Curiosidades

Estes podem ser os preços dos aplicativos no Brasil em 2018

Com a notícia de que a Apple irá adotar o Real como moeda nas lojas virtuais no Brasil, muita gente ficou apreensiva em relação ao valor que os aplicativos irão custar a partir de agora. Será que a conversão será feita com qual valor? E os impostos, irão encarecer muito?

Felizmente já podemos ter uma ideia de quanto poderá ser a conversão, de acordo com o valor que a empresa já revelou para o Apple Music.

No final desta tarde, diversos usuários que hoje assinam o serviço de músicas da maçã receberam um email que informa que o valor será convertido em reais em breve. O plano Individual que atualmente custa US$4,99 por mês passará a custar R$16,90. Com isso, já é possível imaginar como os preços podem ser convertidos.

E a perspectiva é ótima. Isso porque hoje, com o câmbio do cartão de crédito (que varia entre os bancos) e mais o iOF de 6,38% de compras em dólar, o preço já é mais caro que isso. Ou seja, é bem provável que pagaremos menos que hoje em aplicativos, músicas e livros.

Pegando o preço da assinatura do Apple Music como referência, fizemos uma conta rápida, despretenciosa, apenas para ter uma noção de como podem ser os preços. Veja o resultado que chegamos:

CAMBIO COM IOF (HOJE)

VALOR PROVÁVEL (2018)

USD 0,99

R$‎ 3,62 R$‎ 3,90

USD 1,99

R$‎ 7,27 R$‎ 6,90

USD 2,99

R$‎ 10,94 R$‎ 10,90

USD 3,99

R$‎ 14,60 R$‎ 13,90

USD 4,99

R$‎ 18,25 R$‎ 16,90

USD 5,99

R$‎ 21,90 R$‎ 20,90

USD 6,99

R$‎ 25,56 R$‎ 24,90

USD 7,99

R$‎ 29,22 R$‎ 26,90

USD 8,99

R$‎ 32,88 R$‎ 30,90

USD 9,99

R$‎ 36,54 R$‎ 34,90

É importante destacar que estes não são os valores oficiais, e até janeiro o preço do dólar pode sofrer fortes alterações, modificando estes valores. É apenas uma estimativa.

Mas a brincadeira já serve para nos mostrar que os preços podem não ser tão absurdos quanto muitos podiam imaginar. Pagar R$3,90 por um aplicativo não parece nada absurdo, principalmente se ele nos trouxer diversão ou nos for útil em alguma tarefa que precisemos. E este valor pode ser ainda menor se os desenvolvedores adotarem o Alternative Tier que provavelmente incluirá o Brasil (leia mais sobre isso aqui).

Enquanto a Apple não revelar os preços definitivos, ficaremos na expectativa e torcendo para que eles sejam mesmo acessíveis, para que possamos aproveitar o máximo de aplicativos por um preço que cabe no bolso.

Tags
Mostrar mais

iLex

Robô virtual que tem como missão organizar o site e ajudar leitores. De tempos em tempos ele desvirtua e tenta fazer outras coisas, mas nada que um hard reset não resolva.

Artigos Relacionados

  • Gabriel

    Gostei do otimismo, mas acho que a fórmula secreta de Jobs não se aplica aos brasileiros, como sempre =/

    • Jayme Pires

      Que venha a fórmula parcelamento de compras dos apps. Única fórmula possível no Brasil.

    • Fabio Ricardo Bulgaron

      Também acho. Penso que esta conversão do Apple Music seja mais para se adequar à concorrência (Spotify). Precipitado dizer que Apps devem seguir a mesma conversão.

      • Jonas

        Se vier mais caro em reais. É só comprar os app na loja americana , lá tem todos app

  • Jefferson Soares ✓ᵛᵉʳᶦᶠᶦᵉᵈ

    Já estou aqui imaginando o filme da semana por R$ 9,99. Seria perfeito!

    • Tarlan

      Seria meu sonho?

    • Ana Mendes

      Tomara!

  • Carlos Frederico

    Se forem esses valores… justíssimo! Hoje um cafézinho num bom lugar não sai por menos de 4 reais.

  • Fabiano Cabral

    creio que os preços no Brasil não irão fugir muito dos preços que vemos hoje em outras lojas que já trabalham com a moeda nacional. Ex: Windwos Store, onde as músicas tem um preço justo, assim como os apps. Mantendo meus 8 reais do Apple Music,estamos de boas.

    • Tarlan

      Pelo que saiu por ai, o apple music estudantil ficou a 8,50

  • Anderson1sp

    Vai vender muito mais agora!!

  • Fabianno Niederle Cabral

    https://uploads.disquscdn.com/images/a3776b8321db849058a6c8edab41119c5c55bad4c3a39252e34a66aa51b780fe.jpg Acabei de receber. Pelo jeito, teremos preços acessíveis.Apple Music estudantil não mudou para mais o valor. Pagamos atualmente isso em reais.

