Apple

Apple apresenta mais um ótimo trimestre em seu Resultado Fiscal Q2 2015

De três em três meses, a Apple apresenta a seus acionistas os resultados fiscais do trimestre que passou, como prestação de contas. Em uma teleconferência por áudio, Tim Cook e os diretores financeiros contam como foram as vendas de seus produtos, além de responder perguntas de acionistas. Hoje, dia 27, foi o dia de apresentar os resultados do Segundo Trimestre Fiscal (Q2) de 2015, que para a Apple engloba os meses de janeiro, fevereiro e março (isso porque o ano fiscal da Apple é contado a partir de outubro).

E a exemplo de janeiro, nestes últimos meses a empresa bateu recordes de faturamento mais uma vez.

O resultado do Q1 deste ano foi histórico, por atingir níveis nunca alcançados por nenhuma outra empresa do mundo, em toda a história. No Q2, este ritmo continua, se compararmos os resultados com o mesmo período (Q2) de 2014.

Em termos de receita, a Apple faturou 28% a mais neste segundo trimestre, trazendo para seus cofres 58 bilhões de dólares. É o segundo maior resultado da história da empresa, perdendo apenas para o incrível Q1 de 2015. Destes, 13,6 bilhões foram só de lucros; se lembrarmos que o Facebook comprou o Instagram por 1 bilhão, a Apple lucrou o equivalente a 13 “Instagrams” em apenas 3 meses. Não é a toa que ela adquiriu 27 empresas nos últimos 6 trimestres (só não revela quais).

Resultado Fiscal Q2 2015

Um dos grandes responsáveis deste bom faturamento foi, mais uma vez, o iPhone, que sozinho significou quase 70% da receita da Apple. Ou seja, a Apple há tempos deixou de ser uma empresa de computadores que faz também celular, para se tornar uma fabricante de celulares que faz, também, computadores e outros eletrônicos. Foram mais de 61 milhões de aparelhos vendidos, isso em apenas três meses. Impressionante.

Resultado Fiscal Q2 2015

Já os iPads, continuam a ver suas vendas caírem. Pelo quinto trimestre consecutivo, os números são menores do que o do ano anterior. Desta vez, caiu 22%.

Resultado Fiscal Q2 2015

Com isso, a composição de fontes de receita da Apple fica representada no gráfico abaixo. Grande parte formada pela venda de iPhones, seguido de longe pelo Mac, iPad e serviços como iCloud, iTunes e App Store. A categoria iPod mudou de nome e agora se chama “Outros”, que conterá a partir do próximo resultado, as vendas também do Apple Watch. A Apple não quer que a concorrência saiba quantos relógios ela vendeu, para manter uma vantagem competitiva (seja lá ela qual for).

Resultado Fiscal Q2 2015

Tags
Mostrar mais

iLex

Robô virtual que tem como missão organizar o site e ajudar leitores. De tempos em tempos ele desvirtua e tenta fazer outras coisas, mas nada que um hard reset não resolva.

Artigos Relacionados

  • Henrique Imperial

    iPod está morrendo… Lembro da época em que era novidade ver alguem com um iPod, com aquela tela bonita iluminada em branco e com as letras em azul marinho se nao me engano…

    Vida longa ao iPhone! 🙂

    Alguém se arrisca a chutar um motivo para as sucessivas quedas nas vendas do iPad? Só nao consigo acreditar que seja por causa da concorrência, nenhum aparelho se equipara ao iPad, na minha opiniao. Processamento, leveza, etc.

    • Caio César

      Pouca diferença de um modelo ao outro. Preços igualados aos iPhones.

    • gabriel dias

      o motivo na minha opinião e que a maioria das pessoas não ve motivo para comprar um ipad.eu por exemplo nunca comprei e nem pretendo comprar um iPad mas em breve comprarei um iphone para substituir o meu 4s velho de guerra.sem falar que quem tem um mac como eu esta bem mais servido.

