Notícias

Senado americano quer proibir aplicativos de aviso sobre blitz policiais nas estradas

O assunto sempre foi polêmico. Alguns aplicativos para iPhone (e obviamente, outros celulares) são capazes de informar a localização de radares de velocidade e blitz policiais nas estradas, o que é uma mão na roda para todo o viajante. Um exemplo bastante conhecido é o Trapster, que possui um banco de dados atualizado constantemente pelos próprios usuários (confira uma lista de aplicativos do tipo).

Algumas opiniões são contra, outras a favor deste tipo de ferramenta, mas o fato é que não há nenhuma lei que proíba isto, com muitos defendendo o direito do cidadão ter acesso às informações em tempo real. Mas se a localização de radares nas estradas é algo que pode ter mais de uma interpretação, o mesmo sendo feito com blitz policiais móveis é algo mais complicado eticamente. Isso porque o objetivo delas é (na teoria) proteger o cidadão, usado o “elemento surpresa” para identificar infratores, seja por consumo de álcool ou por outros motivos.

Alguns senadores americanos enviaram esta semana uma carta para a Apple, endereçada ao vice-presidente de Software Scott Forstall. Nela, o pedido de proibir na App Store aplicativos do gênero, que ajudem infratores a escapar dos controles policiais.

Mais de 10.000 americanos morrem por ano vítimas de acidentes que envolvem o álcool. Dar à motoristas bêbados uma ferramenta grátis para escapar das blitz policiais, colocando famílias e crianças inocentes em risco, é um assunto de interesse público. Esperamos que vocês levem em consideração nosso pedido de retirar de sua loja este tipo de aplicativo.

A Apple ainda não teve tempo para mostrar nenhuma reação, mas é muito provável que vários aplicativos atuais sejam barrados na App Store e, consequentemente, no resto do mundo, devido a este pedido direto. O perfil “moralista americano” sempre foi forte na Maçã (principalmente no que se refere a pornografia e drogas) e esse tipo de coisa é algo que Jobs não costuma colocar nenhuma resistência.

Os desenvolvedores do aplicativo Trapster até tentam retirar de sua base de dados, sempre que podem, informações sobre as blitz móveis, mas como são os usuários que a alimentam em tempo real, fica difícil o controle. A tendência é que esse tipo de utilitário fique cada vez mais limitado na loja da Apple.

A carta dos senadores se refere apenas às informações sobre o controle polícial temporário (blitz), não se referindo aos radares de velocidade, comuns até mesmo em aplicativos de GPS.

Cult of Mac

Tags
Mostrar mais

iLex

Robô virtual que tem como missão organizar o site e ajudar leitores. De tempos em tempos ele desvirtua e tenta fazer outras coisas, mas nada que um hard reset não resolva.
  • André

    Questão Polêmica.
    Mas sou a favor dos softwares, pelo menos aqui no Brasil.
    Muitas blitz duvidosas.

    • carlos_icm

      Gostaria de saber se você tivesse seuveículo tomado de assalto ou algum parente seu, sua mãe, pai, mulher ou filhos fossem sequestrados, e algum PILA tivesse acesso aos aplicativos de aviso e evadissem da blitz! queria ver mesmo se vcs ainda seriam a favor. (sou tira e atesto isso por experiencia)

      • eduvinagre

        Cara, sinceramente nessas situações a Blitz aumenta em muito a situação de risco para a vitima. Melhor desviar da Blitz que virar escudo humano de bandido ou ser fuzilado pela policia. Essa é a minha opinião e respeito o seu posicionamento, mas também posso atestar por experiência própria.

        • carlos_icm

          Com todo respeito, então você deve preferir que seu carro vá para o mercado negro, para alimentar as peças paralelas, ou preferir ir pro cativeiro pra ser torturado, perder os dedos, pedaços da oreha. Ou talvez vc prefira que ocorra mortes no transito por motivos de excesso de velocidade, como aconteceu em janeiro no ANEL RODOVIÁRIO – BH/MG, a qual um caminhão em excesso de velocidade (supostamente alcolizado) matou 5 pessoas e feriu várias (aposto que todos os familiares discordam de você)
          Mas é obvio que cada um tem sua perspectiva e as respeito plenamete e é um DIREITO defender a nossa e criticar a alheia!

