Notícias

Um ano depois, justiça encerra caso do protótipo do iPhone 4 encontrado em um bar

Chega ao fim o último capítulo de uma longa novela, que começou em abril do ano passado: o caso do famoso protótipo do iPhone 4, encontrado em um bar e exposto antecipadamente pelo site Gizmodo.

Após nos brindar com o que seria o ultra-secreto telefone da Apple, o Gizmodo e todos os envolvidos sofreram investigação policial, a pedido da Apple, para analisar se havia sido cometido algum crime na negociação entre a Gawker (produtora do Gizmodo) e o rapaz que vendeu o protótipo.

A polícia chegou a invadir a casa do blogueiro que mostrou as imagens (foto acima) e confiscar computadores, principalmente para saber se a pessoa que disse ter encontrado o protótipo no bar não o tinha na realidade furtado. A novela toda pode ser conferida aqui.

Agora, depois de mais de um ano, a polícia arquivou o processo, não culpando e nem penalizando o Gizmodo. Apenas as duas pessoas que encontraram o protótipo é que foram acusadas de apropriação indevida de propriedade perdida.

A Apple, na época, não gostou nada de ter seu protótipo ultra-secreto revelado (o que foi considerado o maior vazamento de um segredo industrial da década). Tanto que cortou relações com todos os sites da Gawker, que hoje não recebem convites para participar dos eventos de lançamento da Maçã.

via 9to5Mac

Leia mais sobre:

iLex

Robô virtual que tem como missão organizar o site e ajudar leitores. De tempos em tempos ele desvirtua e tenta fazer outras coisas, mas nada que um hard reset não resolva.

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo
Fechar