Notícias

BDI analisa: quanto deve ficar o preço do iPad produzido no Brasil?

Com a quase confirmação de que a Apple realmente vai começar a montar iPads no Brasil (através de sua parceira Foxconn), a pergunta que mais se ouve por aí é a mesma do título desta matéria. Ficará mesmo mais barato? O preço ficará menor que nos Estados Unidos? E o lançamento dos produtos será ao mesmo tempo que o resto do mundo? E teremos com isso uma Apple Store física?

Veja estas e outras respostas na nossa análise.

Hoje, o preço dos produtos da Apple no nosso país é um dos mais caros do mundo. O iPad básico (16GB Wi-Fi), por exemplo, é normalmente vendido por R$1.649, ou seja, mais de mil dólares. Nos Estados Unidos, o mesmo modelo custa US$499 + impostos (em NY sai por US$543), ou seja, a metade.

Peso dos impostos

A princípio, não há muita lógica da Apple produzir no Brasil os seus produtos, pois temos uma gigantesca carga tributária. O próprio Steve Jobs desabafou isso quando um Secretário do município do Rio de Janeiro convidou a empresa a abrir uma loja na cidade (leia o artigo a respeito), chamando de “maluca” nossa política tarifária. Fabricar na China será sempre mais vantajoso no ponto de vista econômico. Mas então, por que produzir no Brasil?

O pulo do gato são os enormes incentivos fiscais que os governos federal, estadual e até o municipal (caso a fábrica se instale realmente em Jundiaí) estão dispostos a conceder para a Apple. Com menos taxas, a oferta pode ficar realmente atrativa para a Maçã aproveitar a estratégica localização geográfica para distribuição nas Américas. Em contrapartida, isso geraria milhares de empregos no Brasil, o que compensaria muito a isenção de impostos.

Segundo analistas, o preço dos produtos produzidos no país pode baixar em até 31% para o consumidor brasileiro. Isso significa que o iPad 2 poderia chegar às prateleiras custando R$500 a menos, ou seja R$1.149,00. Para quem ainda acha caro, saiba que este preço é equivalente ao praticado atualmente na Europa, por causa dos royalties que são cobrados pela marca em toda a venda feita fora dos EUA.

Veja a matéria sobre isso que o Jornal da Globo mostrou ontem (apesar de eu não entender de onde eles tiraram os valores que apresentaram):

Lançamento mundial

Ao contrário do que poderia-se imaginar, a produção no Brasil não significa que o iPad (e futuramente o iPhone) seja incluído no grupo de países que o receberá primeiro. Isso sempre dependeu das estratégias de marketing e não de distância da produção. Atualmente, o Brasil não é proporcionalmente um dos maiores mercados consumidores da Apple. A Europa vende em um final de semana o que nós levamos três meses, o que faz com que fiquemos para trás nas prioridades da Maçã. Claro que isso tudo pode mudar com a queda de preços; quanto mais comprarmos, mais atrairemos a atenção do setor financeiro de Jobs. Mas isso, só o tempo pode concretizar.

Apple Store

Com a redução de impostos e uma futura produção também de iPhones e Macs no país, as portas ficam abertas para a instalação das tão sonhadas lojas físicas da Maçã, as chamadas Apple Stores. Isso significaria também assistência técnica feita pela própria empresa, além de venda de iPhones desbloqueados sem passar por operadoras (o que faria com que os preços dos aparelhos vendidos por elas baixasse ainda mais). Mas isso também é algo apenas para o futuro, pois os impostos atuais ainda pesam sobre os Macs.

Seja como for, a produção de iPads só começaria em novembro, segundo o ministro. Será que a Apple vai esperar até lá para lançar o iPad 2 no país ou venderá mais caro no início, baixando o preço para o natal? Essa pergunta ficará sem resposta, pelo menos por enquanto.

O portal G1 também postou hoje artigo similar e mais completo, com a análise de especialistas. Não deixe de conferir.

Tags
Mostrar mais

iLex

Robô virtual que tem como missão organizar o site e ajudar leitores. De tempos em tempos ele desvirtua e tenta fazer outras coisas, mas nada que um hard reset não resolva.

Artigos Relacionados

  • Algus Helm

    Vamos esperar pra ver…

  • Leo Freitas

    Estou torcendo para não jogarem uma pedra nos vidros da nossa futura Apple Store! \o/ Tô feliz pra caramba!!!!!

