Em abril do ano passado, a Apple inaugurou três lojas especiais destinadas ao Apple Watch. Uma delas foi nas famosas Galerias Lafayette, que é um centro comercial de grifes em Paris. Situado entre marcas como Kenzo, Chanel, Louis Vuitton e Hermès, o objetivo do espaço era apresentar o novo relógio para um público que não tem o costume de visitar lojas de tecnologia, mas que é grande consumidor de artigos de moda.

Pois ao que parece, justamente esta loja já tem data para fechar as portas: janeiro de 2017.

A razão da decisão parece ser que as vendas não justificam mais o alto custo de manter uma loja ali. De fato, devemos nos lembrar que o Apple Watch, no início, era fortemente voltado também para um público de luxo, com o modelo Edition feito em ouro e custando a partir de US$10.000. Hoje, este modelo não existe mais e o mais caro é feito em cerâmica, custando 85% menos. Se antes apenas um relógio Edition era suficiente para pagar o aluguel do espaço, agora é preciso vender muito mais para sustentar os custos, e talvez por isso a Apple esteja repensando a validade deste tipo de loja.

O foco do Apple Watch parece estar mudando. Se antes era focado fortemente na moda, agora está se baseando mais e mais no controle da saúde e do esporte.

Ainda não há uma definição se as outras duas lojas exclusivas (em Londres e no Japão) também irão fechar, mas acreditamos que a tendência seja esta.

via AppleInsider