iPadOpinião

Fail? O sucesso do iPad promete ser bem maior do que muitos imaginavam

A expressão “fail” (‘fracasso’, em tradução livre) foi muito usada logo após a mais recente apresentação de Steve Jobs, em que ele mostrou ao mundo como era o tão esperado tablet. Os rumores anteriores e a enorme expectativa fizeram com que muitos se frustrassem por não ver um dispositivo digno do filme Minority Report, se limitando a ser somente um iPhone gigante. Mas o suposto sucesso da pré-venda do iPad está mostrando que muitos subestimaram o novo produto, que tem condições ainda de fazer a revolução prometida.

As estimativas de vendas no primeiro dia são excelentes: 120.000 unidades, o que equivalem a cerca de 75 milhões de dólares em apenas um dia. Mas como um produto que ninguém ainda chegou a tocar pode fazer um tamanho sucesso?

A resposta talvez seja o fato dele ser realmente um iPhone maior. Ou seja, adiciona a um aparelho já desejado uma tela mais ampla, eliminando uma das limitações do telefone.

Em nosso artigo sobre a estimativa de preços no Brasil, muitos leitores afirmaram (e com razão) que com valores assim o ideal seria preferir comprar ou um iPhone ou um MacBook. Mas se o iPad custasse 499 reais, você compraria?

Deixemos um pouco o câmbio de lado. A grosso modo, pode-se dizer que a sensação de valor de 1 dolar para os americanos é a mesma que temos para 1 real no Brasil. Ou seja, imaginar que o iPad custaria 499 reais nos dá uma base de como eles vêem o preço do tablet. E aí eu repito a pergunta: se o iPad custasse 499 reais, você compraria?

Provavelmente muitos de vocês responderam: “Até de olhos fechados“. E é exatamente isso que está acontecendo, que incentiva a se comprar um produto que nunca se viu ou se tocou, mas que é muito parecido com algo que já se conhece, o iPhone.

Outro fator importante a ser considerado para o sucesso das pré-vendas: a falta de iPad no mercado internacional. Assim como aconteceu com o primeiro iPhone, muitos estrangeiros estão comprando várias unidades para revender em seu país de origem, por um preço maior. É um ótimo negócio, ainda mais que a vontade geral de ter um nas mãos o mais rápido possível permite que se cobre o valor que quiser. Até mesmo no Brasil já há quem pagará a viagem aos EUA apenas com parte dos lucros das vendas dos vários iPads que trará. Em alguns fóruns, já pipocam vendedores que prometem entregar o novo produto no Brasil antes mesmo da metade de abril.

Tendemos a criar nossos conceitos baseados somente no ambiente que nos cerca. Mas ampliar nossa visão para o resto do mundo pode nos permitir entender o fenômeno iPad que, para alguns brasileiros, ainda é absurdo.

Tags
Mostrar mais

iLex

Robô virtual que tem como missão organizar o site e ajudar leitores. De tempos em tempos ele desvirtua e tenta fazer outras coisas, mas nada que um hard reset não resolva.

Artigos Relacionados

  • João Carlos

    Você escreve muito bem iLex. Que nota tirava em redação nos tempos de colégio? =D

    Aliás, parabéns pelo blog e realmente cocordo com esse post. iPad esta surprendendo!

  • Daniel Soares

    É iLex, agora você tocou em um ponto fundamental pra aquisição de um iPad. O BOLSO. Se um iPad custasse em reais o valor dos EUA, sem dúvida compraria um. E olha que sou um dos usuários que afirma não ver muita utilidade e ter preferência ao meu iPhone.

    Ótimo artigo 😉

  • ótimo artigo. parabéns.

  • Nathan

    Eu quero muito um MacBook Pro 13, to esperando até chegar a nova versão dele, e comprarei um iPhone 4G quando chegar também, e devido a isso não dobraria fundos para um iPad, mas se ele vier a um preço muito bom assim, compro na hora quando chegar aqui.

