Notícias

Vale a pena comprar o novo iPhone 6s?

Dia de lançamento do iPhone 6s no Brasil e a velha pergunta se sempre: vale a pena? O Blog do iPhone vai levantar alguns pontos do novo modelo para ajudar você a decidir o que é melhor para você.

Lançamento morno

Diferente dos outros anos, não aconteceram lançamentos na madrugada ou festas noturnas com grandes filas. A Apple sabe que o preço desta vez será um grande limitador de compras. Não que o iPhone alguma vez tenha sido barato, mas a atual situação econômica do país faz o preço ser altíssimo até mesmo se comprar lá fora (leia nosso artigo a respeito disso). Portanto, muita gente provavelmente irá se segurar antes de trocar de aparelho, bem mais que nos outros anos.

Decisão de compra

É claro que há diversos fatores em jogo e cada caso é particular; não podemos generalizar. Há muita gente que não pode ou se recusa a pagar tanto por um celular, mas há outros que não se importam em investir em um novo modelo, pensando nos benefícios que ele irá trazer. Ou então quem conseguiu vender o modelo antigo por um bom preço e agora só complementa um pouco para comprar o novo, coisa difícil de fazer quando se compra um aparelho de outra marca, por causa da forte desvalorização que eles sofrem.

Vários são os motivos legítimos de fazem as pessoas comprarem um iPhone. Uso no trabalho, alto valor de revenda, ou até mesmo para se aparecer para os amigos. Não importa, o fato é que cada um tem o direito de decidir o que fazer com o próprio dinheiro.

Se você decidir não comprar o iPhone 6s porque o preço é absurdo, você está certo. Se você decidir comprar, porque acha que vale o esforço, você está certo também. Cada caso é um caso, e se você é daqueles que julga quem decide pagar por um novo iPhone, você está errado.

Características

Por uma questão óbvia, o novo iPhone 6s é hoje o melhor iPhone já feito. Ainda bem, pois o dia que a Apple fizer um iPhone pior que o anterior, a coisa não estará bem… 😛

O processador A9 (mais potente) e a memória RAM maior (2GB) fazem o aparelho ter uma ótima performance principalmente quando se faz várias coisas ao mesmo tempo, como abrir diversas abas do Safari enquanto você escuta uma música e o GPS roda em plano de fundo. Porém, eu particularmente não notei uma mudança visível em termos de uso normal dos aplicativos, em relação ao iPhone 6. Esta mudança foi notada, no entanto, quando colocamos o aparelho na mão de uma usuária de iPhone 5s, que comentou sem nem mesmo perguntarmos, que o aparelho era muito mais rápido e responsivo que o dela.

O 3D Touch é viciante. Depois que você se acostuma a usá-lo, vai se pegar constantemente tentando apertar a tela quando mexer em outro aparelho que não possui a função, como o iPad. Mas você precisa realmente mudar seus hábitos para isso, pois há muitos que compraram o iPhone 6s, mas não se acostumaram a usar muito o 3D Touch. Ele é muito prático ao permitir acesso aos atalhos dos aplicativos, o que faz você ir direto ao que quer antes mesmo de abrir o app.

O sensor de digitais Touch ID também está absurdamente mais rápido. É muito comum o pessoal estranhar o fato de apenas apertar rapidamente o botão frontal do iPhone e ele já desbloquear a tela. Eu, por exemplo, uso muito o atalho da máquina fotográfica da tela bloqueada quando quero tirar uma foto rápida, mas com o Touch ID novo fica quase impossível usá-lo, pois quando toco no botão, a tela já desbloqueia. Tem gente que está descadastrando do sistema o dedão, para isso não acontecer mais.

As Live Photos foram bastante destacadas pela Apple como uma grande novidade. Mas como já falamos aqui, não é uma função que nos chamou tanta a atenção. É interessante em momentos específicos (como fotografar crianças, cachorros ou algo especial), mas para o dia a dia não é algo que vá mudar a sua vida. Tirar foto de prato de comida, por exemplo, não será tão legal assim.

Uma coisa bacana é que agora as fotos feitas com o novo aparelho são em 12 megapixels. O iPhone 6 já era ótimo em tirar fotos, e pelo menos no meu caso já substituiu a câmera digital clássica em viagens. Agora, am imagens são ainda melhores, com uma resolução maior. A câmera frontal (FaceTime HD) também ganhou um belo upgrade e agora faz fotos de 5 megapixels. O recurso Flash Retina é bem legal e ajuda bastante em ambientes de menor luminosidade. Confira um comparativo que fizemos entre as imagens.

Vale a pena a compra?

Nós estamos usando o iPhone 6s há 8 semanas, desde que foi lançado nos EUA. Por isso, podemos avaliar se vale a pena ou não adquiri-lo. E seremos sinceros quanto a isso.

Ele é ótimo, rápido, o 3D Touch é viciante e quem comprá-lo provavelmente não irá se arrepender. O que não significa que a compra seja indicada para todo o tipo de usuário. Dividimos aqui em grupos para definir melhor para quem vale mais a pena ou menos, dependendo de suas características.