  • Rogério

    Só lançando aqui no Brasil para esclarecer a dúvida. Mas com certeza, Apple e governo brasileiro não deixarão de ganhar dinheiro ou recolher impostos…

    • Cristiano

      Cara eu duvido muito que baixe o preço, veja voce por exemplo o PS3, muito barato lá fora, a Sony começou a fabricar aqui no Brasil, muitas lojas que tinham e tem seus fornecedores que trazem de fora continuam a vender muito mais barato que o próprio site da Sony, exemplo das lojas Americanas que vendem por 1.499,00 e a Sony por 1.899,00.

      • Fernando

        Bem colocado Cristiano, acredito nisso também.
        E lembrem-se… principalmento no Brasil o preço do produto é o máximo que o consumidor está disposto a pagar… e como brasileiro é besta…

        • CerealK

          So para corrigir as coisas. O PS3 não é fabricado no Brasil, nem mesmo montado. Ele vem em kits montados e so substituem manuais, caixas e a tomada para o padrao brasileiro. Graças a isso, entram no mercado direto por SP e não pela fábrica em Manaus, ja que não ganham incentivos como as TVs ou cameras que realmente são fabricadas no Brasil.

          Outra coisa interessante (e triste) é que o custo pra sony do brasil so com a importação, sem considerar o lucro, é maior do que os preços que algumas lojas praticam. E não me pergunte o porque dessa logica maluca.

          • José Bernardo Medeiros

            Isso acontece no mundo inteiro com o PS3.

            A SONY tem prejuízo na venda do Console e compensa com muito mais lucro na venda dos jogos.

            Por isso que cortaram o LINUX, estava dando prejuízo pois muita gente estava comprando para outras utilidades, inclusive o exército americano montou um supercomputador que custou muito mais barato do que se comprasse o processador avulso.

    • Pra tu ver, mesmo o Brasil tendo a maior tributação de impostos do mundo, ainda tem pessoas pessando fome, favelas, gente desempregada, tráfico de drogas e armas… enquanto isso nossos políticos fazem…?

  • DMML

    Quero muito estar errado, mas não acredito numa redução de até 31% do valor dos produtos. Os grandes incentivos fiscais são dados para a instalação da fábrica no país, como é o caso de não cobrança de impostos sobre a propriedade e também sobre as máquinas para fabricação. A importação de peças e produtos de montagem não possuem os mesmos incentivos. Os produtos devem sim ficar mais baratos, mas acho que entre 10 à 15%.

    • Overlord

      Também aposto em 10 a 15% de redução no preço final.

      Mas vamos esperar… tem muita água para rolar debaixo desta ponte ainda…

      • Mauro

        Se for igual aos carros………..!!:

    • Geraldo

      [2]

    • Leonardo F. M.

      Também concordo, os incentivos fiscais são dados e usados pelos empresários não para fazer com que um produto fique mais barato, mas sim para que a empresa tenha um maior lucro na produção e venda do produto. Não nos esqueçamos também que o preço é tabelado, o que a lei brasileira proibe, mas também nÃo quer enxergar, ou seja, o controle dos preços ajudará a Apple a continuar com seus preços nos parametros atuais, ou no mínimo com seus lucros maximizados.
      Até pode ser que baixe o preço, mas dúvido que chegue a 10% sobre o preço atual.
      Tenho um tio que tem uma grande fabrica de resistencia térmica, e apesar de ter conseguido vários incentivos fiscais ele me disse que ainda assim compensa importar da china, com qualidade semelhante, porém a um preço muito menor.

      Isso me faz perguntar se realmente compensa a apple produzir aqui. Os economistas apenas fazem previsões e suposições, mas no final das contas a realidade é outra.

  • Artur Wanderley

    Muito interessante a matéria!

  • Giorgi

    A visão é essa por enquanto, mas veja bem que é mais uma proposta da Foxconn do que da Apple, que é mais enigmática e não está na China com a Dilma assinando acordos.

    Eu acrescentaria que a simples diversificação da montagem (da ásia para cá) já é interessante para Apple e Foxconn, pela diminuição do risco de uma produção localizada.

    iLex, tem um pequeno erro de digitação em “(…) feita pela própira empresa (…)”.

