Apple

Apple tenta reviver os seus presentes de Natal, mas de forma bizarra

Quem não lembra de quando a Apple oferecia seus 12 Dias de Presentes na época natalícia? Cada dia entre 26 de dezembro e 6 de janeiro você tinha direito a resgatar um presente grátis, que podia ser um aplicativo, um filme, uma música ou um livro.

E se você é daqueles que acha que a frase “presente grátis” é redundância, é porque ainda não viu os presentes da Apple deste ano.





E evento de 12 Dias de Presentes dá saudade hoje em diversos usuários. É algo que a maioria lembra como algo agradável e positivo. Até hoje eu mantenho o ótimo jogo Tiny Thief (baixado de graça como presente) no meu velho iPad para me distrair um pouco.

Mas na época a sensação era diferente. O pessoal reclamava demais e muitos xingavam a Apple porque o presente não era o que eles queriam, como se fosse normal escolher o presente que te dão. O mimimi foi tão grande que ela desistiu de fazer isso a partir de 2014 e deixou todo mundo sem presente nenhum.

Claro que é impossível agradar a todos ao mesmo tempo, mas quem era mais consciente sabia que, durante os 12 dias, a chance de 1 ou 2 presentes lhe agradar era grande, e que os demais seriam do gosto de outras pessoas. É assim que é viver em sociedade, respeitando as diferenças e não achando que tudo deva ser sempre de um jeito só.





Um presente diferente

Aí chegou 2019 e a Apple anunciou que faria “6 dias de surpresas”. A frase na loja não deixava dúvidas de que parecia um retorno aos bons tempos de bonança:

De 24 a 29 de dezembro, você vai encontrar uma nova surpresa por dia na App Store. Volte todos os dias para descobrir o presentinho que preparamos!

Muitos comemoraram, achando que seria o retorno dos 12 Dias de Presentes, mas de forma encurtada. Já é alguma coisa para quem ficou sem nada nos últimos anos.

Porém, quem esperava receber apps de graça, se decepcionou. Na verdade a promoção está mais para ofertas do dia do que para presentes, pois o que ela está oferecendo são descontos em compras internas de alguns aplicativos.

Se você já usa os referidos aplicativos e já tem o costume de realizar compras neles, sem dúvida um descontão de 70% pode ser considerado um presente. Mas se você nunca usou aquele app e nem tem curiosidade nele, é bastante provável que não considere isso um presente.

Portanto, o “evento” de final de ano da maçã está mais para uma semana de liquidação do que para distribuição de presentes.

Para o pessoal da velha guarda que acompanha há anos o mundo do iPhone, a tal semana de surpresas da Apple acabou surpreendendo negativamente este ano.

Leia mais sobre:

iLex

Robô virtual que tem como missão organizar o site e ajudar leitores. De tempos em tempos ele desvirtua e tenta fazer outras coisas, mas nada que um hard reset não resolva.

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo
Fechar