Para quem já possui o iPhone 6

Sinceramente, se você já possui o iPhone 6 e está feliz com ele, talvez não seja ainda o momento de investir em um novo iPhone. As novas funções são legais, mas são evoluções do que você já conhece. Não traz, na nossa opinião, nenhuma função revolucionária que seja um ótimo motivo para você trocar. O mesmo design e tamanho de tela fazem você, muitas vezes, esquecer que trocou de iPhone.

Para quem já possui um iPhone 5s

Nesse caso, você tem que ponderar bem o que fazer. Se você trocar para um iPhone 6s, certamente sentirá a diferença de performance e até de tamanho, pois a tela é maior e isso contribui para a percepção de mudança de experiência. Porém, o iPhone 5s ainda é um ótimo aparelho e se você estiver bem com ele, talvez seja o caso de esperar para trocar só no ano que vem. É você quem deverá decidir isso, avaliando suas possibilidades financeiras e suas necessidades com ele.

Para quem possui um iPhone 3GS, 4, 4S, 5 e 5c

Os que usam um modelo mais antigo, notarão uma grande diferença ao passarem para o iPhone 6s, tanto no tamanho da tela quanto na performance cotidiana. Se você decidiu trocar de iPhone e juntou dinheiro para isso, não irá se arrepender com o novo 6s, que traz muitas coisas legais e realmente muda o jeito que você está acostumado a lidar com o iPhone.

Se a grana estiver mais curta, você pode optar também por comprar um iPhone 6 (2014) usado, que é menos caro e também trará diferenças notáveis em relação ao aparelho que você usa hoje. Mas nós aqui sempre acontelhamos você comprar, se puder, o modelo de geração mais nova, pois assim você ganha no mínimo um ano a mais de vida útil (ele aceitará atualizações do iOS por mais tempo).

Para quem quer um iPhone Rosê ou Dourado

Se você adoraria ter um iPhone Rosê, a única maneira hoje de fazer isso é comprando um iPhone 6s, pois esta opção de cor não existe em outros modelos. E a Apple descontinuou a versão dourada em modelos antigos, deixando apenas para o último lançamento.

Para quem não possui um iPhone

Se você não é usuário de iPhone, mas quer começar a ser, a escolha do modelo vai depender muito de sua condição econômica. Se dinheiro não for problema, invista sempre no mais novo e você poderá aproveitar ao máximo todas as vantagens de se ter um dispositivo Apple. Mas se a grana for mais modesta, o ideal é você optar em um aparelho usado, para pelo menos ser introduzido no mundo da Maçã. Quem começa a usar, dificilmente quer sair. 😉

Mas lembre-se que quando mais antigo for o aparelho, menos performance ele irá ter. Evite também capacidades baixas, como 8GB, pois isso limitará bastante sua experiência de uso.

Onde comprar

Este ano vimos algo atípico: os preços no Brasil não trazem grandes diferenças em relação ao preço do aparelho comprado no exterior, se considerarmos o valor à vista, com descontos. Se fizermos o cálculo do preço em dólar de um iPhone 6s comprado nos Estados Unidos, incluirmos os impostos locais, mais o IOF de compras no exterior (6,38%), câmbio turismo e gastos que se tem em uma viagem, chegamos à conclusão de que a diferença de valor é bem menor do que em anos anteriores. E essa diferença é ainda menor no modelo de 128GB, faça a conta.

Então, se você decidiu que quer comprar um iPhone 6s, optar pela compra aqui no país pode ser uma opção válida em certos casos. Com a vantagem que você pode parcelar se acha que assim fica mais fácil para você. Mas se você puder, procure sempre comprar à vista, para conseguir um bom desconto. Neste ano, é possível diminuir em R$500 o valor do iPhone, para quem tem o dinheiro na mão.

O ideal é pesquisar. Procure sua operadora e converse com eles sobre qual preço que eles podem fazer para você de acordo com o plano que você tem (mais saiba que eles não gostam de facilitar muito no preço do iPhone). Ou então procure em várias lojas antes de decidir pela compra. Veja abaixo alguns sites que estão vendendo o iPhone, e seu preço à vista, com desconto:

Conclusão

De novo: se você achou absurdo o preço dos novos iPhones, não compre. Os valores estão bem altos e nunca vale a pena comprometer o orçamento doméstico por causa de um celular, videogame ou qualquer outra coisa que não seja essencial. Mas se você quer muito o novo iPhone e pode comprá-lo, não seremos nós quem diremos para você não comprar. Se você juntou dinheiro, ou ganhou uma boa grana na revenda do seu iPhone novo, garantimos que você não irá se arrepender da compra, pois o aparelho é muito bom. Cada um sabe o que faz com seu próprio dinheiro e tem todo o direito para isso. O importante é ser feliz. 🙂

Tags
Mostrar mais

iLex

Robô virtual que tem como missão organizar o site e ajudar leitores. De tempos em tempos ele desvirtua e tenta fazer outras coisas, mas nada que um hard reset não resolva.

Artigos Relacionados