Notícias

Imprensa francesa se rende ao sucesso do Newsstand, a Banca de revistas do iOS

Ruim com a Apple, pior sem ela. Foi a conclusão a que chegou o Sindicato Francês de Revistas Impressas (SPM) depois de tentar manter por 5 meses um boicote generalizado ao formato compatível com a Banca, introduzida pela Apple no lançamento do iOS 5.

Desde setembro, as principais revistas francesas se recusaram a ceder ao novo formato, por achar abusivo as imposições da Apple de obrigar que se coloque uma forma de assinaturas sem precisar sair do aplicativo. A ideia é facilitar a vida do usuário, que assim tem acesso a uma maneira rápida e fácil de assinar conteúdo. Porém, com isso a Maçã acaba abocanhando 30% do valor das assinaturas, que deixam de ir para os bolsos dos editores.

Outro ponto de discórdia que gerou indignação no sindicato foi a escolha que o usuário tem de enviar ou não seus dados pessoais aos editores de revista. Com isso, eles perdem uma importante ferramenta de publicidade e contato direto com o consumidor, deixando de empurrar diversos SPAMs.

Isso fez com que muitos resolvessem permanecer no antigo formato (aquele que parece com um aplicativo normal de iPad, fazendo o download das edições dentro dele), continuando a gerenciar eles mesmo os próprios assinantes, mesmo privando-os de várias facilidades, como o download automático das revistas.

Mas todo este protesto não rendeu bons frutos aos editores. Enquanto diversos casos de sucesso demonstram a eficiência do formato de banca, as revistas que participavam do boicote viram suas vendas diminuírem por manter o antigo formato. Um dos que não aderiu ao boicote, o jornal Le Point, já teve 1.000 assinaturas complementares só com a passagem do formato Newsstand (Banca).

No Brasil, parece que os grandes editores ainda pensam pequeno e evitam passar para o novo formato. Eles preferem privar o leitor da facilidade da Banca do que perder o controle sobre eles.

Será que precisaremos fazer um boicote para mudar isso? 😉

fonte: Les Echos

Tags
Mostrar mais

iLex

Robô virtual que tem como missão organizar o site e ajudar leitores. De tempos em tempos ele desvirtua e tenta fazer outras coisas, mas nada que um hard reset não resolva.

Artigos Relacionados

  • Isaac

    Apple e suas políticas geniais sempre criticadas.

    Acaba que no final todos sedem!

    • Juliano Bazzi

      É, só que 30% do valor das assinaturas é dinheiro pra caramba em.. kkk

      • Juliano Santos

        É xará, achei mta grana tb…

      • Rafa

        Nao acho muito dinheiro! As editoras vão economizar em papel, transporte, mão-de-obra e revistas que nao venderam e/ou defeituosas. Fora economia nos impostos desses processos citados.
        30% parece não é tão absurdo assim!

      • Gustavo Mormesso

        Não será abusivo se você considerar que o newstand cumpre um papel no ato de levar o leitor a assinar a revista.

        Eu mesmo, após a implementação do app, passei a assinar quatro periódicos que não assinava anteriormente. Em parte por causa dos excelentes preços, em parte devido a facilidade do processo.

    • Paulo Cotta

      Não é porque foi ideia da Apple, que necessariamente deve ser genial.
      Está mais que esclarecido o motivo das editoras brasileiras não apoiarem a Newsstand. Não é qualquer empresa que aceita perder 30% de seus lucros por uma ferramenta, que ela mesmo deve correr atrás de mão de obra qualificada, para desenvolver a publicação.
      Talvez, ainda não seja vantajoso para as editoras brasileiras.

      • Juliano Bazzi

        As empresas brasileiras querem ganhar 200% em cima da edição digital, por isso que não é um bom negocio para elas.

    • Emerson Lisboa

      Gente, de boa. Fala sério.
      Qual o custo real de uma versão digital de uma revista eletrônica para uma revista impressa?
      Depois de pronta, a revista eletrônica pode ser copiada quantas vezes for necessária. Não há custo de fabricação (física), logística (armazenamento e distribuição) e jornaleiros (do distribuidor Apple direto para o consumidor).
      Think different!

