Notícias

Como o Apple Watch está ajudando a salvar vidas

Ainda há gente que se pergunta sobre qual seria a utilidade de um Apple Watch. Um pequeno computador de pulso que serve apenas para ver as horas e ser alertado de mensagens? Quem não possui um pode não entender completamente o quanto ele influencia em nosso dia a dia.

Um americano acabou de descobrir, graças ao seu Apple Watch, que estava com embolia pulmonar.

Um dos maiores pontos positivos do relógio inteligente da Apple sem dúvida é seu aspecto de monitoramento de saúde. Com ele você pode medir sua frequência cardíaca, passos dados, calorias gastas e diversas outras coisas que a tecnologia atual permite.

James Green é um podcaster que mora no Brooklin e comprou o Watch assim que ele foi lançado, em 2015. Sempre o usou sem muitas pretensões, com o objetivo de registrar seus dados de saúde.

Um belo dia, em repouso, seu relógio notificou-o que seus batimentos cardíacos tinham aumentado do nada, sem razão aparente para isso. Preocupado, ele procurou um médico para averiguar isso e acabou descobrindo que estava sofrendo de embolia pulmonar, que é um bloqueio de uma ou mais artérias dos pulmões. Um dos sintomas é justamente o aumento da frequência cardíaca.

Graças ao Apple Watch, ele acabou detectando cedo a doença a tempo de tratá-la sem grandes consequências.

Nunca pensei que um estúpido computador de pulso que eu comprei há 2 anos poderia salvar a minha vida. Vi minha taxa cardíaca disparar, e no fim era uma embolia pulmonar.

Para ser alertado das anomalias cardíacas, James precisou usar o aplicativo HeartWatch, mas agora todo o Apple Watch (a partir do Series 1) possui nativamente esta função. Na mais recente atualização, o watchOS 4 reformulou o aplicativo Batimentos, que monitora melhor a frequência cardíaca e notifica caso seu coração passe dos 120 BPM (ou outro número da sua escolha) quando você estiver em repouso. Isso é um grande alerta de que algo pode não estar indo bem.

Para configurar a notificação no seu Apple Watch, siga os passos:

  1. Abra o app Apple Watch no iPhone.
  2. Toque na aba Meu Relógio e depois em Batimentos.
  3. Toque em “Batimentos Elevados” e escolha um BPM.

No Apple Watch de primeira geração não há acompanhamento de ritmo cardíaco em repouso (apesar da opção aparecer no aplicativo do iPhone). Por isso, usuários deste modelo terão que apelar para aplicativos de terceiros, como foi o caso do James.

Este não é o único caso de vidas salvas com a ajuda do Watch. A própria Apple divulgou um vídeo em setembro que reúne diversas cartas escritas por usuários reais do relógio, contando como ele foi importante em suas vidas. Inclusive um bailarino brasileiro que abre e encerra o vídeo, confira:

E você? Tem alguma história do Apple Watch para nos contar?

Via
Twitter
Tags
Mostrar mais

iLex

Robô virtual que tem como missão organizar o site e ajudar leitores. De tempos em tempos ele desvirtua e tenta fazer outras coisas, mas nada que um hard reset não resolva.

Artigos Relacionados

  • Marcio

    Muito legal este “estupido” computador de pulso. Uso o meu diariamente.
    Não me arrepende de ter comprado.

    Alguém poderia me informar se a primeira geração é apta a receber o WatchOS 4?

    • Alisson Rocha

      Bom dia Marcio. É apto sim, estou usando desde que saiu a versão final.

      • Marcio

        Muito obrigado Alisson… É and ainda não aparece para atualizar.

        • Alisson Rocha

          Márcio, no iPhone, dentro do aplicativo do Apple Watch, vá em Geral, depois em Atualização de Software

        • Alisson Rocha

          Ah Marcio, se não me engano, para instalar o WatchOS 4, você precisa estar com o iOS 11 no iPhone.

          • Sim, precisa do iOS 11, senão não aparece a atualização.

  • Anderson Lopes

    Não existe mais 2G no iOS 11 E isso mesmo galera?

  • Roger Rocha Moreira

    Não achei por esse caminho. Qual é o caminho com os nomes em inglês?

    • KB

      Depois que abre o app Watch no iPhone, está em Heart Rate. Mas talvez só mostre em relógios da série 1 em diante.

      • Roger Rocha Moreira

        O meu é série 2. Mas não acho nem o Heart Rate. Ele está em outros caminhos, mas daí não tem o elevated.

    • – Open the Apple Watch app on your iPhone.
      – Tap the My Watch tab, then tap Heart Rate.
      – Tap Elevated Heart Rate, then choose a BPM.
      Heart rate notifications are available only on Apple Watch Series 1 or later.

      Fonte: https://support.apple.com/en-us/HT204666

      • Roger Rocha Moreira

        Realmente, o meu app não tem esse caminho. Meu watch é série 2 embora eu tenha também um série 1

        • Uma pergunta boba: você atualizou para o iOS 11 e o watchOS 4?

