Notícias

Vivo quer reservar seus primeiros iPhones para apenas 2% de seus clientes

É isso mesmo. Pelo menos é o que se conclui lendo a declaração do presidente da operadora ao Portal G1.

A Vivo enviou no mês passado uma bela mala-direta à um número limitado de clientes (por “coincidência” somente aqueles que têm um plano pós-pago e com um consumo mensal elevado).

Agora o presidente da Vivo, Roberto Lima, declarou que “o iPhone só se justifica para quem consome dados e acessa a internet“. Baseado nisso estimou que, entre os 41 milhões de clientes da operadora, somente 2,5% desses podem se interessar pelo iPhone.

Entenderam o que isso quer dizer, não é?
Isso mesmo, que a tática da Vivo é a de direcionar seu marketing inicial aos seus próprios clientes, mas somente aqueles que gastam bastante em conta telefônica por mês.

Muito está se comentando da atitude antipática da Claro em telefonar apenas para clientes de outras operadoras, mas a Vivo também está, de certa maneira, discriminando seus próprios clientes ao deixar os outros 97,5% de fora de seus planos de marketing.

Não quero assustar ninguém, mas o quadro do iPhone no Brasil que começa a se definir não parece muito promissor, não…

Tags
Mostrar mais

iLex

Robô virtual que tem como missão organizar o site e ajudar leitores. De tempos em tempos ele desvirtua e tenta fazer outras coisas, mas nada que um hard reset não resolva.

Artigos Relacionados

  • Cyro

    Realmente não parece muito promissor mesmo!

    É uma pena, 2 empresas com um belo produto na mão e estarem fazendo tanta caca assim… Mas…

    Agora é esperar lançar pra ver o que acontece
    :S
    Abraços

  • Caio

    Num to entendendo mais nada!As 2 operadoras estão fazendo (é melhor nem dizer!). Vamos esperar lançar e aí agente vê o que acontece.

  • tó vendo quem vai se dar bem nessa pode ser a TIM e a Oi pois vão aprender com as mer…s dos outros.

  • Décio Gomes

    Bom, levando em consideração que a vantagem do iPhone para as operadoras é exatamente estimular a navegação na internet e consumo de dados, pare ser uma estratégia pouco interessante.

  • Vivo anuncia venda de Iphone para ultima semana de Setembro.
    Eu acho que deverá ser lá pelo dia 26/09/08
    link
    http://www1.folha.uol.com.br/folha/informatica/ult124u441048.shtml

  • vitor Sá

    Quero ver quando vou poder comprar essa “coisa”! Tinha esperança de ser um dos primeiros, afinal me inscrevi no site no primeiro dia… Mas com um plano de R$ 50 por mês tow vendo que só vou poder comprar ano que vem, se deixarem!!

  • Magnata

    Vai entender essas operadoras…aff
    só no Brasil acontece essas coisas :\
    Ainda acho que é tudo marketing e que quando lançarem todos poderão comprar (a esperança é a ultima que morre!! :P)

  • Bruno

    Também não tô achando muito bom o futuro do brinquedinho, não… Vão explorar geral…

  • Luciano Oliveira

    Quer saber, acho que existe a possibilidade de que as operadoras do Brasil tenham cotas ridículas (ínfimas) de terminais iphone para vender, por isto que parecem estar escolhendo para quem vão vender primeiro. Tática que depõe contra o bom senso e contra a imagem das operadoras.
    Tais estratégias não muito “claras” e nem muito “vivas” parecem que revelam a fragilidade das operadoras em receber aparelhos para atender a possível demanda.
    Acho que quanto mais elas inventam moda, mais se confrontam com os clientes e fica pior a emenda que o soneto.
    Afinal, todos nós estamos acostumados com um mercado de consumo em que não hajam excessões, pois dizer que os não clientes e que os clientes vip tem preferência é uma forma descarada de DISCRIMINAÇÃO PROIBIDA PELO CÓDIGO DO CONSUMIDOR. O sol nasce para todos, todos os dias, para clientes, não-clientes, vips e reles mortais como nós que simplesmente queremos ter o direito de adquirir um Iphone.

  • lorenzo

    recebi uma carta da vivo com a propaganda do iphone e coisas falando sobre a reserva…

  • Vareja

    A questão é: quem tem de 1500 a 2500 reais para comprar um celular ? e ainda mais: tem que assinar um pacote de dados que sai no mínimo de 20 reais por mês (na Claro).

    Galera, o iPhone é para a elite !!! Não é para quem quer e sim para quem pode. Vai custar caro, no mesmo nível de um N95. Ou vocês acham que vai custar menos que o N95????

    Pra o Phone sair a um preço menor o cidadão vai ter que fazer um daqueles planos que deixa por mês no mínimo ums 300 reais de conta.

    Galera acorda !!!!!! O iPhone NUNCA será barato no Brasil.

  • Cássio Murilo

    Pessoal, o sistema 3G de dados existente já é problemático!!!
    Quero observar que já há diferença entre as operadoras Vivo e Claro, em relação ao plano de dados. Entre outras, entendo que a mais importante é a de que a Vivo fornece plano de acesso ilimitado, já a claro, oferece acessos limitados e, trasposto o limite, a velocidade diminiu e é cobrado o acréscimo. Parace, contudo, que onde há 3G a Claro tem um sistema melhor. O que vocês acham? Se houver oportunidade qual operadora escolher?