  • Lucas
  • Gabriel Levcovitz

    Eu compraria um iPad na boa, mas o 3G. Pra mim acho que não valeria a pena um iPad wi-fi. Só fico meio na dúvida como vai ser com os planos e o micro-sim. A Vivo, minha operadora, pelo que eu pesquisei tem planos de 3G ilimitado por R$119,00 por mês, o que eu considero bem caro. E eu ainda teria que cortar meu chip com esses tutoriais na internet, mas vai que dá errado??? Meu sonho seria mesmo se as operadoras disponibilizassem planos especiais pro iPad, e com o sim já no novo padrão, micro-sim.

  • 7 – Renan

    7 – Pessoal, uma duvida..
    Sabem se o iPad vai vir com carregador, iguaL ao do iPhone?

    ;D

    • Gabriel Levcovitz
    • JulianoR

      vem…

    • JulianoR

      e alias… vários analistas por ai andam apostando 2 milhões de iPads vendidos no primeiro ano… e dai eu digo o seguinte: se a Asus conseguiu vender 5 milhões de eeePC em 2008, a apple consegue vender mais do que isso no primeiro ano de vendas, com certeza.

      • JulianoR

        ops, era pro comentário ser livre, e não uma resposta, hehe.
        bem que podia ter um intense debate aqui viu…

  • Andre

    Realmente, você tem razão.

  • JulianoR

    se o iPad vier no modelo de entrada por R$1.600 eu continuo a achar que ele compensa mais do que um notebook da CCE ou netbook mobo white da Positivo, que saem por esse mesmo preço. já tive a experiência de comprar notebooks de qualidade duvidosa e essa cagada eu não cometo de novo, meu notebook CCE tá aqui, jogado em um canto, não uso a uns 4 meses.
    sendo que se fosse um iPad, eu certamente estaria levando-o diariamente a aula, e tirando MUUIITTOOO mais proveito do aparelho.

    alguns podem argumentar que ele não faz tudo quem notebook faz, mas… a verdade é: ele faz 95%(ou mais) daquilo que vc faz diariamente no notebook, logo, pq não? os 5% de “features” não compensam a qualidade de construção e experiência de usuário da dupla iPhoneOS e multi-touch?

    • Joao

      Isso ai depende muito da pessoa …
      Para mim usaria mais o meu MacBook

    • Niegro

      Ainda mais sabendo que voce irá precisar usar seu Notebook ou Netbook para sincronizar suas fotos, músicas, entre outras coisas…

  • Cleuby Sousa Lima

    Por 499 reais eu passava a noite na fila.

  • Álvaro

    De fato iLex, vc escreve muito bem.
    Capricha nas concordancias sem perder objetividade no raciocínio.
    Parabéns pelo blog.

  • JulianoR

    iLex, tbm é importante lembrar o seguinte: não dá muito bem para seguir essa lógica de 1 dólar = 1 real…
    veja, como exemplo: se o Macbook white fosse vendido aqui no BR por 999 reais, putz, ia ser um sucesso absurdo de vendas.
    No entanto nos EUA o MB white é considerado um notebook CARO, por custar 999 dólares.

    a proporção continua a mesma, da mesma maneira que aqui, com R$1.600 vc compra um notebook ou um iPad, lá nos EUA é a mesmissima coisa: com 500 dólares, vc pode comprar um notebook, ou um iPad.
    logo, na prática a proporção é a mesma, não é o iPad que é caro em si, mas sim toda a industria de computadores/eletronicos no Brasil.

    • Eu não entendi: no começo do seu comentário você diz que não dá para seguir a lógica, mas se contradiz logo depois… 😛

      • Bruno Ferreira-Rio

        Também não entendi essa ”lógica” !!

