Notícias

Google se prepara para um futuro rompimento com a Apple, adaptando seus Mapas para o Safari

O uso dos serviços de mapas da Google no iPhone vem desde o lançamento do aparelho, em 2007 e, de lá para cá, sempre se manteve firme e forte. Porém, já não é segredo que a Apple está trabalhando há tempos em um sistema próprio de mapas e localização, tanto que já procurou profissionais especializados nisso em 2009 e até mesmo neste ano, em um anúncio que promete “mudar radicalmente a forma como as pessoas interagem com os mapas e serviços baseados em localização”. Inclusive a explicação sobre o locationgate deixou escapar que eles estão recolhendo informações de antenas para um novo serviço que deve ser posto em execução nos próximos dois anos.

Com esta perspectiva de que a Apple substitua o atual aplicativo Mapas do iOS por uma solução própria no futuro, o Google parece já estar se mexendo para não ficar de fora do celular mais famoso da atualidade.

Esta semana ele anunciou que está trabalhando para que o site do maps.google.com seja visualizado como um webapp, cobrindo várias funções de um aplicativo nativo.

Ao acessar o endereço pelo Safari Mobile, a barra superior do navegador desaparece e algumas funções ficam disponíveis, como geolocalização e cálculo de rotas.

Claro que muito trabalho ainda tem que ser feito. O ótimo aplicativo nativo do Mapas possui vários recursos que não possuem equivalentes no navegador, como o Street View, a orientação pela bússola, rotas de transporte público e a indicação de tráfego.

Adaptando seus serviços para o navegador, o Google poderá manter certa independência da Apple no iPhone, ainda mais que as duas empresas se tornam cada vez mais concorrentes em diversos ramos do mercado.

Leia mais sobre:

iLex

Robô virtual que tem como missão organizar o site e ajudar leitores. De tempos em tempos ele desvirtua e tenta fazer outras coisas, mas nada que um hard reset não resolva.

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo
Fechar