    A notícia acaba de sair na Bloomberg agora (11h34)

  • José Bernardo Medeiros

    iLex, há uma informação errada quanto ao local com o preço mais barato.

    O lugar mais barato para o iPad (e todos os produtos Apple com exceção do iPhone) é Hong Kong.

    O iPad de 16GB com a taxa de conversão atual sai por USD 384.36 e não possui impostos de venda.

    Abs

    • Muito interessante essa informação. Não sabia disso.
      Corrigi a matéria, obrigado. 🙂

      • Alex iPilot

        Cingapura também tem os eletrônicos dentre os mais baratos do mundo… Penso que a proximidade tenha um peso no preço final sim.

        Eu acredito num grande anuncio público da fábrica brasileira na próxima apresentação do Steve Jobs.

        • Denny

          Seria demais, ver o nome do Brasil ganhando algum destaque em uma Keynote.

  • e tomara que tenha a loja no rio e em são paulo os dois pontos mais valiosos de venda

  • Marcelo

    lembrando que o iPAD DE 16gb wifi ja nao esta disponivel no site da store brasileira. Espero q seja um indicio de que chegue o 2 bem antes do natal!

  • Alex Ribeiro

    Só nos resta aguardar para ver o quanto disso tudo deixará de ser suposição e se tornará fato.

    Muito feliz com essa novidade, o iPad a R$ 1150 sera uma revolução para muita gente que não tem grandes expectativas em termos de uso de computadores.

  • Torcendo para que de tudo certo.. Seria muito show se vendesse iPhone na “App Store” no “Brasil” nossa chega de fica preso nas operadoras, e as operadoras ficarem falando que não tem aparelho pro plano pre-pago, se não tem porque vendem no pós-pago? ;x complicado.. Estou muito ansioso para que esses dias chegam..

    Bela matéria!!

  • is

    lol
    espero muito que issorealmente aconteca…
    principalmente a parte das applestores…
    torcendo!

  • Antonio Sergio

    Vamos esperar, em se tratando de Brasil tudo pode acontecer!!!!!

  • Willian

    No final das contas alguma coisa vamos lucrar com isto !!

  • Gabriel

    Artigo excelente! So faltou falar do iTunes Store Brasil!

    Quem sabe neh?

  • neto

    me interessa mais é quando irão fabricar o iphone aqui no brasil…

  • Eu acho que também vale a pena comentar a parte de subsídios PESADOS que as operadoras fazem fora do Brasil em quaisquer aparelhos: mesmo se considerarmos a fidelização por 2 anos, nenhuma operadora Brasileira dá “descontos” nos aparelhos na casa dos 60-75% como acontece lá fora… Muitos aqui prefeririam mais descontos nos aparelhos em planos pós pagos que os aqui praticados: eu, por exemplo, estou com a mesma operadora há mais de 10 anos… Talvez por isso eu tenha ganhado o iPhone 4, sem custo, mesmo usando o desconto anual pra troca de aparelho..
    Acho que vale a pena repensar, pelo lado das operadoras, essa política de atualização de aparelhos

  • Bruno Frizzo

    Po tomara q tudo se torne realidadee

  • José Carlos

    Também não acredito na redução de preços, pois não são os impostos de importação os principais vilões dos altos preços brasileiros, e sim o mercado. O iPad já é mais barato que seus concorrentes por aqui e vende mais, então vai ser uma boa forma de aumentar a margem de lucro da Apple, e não o nosso poder de compra, a exemplo dos carros vindos do México com isenção e que lá custam 30 mil reais e aqui são vendidos a 90 mil pra encaixar no preço dos concorrentes, importados de outros mercados com taxa de importação altíssima.

    • Giorgi

      Tenta importar algo legalmente (como consumidor ou lojista) pra ver quem é o vilão da história… taxes, taxes and taxes…

      Eu já fui aos EUA uma vez só pra comprar peças de bicicletas… a diferença era bem maior do que a passagem…

      • Priscila Tales

        Pra quem não sabe, o imposto de importação (II), IPI, PIS e COFINS são os impostos cobrados numa importação legal.

        Pode-se acreditar numa redução de preços ao consumidor pelo simples fato dos impostos caírem para justificar um preço mais “popular”, beneficiando a população em geral, como acontece com o programa “PC para Todos”.

        Se obtiverem benefícios fiscais e isso não se traduzir em ganho para a população, qual o motivo então?

