Notícias

Legalmente, a Apple não possui os direitos sobre a marca “iPhone” no Brasil


Registro da palavra “iPhone” pela Apple vem desde 2006

Com a polêmica gerada pelo caso Gradiente Iphone, muita confusão e desinformação estão circulando a web hoje. A Apple tentou legalmente o direito de uso da marca “iPhone” no Brasil em um pedido depositado no INPI (Instituto Nacional de Propriedade Industrial) ainda em 2006, antes mesmo do mundo conhecer o aparelho.

No registro, a empresa fez questão de proteger inclusive a forma como a palavra é escrita, com a letra I em minúsculo e o P em maiúsculo.

O que a Gradiente tem (e que foi muito bem notado pelo nossos leitores Rodrigo e Felipe Dias) é o direito pela marca G GRADIENTE IPHONE.

Em 2000, a empresa IGB Eletrônica entrou com pedido no INPI pela marca. É interessante notar que a Telesp Celular foi contra e entrou com um pedido de oposição em 2002. No dia 2 de janeiro de 2008, o registro foi aceito e efetivado.

O que a Gradiente parece querer fazer é se aproveitar da popularidade de uma criação que não foi sua, para tentar sair da crise. A empresa quase teve que decretar falência em junho deste ano por causa de uma dívida de R$3 mil. O preço, ironicamente, de um iPhone 5 de 64GB.

 

Este marketing pobre parece ter dado um certo resultado momentâneo: as ações da empresa subiram hoje 10%. Mas quando os acionistas realmente perceberem que na verdade, não tem como ela ameaçar a Apple, é capaz da fuga ser grande e o estrago ser ainda maior.

ATUALIZAÇÃO:

Segundo o INPI, a Gradiente tem sim o direito de impedir que a Apple utilize a marca “iPhone” no Brasil, pois depositou bem antes o pedido pela marca. Mesmo que o registro seja “G Gradiente iphone”, ela pode impedir que outra empresa utilize partes da marca. Além disso, só ela tem esta denominação para a categoria “aparelho telefônico”, enquanto a Apple registrou a marca em outras categorias, como vestuário.

E a briga pode mesmo acontecer. O presidente da Gradiente diz que a Apple não respeitou a marca quando veio para o Brasil, pois sabia que ela já era registrada. Na China, a empresa passou por uma situação similar com a marca “iPad” e acabou entrando em um acordo de milhões de dólares.

A Gradiente, com certeza, está aproveitando-se da situação para ganhar dinheiro fácil, como fez quando patenteou a marca “Playstation” no Brasil e deu dores de cabeça para a Sony. Repetindo o que já dissemos, é triste quando uma empresa opta por conseguir dinheiro no tribunal e não investindo em qualidade. Enquanto a Apple geralmente entra na justiça por defender suas criações, a Gradiente prefere ser oportunista e registrar nomes que possam render dinheiro no futuro. Funciona para ela, mas quem perde é o consumidor.

Tags
Mostrar mais

iLex

Robô virtual que tem como missão organizar o site e ajudar leitores. De tempos em tempos ele desvirtua e tenta fazer outras coisas, mas nada que um hard reset não resolva.

Artigos Relacionados

  • João Vítor Passos

    Que confusão em??!!!

    • Armando Salles

      O aparelho pode não ser bom, mas é uma tentativa da gradiente de se colocar novamente no mercado de celulares. Os meios que ela se utiliza para isso são de responsabilidade dela mesma, não será um nome que fará com que um comprador compre determinado produto. O que realmente interessa para os compradores de iPhone é a maça atras do dispositivo, ou seja, é o nome apple que vende aparelho e não o nome iPhone. Deixemos de ser hipócritas,isso acontece o tempo todo, não é o primeiro e nem será o último caso de registros na Apple e em varios deles é a Apple que é a Réu.

      • Stupid

        O aparelho não é bom? Ele usa Android 2.3 Gingerbread, versão de 2011, não dá suporte a Google Play e vem com “enorme” 2 GB de espaço interno. É com esse aparelho que eles querem ganhar mercado?

        Tivessem feito algo “melhor”, teriam mais sucesso, mas com isso, conseguem apenas ser risiveis.

  • João Pedro

    Quem tenta fazer as coisas desonestamente….no fim perde

  • Junior

    Hahahha gradiente lixo!

    • Tiago P.

      Meu amigo,
      Voce deve ser novinho, mas os Nokias fabricados no Brasil antigamente eram Gradiente e eram sonho de consumo de muita gente. Alem dos sons da Gradiente que estavam entre os melhores e muitos ainda persistem ap’os 15, 20 anos de uso. Tenho um Galaxy Note da Samgung, que n~ao vai completar nem 18 meses de vida e o que dir’a um bot~ao home de iphone. SEJAM PATRIOTAS e parem de babar ovo de gringo.

      • Bom, pela sua “idade” você deve ser do tempo da reserva de mercado de informática que existia no país na primeira metade dos anos 80. E pelo seu discurso, deve ser a favor de coisas do tipo.
        Naquela época, eu tinha um TK90X e adorava. Mais tarde, fiquei sabendo que a empresa brasileira simplesmente clonou o ZX Spectrum (inglês) e lançou no pais, sem dar NENHUM CENTAVO para quem realmente criou.
        Gente como você, que apoia o roubo intelectual em prol de ser PATRIOTA, faz este país ser o que é. Parabéns. Clap. Clap. Clap.

        Eu prefiro ser baba ovo de qualidade do que ser um patriota imbecil (e alienado) que apoia qualquer lixo só porque tem “Indústria Brasileira” impresso atrás.

        • Tiago P.

          Veja o que n’os somos e veja o que o Jap~ao ‘e. Ser patriota ‘e ruim para o pa’is, para a sociedade, para o desenvolvimento? Oh mundo consumista, oh c’eus…
          Roubo intelectual? Isso acontece diariamente no mercado e todas as empresas o fazem, sem essa de Apple ser a “certinha intelectual”. A Gradiente detem o nome e a registrou antes de existir qualquer projeto para Iphone da Apple. Quer exclusividade agora? Pague, pois dinheiro n~ao falta, assim como fez com a marca IPAD na China.

          • Tiago

            Pede pra nascer de novo e a mamae te dar uma boa educacao meu amigo. Nao merece o m’inimo de respeito. T+ e continue um LOVER.

            • Nerd

              Com essa educação toda, não importa se você esta certo ou não.
              É apenas mais um troll querendo aparecer.
              Crítica construtiva e educada é sinal de inteligência.
              Pena que nem com a idade aprendeu a ter educação e respeitar o pensamento livre de outras pessoas.

          • Jupiter

            Que feio heim senhor Tiago…

            • Celso

              Júpiter, leia com calma a resposta do Ilex e vai ler que ele chamou o cara de patriota imbecil!!!!!!! Ele foi extremamente mal educado com o leitor!

          • MafiosaBe

            Eu queria saber qual é a dificuldade desse Tiago acentuar as palavras corretamente.
            Compra um iPhone (da Apple), vai te servir MUITO, ele tem corretor ortográfico.

            • MafiosaBe

              Tiago P.*

          • Felix

            o Tiago P. está certo a gradiente registrou o nome muito antes de sair o iphone no mercado, e outra coisa existem pessoas e empresas que sempre estão registrando marcas, que talvez por sorte uma empresa grande queira usa-la e assim ganhar dinheiro. Não acho que estão errados, a empresa que lança o produto é que tem que ver se o nome do mesmo está liberado aonde ela quer lança-lo. A unica coisa que achei feio foi a gradiente lançar o telefone com o nome iphone, pois fica parecendo xing-ling , acho que foi desnecessário, poderiam simplesmente pedir que a Apple pagasse para utilizar a marca.

        • Rapahel

          Hahahahah, dessa eu não sabia… Fui pesquisar para ver o que era um TK 90 X (não é do meu tempo, aff) e quando entrei na Wikipedia (que acessou o site em inglês) apareceu em destaque em baixo da foto:

          TK 90X – Brazilian ZX Spectrum clone…. (TK 90X – Clone brasileiro do ZX Spectrum)….

          Que podre essa da Gradiente velho…

        • Lari fischer

          O ilex , vai morar com os gringos, o que é que voce esta fazendo aqui, vai chupar maçã.

