Notícias

Assim como em Paris, Apple fecha também a Watch Store de Londres

A Apple está claramente mudando toda a sua estratégia para o seu Watch. Primeiro eliminou, no ano passado, a versão em ouro que custava a partir de US$10.000. Agora, começa a fechar as lojas exclusivas que mantinha para promover o relógio como um produto de grife. Após anunciar o fechamento da loja situada nas Galerias Lafayette, em Paris, é a vez da loja de Londres também fechar.

Nós mostramos como ela era aqui no blog, na época do lançamento do iPhone 6s. Uma loja pequena, mas decorada de forma particular focada apenas no relógio. Até havia iPhones à disposição, mas o foco era mesmo o Apple Watch.

watchstore_5 watchstore_6 watchstore_7

Quem se deu conta de que o estabelecimento da Selfridges não fazia mais parte da lista oficial de lojas da maçã foi o site MacRumors, que também confirmou que as portas não abriram nesta terça-feira. Ao ligar para lá, uma gravação comunica que eles encerraram mesmo as atividades naquele endereço.

Minha opinião: eu confesso que nunca entendi muito bem esta estratégia de criar um dispositivo ostentação para ricos. Também nunca fez sentido para mim abrir lojas especiais só para o Apple Watch, que também era vendido nas lojas normais da empresa. Claro que talvez a ideia fosse atrair um público que não fosse necessariamente interessado em tecnologia e aparelhos geeks, mas as Apple Stores já deixaram de ser um pouco isso, com muita gente visitando mais por “ser da Apple” do que por ser uma loja de eletrônicos. A Apple já virou uma grife, sem precisar de nenhum produto de ouro.

Quem sou eu para palpitar no planejamento estratégico da maior empresa do mundo, mas o fato é que nem o relógio de ouro, nem as lojas exclusivas duraram muito tempo. Agora resta a do Japão, que é similar às outras duas e que também pode fechar a qualquer momento.

Eu sei, eu sei que eu não deveria me fazer nunca essa pergunta, mas ela é mais forte do que eu e sempre aparece na minha mente: Será que Steve Jobs teria feito todo este carnaval para lançar um smartwatch? Sou todo ouvidos para saber as respostas de vocês. ?

via MacRumors — Fotos de Marcus Mendes

Tags
Mostrar mais

Ale Salvatori

Applemaníaco desde 1995, quando precisou aprender a usar um Mac em uma semana para conseguir um emprego em uma agência de publicidade. Acha que a Apple não é mais a mesma depois da saída do Gil Amelio.

Artigos Relacionados

  • Ale Salvatori, eu até penso que se caso Steve Jobs ainda estivesse vivo, pode até ser que como em todo o lançamento em que ele lançava, vide “one more thing”, seria um carnaval. Porém, a ponto de abrir lojas específicas somente para vendas de Apple Watchs e ainda mais um modelo de ouro, acho meio difícil.

    Um forte abraço e até mais! 😉

  • Rasico

    Eu acho que o Jobs faria tudo o que foi feito… A diferença é que ele faria bem feito e evitaria boa parte dessas presepadas, quase diárias, que a Apple tem se metido.

  • Carlos Muniz

    Tia Angela Ahrendts aos poucos vai entendendo que a Apple não é grife de moda.

    • Tenho raiva só de olhar para a foto dessa mulher. Ela tem levado a Apple a um rumo que eu detesto, que é justamente o lance de grife de roupa.

      • Já eu nem acho que ela que é a culpada. Foi Tim Cook quem a contratou, já com este objetivo. Ela só está fazendo o que foi contratada pra fazer, dentro de um conceito criado por uma diretoria que estava lá antes dela.

        • A.Lozzini

          Pode ser, mas não acredito que executivos desse nível sejam contratados para fazerem o que lhes são passado, mas sim o contrário, ou seja, ela entregar a diretoria onde, quando e como fazer. A diretoria pode até aprovar, recusar, pedir mudanças e etc… mas para por aí.
          Assim como não acredito que o Jonathan Ive seja chamado a sala da diretoria e lhe digam: “nós desenhamos esse iPhone aqui, passa pra um programa, pinta e traz de volta.”.

          • 9L

            Faz sentido no mundo corporativo.

  • Andre

    Acho que as lojas especiais do Watch não eram pra ser definitivas, talvez fossem só por esse período inicial para apresentar o produto. (Teoria)

    • É possível.

      • Igor Alves

        Possível, mas a meu ver, improvável. :p

  • A Apple sempre manteve uma relação diferencia com o público “elite” no lançamento de novos produtos. No lançamento do Macintosh original, Steve Jobs fez questão de dar um monte de unidades para celebridades. Faz total sentido eles investirem num marketing diferenciado para seu primeiro artigo de “vestuário”. Claro que todas essas ações tem prazo pra terminar.