        Então, sim, teremos preços mais baixos para nós consumidores.

        Mas é claro, talvez nem tanto (baixo) como a gente pensa.

        Com relação à disponibilidade dos produtos, acredito que o Brasil passará a fazer parte do pelo menos “terceiro escalão”, pois além do ser “anfitrião” na montagem, seus preços mais baixos tornarão o nosso pais mais competitivo em termos financeiros, podendo até poder fazer parte do “segundo escalão”.

  • JackT

    huahauha

    duvido!

    nao é devido as fabricas de carros existentes aqui no Brasil (VW, Fiat, GM) que pagamos mais barato do que europeus, americanos ou ate do que os argentinos..

    existe “custo brasil” que dificulta todo tipo de fabricacao de produtos no brasil

    • Alex iPilot

      Não seria porque as fabricas de carros (e os carros) não ganham subsídios e isenção de impostos??? Esse é o centro da questão. 😉

      • Marcelo Oliveira

        As montadoras de automóveis recebem muitos incentivos para sua implantação, tais como doação de terreno com a infraestrutura de água, esgoto, eletricidade e isenção de impostos federais e estaduais (ICMS) durante vários anos.

  • Leonardo Balieiro

    nao é devido as fabricas de carros existentes aqui no Brasil (VW, Fiat, GM) que pagamos mais barato do que europeus, americanos ou ate do que os argentinos..

    existe “custo brasil” que dificulta todo tipo de fabricacao de produtos no brasil[2]

    Mas ainda irá ser mais vantajoso trazer dos EUA.

    Quem entende !?

  • Rubens

    Se fosse assim, os preços da Dell seriam bem mais em conta no Brasil.
    Não esqueçam que os encargos trabalhistas no país são pesados, e esse ponto não há incentivos fiscais.

    • Paulo

      E a mão de obra qualificada tem um custo maior que na China.
      Redução de 30% é sonho alto, duvido que chegue a tanto.

  • krikaoli

    Nossa! Eu estava bem pessimista, se esse preço se mostrar uma realidade vai valer a pena comprar no Brasil, mesmo sendo um pouco mais caro.

  • Bob

    essa história de duvido já me deu enjoo…há alguns anos uma fábrica da Apple no Brasil era fantasia de louco.deu no que deu.não vou discutir com especialistas.querer analisar pela lei da oferta e procura é fail.o brasileiro nem sabe quantos impostos pagam.a Apple veio no Brasil só por causa das mulheres?ou pagar mais que para um chinês?

  • Victor Carneiro

    eu espero que os preços caiam, principalmente para os macs. tenho um MBWhite 2009 e pretendia trocar por um pro esse ano mas com a vinda da fábrica pra cá e a possibilidade de serem fabricados macs por aqui, vou aguardar até isso sair dos papeis.
    Quanto a redução de preço eu torço muito pra que aconteça mas devo admitir que sou muito pessimista quando a politica brasileira está no meio.

  • Phillipe Bastos

    A Apple Store, no Rio e em SP, seria uma boa tacada devido aos Jogos Olímpicos e a Copa do Mundo que acontecerão nas terras tupiniquins!

    • Helbert

      Isso se SP tiver estádio né ?!

      ahauuahuhahuahuahuaua

  • Emerson iPhone4 – Vivo – 4.2.1

    Se tiver que pagar comissão pra políticos vai continuar caro.

  • Rodrigo Nogueira

    O fato é se vendem bem pelo preço atual, porque baixar? Empresas visam o lucro e tenho certeza q a apple os os distribuidores vão aumentar seus lucros em 31% kkkkkk

    • Lga

      Vende bem?!?! Lê direito o que o ilex escreveu.

  • Rodrigo F.

    Vou aproveitar pra comprar um!!!

  • paulo

    agora que o preço vai baixar o slogan “Um produto mágico e revolucionário, por um preço inacreditável.” irá fazer sentido 😛

  • Pedro

    Caros amigos, eu duvido que a apple iria repassar esses ganhos tributários no preço do Ipad do Brasil. Simplesmente eles iria embolsar tudo isso, e vender nos preços que eles quizerem, algo um pouco mais atrativo do que já é hoje.
    Não criem esperanças, pois o Titio Gates, só que embolsar com isso.
    Com certeza o custo de produção aqui, ficou muito bem atrativo para eles (ganho).

