Notícias

Apple divulga carta de Tim Cook sobre privacidade

iCloud

Privacidade na web sempre foi um assunto bastante polêmico, e depois dos episódios envolvendo Edward Snowden e a Agência Nacional de Segurança dos Estados Unidos, a NSA, o assunto ganhou proporções inéditas, gerando importantes discussões. Recentemente, a Apple passou por maus bocados neste quesito, primeiro com o famoso vazamento de fotos de celebridades, e em seguida por conta de um enorme mal-entendido envolvendo o novo álbum do U2, sincronização automática de compras, e um presente que deu errado.

Por outro lado, a Apple vem se esforçando cada vez mais em ser transparente quanto à coleta e segurança dos dados de seus usuários. No ano passado ela publicou um extenso relatório em que detalhou, país por país, quantas vezes cada governo requisitou à empresa informações pessoais sobre seus usuários, e quantas vezes ela cedeu ou negou o pedido. Além disso, Tim Cook costuma dizer que o negócio da Apple é vender produtos e serviços ao invés de tratar os próprios usuários como produtos, a exemplo do que é feito pelo Google ou Facebook, que lucram com a utilização de dados pessoais de diversas formas.

Para reafirmar o compromisso da Apple com a privacidade de seus usuários, e negar informações equivocadas que surgiram nos últimos meses, como por exemplo a notícia falsa de que a Apple trabalhava com governos para implementar maneiras escondidas de acessar informações em seus aparelhos, a Apple divulgou ontem em seu site uma carta escrita por Tim Cook onde ele reforça os ideais e iniciativas da Apple em relação à privacidade dos usuários, seguida de um detalhamento de como os produtos da empresa cuidam da privacidade de seus usuários, um guia com informações para deixar sua ID Apple mais segura, e um infográfico sobre como a Apple lida com pedidos governamentais de informações.

Privacidade

É interessante registrar que neste infográfico a Apple deixa bem claro que a partir do iOS 8 será impossível ela acessar qualquer informação a respeito do usuário a pedido dos governos. Ela diz o seguinte:

“Em aparelhos rodando o iOS 8, os seus dados pessoais como fotos, mensagens (incluindo anexos), email, contatos, histórico de chamadas, conteúdo do iTunes, notas e lembretes são colocados sob a proteção de senha. Ao contrário do que acontece com a concorrência, a Apple não tem como passar por cima da sua senha e por isso não tem como acessar estes dados. Portanto não é tecnicamente possível atender aos mandados governamentais de extração destes tipos de dados de aparelhos em posse deles que estejam rodando o iOS 8”

Ou seja, mesmo que o FBI bata na porta da Apple com um iPhone em mãos e mande a Apple tirar os dados de lá para que eles possam ser examinados, isso será impossível de ser feito.

Além da carta de Tim Cook e de todos estes conteúdos com foco em privacidade e educação dos usuários para que eles possam deixar suas contas mais seguras, a Apple também atualizou sua política de privacidade, que pode ser conferida neste link. Confira abaixo a tradução da carta de Tim Cook:

Na Apple, a sua confiança é tudo para nós. E é por isso que nós respeitamos a sua privacidade e a protegemos com uma forte encriptação, além de rigorosas políticas que guiam a forma como dados são administrados.

Segurança e privacidade são fundamentais no design de todos os nossos aparelhos, softwares e serviço, incluindo o iCloud e novos serviços como por exemplo o Apple Pay. E nós continuaremos implementando melhorias. A verificação em dois passos, que nós recomendamos que todos os nossos clientes usem, em adição à proteção das informações da sua ID Apple, agora também protege todos os dados que você guarda e mantém atualizados no iCloud.

Nós acreditamos em lhes dizer de forma espontânea e preventiva exatamente o que irá acontecer com as informações pessoais e lhes pedir permissão antes de você compartilhar estas informações conosco. E se você mudar de ideia, nós fazemos com que seja fácil parar de compartilhar estas informações conosco.

Nós estamos publicando este site para explicar como nós lidamos com as suas informações pessoais, as coisas que nós coletamos  ou não coletamos, e o porquê. E nós vamos garantir que vocês recebam atualizações sobre privacidade na Apple ao menos uma vez por ano e sempre que as nossas políticas recebam mudanças significativas.

Há alguns anos, usuários de serviços de Internet começaram a perceber que quando um serviço é gratuito, você não é o cliente. Você é o produto. Mas na Apple, nós acreditamos que uma ótima experiência para o cliente não deve vir às custas de sua privacidade.

Nosso modelo de negócios é bastante claro: Nós vendemos grandes produtos. Nós não construímos um perfil baseado no conteúdo do seu email ou seus hábitos de navegação para vender aos anunciantes. Nós não “monetizamos” as informações que você guarda no seu iPhone ou no iCloud. E nós não lemos os seus emails ou mensagens para extrair informações para exibir anúncios para você. Os nossos serviços e softwares são desenhados para fazer com que nossos aparelhos fiquem melhores. Ponto.

Uma pequena parte dos nossos negócios serve sim a anunciantes, e ela é o iAd. Nós construímos uma rede de publicidade porque alguns desenvolvedores dependem deste modelo de negócios, e nós queremos dar apoio a eles assim como ao serviço gratuito iTunes Radio. O iAd segue a mesma política de privacidade que se aplica a todos os outros produtos da Apple. Ele não extrai informações do aplicativo Saúde ou do HomeKit, Mapas, Siri, iMessage, seu histórico de ligações, ou qualquer serviço do iCloud como Contatos ou Mail, e você pode sempre escolher não participar dele.

Por fim, eu gostaria de deixar absolutamente claro que nós não trabalhamos com quaisquer agências governamentais de qualquer país para criar acessos escondidos aos nossos produtos ou serviços. E n’;os nunca permitimos acesso aos nossos servidores. E nunca permitiremos.

Nosso compromisso em proteger a sua privacidade vem de um profundo respeito por nossos clientes. E nós sabemos que confiança não vem facilmente. E é por isso que nós sempre trabalhamos e sempre iremos trabalhar duro para conquistar e manter esta confiança.

Tim

Tags
Mostrar mais

Marcus Mendes

Publicitário formado pela ESPM-SP. Além do seu trabalho como motion designer, contribui com o Blog desde 2012 e é também um dos editores da Revista iThing. Não sabe dizer o que faz no tempo livre por não saber o que isso significa.

Artigos Relacionados