    • Pablo Salvanha

      Eu já acho que é o tempo de vida útil. Você acaba ficando mais tempo com o mesmo iPad do que com o mesmo iPhone…

      O iPad na minha opinião não tem mesmo concorrentes no mercado. Precisaria ver os números dos concorrentes para ver se é uma perda de mercado ou se é o que eu citei acima.

      • Henrique Imperial

        Pablo, realmente! Vejo muitas pessoas que continuam com iPads antigos, realmente, é um aparelho que demora mais a dar engasgos, diferente do iPhone. Acho que a explicaçao mais plausível é essa mesmo. Creio que as estatisticas dele nao cairão “infinitamente”, acho que como é uma coisa que tem um “ciclo de renovaçao” diferente do iPhone, talvez as estatisticas voltem a crescer, depois caiam novamente e assim sucessivamente!

        Abraços!

        • iRick

          Estou com um iPad do 1º com 3G e 64GB e eu não vejo motivo para trocar ele, só agora que o YouTube vai parar de funcionar em iOS inferior ao 7 que percebi que ele é obsoleto.

      • Kleyson Klesller

        Eu mesmo trocava de iPhone a cada 2 anos, agora com o iPhone custando esse preço, vou de iPad a cada 2 anos e iPhone vou comprar um semi novo, fica bem melhor. Eu sou 1.000 o iPad do que o iPhone, depois do iPad, uso o iPhone cada vez menos. Obs.: Não se sei mudo de opinião com o iPhone 6 Plus quando tiver um.

        • Calvinista Marineiro

          Eu tenho um 6 Plus e mudei de opinião.

      • Willian Silva

        Concordo com você Pablo. É muito comum ficar mais tempo com o iPad do que com o iPhone. Eu acredito sim que o iPad não tenha mesmo concorrência no mercado.. Tanto em qualidade e até mesmo em custo, o iPad sai ganhando da concorrência.
        Eu realmente não vejo outros motivos para o iPad diminuir nas vendas.. Sou muito fã dele, uso o meu o tempo todo, muito prático e confortável..

    • Phillip César

      Devido aos novos modelos com telas maiores de iphones, a necessidade por um ipad diminuiu, visto que o único diferencial do ipad para um iphone, fora o fato de fazer ligações, é ter uma tela maior…

      Lógico que o iPad tem os seus programas bem otimizados para a sua tela, mas pessoas curtem muito ler livros e acessar a web. Com o iphone 6 plus, isso é bem cômodo.

      • Henrique Imperial

        Acho meio injusto comparar iPad e i6+, mas entendi seu ponto de vista. Eu tenho um 5s e um Air 2, prefiro mil vezes acessar o Safari por exemplo no iPad, claro que pelo tamanho da tela, mas sobretudo pelas diferenças no aplicativo (abas mostradas na tela de navegaçao, maior facilidade de mudar entre elas…)
        Fora os gestos multitarefa no iPad que uso MUITO, gosto demais… Enfim, são produtos com alguns propositos diferentes. Fora que alguns apps só existem para iPad, ler coisas nele é muito melhor, assistir netflix nem se fala. Aliás, uma coisa que eu agradeço muito no iPad é a bateria. Esses dias aí fui ver, a bateria durou quase 12 dias e meio, sendo desse tempo, 21 horas de uso e o resto em standby…

        Repito, entendi seu ponto de vista, mas acho injusto comparar os dois produtos dessa maneira 🙂

        Abraços!

    • Essa historia do iPod tem a ver com a ideia de que a Apple não tem medo de sacrificar o mercado de um produto com o lançamento de outro, apesar do iPod ter suas singularidades – tipo preço mais baixo – não compensa comprar algo mais limitado em relação ao iPhone, por exemplo.
      Quanto ao iPad, com certeza esta relacionado a durabilidade que essas máquinas têm. Eu, por exemplo ainda tenho o iPad 2 aqui em casa e o bixo ta funcionando! Claro, com as marcas do tempo, mas ainda faz tudo o que eu peço 😛
      Cogito em trocar de modelo, ja que esse iPad Air 2 ta excelente! Mas ainda vou esperar pra ver o que a Apple vai trazer de novo para os seus tablets…

      • Henrique Imperial

        Isso aí Vini!

