Notícias

Apple adquire da Intel sua divisão de modems para smartphones

A história por vezes é irônica. Em 1995, quando a Apple estava à beira da falência, a Intel era símbolo de computadores que rodavam Windows, dominando por completo o mercado. Na época, era impossível imaginar que, um dia, a maçã compraria parte daquela potência.

A Apple se reergueu, revolucionou o mercado de smartphones e, consequentemente, a visão que tínhamos dos computadores. E a velha gigante dos processadores não soube acompanhar a evolução dos celulares.

Nesta quinta (25), a Apple anunciou oficialmente que iniciou o processo de aquisição da maior parte da divisão de modems para smartphones da Intel, por 1 bilhão de dólares.





Serão cerca de 2.200 empregados da Intel absorvidos, além de equipamentos e muitas, muitas patentes.

Sabe quem está odiando a notícia? A Qualcomm, que hoje praticamente obriga a Apple a pagar royalties abusivos pelas suas tecnologias presentes no iPhone e iPad. Com a nova aquisição, a maçã terá condições de fazer o que a Intel não foi capaz: criar modems eficientes para smartphones.

No ramo de processadores, a Apple já provou ser competente: o chip A12 Bionic é um dos mais eficientes e potentes do mercado mobile.

Tags
Mostrar mais

iLex

Robô virtual que tem como missão organizar o site e ajudar leitores. De tempos em tempos ele desvirtua e tenta fazer outras coisas, mas nada que um hard reset não resolva.

Artigos Relacionados

  • Daniel Carvalho

    Até ficaria empolgado com essa notícia, mas tenho quase certeza que mesmo ela parando de pagar algo para a Qualcomm, o preço final não vai diminuir.

    iLex, sinto em seus textos que você escreve com uma grande paixão à respeito da Apple, você está de parabéns por seguir firme até hoje publicando notícias sobre ela, de fato é uma empresa admirável.

    Sinto falta de posts sobre aplicativos em promoção.

    • André

      A primeira coisa que pensei ao ler sobre a questão dos royalties foi de que o preço cairia… mas, sinceramente, compartilho do seu pensamento, porque os preços dos iPhones a cada ano estão impraticáveis, para não falar extorsivos.

    • Fabricio

      Que viagem ficar achando que a empresa tem que dar desconto ou baratear um produto a qualquer custo. O consumidor é o verdadeiro ganancioso nessa história. Se ela oferece um aparelho com chip Intel melhor que o atual Qualcomm e pelo mesmo preço já temos vantagem. Mania de brasileiro de querer sempre desconto. Fora que o nicho da Apple eh obviamente outro , que não o do aparelho popular. Trabalhar e estudar mais p ganhar mais ng quer.

      • Leandro

        Só queria saber mesmo se o iLex vai continuar recomendando o telegram.

        • Leandro, este é um assunto que não tem nada a ver com o artigo.

          Mas não, parei de recomendar o Telegram. Continuo achando ele com qualidade superior ao WhatsApp, mas depois de todos estes acontecimentos, considero que ele tem uma falha grave ao permitir que se consiga baixar o histórico de conversas usando números clonados por VoIP.

          • CHC

            iLex, mas isso teria acontecido da mesma forma se eles tivessem ativado a verificação em dois fatores? “considero que ele tem uma falha grave ao permitir que se consiga baixar o histórico de conversas usando números clonados por VoIP.” Como acontece isso exatamente, isso é tão simples de fazer assim? Valeu, parabéns pelo artigo!

  • Antonio Fonseca

    Felizmente a Apple tem o Johny Srouji. Ele certamente saberá aproveitar essa aquisição.

  • Anderson Lopes

    Finalmente. Powerbeats Pro foi disponível na loja…

  • Vector

    @blogdoiphone:disqus

    O primeiro parágrafo está meio ilógico no final… Deu a entender que a Apple, a beira da falência, compraria a Intel.

  • Rafael Anciães

    Pelo visto continuaremos por muito tempo com chip de modem inferior à concorrência. A Qualcomm é muito superior nesse quesito. Teria sido melhor a Apple ter comprado a Qualcomm e não em querer transformar a Intel numa.

Back to top button
Close