AplicativosApple PayDicasTutoriais

Como pagar contas ou recarregar o celular com o Apple Pay

No lançamento do Apple Pay no Brasil, a maçã divulgou diversos aplicativos que são compatíveis com o seu sistema de pagamentos, que usa o cartão de crédito registrado na carteira digital (Wallet) do iPhone.

Nós testamos um que permite pagar contas diversas (água, luz, celular) usando a facilidade do Apple Pay, e ainda lhe devolve alguns créditos. Confira neste artigo como você pode usá-lo.


Com o nome quase óbvio de RecargaPay (depois da Apple, vários serviços de pagamento resolveram colocar a palavra Pay no final do nome), o aplicativo facilita bastante o pagamento de contas básicas, recargas de telefone e até do cartão de transporte de algumas cidades paulistas (São Paulo, Ribeirão Preto e Diadema). Tudo isso sem precisar informar seus dados de cartão de crédito para o aplicativo e contando com a segurança biométrica (Touch ID ou Face ID) para validar seus pagamentos.

É tudo muito fácil. Basta escanear o código de barras da conta, escolher a forma de pagamento (em até 3x, mas os parcelamentos têm cobrança de juros) e validar o Apple Pay.

Fique atento aos juros em pagamentos parcelados

O aplicativo também funciona com dispositivos não compatíveis com o sistema de pagamentos da Apple, permitindo a adição manual de cartões de crédito (inclusive em Androids), mas neste artigo nosso foco é no Apple Pay, pois acreditamos que este seja o grande diferencial do app em relação a outras opções concorrentes.

O RecargaPay também oferece alguns benefícios. Para quem instalar por este link, recebe um crédito de R$10,00 para ser usado nos seus pagamentos. O serviço também lhe dá mais R$5,00 a primeira vez que você utilizar um dos serviços. Mas leia este artigo até o final antes de pagar a primeira conta, porque ajudamos a resolver alguns probleminhas referentes a isso.

Instalando o aplicativo

O primeiro ponto após instalar o aplicativo é que você precisa ter uma conta no Facebook ou no Google para fazer login no aplicativo. Se você tem, ótimo, tudo fica mais fácil. Porém, se você é daqueles que não gosta de redes sociais e não tem conta nesses serviços, não poderá usar o RecargaPay, pois até o momento ele não aceita o registro por email.

Conta criada, a primeira coisa que você precisa fazer é validar os seus dados pessoais, para que os pagamentos sejam aceitos. Se você não fizer isso antes de tudo, seus pagamentos serão cancelados.

Mas o processo é bem fácil e costuma ser rápido. Com o aplicativo aberto, toque na aba inferior “Meu Perfil” e selecione a opção “Validação da Conta” (é a primeira do menu).

Há dois níveis de validação: a Básica e a Avançada. A primeira é mais simples e a maioria das informações já foram fornecidas pela sua conta do Facebook ou do Google quando você criou a conta. Você só precisa informar o seu número de celular, para receber na hora um código por SMS e validar.

Já a validação avançada pede para você enviar fotos da frente e verso de seu documento de identidade, mais uma selfie. É preciso fazer as imagens na hora, com a câmera do seu celular. Após o envio desses documentos, a equipe deles analisa seus dados para liberar o aplicativo para você. Em nossos testes, esta validação durou poucas horas.

Depois de feito tudo isso, você está apto a realizar pagamentos com o aplicativo. É uma burocracia um pouco chatinha, mas necessária hoje em dia para inibir fraudes.

Problemas e limitações

O conceito do app é muito bom: facilitar o pagamento de contas, possibilitando inclusive que você use o seu cartão de crédito (o que ajuda a juntar milhas e lhe dá um tempo extra para juntar dinheiro). Porém, notamos alguns probleminhas e limitações durante o uso, que consideramos importantes destacá-los para vocês.

Uma das vantagens interessantes do RecargaPay é o fato dele devolver R$5,00 na primeira vez que você realiza um pagamento. Porém, em dois testes que fizemos, o aplicativo nos informou que aquele pagamento não era qualificado a receber o crédito de R$5,00, mesmo aquele sendo efetivamente o primeiro pagamento da conta.

Se isso acontecer com você, não se desespere. Aparentemente é um bug do aplicativo que (esperemos) deverá ser consertado no futuro. Felizmente eles são bem rápidos no suporte e basta entrar em contato explicando o caso e eles devolvem rapidamente o crédito para você.

Se você estiver passando por este problema, clique no quadro abaixo para conhecer o passo-a-passo da solução.

