Aplicativos

Pinterest compra Instapaper, mas mantém serviço independente

O Instapaper anunciou nesta terça-feira (23) em seu blog oficial que foi vendido para o Pinterest. Conhecido por ser um aplicativo pioneiro em salvar artigos para ler depois, o Instapaper, que desde 2013 pertence a Betaworks (proprietária do Digg), continuará como uma ferramenta autônoma.

Com a venda, a equipe do Instapaper será transferida da Betaworks, em Nova Iorque, para a sede do Pinterest, localizada em São Francisco, na Califórnia. A empresa afirma que nada mudará para o usuário, pois não haverá nenhum tipo de fusão dos serviços, ambos continuaram como estão, atuando de forma independente. “O objetivo é para acelerar a descoberta e salvar artigos no Pinterest“, informa o Instapaper em comunicado ao site The Verge. No entanto, a aquisição sugere que o Pinterest pretende ampliar seu alcance, captando usuários para seu produto principal.

Para desenvolvedores, a notícia pode ser decepcionante. O serviço Instaparser, que dá acesso aos desenvolvedores as mesmas ferramentas de análise usadas pela equipe do Instapaper, será totalmente descontinuado. “A partir de hoje, vamos deixar de aceitar inscrições para o Instaparser e não vamos mais cobrar nossos clientes ativos, vamos manter o serviço em execução até o dia 1 de novembro de 2016“, afirma nota lançada no blog do Instapaper.

A equipe Pinterest está trabalhando em desafios técnicos únicos e sua habilidade coletiva irá adicionar grande valor para o Instapaper“, disse o CEO da empresa, Brian Donohue. “Além disso, eu pessoalmente estou ansioso para trabalhar em novos projetos e interações dentro do Pinterest“, conclui.

O Instapaper pode ser utilizado através da web ou através do aplicativo para iPhone, iPad e iPod Touch. Não há informações se haverá grandes mudanças nas plataformas e os termos do acordo não foram divulgados.

Tags
Mostrar mais

Marvin Costa

Jornalista carioca apaixonado por cultura pop, fotografia, instrumentos musicais e produtos da Apple. Sempre que pode toca guitarra com amigos e utiliza seu iPhone como segundo instrumento.