Notícias

Google lança Nexus One, com dicas do que poderá vir no próximo iPhone

A Google anunciou oficialmente nesta terça-feira o lançamento do seu celular próprio, o Nexus One, causando burburinho em toda a imprensa. Mas o que ele significa? Seria o começo do fim do iPhone? Ele é revolucionário mesmo? Quais as consequências para o próximo modelo de celular da Apple?

É isso que vamos filosofar neste artigo. 🙂

Não acostume mal. Uma imagem assim bonita de um celular que não é da Apple é (e sempre será) coisa rara nesse Blog. A intenção desta matéria não é falar bem (nem mal) do novo celular e sim analisar os pontos que ele incentiva a maçã a nos trazer melhorias no próximo iPhone.

A experiência de uso de um iPhone OS e um Android é diferente, por isso, não vamos perder tempo aqui comparando os dois. Mas é interessante notar que, apesar do Nexus não ter nada de revolucionário e nem ser classificado como um iPhone killer (o campo de distorção da realidade da gigante das buscas preferiu chamá-lo de superphone), ele possui características de hardware que podem forçar a Apple a finalmente mostrar as cartas que esconde na manga.

Sempre afirmamos aqui que o que nós precisamos é de uma boa concorrência para provocar a evolução do iPhone. É uma tática comum na indústria (não só de celulares) de segurar tecnologias esperando uma maior competição do mercado. O iPhone não é imbatível e nem deverá reinar eternamente, mas enquanto os outros celulares sempre procuraram igualar o modelo de 2007, a Apple ficou bem tranquila no seu trono, inclusive nem se preocupando em mudar o layout do aparelho do 3G para o 3GS.

Agora, a coisa começa a esquentar e a Apple vai ter que se mexer se não quiser perder sua superioridade. As características do novo celular que ela terá que superar no próximo iPhone são:

Tela AMOLED: há tempos que se espera no celular da maçã a adoção destas telas mais finas e de maior economia de energia. O próximo modelo já tem tudo para trazer essa tecnologia.

Câmera de 5 MP, com flash: também fazem partes de rumores antigos uma câmera de 5 megapixels para o iPhone, apesar do Droid já possuir uma e não ficar tão a frente assim. Eu não sou muito fã de flash, mas quem sabe?

Wigdets: A versão do Android OS que equipa o Nexus possui uns widgets de tempo e de notificação bem interessantes. A Apple poderia dar o braço a torcer e modificar seu design da tela de início do iPhone, que não muda há 3 anos (uma eternidade no mundo da tecnologia).

Processador de 1GHz: a máquina é potente, mais rápida que os 833MHz (capado em 600 MHZ) do 3GS. Isso permite não só rodar aplicativos, mas também animações em plano de fundo. O wallpaper é interativo, mudando com o tocar dos dedos. Bem interessante. Para confrontar isso, o próximo iPhone poderia vir com processador multicore Cortex-A9, que permite velocidades de até 2GHz, o que bateria com folga o Nexus.

– Definição de tela: Em tamanho, o novo aparelho não difere muito (3.7 polegadas contra 3.5), mas a definição é bem maior. O Nexus possui 480 x 800 pixels, contra os 320 x 480 do iPhone. No que isso muda na prática em uma tela pequena? Sinceramente não sei dizer. Mas a possibilidade da Apple estar trabalhando na adaptação de formatos diferentes para aplicativos para que rodem em um provável tablet pode permitir que o seu celular tenha uma definição diferente sem perder a compatibilidade com a App Store.

A competição sempre é boa, mesmo que dessa vez não tenha sido assim tão grande. Mas já serve para nos dar boas esperanças de que mudanças importantes estão por vir ainda esse ano. Afinal, junho é logo ali. 😉

Tags
Mostrar mais

iLex

Robô virtual que tem como missão organizar o site e ajudar leitores. De tempos em tempos ele desvirtua e tenta fazer outras coisas, mas nada que um hard reset não resolva.

Artigos Relacionados