COMO CONTATAR O SUPORTE DO RECARGAPAY

Passo 1: Acesse o menu Ajuda na aba Meu Perfil.


Passo 2: Vá até o final da tela e toque em Entre em Contato.


Passo 3: Toque no link Central de Relacionamento.


Passo 4: Selecione Histórico de Transações e continue.


Passo 5: No histórico, escolha o primeiro pagamento que você fez e não ganhou o crédito.


Passo 6: No final da página você verá o link “PRECISO DE AJUDA”, que infelizmente não aparece se você não fizer o caminho descrito aqui. Toque nele.


Passo 7: Preencha o formulário explicando que você não recebeu o crédito ao qual tinha direito e pedindo para eles analisarem seu caso. A resposta costuma ser positiva nesses casos.


Outra limitação é que o RecargaPay não aceita todo o tipo de boleto, apenas os serviços em que eles possuem acordo. Entre eles, serviços de águas e energia em diversas partes do país, além de todas as operadoras de telefonia. Um ponto positivo é que aceita alguns tributos federais, como GPS e DAS, desde que eles não ultrapassem R$1.000, que é o limite por pagamento.


De modo geral, se relevarmos alguns problemas eventuais que são resolvidos por eles, o aplicativo traz boas vantagens para usuários de Apple Pay, principalmente pelo fato de não precisar informar seus dados de cartão para terceiros; tudo é feito com segurança somente no seu iPhone. Além disso, você ainda recebe créditos de volta sempre que recarrega o celular, pagando somente na data de fatura de cartão. Dificilmente você encontrará um serviço que lhe dê desconto sem ser com dinheiro à vista.

Ao pagar uma conta ou um boleto pelo sistema da Apple, é importante você lembrar que o débito será feito no seu cartão de crédito. Ou seja, você terá que pagar na fatura do cartão no mês seguinte. Isso é ótimo se você for uma pessoa disciplinada e organizada financeiramente, mas pode se tornar uma armadilha para quem não controla o orçamento do mês. Por isso, só use o aplicativo se você realmente tiver condições de pagar normalmente a integralidade da fatura, ou isso pode virar uma bola de neve. Cartão de crédito não é para você ficar empurrando dívidas com a barriga e sim para lhe ajudar a se organizar. 😉

Pontos positivos:

  • Permite pagar contas pelo cartão de crédito
  • Aceita o Apple Pay
  • Devolve 5% em recargas de celular
  • Dá R$5 no primeiro pagamento
  • Permite envio de dinheiro a outros usuários do app

Pontos negativos:

  • Muitas vezes não identifica o bônus
  • Não aceita todos os boletos
  • Limite de R$600 por pagamento
  • Problemas em validar o crédito do primeiro pagamento
  • Contato com suporte complicado de encontrar
  • Obrigatoriedade de se conectar apenas com Facebook ou Google


Caso você queira experimentar, instale o aplicativo através deste link e nos conte depois como foi sua experiência. 😉


Confira mais dicas de Apple Pay através destes links:

Tags
Mostrar mais

Ale Salvatori

Applemaníaco desde 1995, quando precisou aprender a usar um Mac em uma semana para conseguir um emprego em uma agência de publicidade. Acha que a Apple não é mais a mesma depois da saída do Gil Amelio.

Artigos Relacionados

  • Claive Dias

    “Com o nome quase óbvio de RecargaPay (depois da Apple, vários serviços de pagamento resolveram colocar a palavra Pay no final do nome)…”

    Esse nome eles usam desde 2016. Cheguei a usar os serviços para colocar crédito no bilhete único SP do transporte. Melhorara, bastante, agora querem sua conta do Facebook com acesso até dos amigos para prosseguir com funções.

    Não liberei esse acesso como querem e vou continuar usando outros sistemas.

    • O Apple Pay foi lançado em 2014. Só depois disso (sim, só depois) que começaram a aparecer serviços como Android Pay, Samsung Pay, Google Pay…

      A palavra PAY é patenteada pela Apple? Não.
      Outros serviços podem usar a palavra no final de seus nomes? Podem.
      Mas é curioso ver como a Apple dita as tendências, mesmo em coisas bobas, como um simples nome.

      • Petroli Eduardo

        Eu acho bastante engraçado como a maçã consegue ditar tantas tendências. Será que as outras empresas pensam que seguindo os “passos” da Apple vão ter o mesmo sucesso? Excelente artigo, Abraços iLex!

