Notícias

Dispositivos iOS já vendem mais do que PCs com Windows

Eu, como usuário antigo de Mac, lembro-me muito bem da hegemonia absoluta que computadores com Windows tinham na década de 90. Eles dominavam 95% do mercado, e tinha que ser muito corajoso e aventureiro para ousar usar um sistema diferente naquela época. Amigos e parentes, quando viam meu Mac, geralmente comentavam “ah, esse é aquele computador que não roda programas de Windows…“.

O tempo passou e muita coisa mudou. Como Jobs previu, a era pós-PC chegou (em muito, graças ao iPhone) e as pessoas começaram, pouco a pouco, a quererem usar cada vez menos o PC de mesa. E isso hoje se traduz em números de aparelhos.

Na apresentação dos resultados fiscais da Apple esta semana, as vendas de iPhone e iPad no último ano superaram aquelas de PCs com Windows (também chamados de Wintel, Windows+Intel). Isto é um momento histórico, que marca a passagem definitiva de “era”  no mundo da informática (palavra que também está bem velha). Estamos definitivamente caminhando para um mundo em que os computadores de mesa tendem a não fazer mais parte do nosso cotidiano, algo impensável no início deste século.

Este dado impressiona ainda mais se considerarmos que o iOS não é o sistema móvel mais usado atualmente. O Android ultrapassou os PCs em números ainda em 2012, e com a confirmação de que o segundo maior sistema móvel (em termos de números de usuários) também vende mais que computadores, é de se imaginar quanto tempo as pessoas ainda continuarão comprando computadores normais.

Esta transformação começou naquele dia histórico de 9 de janeiro de 2007, em que Jobs foi ousado em dizer a frase “Hoje, a Apple está reinventando o telefone“. Ali nascia o celular que traria, pela primeira vez, a possibilidade de termos nas mãos um mini-computador capaz de fazer centenas de coisas, influenciando um mercado inteiro.

Em 2010, escrevi aqui um texto sobre o rumo natural da Apple migrar o sistema do Mac para o iPad. Isso ainda não aconteceu, mas o mundo está claramente se encaminhando para esta direção. E espero que a Apple já esteja se preparando para isso.

Tags
Mostrar mais

Ale Salvatori

Applemaníaco desde 1995, quando precisou aprender a usar um Mac em uma semana para conseguir um emprego em uma agência de publicidade. Acha que a Apple não é mais a mesma depois da saída do Gil Amelio.

Artigos Relacionados