  • Quando você não pode com o inimigo, junte-se a ele! HAHA

  • Gregorio

    Money talks! Simples assim 🙂

  • Mateus

    Abril?

  • Agora 30% chega a ser abusivo! O.O

  • uma dúvida: as revistas que funcionam pela banca têm os mesmos recursos (vídeos, índices animados, animações em geral etc) que uma revista com aplicativo próprio tem (ex: veja, wired etc)? ou indo para a banca elas perdem liberdade na maneira de apresentar o conteúdo?

    • Mateus

      Sim, e Wired já está na Banca faz tempo.

    • Eduardo

      Boa pergunta!
      Porque as revistas nos apps ads editoras são ótimas e com muitos recursos multimídia!

  • Rogerio Armellini

    Aqui no Brasil só se faz protesto ou boicote se o motivo for futebol…. Se o time cair fora do campeonato as pessoas se reunem, protestam, etc. Agora se for pra reivindicar qquer direito, protestar contra abusos (tanto do governo quanto de empresas privadas), daí nego tem preguiça…. portanto, vamos morrer esperando que coisas legais desse tipo sejam adotadas aqui.

  • Beaguinho

    Boicote no Brasil não funciona. Infelizmente somos feito de bobos. Basta ver os preços dos iDevices e nem por isso eles deixam de serem adquiridos. Mas o blog pode mudar isso, ou ao menos colaborar devido a grande audiência. Devia ser obrigatório toda a venda de iDevices seguir o Blog do iPhone 🙂 daí sim!!!

    • Hansi

      Faço boicote das revistas nacionais não por não estarem na banca ou não usarem in-app purchases, mas sim pelo preço que é mais caro que a edição física.

      Quando seguirem o exemplo da WIRED (12 edições por $19.90), assinarei. As revistas nacionais querem cobrar algo entre $7 e $12 por uma única edição digital.

      • Mateus

        Apoiado!

      • Diego Dias

        realmente, é absurdo.

        um formato que é mais barato (pois não tem impressão nem distribuição.) e eles querem cobrar mais caro.

        eu não sou massa de manobra para comprar isso, com esse preços abusivos. sorry.

      • Giuliano

        Também não concordo que a revista digital custe mais caro que a física.
        Mas também, temos que lembrar que o principal custo das editoras bão foi eliminado, que é a produção do conteúdo e a manutenção do capital intelectual responsável por isso.

  • Gerson

    Elas se veem forçadas a utilizar o sistema da Apple, é quase um monopólio.
    Se a Apple cobra-se por exemplo 15% (o que já é bastante, diga-se de passagem), todas as revistas já estariam na “Banca” e felizes.

    Só minha opinião.

    • Hansi

      Também acho o corte de 30% um valor abusivo. Acredito que a Apple devia utilizar umas linhas de corte de acordo com o serviço prestado.

      Exemplo:
      – Se a revista fica hospedada para download nos próprios servidores da Apple, o corte seria de 20%
      – Se a revista fica hospedada no próprio servidor da editora (apenas a compra sendo autorizada pela Apple, o corte seria de 10%)
      – Se a editora deseja anunciar no iTunes, pagaria mais, etc.

  • Matheus

    O foda que não tem revista nem nada em Português e não tem como tirar o app banca.. fica aq boiando no iphone :/

    • JanjaBoy

      Tem como tirar.
      Você tem Jailbreak ?

  • JanjaBoy

    E eu coloquei um tweak para tirar a banca.

  • Augusto

    Acredito que o único jornal que já tinha app convencional e aderiu ao da banca é A Gazeta do Espírito Santo, por isso assinei… agora as revistas e também os grandes jornais devem aderir a isso para assim ter novos assinantes, não somente eu, mas muitos outros…

  • Felipe

    A A Gazeta está na banca, mas é de graça. Por isso eu também assinei :D.

  • Felipe

    Essas editoras podiam seguir a politica do google e ganhar dinheiro com a propaganda e não com a venda de exemplares.