Apple Watch

Modo Pouca Energia no Apple Watch: como funciona e quais modelos são compatíveis

O grande “calcanhar de Aquiles” do Apple Watch sempre foi a duração da sua bateria.

Sai ano, entra ano e o fato de termos que tirar todos os dias o relógio do pulso para recarregar é algo que incomoda muita gente.

Mas depois de longos 7 anos desde seu lançamento, a Apple finalmente inclui no Watch um modo de baixo consumo de energia, similar ao que existe no iPhone.

Veja neste artigo como ele funciona e quais os modelos de Watch compatíveis com o recurso.


Modo Pouca Energia

No mesmo ano em que lançou o Watch, a Apple também incluiu uma novidade no iOS 9: o Modo Pouca Energia.

O objetivo era permitir que o usuário optasse por um estado do aparelho que utilizasse menos o processador, gastando assim menos bateria durante aquele período.

Apesar desta boa alternativa existir no iPhone, no relógio a Apple nunca tinha aplicado a mesma solução. O que é de se estranhar, visto que a duração da bateria é algo vital para o smartwatch.

A única coisa que a Apple propunha era um modo Reserva de Energia, que era extremamente limitado.

Ao ser ativado, todas as funções eram bloqueadas e o usuário tinha apenas acesso ao horário, nada mais.

O Reserva de Energia transformava o Apple Watch em um relógio de 20 reais

Isso felizmente acabou.

O recurso Reserva de Energia foi substituído no watchOS 9, dando lugar ao Modo Pouca Energia, similar ao recurso homônimo do iPhone.

Mas a grande diferença é que o usuário poderá continuar usando o relógio e seus aplicativos, sem que a tela seja desligada.

Nós testamos o recurso em um velho Series 4 com a saúde da bateria já degradada (72%) e o modo praticamente duplicou a duração naquele dia.

Ainda não fizemos testes em modelos mais novos, mas esta funcionalidade realmente dá uma sobrevida à bateria.

Apple Watch modo pouca energia

Como funciona o Modo Pouca Energia no Apple Watch

Ao ativar esta funcionalidade, o Apple Watch irá desabilitar algumas funções que não são prioritárias.

Isso inclui a tela sempre ativa, o início automático de exercícios, notificações de saúde do coração e até conectividade com a rede celular (em modelos compatíveis). Também irá limitar os sensores e conexões Wi-Fi.

Ele desabilita completamente:

  • Medições de batimento em segundo plano
  • Notificações de batimentos
  • Notificações de Ritmo Cardíaco Irregular

Portanto, é de se avaliar se vale a pena deixar este modo sempre ativo, como se faz com o iPhone. Isso porque o relógio deixará de funcionar naquilo que o faz famoso: alertar sobre problemas cardíacos ocasionais que o usuário desconhece existir.

Leve em conta que este modo é voltado principalmente para situações específicas, como uma viagem curta ou uma trilha em que você está longe de uma tomada e precisa que a bateria dure o máximo possível até ser recarregada.

Ao ativar, o usuário pode escolher um período específico: 1 2 ou 3 dias. Ou então ativar definitivamente até desligar manualmente.


Modelos compatíveis

Os rumores diziam que este modo Pouca Energia seria algo exclusivo dos novos modelos lançados este ano.

De fato, o beta do watchOS não mostrou esta funcionalidade ativa.

Mas a versão final do watchOS 9 foi liberada traz a função para todos os modelos de relógio.

Então, os modelos de Apple Watch compatíveis com o modo Pouca Energia são:

  • Series 4
  • Series 5
  • Series 6
  • Series 7
  • SE
  • Series 8
  • Ultra

O Series 3, que foi vendido pela Apple durante metade de 2022, não receberá o watchOS 9 e, portanto, nunca terá este novo modo de economia de energia.


Google News

iLex

Robô virtual que tem como missão organizar o site e ajudar leitores. De tempos em tempos ele desvirtua e tenta fazer outras coisas, mas nada que um hard reset não resolva.

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo