lá nos EUA isso foi implementado a pouco tempo.
      Sempre que eu volto dos EUA/Europa eu costumo bloquear meu cartão e pedir uma segunda via, para evitar surpresas desagradáveis.

  • Ricardo Tavares

    Apple Pay é a Siri do brasileiro. Vai demorar tanto ou mais. Que pena.

  • Wrecked Machines

    Cara ambos lucram do mesmo jeito, a apple esta perdendo neste caso qurendo cobra esta taxa, como disse ali em cima, ela ganharia mais lucro com os clientes querendo adquirir a tecnogia, do que cobrar essa micharia ai, ta certo que no montante final 0,15 deve dar alguns bilhoes, e aqui estamos nós esperando algum dia poder ter essa comodidade.

  • Bruno Villas-Boas

    O pessoal discutindo de quem é a culpa kkkk
    eu acho que é da Apple mas pouco me importa. Eles brigando ou não, o usuário que paga a conta.

  • MagicCarpetDriver

    e viva o Samsung Pay… fazer o q?!

  • Carlos Dasmer

    A Apple fez aquela novela toda com o caso do Iphone bloqueado do FBI pra ver se vendia segurança e nem assim estão querendo pagar por ela. – Bota essa m*** pra funcionar que um monte de gente vai comprar Iphone pra poder usa-la. / Lembro de uma vez que comprei passagens aéreas na TAM, e me foi oferecido enviar os bilhetes para o Wallet, minha amiga não conseguiu colocar no Samsung dela, (talvez hoje ja tenha essa possibilidade, na época não) então levei o meu bilhete e o de minha amiga no meu iPhone, quando biparam as passagens no meu celular, ela achou aquilo tão bacana que trocou de aparelho, hoje ela tem iPhone. – Acredito que essas tecnologias chamam usuários.

  • gilson

    Eu compro direto na Starbucks usando o app pelo iphone. Super prático. E ainda peço um shot a mais de expresso de graça. Nem falo nada, só mostro o iphone e o atendente já manda eu passar no scanner. Abs

  • gilson

    Uma dúvida, nos EUA posso usar o Apple Pay cadastrando um cartão internacional? O sistema identifica automaticamente que estou por lá? Qual seria o procedimento? Abs

  • Elcin

    Bão que quando o apple pay tiver funcionando no brasil já vai ter essas maquinhinhas até aqui na roça.

  • Yuri Alexander Nobre de Melo

    E vou dizer, eu usei nos EUA numa máquina de refrigerantes na RUA, e eh MANEIRISSIMO esse Apple Pay

  • Alex iPilot

    Mas se a concorrência consegue, por que a Apple não??? Porque “o Brasil não é para amadores”???

    Caso parecido com a novela dos jogos na loja, enquanto todos vendiam, a Apple tinha problemas. E o “problema” era o Brasil?

    Não acredito que alguma questão de segurança esteja envolvida no caso do Apple Pay mas, apenas para registro, o sistema bancário brasileiro é o mais moderno e seguro do mundo. Conheço quem desenvolveu e implantou o “Unibanco 30 Horas” lá no início e também sou cliente de um banco europeu, a (in)segurança é uma piada comparada com a nossa!

  • Bruno

    Pergunta importante: a Apple já conseguiu autorização do Banco Central para operar o Apple Pay no Brasil? Isso porque ao auferir receitas (os 0,15%) sobre operações de intermediação financeira, ela precisará de autorização do Bacen… E isso é um verdadeiro “parto” para conseguir…

  • Só lembrando que CIELO, REDE e Pagseguro já enviam, por padrão, máquinas com suporte ao Apple Pay e Samsung Pay.
    É só a Apple ativar a comunicação no Brasil. Porque a estrutura já está lá.

  • Antonio Frederico

    A Apple tem mostrado nas entrelinhas que não se preocupa muito com o que os clientes esperam dela. Ela ainda age como se fosse a única fabricante de celular do mundo, que não tem mais ninguém perto dela e que a possa ameaçar. Não vamos discutir qualidades e atitudes de A ou B, mas o fato é que apenas pensando em vender celular (que é o que a Apple devia fazer) a Samsung vai arrancando um elogio, outro ali, e muita gente começa a prestar atenção no que ela tem feito de bom. Ela é perfeita? Não, claro que não, mas tem muita gente saindo de fininho para ver o que a Sammy anda fazendo. Gente que talvez faça falta amanhã para construir o futuro da Apple, mas que hoje a Apple não fez questão de agradar por estar apenas de olho em seu próprio umbigo.

  • Um dos comentários mais sensatos que li aqui… Os caras acham que a Apple está fazendo essas coisas para benefício dos usuários. Sim é para o benefício, mas benefício tem custos, e eles não vão arcar, se não todo iPhone viria com 256gb por padrão e eles pagariam pro usuário usar… Apple não é ONG, é uma empresa, e como qualquer outra visa o seu lucro. Uso os produtos deles, por gosto próprio, agora investirem ou não em um país com uma das maiores taxas tributárias do mundo, não faz deles santos ou demônios, apenas estrategistas em busca de lucro.

  • phensalves

    “Ela ganharia da mesma forma(…)”

    Nem ferrando. A quantidade de transações diárias é enorme…sei que as vendas do iPhone são o carro chefe da Apple mas o gasto para implementar a tecnologia seria facilmente recolocado com a micro taxa.

    “De grão em grão…”