Notícias

Polícia Rodoviária Federal apreende carga ilegal de iPhone 11 na Bahia

É bem comum ouvirmos histórias de pessoas pegas em aeroportos tentando trazer iPhones presos ao corpo, ou escondidos na mala. Mas aparelhos vendidos em lojas alternativas ou sites não oficiais costumam também vir do Paraguai, “importados” de forma não legalizada.

A PRF da Bahia acabou interceptando uma destas cargas, que tinha como destino Sergipe. No total foram 17 aparelhos apreendidos.






Por mais que achemos um absurdo os pesados impostos brasileiros e altíssimo o preço que a Apple cobra em nosso país, o fato é que leis existem para serem cumpridas e quem não as respeita, age de forma ilegal.

No Brasil, apenas lojas autorizadas pela Apple podem vender seus produtos no país. São as chamas APR (Apple Premium Reseler), revendas oficiais que são obrigadas a seguir normas rígidas até mesmo na publicidade dos produtos. Qualquer outra loja ou site que venda aparelhos sem a certificação oficial, os trouxe ao país de forma irregular, sem declarar imposto.

(De novo: sim, nossos impostos são vergonhosos, mas não declará-los é crime).

Dois homens tentaram transportar de carro, do Paraguai até Sergipe, dez iPhones 11 Pro Max, um iPhone 11 Pro e seis iPhones 11, que nem foram ainda lançados oficialmente no país. A carga foi avaliada em 150 mil reais e tinha como objetivo ser revendida em Aracaju.

Eles foram parados em Feira de Santana (Bahia) e descobertos.

Os dois suspeitos agora vão responder por crime de descaminho (importar produtos sem o pagamento dos impostos). A pena prevista no Código Penal varia de um a quatro anos de prisão.

Via
UOL
Leia mais sobre:

iLex

Robô virtual que tem como missão organizar o site e ajudar leitores. De tempos em tempos ele desvirtua e tenta fazer outras coisas, mas nada que um hard reset não resolva.

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo
Fechar