  • Eu estava muito ansioso pelo lançamento do relógio na época do series 1. Porém após o lançamento foi como um balde de água fria. Achei ele muito caro, com poucas funções e praticamente funciona só como uma extensão da tela do iPhone. Foi lançado o series 2, mas continuo não animando de pagar uma fortuna por esse relógio. Ja pensei na ideia de ter um watch motorola 360, acho bonito o relogio, mas parece nao ter tantas compatibilidades com o iPhone, é isso msm? Alguem tem um?

    • Eu tenho um Moto 360 primeira geração e não recomendo. Não vale o custo benefício.

    • Yuri Alexander Nobre de Melo

      ok, mas a Apple caga pro Brasil, o foco dela eh EUA e Europa e la nao eh tao caro, o series 2 sai por 400 dolares

      • Mesmo em outros países é considerado caro. Morei em Lisboa e o valor de 500 euros pelo Watch não é compatível com a renda da maioria das pessoas. O salário mínimo de lá mau chega a 700 euros.

        • Mas enfim, quem pode compra. Mas pra mim não é um custo/benefício interessante, em qualquer país que seja.

  • Rafael Rodrigues

    Não sei como era a loja das Galerias Lafayette mas estive lá semana passada e ainda há um grande espaço com as bancadas e todos os modelos expostos. Com vendedores, inclusive.

    • A de Paris está previsto para fechar até o final do mês. A de Londres já fechou.

  • DogNinja

    Continuo com meu pebble time e seus 10 dias de bateria…mesmo após o abandono…
    :/

  • Jeff

    Fui muito resistente a comprar o series 1, mas faz uns 3 meses que comprei o series 2. Mesmo usando diariamente não vejo vantagem, pois não sou esportista (nem mesmo de fds) ele não passa de relógio caro e que vai ficar obsoleto.
    Acho que deveria ter mais integração para uso do dia a dia e menos foco em saúde.

    • frederico

      Para vc ver com as pessoas são diferentes. Não consigo mais viver sem meu apple watch série 2, mas gosto de nadar e desde o primeiro watch venho aumentando muito minha atividade física. Acho que para quem pratica um mínimo de exercícios ele é excepcional.

    • Rob Simões 

      Menos foco em saúde? Deus me livre. A melhor coisa dele é o foco em saúde. Eu amo meu Apple Watch para tudo e não consigo mais viver sem ele.

    • Denys Volpe

      Jeff quer me vender o series 2 ? Eu uso bastante o meu. E to me coçando para pegar o 2 por causa da natação e do GPS. E o Watch é para esportistas. Para quem não é, é melhor comprar um outra tipo de relógio. Me chama se quiser vender!! Abs

  • frederico
  • frederico
  • frederico

    as fotos são só para ilustra o como ele se tornou essencial para mim. Mede até o comprimento da piscina ?.

    • Gaius Baltar

      Excelente.

  • frederico
  • Pedro Araujo

    O relógio de ouro foi uma decisão de exclusividade. Visto que a linha Edition mudou para cerâmica, é possível que cada geração do Apple Watch Edition seja diferenciada e “para ricos” com diferentes materiais (e preços). Na minha opinião, smartwatches não possuem o mesmo apelo que relógios convencionais. Isto é, relógios hoje em dia são acessórios de moda, e faz todo sentido mesclar investir nisso.

  • LessTech

    Comercialmente tecnologia meramente de luxo não sustenta uma empresa como a Apple. A Apple pode até ser vista como uma “grife tecnológica”, mas querer colocar a marca Apple no mundo da moda de luxo sempre achei uma bela furada.

    Eu até entendo o perfil premium da marca, mas o crescente custo de aquisição de seus produtos (e cá entre nós uma perda de foco), somado com o lançamento mais competitivo de outras marcas, está fazendo ela perder clientes.

  • 9L

    [OFF] Apple também cortará 10% da produção do iPhone 7 agora em Janeiro, segundo o jornal japonês Nikkei ?

  • Tempos atrás eu me irritava quando alguém dizia: “se Steve Jobs tivesse vivo, isso não aconteceria”. Mas eu acho que aconteceria sim, porém de uma maneira melhor pensada e desenvolvida pra não cometer erros que a Apple vem cometendo com o Cook. É só um ponto de vista. Às vezes ele podia errar também, né? Vai saber…

    • Claro, errar é humano, o Jobs poderia errar sim, mas eu creio que os erros seriam muito minimizados, não como está acontecendo hoje em dia, e também, Jobs e Cook tem visões diferentes, apesar do mesmo objetivo.

  • André

    Smartwatches sempre foram uma solução à procura de um problema. No fim as pessoas perceberam que não traz nenhuma vantagem e isso se refletiu na queda das vendas, tendo como consequência natural o fechamento dessas lojas.

  • Hades666

    Acredito no potencial do Watch como um auxiliar e talvez no futuro algo melhor desenvolvido…..todavia, tem muito caminho pela frente.

  • André 6000

    O meu Apple Watch é bastante inútil… Tem dias que nem carrego ele.
    Talvez Jobs só teria feito um carnaval se ele fosse mais útil.