          • Roger Rocha Moreira

            Acho que foi uma pergunta boa. Eu mesmo já estava começando a me perguntar isso. É uma exclusividade do iOS 11? Ainda não atualizei

            • Sim, é uma novidade do watchOS 4. 😉

            • Roger Rocha Moreira

              Oops!:)

  • Evandro Angeloni

    Olha posso estar enganado mas eu acho que o primeiro applewatch faz acompanhamento de ritmo cardíaco em repouso sim!

    • Sim, você está enganado.
      Cuidado ao afirmar coisas sem ter certeza, pois isso pode gerar desinformação aos mais inexperientes.

      • Evandro Angeloni

        amigo acabei de verificar no meu.. e esta medindo certinho em repouso.. se quiser posto os prints acho que o engano não esta sendo meu! antes de fazer matérias verifique se funciona mesmo! antes de ficar postando erros! ja estava chateado achando que o meu tinha parado após a atualização.. mas vc esta completamente errado!

        • Evandro, o fato do ajuste aparecer no seu iPHONE não significa que seu RELÓGIO tenha a função ativa. É a própria Apple quem diz que não é compatível: https://support.apple.com/pt-br/HT204666

          “Além disso, o Apple Watch mede sua frequência cardíaca quando você está parado e periodicamente quando você está caminhando (Apple Watch Series 1 ou posterior).”

          Você está afirmando que a APPLE está errada?

          Me parece que, por possuir apenas o Series 0 e nunca ter mexido em outro modelo, você não está compreendendo bem a função. Abaixo, você pode ver a diferença de tela no app Batimentos do Watch Series 0 e no Series 3:

          https://uploads.disquscdn.com/images/26875ed305a296d107ea2fdc40aa3c09d63a319ffe6466426a8b801bf3286d9f.png

          Faça o teste e abra no seu relógio o app Batimentos. Se aparecer o card “Batimentos em Repouso”, então o seu modelo é realmente especial, porque é diferente de todos os outros Series 0.

      • No meu “Zero”apenas digitei “Batimentos” na guia Buscar e já apareceu a opção. Acabei de configurar. Parabéns pela matéria! Mas confirmo que o recurso existe no primeiro Watch sim.

        • Você digitou no seu iPhone, certo? Porém, a função estar presente no iPhone não significa que seu relógio é compatível com a função. E não é, segundo a Apple.

  • André

    Pensando seriamente em adquirir um exatamente por causa do monitoramento da saúde.

    • Alisson Rocha

      Vale a pena André. É muito bom.

      • André

        Pois é, Alisson, relutei até o momento em não adquirir Apple Watch achando ser inútil para mim. Não me encantei desde o primeiro lançamento: a resolução da tela era baixa se comparada com as telas de retina que já eram utilizadas nos iPhones e apresentava uns “legs”. Mas parece que o S3 evoluiu bastante em relação ao primeiro lançamento, além dessa questão do monitoramento da saúde ser bem útil e bacana. E estou nos Estados Unidos e posso comprar mais barato que no Brasil (ou menos caro!)

  • CHC

    Comprei o meu a duas semanas, o lançamento, estou muito satisfeito com ele, e de fato ele acaba lhe incentivando a coisas que você provavelmente não faria sem ele.
    Sobre o monitoramento cardíaco achei super importante e aproveito para perguntar se alguém sabe se é possível gerar um relatório impresso desses batimentos, pois queria levar a um médico, acredito que alguma coisa não esteja 100% com o meu. Obrigado!

    • Evandro Angeloni

      Seria bom.. faz assim.. tira um print da tela do iPhone do aplicativo saude e imprimi.

      • CHC

        De fato é uma forma Evandro, mas diante de tanta informação coletada através do relógio é lamentável que ninguém tenha pensado em extraí-las de alguma forma para utilização mais profissional. Talvez seja apenas uma questão de tempo mesmo. Só nos resta aguardar.

    • Carlos Magno Duarte

      Dá uma olhada no app “Cardiógrafo”, da Macropinch. Nunca usei, mas dizem que ébom. Talvez atenda para o que precisa…

  • Alvaro Guatura

    Eu quero muito um. Não tenho previsão de viagem pro exterior, o jeito é comprar aqui tentando achar algum mais barato. Uma pena o preço ser tão absurdo, R$1800,00 pela versão de entrada estaria muito bem pago e garantiria um bom lucro.
    Enquanto isso… vou de Miband 2

    • Jef

      Mas dá de encontrar modelos usados em ótimo estado por um preço bacana já, eu mesmo comprei semana passada por 1.1k um Series 0 de Aço e Safira, estou muito feliz com ele, acompanhou 3 pulseiras extras ainda!

  • Duane

    Infelizmente aqui no Brasil, exceto se fosse um médico ou se tivesse um plano de saúde diferenciado, dificilmente teria este diagnóstico.
    Esses dias cai e minha mão teve um inchaço. Foi no hospital e o médico disse que era um cisto 👍🏻