        • Guilherme

          Quê isso iLex? Calma aí… não precisa dessa grosseria toda não. Atacando o cara sem motivo algum. A Gradiente é sim detentora da marca iPhone (com ou sem “P” maiúsculo) e pediu o registro MUITO ANTES da Apple dar algum indício de que iria lançar um iPhone, nessa época a Apple estava engatinhando com o iPod. Um pouco de senso crítico é válido, até mesmo pra você que é um fã cego da Apple. Eu não sou contra a Apple, acesso o blog todos os dias, mas temos que ser imparciais e ver que o que aconteceu com a Maçã poderia ter acontecido com qualquer outra empresa. Agora, se ela quer o direito de usar o nome, que pague por isso. Ela faz isso com diversas empresas, inclusive, a mais recente delas foi com uma chamda Samsung, não sei se você já opuviu falar nela. A lei que vale para uma, tem que valer para todas. Nada de dois pesos e duas medidas.

      • Ciro

        Oh dó!

      • Pedro Alberto

        Sonho ter um Gradiente nos anos 80? Só se for o seu! Equipamento de péssima qualidade que nem Dolby tinha! O meu sonho na época era ter Sony! Por isso hoje que posso tenho o que existe de melhor, isso inclui vários produtos Apple! O Japão (por ex) trabalhou duro para dar o exemplo ter seu espaço como referencia e aí sim ser uma marca que disperta patriotismo.

        • Lari fischer

          A Gradiente tinha os melhores aparelhos e a mais completa linha de AUDIO no Brasil nos anos 80 é só se informar melhor.

          • Christiano

            Estou lendo vários comentários do tipo “a Gradiente tinha…”, “nos anos 80 a Gradiente era…”. Sinceramente, se foi boa ou não no passado, a Gradiente parou no tempo há muito tempo! Quem vive de passado é museu.

      • krikaoli

        Que comentário mais sem fundamento. Pra começar vai contra a Constituição confundir o consumidor com nome de produto parecido com outro já bem estabelecido, independemente da Gradiente ter algum registro!

        Art. 4º A Política Nacional das Relações de Consumo tem por objetivo o atendimento das necessidades dos consumidores, o respeito à sua dignidade, saúde e segurança, a proteção de seus interesses econômicos, a melhoria da sua qualidade de vida, bem como a transparência e harmonia das relações de consumo, atendidos os seguintes princípios:

        I – reconhecimento da vulnerabilidade do consumidor no mercado de consumo;

        II – ação governamental no sentido de proteger efetivamente o consumidor:

        a) por iniciativa direta;

        b) por incentivos à criação e desenvolvimento de associações representativas;

        c) pela presença do Estado no mercado de consumo;

        d) pela garantia dos produtos e serviços com padrões adequados de qualidade, segurança, durabilidade e desempenho.

        III – harmonização dos interesses dos participantes das relações de consumo e compatibilização da proteção do consumidor com a necessidade de desenvolvimento econômico e tecnológico, de modo a viabilizar os princípios nos quais se funda a ordem econômica (art. 170, da Constituição Federal), sempre com base na boa-fé e equilíbrio nas relações entre consumidores e fornecedores;

        IV – educação e informação de fornecedores e consumidores, quanto aos seus direitos e deveres, com vistas à melhoria do mercado de consumo;

        V – incentivo à criação pelos fornecedores de meios eficientes de controle de qualidade e segurança de produtos e serviços, assim como de mecanismos alternativos de solução de conflitos de consumo;

        VI – coibição e repressão eficientes de todos os abusos praticados no mercado de consumo, inclusive a concorrência desleal e utilização indevida de inventos e criações industriais das marcas e nomes comerciais e signos distintivos, que possam causar prejuízos aos consumidores;

        VII – racionalização e melhoria dos serviços públicos;

        VIII – estudo constante das modificações do mercado de consumo.

        Vademecum pra iPhone

        • joão

          Queria muito saber qual é a sua Constituição.

          Na minha o artigo 4º fala:

          Art. 4º A República Federativa do Brasil rege-se nas suas relações internacionais pelos seguintes princípios:
          I – independência nacional;
          II – prevalência dos direitos humanos;
          III – autodeterminação dos povos;
          IV – não-intervenção;
          V – igualdade entre os Estados;
          VI – defesa da paz;
          VII – solução pacífica dos conflitos;
          VIII – repúdio ao terrorismo e ao racismo;
          IX – cooperação entre os povos para o progresso da humanidade;
          X – concessão de asilo político.
          Parágrafo único. A República Federativa do Brasil buscará a integração econômica, política, social e cultural dos povos da América Latina, visando à formação de uma comunidade latino-americana de nações.

        • Legolas

          Amigão essa artigo aí é do CDC e não da Constituição rs.

      • Kennedy S.

        Tiago P. o lance não é babar ovo gringo não! é reconhecer coisas de qualidade e saber que a gradiente apesar de ter lançado coisas boas nos anos noventa, não tem a mínima chance nos top de cells e entrou com essa para aparecer no filme rsrssr o concordo com o ilex o lance do brasileiro ser patriota é complicado, vendo que no nosso país só vemos corrupção, super faturamento, impostos e mais impostos(iphone mais caro do mundo é o daqui) falta de proteção ao cidadão, saúde pública ….. e eu vou ser patriota no país desse??? cara até torço pela seleção brasileira mas patriotismo comigo não viu prefiro admirar oque vem de fora de preferência iniciativas europeias(honestidade e criatividade) a política brasileira e os empresário já causaram muita raiva ao cidadão.

        • Lari fischer

          Porque o empresario? O empresario no Brasil é um herói , para sobreviver aos altos impostos do pais é mais lucrativo importar, comprar um iPhone por R$ 1.110,00 Pagar para o governo R$ 1.890,00 e colocar lojas de luxo, vender a R$ 3.000,00. Mais uma coisa fabricado na China hehehe sem assistencia técnica.

  • Wagner

    A gradiente(empresa brasileira) está no direito dela, cabe ao comprador escolher, certo? Você não está querendo tumultuar o ambiente de uma empresa BRASILEIRA em pró de uma americana que não está nem ae pro SEU país? Vide preços,funcionalidades e suporte?

    • Lengo

      Mas cara, são duas coisas diferentes. O produto que ela lançou é muito vagabundo, e tá tentando enrolar os desavisados. Android 2.3, e nem acesso ao Google Play tem. O aparelho tem que ser MUITO vagabundo pra não conseguir acesso à loja.

      Se a Apple faz o consumidor brasileiro de otário, a Gradiente é muito pior com essa.

      Ainda bem que é fogo de palha.

      • saulo

        pois é, ñ é pq a empresa é do meu pais que vou apoia-la mesmo tando errada, agindo desonestamente, tentando enganar NÓS consumidores (nos, nos ñ ne, pq temos um certo conhecimento ausasuh mas muitos serão enganados)

    • Seu comentário justifica o porquê eu ter colocado a palavra “protecionista” no texto anterior.
      Antes dele, ela estava fora do contexto, mas agora você a colocou de volta. Obrigado.

      • SamuEX

        Este protecionismo me lembrou um país, bem aqui do lado, que invadiu e roubou nossa unidade refinadora de petróleo instalada no país deles.

        • LEO – CAXIAS DO SUL

          e quem deveria fazer alguma coisa sobre o país vizinho não o fez…… e pior…. abriu precedente para o outro país vizinho cobrar mais caro o aluguel da parte dele na hidroelétrica Itaipu sem nem participar na construção da mesma…. pior….. devendo bilhões para o Brasil…….

          Como diz um amigo meu… a corrupção está impregnada na pele do brasileiro…….
          a atitude de uma empresa como a Gradiente apenas faz valer a frase acima…..

          Lamentável….

          VIVA O PROTECIONISMO….. VIVA O POVO BRASILEIRO…… VIVA O BRASIL….

          VIVA O PAÍS DA IGNORÂNCIA POLÍTICA!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!

          • Lari fischer

            E você o que esta fazendo neste pais, vai morar com os gringos .

            • Charles

              Típico “argumento” de patriotário esse. Dá pra discutir com esse tipo de gente não, mentalidade parou nos 7 aninhos de idade

            • LEO – CAXIAS DO SUL

              Com esse seu comentário, presumi-se que eu estou com a razão, pois a IGNORÂNCIA POLÍTICA que me referi, acusa diretamente a pessoas como você que não tem argumentos e respondem dessa forma….
              LAMENTÁVEL…
              Meu amigo… nunca vou desistir do meu país, embora já tive muitas oportunidades… sempre tentarei, a meu modo, fazer um país melhor, mas, nunca COPIANDO e sempre CRIANDO novas tecnologias…. novas idéias… onde o meu PAÍS possa crescer e se orgulhar de seu povo.
              Atitudes como essa da Gradiente, na minha opinião, é uma falta de criatividade que envergonha a indústria brasileira.
              O iLex esta com a razão… quando diz …” marketing pobre…” pois como diz o dito popular, ” é gozar com o pau dos outros”…

              Espero meu amigo, que agora você entenda o que eu quis dizer…

              sem mais comentários..

