Dicas

Entenda o risco de se usar VPN para driblar o bloqueio ao WhatsApp

Desde a primeira vez que o WhatsApp foi bloqueado pela justiça no Brasil, muitos sites e redes sociais passaram a difundir “truques” para fazer o aplicativo voltar a funcionar, driblando a imposição judicial. A mais comum é o uso de aplicativos comuns de VPN (Virtual Private Network, rede virtual privada), que na realidade desvia a conexão do celular para um servidor no exterior e acessa o serviço de lá, como se o usuário estivesse em outro país onde o WhatsApp não é bloqueado.

O problema é que, fazendo isso, você está entregando de bandeja todos os seus dados, entre senhas, emails, contatos, fotos e mensagens, para desconhecidos que podem, na teoria, fazer o que quiserem com essas informações.

O Blog do iPhone aproveita este momento em que muitos estão alvoroçados com o que está acontecendo com o WhatsApp e explica melhor como funciona o VPN e os riscos que ele oferece.

O que é VPN

As conexões VPN são muito usadas no mundo corporativo, para interligar remotamente computadores dos funcionários com os da empresa, facilitando assim o acesso aos dados. Se você se conecta à rede privada da sua empresa, você estará protegido por toda a segurança oferecida por ela, pois a conexão passa somente por servidores privados, com o objetivo único de compartilhar documentos de trabalho.

Mas este tipo de conexão também pode ser usado para “enganar” sistemas que exigem que usuários sejam de determinada região para utilizar seus serviços. Por exemplo, muita gente usava desta artimanha para assistir à filmes da Netflix americana quando o serviço ainda não estava disponível no Brasil. O usuário usava um VPN público que fazia seu IP parecer que ele estava se conectando pelos Estados Unidos, o que liberava o serviço. Este truque é antigo e muito usado em vários sites que limitam a zona geográfica.

Driblando o WhatsApp

O mundo hoje é mobile e muita coisa fazemos diretamente em nosso celular. Temos quase tudo nele, desde senhas até documentos de trabalho ou acesso a sites e redes sociais. Por isso, o cuidado com o acesso a ele é um debate intenso hoje em dia, a ponto da Apple peitar o FBI para defender isso.

Com o bloqueio judicial do WhatsApp, todas as operadoras nacionais foram forçadas a bloquear o serviço no Brasil. Isto significa que, se você estiver em território nacional, não conseguirá receber ou enviar mensagens pelo aplicativo, que nem conseguirá se conectar.

E é aí que alguns sugerem o uso de programas de VNP: usando uma conexão que passe por um servidor localizado em outro país onde o WhatsApp não é bloqueado, pode-se receber e enviar mensagens normalmente.

VPN WhatsApp

O problema

O grande risco é que, no momento que você cria uma conexão por VPN com a internet do seu celular, toda a rede começa a passar por um servidor distante antes de chegar ao destino, e isso não se limita apenas ao WhatsApp. E considerando que geralmente você não sabe quem está controlando o tal servidor distante, tudo pode estar sendo observado, sem você nem mesmo saber.

O WhatsApp recentemente começou a encriptar suas mensagens, assim como o iMessage sempre fez, então na teoria não teria problema. Porém, todo o resto das coisas que você faz na internet ficam expostas, mesmo as conexões que o celular faz em segundo plano, sem você saber. Emails que recebe, conexão em serviços e redes sociais, senhas, tudo o que você estiver fazendo enquanto existir a conexão VPN, será transmitido para um servidor desconhecido antes de chegar ao destino. Deu para compreender o grande risco que existe aí?

Os melhores aplicativos de VPN são pagos: eles criam uma conexão criptografada entre você e o servidor, impedindo que os dados sejam desviados ou coletados no meio do caminho. Porém, há muitas opções gratuitas na App Store (e na internet) que não tomam esse cuidado, criando uma conexão sem segurança alguma. É importante lembrar que não existe almoço grátis: se está de graça, eles ganham dinheiro de outra forma que nem sempre fica claro para o usuário.

Então o que fazer?

Mas então, como driblar a decisão judicial e usar o WhatsApp com segurança?
Bem, se você não é um técnico de TI ou entendido capaz de identificar um VPN de confiança ou não, então o melhor é não usar métodos inseguros e esperar o serviço voltar a funcionar no país. Como não há uma fórmula para garantir que “este serviço é seguro, este outro não é“, o melhor é não arriscar. Querer dar o “jeitinho brasileiro” pode ser pior para a segurança de seus dados e de suas fotos, que correm o risco de cair nas mãos de desconhecidos.

Se a comunicação com seus contatos é assim tão importante, uma solução, mesmo que temporária, é instalar aplicativos alternativos de comunicação. Afinal, não foi o WhatsApp que inventou este meio de troca de mensagens, que existe há muito tempo, desde a época do ICQ. O Telegram é um dos melhores, apesar que nessas épocas ele não consegue dar conta do enorme número de inscrições ao mesmo tempo. Para quem usa o Facebook, o Messenger é a opção mais fácil e direta para conversar com os amigos.

Alternativas existem, você só precisa abrir a sua mente e se dispor a usar apps diferentes que, muitas vezes, podem lhe surpreender positivamente. Aprender coisas novas todos os dias é uma maneira saudável e rica de se viver. 😉

Conteúdo original © Blog do iPhone

Tags
Mostrar mais

iLex

Robô virtual que tem como missão organizar o site e ajudar leitores. De tempos em tempos ele desvirtua e tenta fazer outras coisas, mas nada que um hard reset não resolva.

Artigos Relacionados