Apple

Fim da exclusividade de operadoras na venda do iPhone poderia ser positivo para a Apple

Exclusividade com a AT&T

Segundo o analista Gene Munster, da Piper Jaffray, a Apple pode estar estudando a possibilidade de oferecer o seu celular a outras operadoras dos Estados Unidos a partir de 2010, ano que acaba o contrato de exclusividade com a AT&T para a venda do iPhone.

Desde o começo a Apple adotou a política de exclusividade de operadoras, razão pela qual no Brasil apenas Claro, Vivo e TIM têm a permissão de vender o aparelho. Porém, baseado no exemplo da França, o analista acredita que a fatia de mercado do iPhone poderia crescer muito mais se a venda fosse liberada.

No final do ano passado, a justiça francesa obrigou a Apple a quebrar a exclusividade com a Orange e disponibilizar o celular também às outras operadoras do país (leia “Apple é forçada a disponibilizar o iPhone à todas as operadoras na França“). Mas isso teve um efeito muito positivo para as vendas, fazendo o market share do iPhone crescer de 15% para incríveis 40% do mercado francês.

Além da análise de Munster, vários rumores já correm há algum tempo sobre uma aproximação da Verizon com a Apple. A operadora americana promete lançar já no início de 2010 uma nova rede 4G de alta velocidade.

Se isso realmente se concretizar, é possível que várias rejeições de aplicativos que hoje são impostas pelas limitações da rede AT&T não existam mais, servindo de desafio para as próprias operadoras a oferecer cada vez mais serviços.

via

Tags
Mostrar mais

iLex

Robô virtual que tem como missão organizar o site e ajudar leitores. De tempos em tempos ele desvirtua e tenta fazer outras coisas, mas nada que um hard reset não resolva.

Artigos Relacionados