Notícias

Apple surpreende analistas e tem o maior resultado fiscal da sua história

Tim Cook na fábrica da Foxconn

Se alguém ainda achava que a Apple estava em decadência, agora terá que pensar diferente. Nunca, em seus quase 39 anos de história, suas vendas e receitas foram tão grandes. Somente no último trimestre, o seu faturamento foi maior que o PIB de mais de 100 países (em um total de 196).

Nesta terça, a Apple apresentou para seus acionistas os resultados fiscais do 1º trimestre fiscal (Q1) de 2015. Você pode estar estranhando estarmos em janeiro e já ter estes resultados, mas é que o ano fiscal da Apple começa em outubro. Portanto, os resultados divulgados hoje englobam os três últimos meses (outubro/novembro/dezembro), que coincide com o período natalício.

O iPhone 6, em seus dois tamanhos (GG e XGGG) foi o grande carro-chefe, vendendo 74,5 milhões de unidades. Se o iPhone fosse uma empresa, ele faturaria sozinho mais de 50 bilhões de dólares no último trimestre. O crescimento em relação ao mesmo período do ano passado é absurda: a Apple vendeu 47% a mais de iPhones que no natal anterior. O iPhone 6 e o seu sucesso na Ásia é com certeza um dos grandes fatores para isso. Imagina se ele não entortasse! 😛

Resultados Fiscais Q1 iPhone

Já o iPad continua sua tendência na queda das vendas, como todo o mercado de tablets. A razão mais aceita é que as pessoas demoram muito para trocar o iPad, por ainda estarem satisfeitas com o que possuem (o iPad 2 ainda é o mais usado até hoje).

ResultadosFiscaisQ1iPad

Mas o que todos estes números representam para nós, simples usuários que não possuímos nenhuma ação da empresa? Representam muito, pois garantem a segurança necessária para a Apple continuar investindo em qualidade e pesquisa, para nossos gadgets ficarem ainda melhores.

Tags
Mostrar mais

iLex

Robô virtual que tem como missão organizar o site e ajudar leitores. De tempos em tempos ele desvirtua e tenta fazer outras coisas, mas nada que um hard reset não resolva.

Artigos Relacionados