    • Overlord

      Independentemente da empresa ser brasileira ou estrangeira, má fé nunca deve ser aplaudida ou premiada.

      É por este tipo de “mimimi vamos defender empresas brasileiras” que pagamos caro por produtos absurdamente defasados tecnologicamente.
      De carros a fogões e geladeiras passando por praticamente qualquer eletrodoméstico\eletroeletrônico, tudo no país é antigo e mais caro.
      Basta olhar os produtos desenvolvidos no resto do mundo!

      Se quer defender empresas brasileiras, defenda as que realmente trazem inovação para o país.

    • Victor Henrique

      pra complementar o que já falaram… ainda pedem R$ 600 nesse LIXO!!! um LG Optimus L3 tem Google Play e custa R$ 400,00. O mesmo Gingerbread e não precisa enganar o povo nem tentar se promover em cima de uma patente ridícula

      • Ótima observação.

    • Max

      É impressionante esse complexo de jabuticaba do brasileiro, tão estimulado por um tal ex-presidente.

      • Justo

        O melhor comentário possível!

    • Lari fischer

      É Wagner falou tudo, eu quebrei o vidro do meu iPad e a Aplle famosa, aplle, mandou eu procurar, que eles não tinha o vidro, ou seja não fornecem peças. Já o contrario, quando quando tive problemas com uma tv de plasma da gradiente ela mesmo recolheu a tv e concertou, sem custo, talvez por ela não ser uma industria que não esta nem aí para você, que ela esta mau. E tem gente que da tudo pela maçã, eu mesmo tenho vários produtos dela, mas falta muito para ela respeitar quem compra seus produtos.

    • Ruter Jr

      se a empresa BRASILEIRA em questão fosse seria no que faz… ela só sabe por o nome dela atraz dos produtos dos outros e revender! ta vendendo um xing ling como se fosse bom

  • Lengo

    Rapaz, nem acesso ao Google Play tem. Nem pra xing ling presta.

    A Samsung até parece original agora.

    • Diogo Lins

      “A Samsung até parece original agora!”
      HAHAHAHAHAHAHAHAHA

      MELHOR FRASE!! 😀

      • Lari fischer

        Sempre foi original, talvez mais que a aplle. O que o tempo vai dizer, a samsung não usa nem um componente da aplle eu seu equipamento, ao contrario a aplle.

        • Danilo

          Que empresa é essa? APLLE?

          • Lari fischer

            Apple !

    • Luis Augusto

      HAHAHAHAHAHA!

  • Gabriel

    So no Brasil

  • Daniel Alencar

    kkkkk que bagunca…

  • Raphael

    Estou com problema no iPhone 5. Tem hora que tem sinal, mas quando vou fazer ligação dá falha. E tem hora que fica Sem Serviço. Alguem sabe como me ajudar?

    • Igor

      Sim, entre em contato com o suporte da Apple.

      • Lari fischer

        Eles vão dizer que o aparelho não tem problema, pois aparelho Apple não da problema, problema é das operadoras dos outros menos dela. Sei porque passei por isso . Só vai ficar conhecendo o que é Apple quando precisar de assistencia técnica.

        • Marcelino Hable Jr

          TPM dura quantos dias mesmo?

    • Maurício

      se a sua operadora for a tim, tá explicado o problema!

      • Taralás

        TIMganei

      • Joao

        boa! +1

      • Iron Junior

        A TIM de SC tem que tentar 3 vezes para conseguir chamada. Já virou regra!

        • Raphael

          É isso mesmo, mas dessa vez acho que é o celular mesmo, porque com o iphone 4 nao dava falha.

        • Talles

          Mudei da TIM para a Vivo há três anos, e agora vivo em paz com minhas ligações. Parece que tem gente que gosta de sofrer. É só boicotar a TIM, mudem de operadora e tá resolvido!

        • Talles

          Não vejo motivo para tanto estardalhaço. A Gradiente está certa, o iphone é dela, mas o iPhone é da Apple. Tecnicamente, são duas palavras diferentes apesar da pronuncia ser igual.

          Aliás, todos nós sabemos da qualidade infinitamente superior da Apple.

          ”Quem nasceu iphone nunca vai ser iPhone”

    • Marcelo Poppe

      A primeira coisa para fazer é trocar o chip… Pode resolver

      • Raphael

        Eu tinha cortado o micro chip pra usar, e funcionou, só que com esse problema. Achei que era porque na hora de cortar, tirei um pedacinho da marte metálica. Até que fui na TIM pedir o nano chip e continuou com o mesmo problema. Espero que seja problema na linha da TIM, e nao no iphone, porque a garantia só começa a valer no brasil em janeiro.

    • Mr. Odd

      Vá nas opções entre em general (geral) > reset (reinicio) > reset network settings (reinicio de ajustes de rede). Se isso não funcionar o problema leve o aparelho em alguma loja da sua operadora e peça para que confiram o sinal da sua linha. Pode até ser defeito no aparelho mas considerando nossas operadoras de telefonia móvel acho mais provável a falha estar no elo que menos faz questão de atender com qualidade nessa corrente.

    • Mr. Odd

      POR FAVOR PERCEBAM QUE NÃO HÁ NENHUMA DATA NO REGISTRO DA GRADIENTE.
      Eles poderiam ter registrado isso ontem só pra criar uma discussão como estratégia de marketing.
      E todos vocês estão ajudando.

      • Mr. Odd

        Me enganei -.- não tem data de prioridade o que aparentemente só deve ter pra empresas estrangeiras.

  • Puding

    Achei que essa merda tivesse fechada.

    • saulo

      eles tem a patente registrada no brasil do nome “G Gradiente iphone” e a apple tem a patente registrado no brasil do nome “iPhone” entao eles podem vender um aparelho com o nome G Gradiente iphone.
      o problema que me da ate vergonha de ser brasileiro é que isso é uma jogada de marketing podre, eles pretendem entrar na briga pela patente, uma causa perdida, so que ai entra a jogada… nesse tempo que eles estao brigando pela patente a gradiente ja vai ter vendido varios aparelhos e lucrado milhoes a custa de consumidores desenformados (os inumeros burros do brasil que so se preocupam com imagem e com o que vai acontecer no proximo capitulo da novela e blablabla…) e eles ñ podem processar a gradiente por propaganda enganosa, pois juridicamente falando o consumidor que adquirir um G Gradiente iphone sabera que ñ ta adquirindo um iPhone. inclusive as açoes da gradiente subiram 10% hj por conta desse lançamento, porem se os investidores pesquisarem as patentes e notarem oq pode acontecer ai pode haver uma fuga, conseguentemente uma queda nas açoes podendo gerar inclusive a falência da gradiente.

      as grandes empresas se aproveitam da burocracia brasileira, vergonhoso…

      • saulo

        era pra comentar no de baixo aushaushaush

      • Pedro Silva

        Só não entendi de onde tiraram que a Gradiente quer brigar com alguém? Ele tem um nome e vai usar. Ponto final.

      • Lari fischer

        O meu vai morar com os gringos, aí não vai ter vergonha de nada Hehehehe

    • Mr. Odd

      Não está fechada.
      Só não tem condições de competir no mercado atual.

  • Felipe Teodoro

    agora a pergunta que não quer calar:
    a gradiente vai processar a apple?
    a apple vai processar a gradiente?
    não vão processar ninguem?
    hoje no globo reporter!!!

    • Pedro Silva

      Não sei de onde tiraram isso! Ninguém vai processar ninguém pq as duas estão certas. O que a Gradiente quer é justamente isso! Que todos comentem, com isso ela volta a ter visibilidade.

  • Tom

    Calma… Uma dívida de 3 mil reais??? :O Nossa…

  • Teixeirinha

    Lembrou o caso Sepultura de Brasília, uma banda gospel da capital federal que processou a banda no inicio dos 90’s.

    • Flavio

      Só pra constar, mas o mesmo aconteceu com a Banda Natiruts, que se chamava inicialmente de Nativus e teve que alterar o nome por causa da banda Os Nativos.

  • Thiago

    A gente já viu o que aconteceu com a Samsumg, que por sua vez é BEM “maior” que a Gradiente.

  • Yuri

    A Gradiente vai falir de vez com isso. Nem as geladeiras dessa marca são boas.

  • RudiMac

    Chupa Gradiente!

  • Humberto

    Ridículo essa postura da Gradiente!!!!!

    Uma empresa falida tentando pegar carona no sucesso dos outros!!!