    • André Solis

      Gates? #fail

  • José

    Não creio que os preços baixarão porque na verdade não são os impostos os principais responsáveis pelos preços que pagamos, e sim o mercado. Vejam, o iPad é líder de mercado e o mais barato dos tablets, então por que abaixar mais o preço? Na verdade, a fábrica será montada para diminuir custo da Apple e aumentar a margem de lucro deles, algo que todos nós faríamos como empresários.
    Exemplo é o que acontece com os carros que vêm do México, custando 30 mil lá e chegam aqui a 90 mil pra ficar com o mesmo preço dos carros importados da Alemanha ou dos EUA. Até mesmo os produzidos aqui e na Argentina fazem isso.
    E ainda pensar que nas fábricas automotivas montadas no Brasil o principal mercado é o brasileiro. Imagina então uma fábrica montada aqui e cujo principal foco não será o mercado interno?

  • Arlys

    Acho engraçado todo mundo pensando que essa fábrica está sendo aberta aqui somente para trazer produtos mais baratos e tornar os applemaníacos brasileiros mais felizes…
    Virá um unicórnio de brinde com os iPads de 1.149 reais. uhauhauha

  • Adilson Silva

    Eu acho que não vai deixar mais barato, porque já tivemos uma amostra disso qdo a SONY veio pra o Brasil, fabricando e vendendo em suas lojas oficiais.
    1 PS3 no camelô = R$ 1.050,00
    1 PS3 na Loja Oficial = R$ 1.990,90

    Sem contar o PS2, PSP, jogos originais.

    O fato de ter a fabrica e lojas oficiais da Apple no Brasil ao meu ver apenas melhorará o acesso do Brasileiro aos produtos mesmo. Mas continuará elitizado e mais barato comprar de fora.

    • Lga

      O ps3 não é fabricado no Brasil…

    • Andherson Peter

      Comprei um PS3no mês passado e Não foi no camelo. Paguei r$999,00

  • A carga tributária brasileira é realmente insana. Ainda mais quando se considera que a maior parte do dinheiro recolhido em impostos vai para os partidos políticos, e não para ser investido na população. Fazer o que se brasileiro é burro.

  • Gabriel” Rimi

    Aproveitando… Vou para a Europa no meio do ano, e pensava em trazer um iPad 2 de la… mas pelo que vi, é impossível trazer-lo como uso pessoal ou dentro da minha cota.. isso confere?

    • Andherson Peter

      No caso de um IPad é muito fácil se for um só. Basta se livrar da caixa e colocar em uma mala de mão. Agora eu estou sempre na Europa pois trabalho em uma empresa com parceria lá e garanto que os preços por lá não são dos mais baratos.

  • Eric

    Sabe oq eu acho, que os preços vão cair bastante. E tem um monte de gente c medo pq tem um iPhone e um iPad só para dizer e contar vantagem pq é caro. N se pode comparar gadgets de informatica com Carro. Com esse incentivo de impostos para computador vcs ja pesquisaram quanto custa trazer um notebook do Paraguai para cá? A diferença é minima. Só é grande quando é Refurbished

  • Guilherme Gomes Nogueira

    Nossa.. esse jornalismo da globo tá ficando heim… Dá pra ver que ele não tem a menor idéia do que tá falando. Só no Improviso.
    É PROJETADO Sardenberg, projetado…
    Vai muito além de um desenho no papel.

    Anyway..

    AEEEE… Apple made in Brazil!!!! 😀

  • Luan

    Ola, eu sei que aqui nao e’ o melhor lugar mas…eu nao consigo me cadastra no forum…pq minha resposta nao e’ valida….como eu faco???

    E’ aquilo da agua mole em pedra dura????

    Me ajuda iLex

  • Thy

    Não sei não, primeiro que o Mercadante ser Ministro de uma área tecnológica já é uma piada… acho esta expectativa de produzir em Novembro é um tanto otimista….a não ser que: alguém dê uma ajudinha pra isentar a burrocracia e levantem a fábrica em tempo recorde ou a produção se inicie na estrutura atual…Mas se isso se confirmar fica a dúvida se vão chegar os primeiros iPads importados e depois os nacionais e se não valeria a pena esperar pelos “nacionais”…se tivermos ipads assembled in brazil ainda em 2011 será um tiro no pé se venderem “importados”…ou seja temos que esperar…

  • Helbert

    Vi essa reportagem ontem.

