Apple Pay

Apple Pay chegou hoje a Portugal e outros 12 países europeus

Os residentes de Portugal finalmente poderão, a partir de hoje, adicionar seus cartões MasterCard e Visa ao iPhone e Apple Watch, para realizar pagamentos apenas aproximando o dispositivo da máquina.

O lançamento é oficial e cobre cartões dos bancos digitais Revolut, N26 e Monese.





O lançamento no país de Camões e outras 12 nações europeias está sendo coordenado pelas bandeiras MasterCard e Visa.

Graças ao Apple Pay, os clientes podem fazer as suas compras em lojas, apps ou websites através do iPhone, Apple Watch, iPad ou Mac. O Apple Pay passa agora a estar disponível aos detentores de cartões MasterCard em Portugal, Bulgária, Croácia, Chipre, Estónia, Grécia, Letónia, Liechtenstein, Lituânia, Malta, Roménia, Eslováquia e Eslovénia.

A diretora-geral da Visa em Portugal, Paula Antunes da Costa, comentou:

A introdução do Apple Pay em Portugal, combinada com a tecnologia de tokenização da Visa, irá transformar o modo como os consumidores efetuam pagamentos em Portugal. Com o Apple Pay e a segurança do Visa Token Service, os consumidores podem realizar transações com o seu iPhone e Apple Watch da mesma forma que o fazem com o seu cartão de crédito ou débito mas sem expor os dados da conta, desfrutando ainda mais de conveniência e segurança.

O banco digital alemão N26 foi o primeiro a anunciar a novidade, ainda em março. É interessante notar a adoção do Apple Pay por bancos digitais na Europa. No Brasil, nenhum banco desta categoria (como o Inter e Nubank) disponibiliza esta facilidade de usar o cartão.

A página portuguesa da Apple só foi atualizada pela manhã, usando imagens genéricas sem destaque a nenhuma instituição compatível. O curioso é que, em Portugal, a palavra anglo-saxônica Wallet é considerada de gênero feminino, diferente do Brasil.


Confira mais dicas de Apple Pay através destes links:

Tags
Mostrar mais

iLex

Robô virtual que tem como missão organizar o site e ajudar leitores. De tempos em tempos ele desvirtua e tenta fazer outras coisas, mas nada que um hard reset não resolva.

Artigos Relacionados

  • Miguel Tibério

    Olá iLex! Já tinha comentado o assunto há uns bons meses quando o Apple Pay ainda não estava disponível aqui em Portugal.
    Obrigado por continuarem a escrever sobre o nosso país 😊
    Só uma informação extra: os bancos que suportam Apple Pay aqui são, para já, N26, Monese e Revolut (todos bancos digitais). O Crédito Agrícola (banco tradicional) já anunciou o suporte há alguns meses, no entanto ainda não está funcional e não há informação de quando virá a estar (só o “brevemente” do costume…).
    Abraço!

    • Olá Miguel, obrigado pela contribuição!
      A informação que temos é que o Crédito Agricola já disponibiliza a adição do Apple Pay através do aplicativo deles. Não seria correta esta informação?

      • Miguel Tibério

        Supostamente seria possível adicionar cartões do Crédito Agrícola através da aplicação do banco, mas ainda não foi disponibilizada essa opção e o banco ainda não comunicou nada de novo.
        No site português da Apple, o Crédito Agrícola também não aparece na página dedicada ao Apple Pay.

        • Entendi, irei corrigir então o artigo. Obrigado, Miguel!

          • Miguel Tibério

            Bom dia iLex!
            Só para fazer um update. O Crédito Agrícola acabou de disponibilizar o Apple Pay. A app foi hoje atualizada.

  • Fabiano Pereira

    Descupem o off topic!
    Eu tenho salvo um método de pagamento (cartão mastercard internacional), para o pagamento das minhas assinaturas (FR24, IF e Icloud de 200GB), no entanto, esse mês apenas as assinaturas do icloud e do IF renovaram. A do FR24 não renovou porque o método de pagamento cadastrado e supracitado tinha sido recusado por falta de limite no cartão. Ocorre que nessa situação eu não consigo nem atualizar os meus aplicativos, porque pede insistentemente que eu faça uma verificação das minhas informações de pagamento. Mas quando eu entro com a senha para fazer a verificação, eu não consigo retirar o método de pagamento atual, porque ele esta vinculado a uma assinatura que ainda tem vigência. Pergunto: Diante desse cenário, existe alguma saída que permita que eu pelo menos atualize os meus aplicativos sem ter que esperar pagar a próxima fatura do cartão para liberar o limite e resolver o problema? Desde já agradeço!

  • Daniel Zattera Sganzerla

    Mesmo sendo brasileiro, eu sempre uso “A” Wallet, pois na minha cabeça é “A” Carteira, feminino.

    • Gaius Baltar

      Também acho mais lógico. Mas também pôde-se dizer O app Wallet.

      • Henrique A.

        Pois é. Minha lógica é essa: “o app”.
        No mesmo sentido, usamos “o Notas” (e não as Notas) justamente por ser “o app Notas”.

        • Leonardo Negrisoli

          Fez sentido pra mim até eu lembrar que falo a App Store, a Caluladora, “as” fotos… etc haha

          Acho que no final das contas é como cada um se sente mais a vontade em determinado contexto

        • Denis Godoy

          É exatamente essa a lógica. Em Portugal usam uma aplicação, no Brasil usamos um aplicativo. Portanto, “na [aplicação] Wallet” e “no [aplicativo] Wallet”

          • Boa! Você matou a charada.

  • Fabiano Colella

    Ué, pra mim é A wallet também ! “Tenho dinheiro na minha wallet”, e não “Tenho dinheiro no meu wallet” 🙂

  • Will Bonfim

    Abri uma conta no N26 quando eu estava em Portugal, mesmo estando no Brasil agora, consegui cadastrar meu cartão no Wallet!!! Show!!!

Back to top button
Close