    Iphone é um só…. E todo mundo sabe qual!!!!!!

  • Diogo

    Vocês estão no blog do IPHONE! Vocês não querem que ele defenda a Microsoft, não é mesmo? Parem de encher o saco… Se não gostam da Apple/iPhone, vão para o blog do . A Gradiente foi sacana SIM e merece ser esculachada pelo mundo, como está sendo!

  • Johnatan

    Eita blog do iPhone, o registro da Gradiente vale para celulares, já o da Apple vale para esses seguimentos:
    “-um deles envolve “artigos do vestuário, calçados e artigos de chapelaria incluídos nesta classe”;
    -o outro trata de máquinas de jogos e “computadores de brinquedo, telefones e outros dispositivos eletrônicos de consumo de brinquedo”;
    -e o terceiro envolve “periódicos, publicações e manuais”.”
    Inclusive esse segundo item é o que aparece “disfarçadamente” na primeira imagem do post.

    • Alexandre

      Esse detalhe também não me passou batido… Juridicamente o nome é da Gradiente sim, o registro da Apple não se refere à telefone celular. Mesmo assim, isso vir a tona somente agora que a marca iPhone já está consolidada inclusive no Brasil mostra o mau caratismo de quem desenvolveu esse produto.

    • Johnny

      Será um embate juridico acirrado, sim. A Gradiente tem como brigar pelo uso da marca iphone. Aos desavisados, as especificações de uso da expressão marcária são distintas e a apple está direcionada para outros afins, diferente de aparelhos telefônicos. Mas, obviamente, a apple tem prioridade internacional, proveniente de seu processo nos estados unidos. Porém, aos desinformados e que acham que somente Esteve Jobs teve boas idéias…e olha que o considero um mago revolucionário… a marca iphone foi registrada em 1996 pela Cisco:

      Word Mark IPHONE
      Goods and Services IC 009. US 021 023 026 036 038. G & S: computer hardware and software for providing integrated telephone communication with computerized global information networks. FIRST USE: 19970606. FIRST USE IN COMMERCE: 19970606
      Mark Drawing Code (1) TYPED DRAWING
      Serial Number 75076573
      Filing Date March 20, 1996
      Current Basis 1A
      Original Filing Basis 1B
      Published for Opposition December 29, 1998
      Registration Number 2293011
      Registration Date November 16, 1999
      Owner (REGISTRANT) INFOGEAR TECHNOLOGY CORPORATION CORPORATION CALIFORNIA 1775 WOODSIDE ROAD REDWOOD CITY CALIFORNIA 94061
      (LAST LISTED OWNER) CISCO TECNOLOGY, INC. CORPORATION CALIFORNIA 170 WEST TASMAN SAN JOSE CALIFORNIA 95134

      Assignment Recorded ASSIGNMENT RECORDED
      Attorney of Record Sally M. Abel, Esq.
      Type of Mark TRADEMARK
      Register PRINCIPAL
      Affidavit Text SECT 8 (6-YR). SECTION 8(10-YR) 20091120.
      Renewal 1ST RENEWAL 20091120
      Live/Dead Indicator LIVE

  • Danilo

    O que eu não consigo entender é como as ações subiram!

    • Max

      A mecânica do mercado de ações é simples: compre no boato, e exerça no fato!

    • Wellington Alves

      Subiram por causa dos especuladores. Mas do mesmo jeito que compram ações para apostar, vendem para se livrar e derrubam as ações do mesmo jeito. Com a exposição que essa matéria está ganhando, saindo em tudo quanto é mídia, é óbvio que as ações da Gradiente ficaram em evidência.

  • Giovanni

    Muitos são os que falam de ética, moral, valores etc.

    Acontece que a Gradiente, independente de onde ela seja, entrou com o processo de registro da marca em 2000 (muito antes do lançamento do primeiro iPhone) e somente em 2008 que foi permido o uso da mesma. Em 2008 o iPhone já existia.

    Precisa saber se a tecnologia que ela esperava ser utilizada naquela época valia a pena ser utilizada em 2008.
    Porém, sem querer defender nem a Apple (da qual também sou um feliz consumidor) muito menos a Gradiente (que nem sabia que ainda existia), precisamos nos atentar ao fato: contruir tecnologia não e barato. Contratar engenheiros, designers etc etc custa caro. Será que a Gradiente, que já estava falindo, teria condição de fazer isso?

    Claro que é mais barato aproveitar e lançar um aparelho com um preço muito mais acessível que o “original”, mesmo tendo uma qualidade péssima, mas com a venda de alguns aparelhos consiga se reerguer e, quem sabe, consiga pagar para gerar tecnologias.

    E, claro, independente do iPhone fazer ou não sucesso, caso eu tvesse registrado esta marca antes do surgimento dela e só pudesse usá-a depois do aparecimento do mágico iPhone, é claro que eu também esperaria um momento mais oportuno para usá-la.

    Afinal, esta burrocracia brasileira afetou enormemente (e não sabemos a que ponto) a Gradiente.

    Portanto, acusá-la de oportunista, antiética ou quaisquer adjetivos é fácil. Mas na minha opinião, se ela é detentora da marca, deve mesmo utilizá-la.

    Claro que eu não compraria um G Gradiente IPHONE. Afinal, não troco o meu iPhone a não ser por outro iPhone.

    Mas, acho sim que a Gradiente está certa em usar a marca que lhe pertence.

    • Max

      Ela pode até usar, e também acredito que tenha o direito, porque há uma lei que determina o direito de precedência de uma marca através da data de depósito e não de registro. Porém, ela está sendo desleal com os consumidores brasileiros, numa tentativa desesperada de se salvar da falência. Porém, estaria a falida Gradiente preparada para uma batalha jurídica com a Apple com os seus 100 bilhões de dólares em caixa? Americano adora um processo e uma batalha na justiça, são experts nisso. Esse pode está sendo o prego no caixão da Gradiente.

    • Mvcmendes

      Se “a Gradiente está certa em usar a marca que lhe pertence.”, cadê a referência ao nome de verdade no press release? Eles dizem “IPHONE” (assim mesmo, em maiúscula) 8 vezes, e dizem G Gradiente iphone 0 vezes. Eles estariam certíssimos em usar a marca que lhes pertence. Mas eles poderiam pelo menos usar a marca que lhes pertence.

    • Margarete

      Concordo com com suas colocações Giovanni se a Gradiente tem o direito de usar a marca porque não irá utilizar??? Cabe ao consumidor na hora de efetuar a compra se atentar no que é melhor para ele.. afinal acho isso é regra para compra de qq produto.

      • Lari fischer

        Ninguém fala dos iphones que são a cara do original, feito na China e são comprados ao milhares em tudo que é banca de contrabando, tomara que a gradiente consiga vender muitos muitos, assim dará emprego a brasileiros.

    • saulo

      compreendo, mas a que custo, como vc mesmo disse, so troca o seu iphone por outro iphone, vc acha que pessoas como nos que conhecemos o iphone, se por algum motivo ñ tiverem dinheiro disponivel para pagar por um iphone, vc acha mesmo que essas pessoas optariam por esse iphone da gradiente?

      as pessoas iriam comprar serao pessoas completamente desenformadas, desde modo vc apoia a gradiente enganar os seus clientes?

  • Vinicius

    Fiquei sabendo que o PRESIDENTE da empresa gradiente eh o LATINO

    • Victor Henrique

      boa! bota o Latino pra fazer o comercial do G Gradiente iPhone… tudo a ver hahahhaa

  • Yuri

    Vou criar um blog chamado Blog do G Gradiente IPHONE

    • M.C.

      hahahahahahhaha

  • Mvcmendes

    Até hoje quando eu pensava na Gradiente, lembrava do Meu Primeiro Gradiente, que eu carregava comigo pra cima e pra baixo quando era criança. E honestamente, nao sabia que a empresa ainda existia. Que atitude mais imbecil

  • John

    Na verdade não foi a gradiente que tentou decretar falência, né?

    Provavelmente algum credor dessa dívida de 3 mil deve ter solicitado, mas precisa ter um crédito de no mínimo 40 salários mínimos pra isso.

    Sei lá, não tem nada a ver com o assunto, mas o trecho” A empresa tentou decretar falência em junho deste ano por causa de uma dívida de R$3 mil. O preço, ironicamente, de um iPhone 5 de 64GB.” não faz muito sentido.

  • Fernand:o_O

    O pior é pensar que o imbecil que teve esta ideia lá dentro da empresa deve ter convencido que isso era uma boa “cartada”. Ahahahaahahah

    • Caetano

      E é. Agora você sabe que a Gradiente lançou um smartphone. Sem isto talvez você nunca soubesse.

