AppleNotícias

Dispositivos com iOS já representam mais de 2/3 do faturamento da Apple

Apesar deste Blog ser focado especificamente em aparelhos com iOS (não se engane pelo nome criado em 2008, abordamos também iPod touch e iPad, caso alguém não tenha percebido), muita gente insiste em dizer que somos especializados em Apple. A lógica tem sentido, principalmente quando vemos o atual faturamento da Maçã: mais de 2/3 dele são originados de produtos com o sistema móvel instalado.

Ontem a Apple apresentou os resultados fiscais do primeiro trimestre fiscal do ano (que engloba outubro, novembro e dezembro do ano passado), apresentando mais uma vez recordes históricos de faturamento.

Como já acontece há algum tempo, o iPhone foi o produto da empresa que mais vendeu, representando 39% do faturamento (foram incríveis 16,2 milhões de unidades vendidas em apenas 3 meses), inclusive passando o BlackBerry em vendas. E esse número poderia ter sido ainda maior, se não fosse o “problema” dela vender mais do que consegue produzir. Os brasileiros sentiram na pele este dilema.

Aliás, os números são incríveis: quanto mais o iPhone fica velho, mais ele vende. A Apple nunca vendeu tanto seu smartphone quanto agora.


Gráfico: 9to5Mac

Com o iPad, o resultado não foi diferente. Você achou que com o final do ano e os boatos de um iPad 2 as vendas iriam cair? Pois pelo contrário, elas quase dobraram. Nos últimos três meses se vendeu tanto iPads quanto no resto do ano: 7,33 milhões de unidades, que era a mesma média do iPhone no ano passado. Há um ano atrás, quem aí dizia que o iPad não tinha futuro? 😉


Gráfico: gigaom

Quanto ao iPod, foram 19,4 milhões vendidos no último trimestre, sendo que mais da metade foi de iPod touch, que cresceu bastante depois que recebeu câmera e tela Retina.

No total, já são mais de 160 milhões de usuários de iOS no mundo. Nada mal para um sistema que só tem 3 anos e meio de vida.

As perspectivas para o futuro não poderiam ser melhores: com o fim do monopólio nos Estados Unidos, as vendas de iPhone lá devem aumentar muito, como já aconteceu em outros países. Se o iPad foi um enorme sucesso em 2010, neste ano as expectativas são ainda maiores, com o lançamento do iPad 2 que promete trazer várias novidades arrasadoras, mudando de novo o mercado de tablets. Com tudo isso, o Mac deve crescer também, ainda mais com a provável mudança na linha de portáteis, que devem receber boas novidades este ano. Até mesmo no Brasil os números devem crescer bastante, após um ótimo 2010 para a Apple.

E ontem, mais uma vez, Steve Jobs mostrou toda a sua genialidade: mesmo depois do anúncio de sua saída temporária, as ações da Apple voltaram a subir após a publicação dos excelentes resultados fiscais. O cronograma foi todo meticulosamente calculado. De novo. Aprendam, CEOs. 😉

Tags
Mostrar mais

iLex

Robô virtual que tem como missão organizar o site e ajudar leitores. De tempos em tempos ele desvirtua e tenta fazer outras coisas, mas nada que um hard reset não resolva.

Artigos Relacionados