      • JulianoR

        oq eu tentei dizer no final é que a proporção entre TODOS os produtos é a mesma, seja um iPad, um Macbook, um notebok da HP ou uma Televisão LED da Sony, qnd eles chegam aqui no BR a relação entre os seus preços tende a se manterem próximos, isto é, uma televisão que custe o dobro de um iPod, em dólares, chega aqui custando o dobro de um iPod, em reais. Nisso sim, a proporção de preços a mesma.

        porém, não dá para ficar fazendo essa igualdade de dólar=real para 1 produto específico, ficar pensando: “um americano vai ver o iPad por 499 dólares, do mesmo modo que um brasileiro vai ver o iPad por 499 reais”, pq não é assim, como eu disse, o Macbook venderia como água no BR se fosse vendido por R$999, e já nos EUA o preço de US$999 é considerado caro, já que vc compra um notebook HP com configuração semelhante pela metade do preço, ou até menos. Aqui R$499 é uma pechincha, lá nos EUA não é.

        no primeiro caso eu analiso a proporção de preços, somente isso. No segundo caso eu analiso como o mercado enxerga o número em si, oq barato para o brasileiro, é MUITO caro para o americano.

        • JulianoR

          para ficar mais claro, no primeiro caso:
          “1 dólar = 3 reais”, a proporção é a mesma, sempre 1=3… o macbook de 1000 dólares que chega por R$.3000, ou o iPad de 500 dólares, que chega por R$1.500

          no segundo caso:
          1 dólar = 1 real
          e dai sim, isso muda como a pessoa enxerga oq é barato e caro.
          definitivamente não é a mesma coisa.

    • Tom

      Juliano tem razao no comeco… so no final que as palavras deram uma “rasteira” nele, mas ele está coberto de razao!

  • Lucas Ramos

    Excelente a materia, cada dia o blog se supera! Parabéns iLex!

  • Nathalia Stellato

    Só pela tela ampla ele já vale a pena e mesmo pelos suposto 1,600 que ele custará aqui, acredito que o Ipad será um investimento bem melhor que um notebook!!

  • Bruno Ferreira-Rio

    Parabéns iLex, em nenhum outro site vejo informações tão completas!! Como disse o autor do 1º comentário: ”Quanto você tirava em redação em seus tempo de colégio”{pergunta-meu teclado nao tem interrogação-que coisa}.
    Você tem um sucesso merecido!!

  • Joao

    Muito bom esse post , mas tambem presisamos lembrar que existem muitos fanboys da apple que apenas compraram o iPad pois e da Apple , mas ainda acho um produto muito bom , ele so nao foi o que esperavamos com Mac OS(melhor sistema operasional , tenho win, mac e ja usei o ubuntu) entao , na verdade ele so nao e perfeito como esperavamos ,mas acho que isso e apenas um questao de tempo , acho que com jailbreak vao fazer um hackntosh para iPad (se fizerem jailbreak , mas acho que ja que e com o iPhone OS vai dar) , outro fato que podemos lembrar e que acho que muitos hackers compraram o iPad pra estuda-lo(e tentar quebrar uma limitacao da apple denovo) …

  • Joao

    Po iLex , vc e desing profissa viu …Colocou seus icones ate na caixa do iPad

  • Alexandre

    Esqueceu de falar também dos maníacos tecnológicos fanáticos pela maça que compram qualquer coisa que a Apple lançar. Além, claro, dos malucos que gostam de ter tudo de novidade pra se gabar e mostrar para os amigos, mesmo sendo muitas vezes desnecessário ter aquele aparelho.
    Mas, se fosse barato, eu compraria tambem, assim como comprei meu ipod na promoção de carnaval e estou gastando atoa no itunes 😀

  • Marcos

    Vai ter blog do iPad ou vai misturar tudo aqui mesmo?

  • Ana Paula Gonçalves

    Se o iPad custasse o mesmo valor do iPod Touch, certamente eu compraria, mas não acredito que vai custar nem perto disso, especialmente quando começar a retaliação do Brasil aos EUA no preço dos eletrônicos importados. 

  • Cavalero

    Otimo artigo, muito bom mesmo!
    tenho uma duvida apenas… voces repararam que na caixa do ipad ele esta com 2 icones a mais? um é o blog do iphone e o outro é o que? parece um calendario…

  • Mark

    Morro de inveja dos americanos que compram um ipad por esse preço, enquanto aqui no brasil eu acredito que o preço vai se bem abusivo.