      • Alexandre Barbosa

        Dessa vez a culpa não é do estagiário. É do “Trainee” lotado na diretoria.

  • Fernand:o_O

    O pior é pensar que o imbec1l que teve esta ideia lá dentro da empresa deve ter convencido que isso era uma boa “cartada”. Ahahahaahahah

  • Fernand:o_O

    Ridículo.

  • Ivan

    Bacana! Vou comprar um IPHONE da Gradiente, um carro da Gurgel e vou viajar para o nordeste visitar as obras de transposição do Rio São Francisco….

    • Victor Henrique

      e viva a ditadura militar e o protecionismo brasileiro!

  • Luciano

    Acho errado usar o nome iphone, mas temos que acabar com esse complexo de que brasileiro faz coisa ruim. A Gradiente tinha produtos muito bons sim. Se lembram no celular Chroma, em parceria com o Nokia? Era um ícone de luxo na época, talvez possamos dizer até que era o iphone da época. Só ricaço tinha, e era Gradiente. Volto a repetir que acho errado usar o nome iphone, mas minha idignação é maior com os falsos patriotas que só são brasileiros quando o assunto é futebol!

    • Lari fischer

      Falou tudo como tem gente que não deveriam nem morar no nosso pais, vão trabalhar para Apple lá naquela industria que fabricam os aparelhos da marca, onde os trabalhadores trabalham como escravos.

  • Pedro Henrique

    O pedido da marca iPhone para celulares (hardwares) ainda não foi concedido! No INPI não consta como registrado. A Apple tem registro da marca iPhone, mas não como celular e sim como “produtos”: “artigos do vestuário, calçados e artigos de chapelaria incluídos nesta classe”; “computadores de brinquedo, telefones e outros dispositivos eletrônicos de consumo de brinquedo” e “periódicos, publicações e manuais”.

  • Orton

    Alguns sites estão comparando o caso ao iPad que tinha uma empresa com um aparelho homônimo (se não me engano um desfibrilador…), porém este aparelho já existia, diferente do grandioso Gradiente iphone que só foi lançado agora rs

    • Victor Henrique

      não sou nenhum especialista em direito nem em patentes… mas ao que me consta, se a Gradiente realmente detém o nome iphone, apesar de ser “g gradiente iphone”, não deveria ter notificado a Apple ao invés de simplesmente lançar um “concorrente” (com um milhão de aspas) com o mesmo nome após o outro ter se consolidado como um sucesso em todo o mundo?

      • Raphael

        Dois pontos:

        1. Quando você faz um pedido, antes de o registro ser concedido o INPI publica um edital para que eventuais contestações sejam realizadas. O edital, nesse caso, foi publicado em 2008, mesmo ano da concessão – no máximo em 2007, seis meses antes). Não houve qualquer manifestação da Apple ou de seus advogados.

        2. O pedido foi feito em 2000, e isso já garante, por lei, o direito para a fabricante (note, sete anos ANTES de a Apple anunciar seu primeiro aparelho). Não se pode falar em oportunismo, pelo menos não nesse caso.

  • m22alves

    kkkkkkk!!!

  • Vinicius B

    Agora só falta o LATINO lançar uma música com o nome de iPhone.
    UHAHSUAHSUAHSUA

  • aLex

    Gradiente? Que empresa é esta?

  • Vicente Pires

    No fim, todo mundo ganha, a Gradiente porque ganha seus minutos de publicidade gratuita, a Apple com os seus também e o Blog do iPhone por ganhar mais tráfego ($$$) neste fim de ano morno!

  • @fabioluiz

    Sei muito pouco para opinar, mas achei estranho o iPhone estar na categoria NCL(8 ) 28 do INPI (Jogos e brinquedos; artigos para ginástica e esporte não incluídos em outras classes; decorações para árvores de Natal). Será que este número de processo é válido para a NCL 9 (9)? (dispositivos de telecomunicação: Outros)

    Achei este processo semelhante. É sobre o uso da palavra NEXUS no Brasil (Google versus Nexus Telecomunicações)
    http://www.denisbarbosa.addr.com/arquivos/200/propriedade/nexus_one.pdf

  • Julio

    3 mil? Q pobreza!

  • Caetano

    Óbvia jogada de marketing.
    Semana que vem tiram iphone do nome mas todo mundo vai saber que eles tem smartphone. Milhares de reais economizados em divulgação.
    Difusão garantida da forma mais barata que há.

    • Lari fischer

      Tomara que consigam vender aos milhares, antes da gradiente, que deve pagar não pouco de impostos e gerar empregos, do que os vendidos aos milhares de iphones falsificados feitos na China.

  • Luiz Henrique

    Poderiam ter morrido com dignidade.

  • FLAVIO

    Vou patentear o nome Flavio`s iphone. Vamos ver se a Apple vai achar tão diferente assim.

  • Wendell Leon

    O mundo acaba daquia 3 dias e vcs ai discutindo um nome de aparelho ..

    PARA NÉ ..

    SAUHSUAHSUAHS

  • Érica

    Alguem conhece uma boa assistencia tecnica AUTORIZADA aqui no Rio?
    Já ouviram ou levaram seus aparelhos em alguma dessas: Solução Digital, Mac Store ou Planeta Virtual/MAC?
    Grata

    • Lari fischer

      Disse tudo, assistência isso não existe, quero ver quando precisarem, já passei por isso, o negócio e jogar fora o aparelho de R$ 3.000,00 e comprar outro kkkkk

      • Érica

        Pô, mas as autorizadas, de aparelhos dentro da garantia, têm várias. Pelo menos, aqui no Rio.

  • Alex

    Bom, alguém tem ideia da data de registro da marca “iPhone” pela Apple nos EUA? Porque se ela não for anterior ao depósito da Gradiente no Brasil, um processo judicial seria inútil. No máximo, a Apple conseguiria obrigar a Gradiente a usar toda a marca, isto é, o “G Gradiente IPHONE”.

  • Guilherme

    Gradiente MSX Expert, meu primeiro computador… Que coisa nojenta!

  • Victor Henrique

    se eu lançar um v victor android eu posso?

  • Leandro Amin

    Calo ILex, duas informações importantes, na minha opinião:

    1) São marcas totalmente diferentes, uma delas é Iphone Iphone, a outra é Gradiente Iphone.
    2) O que vale no caso de registro de patentes, é a data de concessão da marca, observe nas duas imagens que o campo concessão da Gradiente é de 02/01/2008, enquanto que o registro da marca da Apple é de 29/12/2009.

    Se fosse exatamente a mesma marca, o título do seu post estaria totalmente equivocado, uma vez que a marca foi concedida primeiramente para a Gradiente. SE FOSSE A MESMA MARCA, ok?

    Abraço

    • Raphael

      “O que vale no caso de registro de patentes, é a data de concessão da marca”.

      Errado: o que vale é a data do PEDIDO.

  • Icarla

    Imagina um filho que pede um Iphone pro pai e ele compra esse Gradiente? todos nós sabemos que o pessoal de mais idade nao são tecnologicamente atualizados como nós e esse pai acabará levando gato por lebre inconscientemente ….Oportunismo e falta de criatividade da Gradiente!!! Por isso que as empresas Brasileiras perde em competitividade se comparado com outros países,colocam um gerenzinho meia boca como esse pra administrar !!

    que tristeza!!!

    • Max

      Grande parte dos empresários brasileiros querem ganhar dinheiro sem investir um tostão. Sempre ficam buscando uma onda pra surfar, sem fazer um trabalho de investir em inovação e tecnologia. Quando pegam uma onda e dão certo, aparecem na capa da Exame como grandes gênios, quando dão errado, vão choramingar por incentivos do governo. Mas investir que é bom, nada!

    • Alexandre Barbosa

      Fui saber desse lance da Gradiente quase dessa forma. Um colega link a noticia no G1 dessa forma:

      ” Olha só!! Você pagou uma nota pelo iPhone e a Gradiente vai vender por 600 conto”. Esse vai ser o meme do Natal, gente aos montes comprando IPHONE em 12x nas Casas Bahia

      • Lari fischer

        E você vai perder Status hehehe mas você já olhou quantos iphones tem sido feitos em outros países, já tinha iPhone 5, inclusive para 2 chip, sendo vendido no Brasil, quando rezem tinha saído o iPhone 4, mas são importados, de países que só falsificam. Tomara que a gradiente consiga vender aos milhões , pelo menos vai dar emprego aos brasileiros.

    • Raphael

      Por que “oportunismo e falta de criatividade”? O registro foi pedido em 2000, sete anos ANTES do iPhone, lançado em 2007.