        Cara, comprei o Air 2 no final do ano passado, aqui no Brasil mesmo pois não estava com tanta diferença de preço para os EUA, e ainda usei desconto de estudante, etc.

        Não me arrependo de um centavo gasto, é maravilhoso.
        Uma tia minha tem o iPad 2, e um tio meu, o 3. Ambos ficaram surpresos com a leveza e espessura do Air 2. Além disso, não engasga por nada, nada, nada!

        Abraços!

    • Danilo

      O tempo passa diferente para os Ipads.
      Se você tomar o mínimo de cuidado ele dura pelo menos 5 anos. mesmo com Hardware defasado
      Já o IPhone a Apple te “convence” a trocar todo ano,seja capando o software dos mais antigos ou até mesmo prejudicando a performance.

  • Caio César

    Infelizmente os iPads continuam caindo. A Apple terá que fazer uma revolução nos iPads ou tirará-los do mercado (o que acho muito difícil).

  • Anderson Campos

    Bem, depois de ignorarem o iPad Mini no último lançamento, era certo que as vendas no total dos tablets da Apple cairiam.

    • Caio César

      Achei ridículo terem botado o iPad Mini 3 no mercado, com tão pouca “superioridade” referente ao iMini Retina. E com um preço drasticamente mais caro. Resultado: Poucos compraram. .-.

  • Brunosh

    Fico pensando onde a Apple vai chegar. É muito sucesso e dinheiro para uma empresa só!

    • Tami Otani

      Skynet parece ser o objetivo…

      • Winder

        AppleCar a vista.

      • Marcio

        I’m back!

  • Alcides Rogério de Brito

    Para a Apple recuperar sua força em tablets, deverá corrigir o equívoco cometido com o iPad mini 3. Aquilo foi um fiasco!

  • Alcides Rogério de Brito

    Sem contar que já passou da hora de uma stylus para o iPad.

  • Alcides Rogério de Brito

    Uma stylus para o ipad, já que o onenote permiti desenhar.

  • Apesar de resultados excelentes, é uma empresa muito dependente de um produto, que tem que se superar a cada ano. Esse, talvez seja um dos motivos para as ações num passado recente, não ter subido, apesar dos lucros alta. O que parece uma força, na verdade, pode esconder uma fraqueza. Que se aumente o mix, para essa dependência diminuir.

    • Winder

      Cada comentário. Empresa mundial com esse mix de produtos e vc me fala isto camarada. Mercado pede iPhone faz iphone , simples assim, amanha novo dia. Relógio Apple.

      • Eu não desmereci a Apple, até porque tenho vários produtos dela. Disse que ela está muito dependente de um só produto. iPad e iPod estão com vendas caindo há vários trimestres. Apenas iPhone e Macs estão vendendo bem. Só não vê quem não quer.

  • Jales HS

    Esses números são reflexos dos últimos iPhones + MACs lançados, que trabalham muito bem juntos, e que com eles não vejo nenhuma necessidade de iPad, a própria apple já matou o iPod e ta “matando” o iPad. O que um usuário faz com um iPad que não faz com iPhone na pratica?? principalmente depois das telas maiores.. quando se tem necessidade de trabalhos mais robustos o MAC tai, e diga-se de passagem, estão cada dia que passa melhor e mais portáteis, eu mesmo vendi a pouco tempo meu iPad e hoje nem me lembro que já tive um, não faz a menor falta. O MAC e o iPhone se completam e suprem minha necessidade.

  • Tami Otani

    Baixas vendas no iPad? Será que, finalmente, os preços abaixam e eu consigo comprar o meu? #EuPossoSonhar

  • Rods

    Ainda acho que a queda do iPad é resultado das vendas do iPhone 6+