    O que mais me chamou a atenção foi a enfase que deram no fato de NADA ser produzido aqui, ou seja, somos mão de obra não-qualificada e barata pra Apple. O que eu concordo 100%.

    A Foxconn estaria pensando em abrir uma fábrica de componentes aqui, isso sim seria importante pro Brasil.

    Será que a redução de impostos (com a criação de uma categoria de produtos tipo Tablet com impostos reduzidos) já não afetaria os produtos importados uma vez que a fabricação não é aqui ?

    []s

  • joão vitório

    mais com ctz vai ter os ‘esquemas’ pra pegar ainda mais barato…

    aguardo!

  • Gilberto Almeida

    Eu acredito em papai noel, logo acredito que o preço vai abaixar com essa fabrica no brasil.

    • Vai ser divertido rever os comentários deste artigo daqui a um ano… 😛

      • Andre

        iLex axo q vc escreveu errado a palavra PreÇo

  • pedro

    qual a diferença da iplace pra apple store para os consumidores? abçs

  • Madmediphone

    Fica a duvida. Quando será lançado no Brasil o iPad 2? Vale a pena esperar para ver como fica os preços ? Ou melhor , alguém agüenta esperar o Made in Brazil?

  • Henrique Gomez

    Vão fazer iPods também ?

  • Allan

    Parabéns pela matéria Ilex, super bem escrita e com os pés no chão. A única coisa que me chateia é ver como um pouco de vontade política faz a diferença, imagine se fosse feita uma reforma tributaria descente que desse a todos o mesmo acesso aos produtos vendidos aqui. O que fica parecendo é que o governo não tem interesse e dar acesso aos bens de consumo que em outros países possuem valores tão mais baixos. Talvez daqui 500 anos as coisas não mudem, quem sabe.

  • Vitor Sá

    iLex, teve um pequeno erro de digitação na matéria, como já foi falado aqui, no parágrafo da Apple Store. Está escrito “própira” ao invés de “própria”.

    Fora isso, a matéria está muito boa! Clara e direta.

    • Texto corrigido. Obrigado. 🙂

  • Phillipe Mazziero

    Corrigindo “Foxconn” ….

  • thiago

    tudo isso so gera uma conclusao…O BRASIL PRECISA URGENTEMENTE DE UMA REFORMA TRIBUTARIA.

  • Edu

    Bem, como consumidor acho muito bom poder comprar o produto que gosto, com preço mais barato e fabricado no Brasil, gerando emprego aqui e evitando o suicídio de um chinês.

    Como brasileiro acho péssimo que toda a sociedade (inclusive aqueles que não querem ou não podem ter este produto) tenha que pagar para uma empresa se instalar no Brasil.

    A conta que devia ser feita é quanto o Brasil vai pagar (ou deixar de receber) de subsídios para concretizar este feito.

    Será que se este montante fosse aplicado em pesquisa e desenvolvimento nas universidades não teríamos condições de ter nossos próprios “Steve Jobs”???

  • Rodrigo

    Nao acredito na redução dos valores. O custo de produção Sera maIs alto que na China. E quero ver a mão de obra. Os povo oriental tem uma facilidade na produção/montagem de hardware incrível. Vamos acompanhar.

  • Sergio

    Faltou contar com o IBG (Imposto para o Bolso do Governo) de uns 30%, ahahah

  • Rodrigo

    Não sei se estou desatualizado, mas o iPad básico (16GB Wi-Fi) não estava custando R$1399?

  • Sonho meu…. quem fez as contas? além de ser um sonhador e apple maníaco não tem a menor idéia de como funcionam os custos de produção no Brasil.

    E outra.. a estratégia de preço de desnatamento de mercado que a Apple utiliza.. eu NÃO QUERO PRODUTOS MAIS BARATOS E POPULARES!!! Quero ser diferenciado e utilizar produtos de ponta com design e que o vizinho não tenha…

    • Hay MF

      Tipico egocentrico.

  • Não vou esperar.. estou levando o de 64 com 3G daqui da Europa e na saída ainda pego a restituição do imposto. O mais caro aqui ainda sai mais barato que o o de entrada sem 3G ai no Brasil.

  • Leone

    nao consigo cadrastar no forum!
    ta dando resposta errada :S
    ”O que acontece com água mole em pedra dura?”