  • Gabriel Quiuli

    Adorei a dica, já fiz o cadastro pelo link e até já paguei a fatura do meu celular, acho que vou utilizar mais esse app, porém como não tenho cartão Itaú tive que cadastrar o meu cartão, esperando outros bancos ficarem compatíveis com o ApplePay

  • BS

    Uma dúvida: quem não tem cartão do Itaú (ou seja, não pode usar o Apple Pay) pode usar o aplicativo com cartão de outros bancos e usufruir dos benefícios?

  • Eu uso um outro aplicativo que ainda não foi habilitado o Apple Pay e nem sei se o mesmo será suportado pelo aplicativo, mas os “cash back” desse serviço é bem mais generoso do que o RecargaPay. Já consegui em varias ocasiões o retorno de R$ 10, 15 e até R$ 20,00. Só não estou 100% satisfeito com ele pela questão do Apple Pay e de não poder comprar credito para cartão de passagem ( bilhete de ônibus, metrô, VLT, BRT, trem ) o nome dele é PicPay.

    Também já fiz contato com o suporte e fui prontamente atendido.

    https://uploads.disquscdn.com/images/4989e334f0dfc3a9c51455128e456baf34b14dc2f4dccc0c768b34f5da08b645.png

  • Andre

    Usei o Apple Pay desde primeiros dias após seu lançamento. Para minha surpresa, percebi que grande parte das maquininhas já têm a tecnologia de pagamento por aproximação. Porém (para minha decepção) muitos lojistas não sabem como usa-la. Ou seja, usar o Apple Pay acabou se tornando uma experiência demorada e tediosa. Sugestão é que o Itaú e as instituições que agora gazeteiam esta tecnologia inovadora ensinem os estabelecimentos como devem usa-la e assim tornar a vida de todos mais simples, prática e rápida.

    • Dalbert Batista

      na verdade o logistas ainda não sabe a opção de pagamento via aproximação todos pedem o cartão ai eles nao sabe como funciona. depois que eu explico como e a função todos ficam surpresos com a Apple Pay

      • Eu estou resolvendo isso dizendo para o atendente digitar primeiro o valor.
        Na tela em que pede “Introduza o cartão”, basta começar a digitar o valor e validar. Depois disso, o Apple Pay é aceito.

        Em algumas máquinas da REDE ainda dá problema, acusando que o “Cartão foi retirado”, mas ouvi dizer que é firmware desatualizado, basta o lojista atualizar e isso se resolve.

        • Ricardo Leme

          Também tenho que implorar para os atendentes colocarem o valor, alguns fazem cara de interrogação, mas no final dá certo. Trabalho num comércio e já ensinei os atendentes a aceitar o pagamento via applepay, aqui utilizamos as máquinas da Rede e todas estão funcionando 100%.

          • Na sua máquina da Rede já aparece o símbolo do Apple Pay?
            Porque pra mim a única que funcionou tinha este símbolo na tela.

            • Rodrigo Coneglian

              Eu paguei usando uma maquina da Cielo e o lojista tem que pressionar a tecla 1 para dar opções de crédito, debito e etc.
              Selecionando credito e inserindo o valor a maquina pede para inserir, passar ou aproximar (no caso do apple pay) para efetuar o pagamento.

            • Ricardo Leme

              Não. Aparece só o símbolo de pagamento sem fio. Aquele cartão com os 3 riscos.

            • Ricardo Leme

              Fui numa loja do pão de açúcar e uma da boticário, onde tinha a máquina TEF (aquela já é só o terminar pra colocar a senha e o cartão), pedi para passar no crédito e na máquina apareceu “passe, insira ou aproxime” aí foi só chegar perto com o iPhone e passou de boa, nem tive que mencionar que era applepay.

            • Pedro Luna

              Já usei em máquinas da Stone e Cielo e funcionaram. Tem alguns terminais que mesmo tendo o símbolo de aproximação não funcionam mesmo. Na prática, depois de digitado o valor, aparece a mensagem: aproxime, insira ou passe o cartão.

              O “aproxime” é o que dá a certeza de que vai funcionar…

          • Igor

            Que bom que consegue utilizar. Uma vez o cara de um estabelecimento quis arrumar problema comigo pq eu quis usar o Samsung Pay. Ele achou que eu estava clonando algo ou tentando burlar alguma coisa. Não adiantou argumentar.

        • Sofia Hendrik

          Mas em lojas que a máquina da REDE ou CIELO já são sincronizadas com os caixas, qual procedimento!? Porque eu tentei junto com a caixa das Lojas Americanas, mas não conseguimos!

  • Mariano Vitória

    O RecargaPay cobra alguma taxa para pagamento de boletos com o Apple Pay ou Cartão de crédito? Se parcelar eu sei que tem taxas, mas se o pagamento for a vista? @blogdoiphone:disqus

    • Luciano Assunção

      O PicPay não cobra para pagar boletos; então acredito que o recarga pay também n cobra

      • Mariano Vitória

        PicPay cobra uma taxa de 2,99% no pagamento de boletos por cartão de crédito.

