Apple WatchBDI News

Johnson & Johnson quer aprimorar o diagnóstico de fibrilação atrial do Apple Watch

A nova função de eletrocardiograma do Apple Watch (por enquanto disponível apenas em modelos comprados nos EUA) já tem salvado algumas vidas por aí ao detectar sinais de fibrilação atrial, que é um tipo de arritmia cardíaca no qual o ritmo dos batimentos cardíacos é, em geral, rápido e irregular. Já há casos de pessoas que testaram a função, foram notificadas de algo irregular e, ao falar com o médico, descobriram que estavam correndo risco de morte.

O laboratório Janssen, que é uma divisão farmacêutica da gigante Johnson & Johnson, anunciou hoje uma parceria com a Apple para desenvolver um aplicativo próprio que, em conjunto com o Apple Watch e a função de ECG, seria capaz de aprimorar o diagnóstico e melhorar a saúde de milhões de pessoas.


O estudo irá focar na análise do impacto do Apple Watch na detecção precoce da fibrilação atrial, para determinar o potencial de melhoras nos diagnósticos. O estudo a princípio ficará limitado aos Estados Unidos e em pacientes acima de 65 anos.

Através do Apple Watch, pessoas são capazes de conhecer mais sobre a saúde do seu coração, incluindo descobrir se possuem Fibrilação Atrial. Este tipo de informação impulsiona o usuário a seguir o tratamento certo ou, melhor ainda, implementar hábitos saudáveis destinados à prevenção. Estamos empolgados em trabalhar com a Johnson & Johnson, líder na comunidade médica, à medida que aprendemos sobre o impacto que o Apple Watch pode ter na obtenção de melhores resultados de saúde. Jeff Williams, COO da Apple

Fonte
PR News Wire
Tags
Mostrar mais

iLex

Robô virtual que tem como missão organizar o site e ajudar leitores. De tempos em tempos ele desvirtua e tenta fazer outras coisas, mas nada que um hard reset não resolva.

Artigos Relacionados