  • Tarlan
  • Vinicius Alves

    O plano familiar do Apple Musica vai custar R$ 24,90 por aqui, e ele custa $7,99 hoje. Isso nos dá esperança que os preços, conforme forem ficando mais altos, fiquem até mais baratos que a ótima e otimista tabela do blog. 😁

  • Guilherme Paviani

    https://uploads.disquscdn.com/images/453937b79bbb9ca066ed6d0aefa922e640dae1a0ef5e2a1742df46314f1541fa.png Meu apple music acabei de receber um email. De 28,85 agora vai custar 24,90.

  • Fabricio Noblat

    Acabo de receber um e-mail da Apple oficializando o preço do plano família do Apple Music.

    Prezado(a) Fabrício,

    Os preços do Apple Music no Brasil serão convertidos de dólares (USD) para reais no início de 2018. O novo preço de uma assinatura familiar do Apple Music será R$ 24,90. Sua assinatura será renovada automaticamente por esse valor.

    Você pode cancelar a qualquer momento em seu dispositivo. Acesse o Suporte da Apple para obter mais informações.

    Atenciosamente,

    Equipe do Apple Music

  • Será q agora valerá migrar a conta americana pra BR?

    • @danyllorosa

      Estou na mesma pergunta hehe

  • Jairo Castro

    Tenho uma assinatura estudantil do Apple Music e já me mandaram o email atualizando o preço em reais. Pra quem tem esse desconto, eles fixaram em R$ 8,50 a assinatura.

  • Minha assinatura familiar do Apple Music vai de US$ 7,99 para R$ 24,90. https://uploads.disquscdn.com/images/215ef17d922ee86a457670a3cff1cc9b87a7143bc50c70e2d21ce3a4aa90f3a6.jpg

  • Samuel Oliveira

    Eu paguei 13,41 temers (3.99) por um pack de filtro do VSCO

  • Rafael Baptista

    Se a Apple adotar a mesma estratégia do iPhone X, U$ 0.99 viram R$ 6,99 😛

  • João Luiz Gomes Silveira

    .Não sei se a Appstore obriga os desenvolvedores a manter o preço em dólares ou eles tem liberdade para cobrar o que querem em cada pais. Se tiverem liberdade os preços podem serem bem diferentes. A Play Store, por exemplo, há anos oferece aplicativos em reais, em geral os preços são mais baixo que a tabela posta. Comparando rapidamente alguns aplicativos “top charts” na Apple Store com a Play Store temos geralmente os seguintes valores:
    USD – R$
    0,99 – 3,19
    1,99 – 6,99
    2,99 – 9,99
    3,99 – 12,99
    4,99 – 14,99
    6,99 – 19,99
    9,99 – 25,99
    Os que tem mais variação são os aplicativos de 0,99 que vão até de grátis para 3,99 e os aplicativos de 4,99 que ficam entre 14,99; 15,99 até 18,99.
    Alguns outros exemplos de aplicativos
    Minecraft USD 6,99 – R$ 19,99
    O espetacular Homem-aranha 2 USD 6,99 – R$ 6,99 (Jogos da Gameloft tem valores igual USD=R$)
    Geometry Dash USD 1,99 – R$ 5,49
    Facetune USD 3,99 – R$ 19,99
    TeamSpeak USD 4,99 – R$ 5,35
    djay 2 USD 4,99 – R$ 9,99
    Shazam USD 2,99 – R$ 12,99
    Stellarium Mobile Sky Map USD 2,99 – R$ 7,99

  • Marcio Siosaki

    Isso pode ser que abra oportunidade para a chegada dos Gift Cards no Brasil, concordam?

    • Samuel Oliveira

      Yes

  • Douglas da Cunha Knewitz

    Eu sei que não tem nada haver o preço dos app e serviços com os preços de produtos como iPhone, iPad e Macs, mas será que a Apple entrando mais afundo no mercado brasileiro e vendo a realidade ela não reajuste a sua tabela de preços de produtos ? Já que atualmente ele estipula o lucro dela em dólar, já que ela tem que mandar os lucros pros EUA. Talvez com tudo sendo baseado em real ela reajuste o preço desses produtos cm base na economia do país.

  • fabio

    A ideia é ótima, mas fica a dúvida: ainda precisaremos de cartão de crédito internacional?

    • Tarciano Vieira da Silva

      Não

  • O valor de 8,50 (USD $2,49) para Apple Music estudante.

    Então muito provavelmente
    0,99 será 3,40
    1,99 será 6,80
    2,99 será 10,20

    https://uploads.disquscdn.com/images/7ba4282e948734a0473285bd808a082963bb7e4bcbe8c24a21277e454a2523ac.png

  • Leandro Fonseca

    Apple Music eu tava pagando, com IOF, uns R$ 18,00/mês. Então vai baixar. Eu gostei.

  • @danyllorosa

    Ainda não tive coragem de pular do Spotify para o AppleMusic ‘