      • Icarla

        E porque será que eles esperaram 12 anos pra lançar o produto?? Extranho nao? De qualquer forma especialistas em direito de patentes digital já estão dizendo que se a Apple entrar com uma ação judicial tem boas chantagens de ganhar..basta comprovar que causa confusão na cabeça dos consumidores!!Que é um fato.

        E por aí também descobrir que essa mesma gradiente já brigou com a sony por causa da palavra PlayStation !! No final as duas empresas fizeram um acordo…acho que a gradiente agora quer Tb fazer qualquer acordo com a Apple pra levar uma graninha e fechar as portas ..espero!!

        Ah li tb por aquí alguns comentários falando das imitações dos chineses e bla bla ,mas todo mundo conhece os iphones fake da China com Hiphone ..é bem diferente!!

        • Raphael

          Eles poderiam esperar até 20 se quisessem, isso não reduz o fato de que a patente garante a eles o direito.

          O produto só foi lançado pq existem condições para a manutenção da patente. Uma delas, no art. 93 se não me falha a memória, diz que o registro deve ser utilizado num prazo de 5 anos após sua concessão para que não se “caduque” o mesmo (letra da lei). Como a concessão ocorreu em 2008, eles tinham ate 2013 para lançar qualquer coisa com o nome iPhone, e dessa forma, não perder o direito. Simples assim.

          • Icarla

            Raphina eles podem esperar ate 50 anos,eu nao falor da lei e sim do oportunismo.Duvide-o-do se o Iphone fosse um fracasso de vendas no mundo eles lançariam o Gradiente Iphone ,entendeu o meu ponto de vista??? Pra mim, isso é oportunismo ,e olha que eu já fui vitima disso hahaha uma pessoa que no ambito profissional tentou algumas vezes se passar por mim usando o meu nome ..mas um dia ela foi descoberta e hj ta resolvido!!!

  • Luiz

    Acho que a mendiga do zorra total compra

  • LUAN

    GRADIENTE>>>>>
    A SAMSUNG BRASILEIRA! 😉

    • RudiMac

      Uashuashuashuash!!! Boa! Muito boa essa!

    • Lari fischer

      Luan, já vi que tu gosta e de falar mal, mas para tu saber tenho iPhone 5 e o S3 Samsung não preciso dizer que o melhor é o S3, também deve saber que os principais componentes do iPhone são fornecidos pela samsung, então Véio .

  • Frederico

    Daqui 2 meses título do corintia e Gradiente ninguém ouve mais falar…

    • Milton

      Hahaha, boa

  • Bira Michels

    Só digo uma coisa:

    Estou rindo muito da Gradiente

    Ja tive um DVD deles que na epoca comprei paguei 620 reais e era uma DROGA travava direto o DVD. Essa empresa nunca foi boa!

  • José Bezerra

    iLex o direito da Apple não está na categoria “Aparelho Telefônico”, isso muda a sotuação viu. Dá direito a Gradiente de impedir vendas sim no Brasil.

  • fabiano

    Pelo que esta sendo noticiado, a gradiente tinha ate janeiro de 2013 para lançar algum produto “aparelho telefonico” com a marca iphone, senão, podia perder o registro. E agora como lançou, ela pode sim impedir o uso da marca iphone por outra empresa. Isso aconteceu na época do playstation, a marca também era da gradiente, por isso a sony demorou muito para lançar oficialmente o ps por aqui, mas no caso da sony, após um tempo, houve acordo.

  • Renato Faria

    Muita gente criticando a Gradiente. Mas ao meu ver é muito simples a questão. Se ela realmente for dentora da marca, a Apple deveria ter visto isto antes do aparelho ser comercializado no Brasil. Se não viu ou fez que não viu. Então pague. Simples assim. Existe uma legislação brasileira sobre marcas e ela deve ser respeitada. A questão ética, o modo como a Gradiente agiu, é importante que se abra o debate, mas que antes de mais nada se cumpra a lei.

  • Fernando

    Prezado gestor do blog, antes de fazer um post se informe melhor. A pressa é inimiga do correto. Segundo o INPI A DENTETORA DA MARCA É GRADIENTE. Não se pode usar parte de um termo registrado. E a Gradiente está absolutamente no direito dela usando um termo QUE ELA REGISTROU bem antes da Apple.

    • Raphael

      Perfeito.

      Importante ressaltar que qualquer registro depende de um edital que é publicado antes de sua concessão. Ou seja, a Gradiente entrou com o pedido, e antes da concessão, foi publicado um edital, ainda em 2008, com a pretensão da empresa para que quem quisesse pudesse questionar. A Apple não se manifestou: dormientibus non sucurrit jus (ou, em bom português, o Direito não socorre aos que dormem).

      Isso vai sim dar boa dor de cabeça pra Apple, e NÃO, a marca iPhone não é legalmente dela. Pelo menos aqui, a marca é legalmente da Gradiente, simples assim.

  • thiago nonato

    agora a aple pode processar a gradiente por so usar a palavra “iphone” e nao “g gradiente iphone”.

    • Raphael

      Esse é um erro comum de interpretação.

      Todo registro deve vir acompanhado do nome do fabricante. Por exemplo, os registros da Nokia fazem menção a um “Nokia Lumia N920” – ainda que o nome do aparelho seja apenas Lumia 920. O registro de “G Gradiente Iphone” não invalida a reclamação, já que não se pode usar o nome registrado no todo nem em parte, principalmente se a parte é a que se refere ao produto referenciado com o fabricante (no caso, “Iphone”).

      Outra dica: o registro é universal, não importa se o nome é “Iphone”, “IPHONE” ou “iPhone”; a Apple registra a forma de grafia por metodologia operacional de nomenclatura de seu devices (o uso do “i” minusculo na frente é que é o verdadeiro objeto de registro).

      • Fernando

        Show de esclarecimento. Bom pra rapaziada aprender um pouco de direito de uso de marca e afins.

        • Raphael

          Valeu, Fernando. Sou advogado atuante na área de Direito Eletrônico já há algum anos, e minha sócia é especialista em marcas, patentes e franquias. Passamos a tarde discutindo o caso, e olha, chegamos ‘a mesma conclusão: a Apple vai ter de rebolar pra resolver isso.

  • Eduardo

    Desinformado está este blog, a apple legalmente nao possui direito algum aqui no Brasil

  • hostemsumm

    Hahahahahahahahahah.. CHUPA APPLE!

  • Marcelo jose

    Ilex nao sei se vc sabe mas no direito empresarial, mais especificamente em propriedade industrial, qdo vc registra um nome, dentro de um mesmo segmento, outra empresa nao pode usar sequer parte do nome, independente disso de caixa alto ou baixo. Entao legalmente falando a apple n detem nada. A gradiente esta correta e a apple errada.

  • Luis Cesar

    Como previsto, os haters estão molhando a calcinha hoje.

  • Ivan

    Segundo o Instituto Nacional de Propriedade Intelectual (INPI) é exclusivo da Gradiente

  • Brunoccb

    Sou especialista em direito do consumidor. Sou fã da Apple, tenho todos os dispositivos, e concordo com as ultimas colocações aqui: a Apple vai ter MUITA dor de cabeça.

    Mesmo com grafia distintas, o Código de Defesa do Consumidor nao permitirá a venda de produtos homônimos. Fica claro aqui a tentativa de enganar o consumidor. Respalda-se então pelo direito e propriedade intelectual. Nesse caso a Gradiente pode sim impedir que a Apple venda o seu iPhone. Somente uma liminar poderia ir de encontro a essa possível atitude da Gradiente.

    A coisa vai ficar feia. Mas independente disso, fica claro que a Gradiente foi cachorra em todo esse processo. Esperou, além da chegada do iphone 5, o anuncio de abertura de loja própria da Apple no Brasil para lançar a sua revolução tecnológica.

  • Daniel

    A lei deve ser seguida ou nao? Eu sou empresário e acho o 13º imoral… Vcs aí que estão defendendo a Apple e atacando a Gradiente topariam deixar de receber o 13º por ser um recebimento legal mas IMORAL? Afinal nao trabalham para receber! E cliente, mesmo com pagamento mensal nao paga 13 vezes por ano para empresa… Se vierem com papo que 13º salário nao é imoral estarão usando 2 pesos para mesma medida… Se coloquem no lugar de empresários.

    • Aniello

      Daniel, você conhece a origem histórica do 13º salário? Era uma prache de muitas empresas do mercado darem a gratificação natalina, que tinham impacto significativo na renda dos trabalhadores. Daí alguns países, não apenas o Brasil, mas Itália, Alemanha, México, Argentina, etc, resolveram normatizar a tradição, criando a figura legal do 13° salário.

