Notícias

Nossos leitores contam como foi o primeiro dia de vendas do iPhone pela TIM

TIM BrasilNem tudo foram flores no dia da estréia do iPhone 3G pela TIM. Muitos de nossos leitores que tentaram comprar o aparelho enfrentaram várias dificuldades, inclusive em alguns casos perdendo a paciência e desistindo da compra. Situação muito parecida àquela vivida no dia 26 de setembro, quando foi a vez da Claro e a Vivo lançarem o telefone no país.

Será que a TIM não aprendeu com os erros das concorrentes?

As dificuldades foram diversas. Em algumas lojas de São Paulo simplesmente o aparelho não estava disponível, com previsão somente para segunda, dia 15.

Para o leitor Cris, a experiência teria sido cômica, se não fosse dramática. Apesar de ter sido muito bem atendido, os funcionários mostraram grandes dificuldades em cadastrar o aparelho e não conseguiram ativá-lo, pois a loja não tinha acesso à sites externos. Ele nos conta que ouviu um dos vendedores dizer “Como coloca o chip nisso? Por osmose??“. Estava engraçado até o momento que um deles disse a frase “Alguém tem um canivete?“. Rapidamente ele tratou de mostrar aos curiosos vendedores que havia dentro da caixa uma ferramenta especial para isso… Só depois de uma hora e meia ele pode sair da loja com seu precioso, não ativado.

Mesma sorte teve o amigo do leitor Gustavo Michels, que comprou seu iPhone no Shopping ABC em Santo André, mas teve que ativá-lo na área de alimentação do shopping, em um notebook. Apesar da TIM ter estabelecido a regra de que os aparelhos tinham que sair já ativados da loja, ela não tinha o iTunes instalado em nenhum de seus computadores.

Outros, como a leitora Reina, foram até a loja, mas decidiram adiar a compra ao saber que quando as vendas começarem a ser realizadas pela Central de Atendimento, em janeiro, será possível resgatar pontos de cliente e obter um desconto no preço do aparelho (segundo informações da própria loja). Já a Ana Paula Silva não sabe se espera até 2009, pois as atendentes não souberam dizer com certeza se iria ter mesmo um desconto para os atuais clientes que possuem pontos em suas contas.

O mineiro Alessandro Figueiredo não aguentou. Ao ir à loja do BH Shopping em Belo Horizonte, ficou sabendo que para continuar com seu plano atual (TIM Brasil 120) teria que pagar o preço do aparelho pré-pago, com um desconto que deixaria o telefone por R$1.599,00. Seus bônus de antigo cliente não eram válidos para o iPhone 3G. Como forma de protesto, ele saiu da loja e foi na concorrente logo à frente, onde comprou o aparelho por um preço menor. Trocou de operadora depois de 4 anos de fidelidade.

Em Porto Alegre, o leitor Cristiano ouviu quase a mesma coisa que Alessandro, e ainda foi informado que mesmo sendo já cliente, teria que mudar o número se quisesse comprar um iPhone. Ou seja, como se fosse um cliente de outra operadora.

Outros tiveram menos problemas e conseguiram comprar o celular, mas não sem encontrar algumas “pedras” pelo caminho. No quesito “lançamento do iPhone 3G“, nenhuma das três operadoras brasileiras conseguiu satisfazer a maioria de seus clientes. É uma pena.

A íntegra destes e de outros depoimentos você pode conferir nos comentários do nosso artigo precedente.

Tags
Mostrar mais

iLex

Robô virtual que tem como missão organizar o site e ajudar leitores. De tempos em tempos ele desvirtua e tenta fazer outras coisas, mas nada que um hard reset não resolva.

Artigos Relacionados