        • Luciano Assunção

          Sério? Jurava que era gratuito. O que eu fazia para pagar contas com o crédito era o seguinte: fazia um pagamento no valor X para um amigo ou irmã. Ela me transferia o valor de volta e com esse crédito eu pagava as contas.

        • Evandro Bruns

          Pior que é isso mesmo.. Este mês precisei pagar umas contas no cartão e acabei me ferrando nas taxas.. Vou baixar esse RecargaPay e ver se vai aceitar os boletos que tenho..

    • Não, o RecargaPay não cobra taxa nenhuma. O valor do boleto é o que é descontado no cartão depois.

      Como você bem destacou, só é cobrado juros se você parcela o pagamento.

  • Leandro Soares

    Apple Play, sem poder passar débito (Por enquanto), ao menos p mim, sem utilidade!

  • Luiz

    Gente, eu li, entendi, mas não to acreditando.
    Ou, não entendi como pensei ter entendido.
    Então, usando esse APP, posso pagar minhas contas domésticas, como água, luz, telefone, etc, com o cartão de crédito, é isso?
    É como se fosse uma compra qualquer com o cartão de crédito? 😮

    • Isso mesmo.
      É daquelas coisas que a gente fica com a impressão que logo logo vão acabar com isso… 😛

      • Luiz

        Sim, mas além disso, me faz pensar: “Cara, que grande ideia dos desenvs, como não pensei nisso antes?” hehe.
        Não que eu seja desenvolvedor.. hehe, maaaas…
        Vou baixar e conferir, valeu a dica. 😉

  • Reicle Kledson

    OFF: Gente, porque (pelo menos comigo) quando tento acessar uma rede wifi que tenho que dar check in, a pagina pra fazer quase nunca aparece?! Tem que mexer em alguma conf.? seila

  • KB

    Na minha percepção a obrigatoriedade de conectar usando FB ou Google é um ponto negativo também. Vai saber o que se passa de bastidor entre eles e as redes sociais. Privacidade e segurança acima de tudo. A anonimidade que o Apple Pay passa se quebra com isso.

    • Bom ponto. Vou incluir no artigo. 👍

  • Victor Hugo

    É obrigatoria a configurção do Apple pay? Atualizei pro IOS 11.3 e quando desbloqueio o celular fica mandando eu continuar a configuração.

  • Wesley Cavalcante

    Deveriam mudar o título da matéria para “Como pagar contas com o RecargaPay”

  • Henrique Pinto

    Meu crédito via Transferência demorou 10:21min pra entrar. E já estou a 15 horas esperando a validação da conta. 🙁

  • Robert Chmatalik

    O Apple Pay funciona no iWatch 1? Já tentei diversas vezes, e nada.

    • Leonardo Negrisoli

      funciona sim… da q erro pra vc?

      • Robert Chmatalik

        Na tela da máquina de pagamento, não aparece nada, não muda a tela, não acusa nada, nem erro; é como se o iwatch não estivesse encostado nela.

        • Leonardo Negrisoli

          Pra usar o Apple Pay no Apple Watch vc tem que apartar o botão dele 2x (Não a coroa, o outro)… vc ta fazendo isso?
          Só de encostar mesmo não faz nada para que n tenha perigos de fazer pagamentos não intencionais… tenta dessa forma e dps me fala se deu 🙂

          • Robert Chmatalik

            Sim, estou apertando o botão certo.
            Consegui esse final de semana numa farmácia.
            O que eu acho é que nem todas as máquinas de cartão de crédito, apesar de possuirem o emblema de habilitação para esse serviço, seus sistemas/programas, ainda não estejam habilitadas a fazé-lo.
            Algumas Cielo fazem, outras não.
            Redecard nem pensar.

            • Leonardo Negrisoli

              Bom, menos mal que vc conseguiu usar e viu que no final das contas o problema não está no seu watch

  • Claudinei Vorussi

    Não consigo fazer pagamentos pq pede para eu entrar com a conta do Facebook.
    Todas as outras opção de validação inclusive a avança foram feitas. Agora vou ser obrigado a ter uma conta no Facebook para usar o aplicativo.
    Nada ver 👎

  • Murilo Herrmann

    O artigo fala varias vezes em “cartão de crédito”, pergunto se foi testado algo com o débito do Banco do Brasil ou se realmente o Apple Pay nesse app funciona só no crédito?