      Não se trata de um salário que se ganha sem trabalhar, pois como empresário você sabe muito bem que os custos trabalhistas são embutidos nos cálculos contábeis e no cálculo da folha a ser paga. Ou seja, o valor do 13º é abatido do salário anual. Sem o 13º as empresas teriam condições de pagar um salário mensal ligeiramente maior.

      E se quiser analisar sob um ponto de vista puramente de mês trabalhado = mês pago, sugiro questionar então a questão do salário ser mensal. Um mês tem 30, ou 31, ou 28 ou 29 dias. E o trabalhador sempre recebe por 30 dias. Justo?

      Como curiosidade, nos países em que o trabalhador recebe salários semanais, não existe o 13º salário. Sabe por que?

      Imagine que um certo trabalhador ganhe $ 400 por mês. Ao final do ano, ele receberá $ 4.800 + o décimo terceiro, ou seja, $ 5.200 por mês.

      Agora converta o salário para salário mensal. Um mês normalmente tem 4 semanas, então ele receberá $ 100,00 por semana. O ano tem 52 semanas… Ao final do ano ele receberá, sem o 13º, $5.200.

      Ou seja, o 13º salário mensal se equivale as perdas sofridas ao se receber mensalmente e não semanalmente.

    • Aniello

      Gente, não vamos confundir as coisas. Uma coisa é a briga de patentes, que representam idéias, conceitos, criações. Outra é o registro de marcas, que é apenas um nome.

      A gradiente pediu para registrar a marca IPHONE em 2000. Mas não pediu para registrar nenhum projeto, nenhum conceito de celular, nada neste estilo. Apenas achou que o nome IPHONE seria uma marca vendável, provavelmente devido aos vários produtos lançados naquela época com o nome iXXXX, pegando carona no iMac.

      Nada de errado até aí, é ver uma oportunidade de usar uma marca que fosse vendável.

      E por anos o pedido se arrastou, sendo liberado em 2008, DEPOIS do lançamento do primeiro iPhone NO BRASIL. E na época não se fez uma análise do óbvio choque de marcas. Isto por mim demonstra um erro de análise burocrática brasileira. A questão deveria ter sido discutida naquela época. Não faz sentido dar registro de uma marca já usada no mercado para outra empresa, sem disparar desde já a resolução do inevitável que isto geraria. Este distanciamento entre normas e realidade é triste.

      Depois disto, quase cinco anos depois, e quando a Apple já consolidou a marca, através de enormes investimentos tanto no produto em si quanto no marketing, a Gradiente lança mão de seu direito para fazer um lançamento de um smartphone e ter publicidade gratuita em larga escala. Legalmente correto? Talvez. Éticamente correto? Bem questionável. Comercialmente correto? Depende do tamanho do impacto negativo na opinião pública, difícil de analisar.

      Por mim, o mais correto seria eles pedirem para a Apple pagar pelos direitos de uso da marca, e não lançarem o produto com o nome que talvez não seja por direito da Apple, mas já que de fato o nome é dela no mercado, resultado de largo investimento. Se não fosse possível um acordo, daí processar e/ou lançar o produto. Mas do jeito que foi feito, é oportunismo, no mal sentido da palavra.

      Neste lançamento a Gradiente em nada inovou, apenas está tentando se aproveitar de uma esquisitice legal brasileira para ter publicidade gratuita.

  • Anderson

    Isso nao é registro de PATENTES!!

  • Jrbs

    A Apple é tão cricri com patentes que se mordêssemos uma maçã e isso desse publicidade poderíamos ser processado.

    Não vejo tantos problemas com o nome não… hoje tem muita gente que confunde samsung com iphone e esses são mais parecidos que o G Gradiente IPHONE, não!?

  • Fagner

    Quem diabos acordou essa Gradiente de seu sono eterno!? Deveria voltar pra cova de onde tinha sido enterrada!

  • Alex iPilot

    Pelo que eu li e entendo, já tendo marcas registradas em meu nome no INPI, é a Gradiente que tem o direito pois fez o registro em 2002, classificando como APARELHO TELEFONICO… A Apple veio depois classificando como MAQUINA DE JOGOS (justamente por já haver o registro anterior…).

    A marca em telefones é da Gradiente, exclusivamente. Tem que respeitar quem detém o registro, seja lá quem for… A Gradiente tem que entregar só porque esteve à beira da falência? A Apple também esteve, não? O.o

    Basta a Apple pagar. Simples. Melhor do que ficar “chutando cachorro morto”… Lembro, alias, que foi a maior indenização já paga na justiça brasileira (e uma das maiores do mundo) que fez a Microsoft salvar a Garoto Chocolates da falencia, anos atrás…

    • Marcelo

      Alex,
      Melhor comentário já feito. É isso aí mesmo. Tem que respeitar a marca de quem obteve o registro, lembrando que o pedido da Gradiente foi feito em 2000, quando ninguém pensava ou imaginava a existência do Iphone.
      E eu acrescento, para aqueles que estão a favor da Apple: se a Gradiente lançasse um Ipad nos EUA, será que a Justiça americana iria dar ganho de causa para a empresa brasileira? Claro que não. A Gradiente teria de respeitar a marca, que é da Apple.

  • Joao Ribeiro

    Acredito que todos aqui, sem exceção, se fossem o detentor do registro da marca no INPI, iriam esquecer qualquer coisa, qualquer bom senso, e iriam processar a Apple para obter uma boa indenização. Afinal, nada mais justo. A Gradiente é dona da marca, e merece explorar esta marca, seja ela lançando um produto com este nome, ou vendendo os direitos para quem for.

  • andre

    Lá vem acordo e Gradiente saindo da falência!
    E não é a Gradiente se aproveitando da marca, o registro é dela, bem antes de existir um iPhone!
    Que venham os milhõe$$$$ para a indústria brasileira!
    YYYYYYYYYEEEEEEEEEYYYYYYHHHHHH

  • Stupid

    O problema não é a Gradiente usar o nome, que lhe pertence, e sim fazer isso da pior forma possivel, lançando um aparelho pior do que muito xing ling vendido na Uruguaiana ou na 25 de março.

    Android 2.3 Gingerbread
    Sem acesso a Google Play
    “30 mil apps da loja da Gradiente”?
    2 GB de cartão de memória

    E tudo isso por R$ 600,00 reais. Nem para competir no terreno dos Androids esse celular tem condições.

    O LG L5 Optimus tem Android 4.0 Ice Cream e tudo o mais pelo mesmo preço em algumas lojas.

    Por mais nacionalista que sejamos, acho que nenhum dos senhores compraria esse aparelho da Gradiente e ou recomendaria para um amigo. Não é uma questão de Estados Unidos x Brasil e sim de qualidade.

  • Marcelo Andrade

    Outra coisa que nao foi comentada e li em varios lugares. Nao importa que o nome esta em maiusculo, minusculo, com varios nomes juntos.. o nome é da Gradiente e feito em 2002. Isso foi dito por advogados e inclusive chequei com amigos meus advogados que disseram a mesma coisa…

    Entao esse pappo de aproveitamento pode ate existir pelo fato da empresa estar passando por dificuldades mas é ILEGAL quem tem patente sabe disso. E foi registrada em 2002. Ou nauela época se imaginava o nome iphone e ninguem sabia disso??? Se sim apresentem as provas como a propria imagem ai diz quando foi feito o pedido do registro

    O que vai acontecer é a apple fazer um acordo e pagar para usar a marca e ponto final.

  • Pablo

    Apesar da marca não ser igual, elas são colidentes, a marca IPHONE da apple está inserida integralmente na marca da Gradiente…
    A lei 9279/96 (lei de propriedade intelectual) em seu artigo 124, XIX, diz:

    Art. 124. Não são registráveis como marca:
    XIX – reprodução ou imitação, no todo ou em parte, ainda que com acréscimo, de marca alheia registrada, para distinguir ou certificar produto ou serviço idêntico, semelhante ou afim, suscetível de causar confusão ou associação com marca alheia;

    O mesmo aconteceu na China com a marca iPad e a Apple teve que entrar em um acordo com a empresa chinesa. Aqui, provavelmente acontecerá o mesmo.

    O direito anterior é da Gradiente

    • Raphael

      Perfeito 🙂

  • Luiz Martini

    iLex, não é hora de mudar o título do post pois, O inpi ao pronunciarse elusidou a questão dando a razão a Gradiente?