  • OmarBH

    Tirando a questão de fidelidade ou de fanatismo (a escala pode variar), o consumidor consciente vai comparar o custo e o beneficio de cada modelo disponível, compatibilidade com produtos e sistemas que já possui etc. Se o iPad custasse 499,00 reais, proporcionalmente, toda a concorrência teria preços menores. Alem disso, o poder de compra dos americanos é bem maior do que o dos brasileiros. Isso agrava a diferença. Ou seja, 499 dólares ainda significam menos para o americano padrão do que 499 reais significam para o brasileiro médio. Agora deixar de disputar o mercado brasileiro com desculpa tributaria mostra que Jobs não é tão empreendedor quanto inteligente. Cuidado, outro Sculley pode vir e “stevar” o Steve, de novo! Abre o olho Jobs, o Brasil não é o que vc pensa!

  • Daniel

    O que a galera não costuma considerar, é a base dos salários aqui e nos EUA.
    Essa proporção é sim válida, até porque o valor em dólares que uma pessoa ganha lá fora, mesmo a moeda sendo mais valorizada, é maior do que o valor em reais que se ganha aqui.

    Enquanto 499 reais é mais ou menos um salário mínimo no Brasil, 499 dólares é metade do que ganha um faxineiro em vários estados dos EUA.

    Muito bom post, iLex. Representou bem o que eu penso 😉

  • Pierre

    Realmente o preço do iPad é baixo para o padrão americano, acredito no sucesso dele, e no Brasil, mesmo que chegue um pouco caro, eu irei comprar sim.
    E se fosse R$ 499,00 seria um sonho.

  • Cléber Oliveira

    Calma garoto, ainda é cedo pra jogar os búzios!

    Opnião pessoal:
    Queria que vc estivesse errado, afinal, geralmente os produtos da maça criam o preço teto para gadgets similares, e eu quero um HP Slate! 😉

    Ah, só uma resalva, ñ me lembro exatamente quantos iPad[s] o Jobs queria vender no 1º ano, mas estava na casa dos milhões.
    Até onde me recordo, o Apple ñ gosta (leia-se previsava) fazer pré-venda de produtos, principalmente quando eles ainda ñ existem (se fosse para a versão 2.0, talvez). Isso me cheira a desconfiança. Estatisticamente, alguns desses compradores compulsivos (leia-se tolos) vão se descepcionar. Tem gente que comprou o iPhone sem saber exatamente o que era, e quebrou a cara.
    Isso fatalmente ocorrerá, só não sabemos o número exato!
    Se vendeu 120mil no 1º dia, parabéns, mas os outros milhões dependerão também da satisfação desses 120mil.

    As pessoas (leia-se fanboys) confiam da Apple, se ela diz que é pra comprar, ñ tenha dúvidas, eles comprarão (ainda o mesmo grupo), mas o sucesso do produto passa por caras como a gente, que ñ comprou (e pagou caro pq mora nesse país de *****) o telefone apenas pq é cool e/ou precisa de popularidade (nunca entendi muito bem isso nos filmes americanos), compramos pq é muito bom. (ponto final)

    Ainda posso mudar de opnião em relação ao meu futuro tablet da HP (dois tablets eu ñ terei, com ctz), apesar de isso parecer pouco provável. Saberei em algumas semanas.

    • Max

      Concordo, e em um universo de cerca de 300 milhões de habitantes (população dos EUA), isso é apenas 0.04%. Portanto, não quer dizer muita coisa ainda.

  • E não esqueçam que além de pagarmos em dólares ($499.00), nosso eficáz governo cobrará aquelas taxinhas de importação em torno de 105% incluindo o valor do frete. Isso mesmo, mais que o dobro! Criaram até uma taxa administrativa agora!
    Como diria meu amigo Casoy: “Isso é uma vergonha!!”.

  • Juliano

    Boa iLex… adorei o ícone do “Wallpaper” na caixa do iPad… kkk

  • João

    Promete.

  • Muito bom seu texto. Considero suas colocações muito pertinentes.
    Eu acredito na Apple. Tanto que estarei, a partir das 09:00h, do dia 03 de abril, na porta da loja na Quinta Avenida.