  • Marcos

    pow oq o vareja falou faz sentido pra caramba!o iPhone já vem 3G(teve o simples antes pra vende?) o N95 é um absurdo da po** quando lançaram,vcs lembram o preço? R$2.000 se não me engano,dai pra mais,concerteza no brasil vai ser um absurdo!e iLex…devo mesmo esperar o lançamento aqui no brasil? XD ta uma poca vergonha isso,pra variar!
    ÊEEE meu brasil brasileiro,meu brasil que me toma o dinheiro! \o/

  • carlos dillon

    galera, eu acho que a vivo tá fazendo isso de colocar o iphone só para clientes que gastam digamos 300 por mês porque o preço do celular deve ser pequeno ai eles tem que lucrar em algum canto. e que nem o n95 no pré-pago é caro e no plano mais caro de pós-pago pode ate sair de graça. Ai eles deve tá fazendo isso por causa que poderá ser uns 500 o iphone por causa do que o Jobs flw quando apresentou o iphone 3g que em alguns países sairiam 199. será?

  • Rodrigo

    O Brasil é visto mundialmente como um país com todas as misturas, raças, etnias etc etc etc. Os estrangeiros “pensam” que somos um páis despreconceituoso, que nos damos bem com todo mundo e tals, porém, o que se vê aqui dentro do território BR é bem diferente.

    Brasileiro é SIM preconceituoso e desrespeitoso com seu próprio povo. Em nenhum outro lugar no mundo há tanta discrepância entre classes sociais. Se vc não tem condições vc é sim desrespeitado por onde quer que vc ande.

    Agora explico o pq escrevi os parágrafos anteriores: em todo o mundo o que vimos foram as pessoas, Vips ou não, tendo o gostinho de poder ficar na fila pra poder comprar seu iphone, tiveram aqueles que até se sujeitaram a passar dias na fila pra depois poder dizer “fui o primeiro, tô contente, tô na mídia!”. Eles puderam ser felizes, ainda mais pagando um preço justo pelo aparelho (em alguns países desembolsando apenas 1 euro para ter seu iphone vinculado à um plano de dados decente). E toda essa festa em torno do iphone será, literalmente, cortada, estirpada, decepada de nós, brasileiros.

    As empresas por enquanto envolvidas da futura venda do iphone no BR já o vendem nos outros cantos do mundo, e eu, pela minha humana ignorância, sei que nada do que está acontecendo aqui em terras tupiniquins, aconteceu por lá (telefonemas, reservas, taxas, emails, vip, não-cliente, quanto gasta por mês etc). Me corrijam se eu estiver me equivocando.

    Isso porquê: porque os brasileiros que aqui comandam as empresas de telefonia, como eu disse no começo, são preconceituosos, não querem vender iphone pra qualquer um, querem vê-lo em mãos macias, de príncipes e princesas.

    E o desrespeito vem embutido nos preços abusivos que temos que pagar por serviços medíocres que, de longe, aliás bem de longe, se comparam aos prestados em outros países, principalmente EUA, os da Europa, Japão, Coréia e por ai vai.

    Pelo que se vê, aqui dentro do território BR, não somos assim tão despreconceituosos e respeitosos para com os próximos.

  • Guilherme

    Rodrigo, concordo com vc, e concordo também com o colega que disse que eles devem estar sofrendo problemas de demanda. Aliás, acho que por isso o iPhone não saiu o mês passado aqui. Acho que a cota reservada pela Apple para a américa latina, não tinha como incluir o Brasil, pois aqui a demanda é muito maior que nos vizinhos. E como Vivo e Claro estão com menos aparelhos, acabam fazendo pré-seleção, tentando conquistar primeiro os clientes mais lucrativos. Não acho que o iPhone vá custar como o N95. Basta ver que nos EUA o N95 (agora o N96) custava quase 800 dólares, e o iPhone custa 400 dólares sem plano. Ou seja, metade. Assim, acho que realmente vai custar uns 1000 reais ou menos, porém vai ter que ter plano pós-pago e com internet, pois assim eles limitam os inúmeros usuários de pré-pagos, que quase não consomem internet no celular, e os quais o iPhone trás pouca vantagem nas suas receitas. A não ser que incluam uma margem absurda no aparelhos pré-pago.

  • Pingback: TIM Brasil continua desesperada pelo iPhone | Blog do iPhone()

  • Pingback: A Polêmica do iPhone « Panetone Fly Free()

  • john

    conheço gente que recebeu a mala direta pq gasta uns 300 por mês mas ou critério e idiota pq esta pessoa só quer falar, não gosta de intermet nem email, nunca vai fazer planos de dados e nem paga caro para comprar cel.

  • Joe

    Povinho só é povinho porque pensa como povinho!

    Tanta gente falando de preconceito e tal… é só fazer as contas: US$ 200 + cambio + lucro + impostos = mais de R$ 1.000

    Antes de falar qualquer coisa, tentem mudar para um plano pós-pago, que só é caro pois tem que sustentar 20 milhoes de pré-pago sem crédito, que só recebe chamada… os pais de santo! Se todos pagarem o preço cai, me parece lógico!

    Imagina que chic, colocar 9090 no inicio de todos os seus contatos do Iphone. Ou ligar rapidinho e dizer “me liga” antes dos 6 segundos mínimos.

    Acorda turma! Se o problema é Iphone, tem um monte pra vender no mercado livre.

  • Pingback: [exclusivo] Veja antes como será o email que a Vivo pretende mandar para seus clientes VIPs | Blog do iPhone()

  • Douglas Alvarenga

    é legal ver que em 2008 apenas 2,5% acessavam Banda larga pelo celular… Os tempos mudam.