  • Murilo Bertolo

    Nossa, nunca vi tanta gente revoltada com uma besteira dessas! A Gradiente é uma empresa Brasileira e deveriamos no minimo ter o devido respeito a mesma. CONTRA FATOS NAO HÁ ARGUMENTOS. Se a gradiente publicou o nome primeiro, o direito é dela e ponto! se ela quer colocar no nome no celular dela de IPHONE que seja IPHONE, pois o direito é dela! Então parem de ser babacas e fiquem felizes por ter um iPhone Apple, ja que essa noticia não vai alterar nada em sua vida.

    • Stupid

      Fazer um comentário a respeito de algo agora nos torna “babacas”? Não entendi o seu ponto. Só a sua opinião é válida? A nossa, seja a favor ou contra não pode ser publicada?

  • Vortec

    A Apple devia comprar essa porcaria de empresa só pra fechar e dar fim nisso! A Gradiente nunca teve tradição em celulares e em nada que lançou, não vai ser agora que vai ter! Isso é pura jogada de marketing!

    • Eduardo

      E você acha que qual é a intenção da empresa em criar esse bafafá e usar a imprensa para chamar a atenção?

  • Cleber

    e muito antes de 2006 lá em 200 a gradiente pediu também…..bem antes…….

  • Roberto

    Penso que o iLex devia repensar sua posição . Ou o seu blog serve ao debate e troca de informações ou de propaganda e defesa da Apple, pois as funções são incompatíveis . Acompanho o blog desde sempre, mas deixei de confiar nas suas opiniões depois que passou a veicular propaganda — incompatível — da Apple . iLex, servir a dois reis e impossível , perde a credibilidade . Quanto a Gradiente usar o nome, que se defenda a Apple e não o titular deste blog ! Abraços

  • Raphael

    “Repetindo o que já dissemos, é triste quando uma empresa opta por conseguir dinheiro no tribunal e não investindo em qualidade.”

    Ela não fez absolutamente nada de ilegal, e afirmar que ela “prefere ser oportunista e registrar nomes que possam render dinheiro no futuro” é forçar demais a barra: ela registrou o nome SETE ANOS ANTES do anúncio do iPhone. A não ser que a Gradiente tivesse uma bola de cristal muito boa, você não pode afirmar que houve má-fé por parte da empresa.

    “Ah, mas o iMac é de 1998, ela pode ter previsto a partir daí”. Duas coisas: na época a Apple afirmou reiteradas vezes que não faria um telefone; em segundo lugar, por que raios a Apple não assegurou a marca?

    O que é mais importante aqui é que o processo de registro não é feito na surdina, às escondidas: é público, qualquer parte interessada pode impugnar, e para isso é dado PUBLICIDADE ao feito por edital. Se a Apple dormiu no ponto, ela que pague, oras. NO CAPITALISMO É ASSIM QUE AS COISAS FUNCIONAM, goste você ou não, e a própria Apple já fez isso dezenas, centenas de vezes. Quantas dezenas de patentes a Apple tem e nunca usou, e apela para elas para evitar que concorrentes usem tais tecnologias? Bom senso, pessoal…

    Meu prognóstico: a Apple vai fechar um bom acordo com a Gradiente, todos saem felizes e o assunto morre em poucos meses. Simples assim.

  • Alex iPilot

    Sempre respeito e tenho muita consideração com a postura adotada pelo iLex e seus artigos sensatos e inteligentes mas preciso discordar, veementemente, de sua opinião, neste caso.

    A Gradiente registrou uma marca de telefone chamada iPhone em 2002. Dizer que a Gradiente registra marcas para tentar ganhar dinheiro com elas no futuro eu considero uma afirmação absurda… Ou os projetistas da Gradiente eram visionários fantásticos e previram o iPhone da própria Apple!!! Por que não questionar se não fora a Apple que pesquisou, encontrou o nome iPhone da Gradiente, e o tomou para seu telefone? Na minha opinião, e cada um tem direito a sua, seria antes de imparcialidade, muito mais sensatez do que acusar a Gradiente de prever o futuro.

    Por final, não compreendo o desprezo pelo insucesso de uma empresa nacional que gerava milhares de empregos aqui. A Gradiente quase quebrou por diversos fatores externos, como a invasão chineses baratos contra nossa Zona Franca de Manaus. A Apple quase quebrou por incompetencia, somente, e apenas foi salva porque Steve Jobs retornou…

    “O mundo gira a Lusitana roda.”… A Apple já valeu menos do que a Gradiente…

    • Julio Junior

      Parabéns pelo comentário.

  • Roberto

    a Gradiente prefere ser oportunista e registrar nomes que possam render dinheiro no futuro. Funciona para ela, mas quem perde é o consumidor.

    Eu ri, se for pensar assim a Apple é uma oportunista com os preços dos iPhones aqui no Brasil 🙂 e jogar os impostos pra gente pagar na cara dura mesmo, e tem gente que alimenta isso e ainda defende até a morte a Apple fazendo um comentário desses. ah va!!! na boa, acho é ótimo a Gradiente vai poder tomar uma boa grana da Apple se a briga for adiante mesmo. Essa a Apple mereceu, por todos nós que achamos um absurdo pagar entre 2000 e 3000 por um iPhone, mais caro que notebook bem fudido em configurações pra um aparelho de moda 🙂 Não condeno quem pague tudo isso por um aparelho, mais eu não dou isso tudo em um celular nem aqui nem nunca.

  • rastrini

    A Gradiente é, sem dúvida, a detentora da marca. A Apple provavelmente terá que pagar pelo direito de uso da marca (duvido que a Gradiente proiba definitivamente). Mas a questão mais importante para mim é: a Gradiente não está agindo de má fé ao usar uma marca que, mesmo sendo de sua propriedade no Brasil, foi consagrada no mundo inteiro, inclusive no Brasil, por outra empresa (a Apple)? E o pior, ao invés da Gradiente ter reclamado a propriedade da marca assim que a Apple começou a vender o primeiro iPhone no Brasil, provavelmente já mal intecionada, agora ainda lança um produto atrasado tecnologicamente, que pode ser confundido pelo nome com o iPhone da Apple pelos consumidores desavizados, lesando esses consumidores.

    Eu tive o Expert MSX e o som Spectre 87 na década de 70. Lembro que o Expert era um vídeo game travestido de computador e que o Spectre era bom comparado aos nacionais, mas o que todo mundo queria era um som da Pioneer, Sony ou similar. A Gradiente nunca foi uma maravilha.

    Quanto a Apple, já ouvi relatos de atendimentos bons e ruins. No Brasil, temos dois problemas: impostos que encaressem o produto e peças de reposição e o serviço, que independe se é da Apple ou da Gradiente, normalmente é ruim.

    Finalizando, tem gente aí reclamando da qualidade da Apple… faz assim, me vende a porcaria do seu iPhone 5 por R$ 600 e te dou o maravilhoso Gradiente Iphone novinho em folha. Ok?

    • rastrini

      Onde escrevi “década de 70”, leia “década de 80”.

    • Marcelo

      A notoriedade da marca Iphone foi consolidada quando a Gradiente já detinha o seu registro. Logo, a Apple não pode pretender proteção alguma por esse motivo.
      A nossa Lei de Marcas e Patentes prevê o prazo de cinco anos para a empresa lançar o produto no mercado, após o registro da marca. E esta Lei está em conformidade com a Convenção de Paris, da qual todos países praticamente são signatários (inclusive o Brasil).
      Porque a Gradiente não lançou o produto antes? Pelo que sei, a empresa estava em recuperação judicial, e somente agora está voltando ao mercado.
      Portanto, não há imoralidade alguma, na minha opinião.
      Na verdade a Apple vai colher os frutos de ter usado uma marca alheia, sabendo do que estava fazendo.

  • rastrini

    Não é questão de moralidade, mas de respeito com o consumidor.

    Vamos supor que a Apple nunca tivesse usado o nome iPhone no mundo. Vamos dizer que a Apple usaae o nome ApplePhone. Vocês acham que a Gradiente lançaria um smartphone com Android 2.3, sem Googleplay e por R$ 600,00, chamado IPHONE ou GPHONE ou QQUERCOISAPHONE? Aposto que não. A Gradiente não está sacaneando a Apple, mas sim os consumidores.

  • Preto

    Me divirto com os comentários e discussões da galera do BDI….

    Hauhauhauhahuahuauhauhahu

    Caso Gradiente – lamentável!!

  • Anchietajunior

    Eu na compraria esse aparelho da gradiente pelo simples fato de ele ter como nome Iphone , que como nos sabemos é da Apple ou seja qualquer pessoa que sai com um aparelho desses na mão corre o risco de pensarem que é falsificação !