          • Cara(carlos_icm).. como vocês gostaram de falar ai em cima… com todo o respeito..Sou de BH e:

            1-Não tinha nem radar(até então) nem blitz no local e momento do acidente, então não vamos discutir a incompetência dos orgãos públicos aqui.
            2-Dificilmente um cara quando te sequestrar ou roubar seu carro vai se preocupar com um aplicativo de celular pra saber aonde tem blitz e radar, eles normalmente evitam avenidas principais.
            3-Dificilmente uma pessoa alcoolizada a nível de provocar um acidente serio consegue ler alguma coisa na tela do celular (faça o teste)

            André.. essas informações são fornecidas por usuários, se você cair numa blitz duvidosa provavelmente vc não conseguirá fornecer informações para os outros, logo não se aplica.

            E na minha opinião.. nenhuma palha será movida. E se for.. ainda temos o twitter.

            • carlos_icm

              No momento do acidente o referido caminhao passou por duas Patrulhas da PRv e uma delas tinha o radar movel, inclusive a ultima patrulha deixou um policial sozinho tomando conta do radar e foi atras do caminhao que estava na faixa da esquerda e desgovernado! (estava de servico no dia e inclusive vi o Boletim de Ocorrencia pois trabalho com estatisticas dentro da corporacao). Nao devemos infelizmente acreditar em tudo que ouvimos da midia. E talvez vc se lembre que a midia largou o assunto do Anel Rodoviario devido a grande CAGADA que a guarnicao da ROTAM fez com os 2 ~INOCENTES~ no aglomerado ou seja foi como um Cahorro pra femea no cio e ja largou esse osso denovo!
              Quando a gente que defender nosso ponto de vista a gente exagera mesmo! 🙂

          • eduvinagre

            cara, vc leu o que escrevi? me referia as situações que você colocou. Mas cada um enxerga com a catarata que tem. Blitz não é a melhor forma de atuação da polícia, ela deve estar patrulhando, circulando, vigiando. Não um ponto fixo onde todos poderão saber onde está instalada. Você mencionou que o caminhão passou por 2 patrulhas da policia rodoviária, duas! Alô? Alguém não estava fazendo seu trabalho? A viatura estava parada? Esse é o problema da nossa polícia, ela quer continuar correndo atrás… Uma Blitz certamente traria o mesmo resultado de acidente, já que os carros parados seriam atingidos pelo único responsável (irresponsável no caso) pelo acidente, o motorista do caminhão que dirigia em alta velocidade. Mas talvez, se ele tivesse visto no trapster a blitz, teria pelo menos reduzido a sua velocidade, e ao menos, naquele momento ter poupado a vida das pessoas ou mesmo saber sobre o engarrafamento naquele trecho do anel. Cara, temos de abrir o nosso pensamento. Estamos falando de blitz e um celular, um bip de rádio, já são suficientes para passarem a mesma informação. Você que parece trabalhar na nossa polícia e pelo visto gosta de produtos apple, faça o que ela te propõe, think different.

            Cheers mate!

      • Rob

        O twitter por exemplo, avisa blitz, mas tambem avisa roubo..vc quase acertou em falar q nao deveria ter estes apps.Nao é muita vantagem roubar o carro mesmo com o app na mao, pois o mesmo app q fala onde tem as blitz tambem avisa todos os roubos e suas regioes, placas ,carro cor quando e onde, ou seja..se ele conhecer o app sabe q vai saber onde estao as blitezes mas tb sabe ( ou deveria saber ) que existem milhares de pessoas com a informacao do roubo e nao so o assaltante, é mais facil o povo pegar , do que essas blitzes.Entao, que mantenham a blitz para incentivo,ate talvez chegue algum dia, que ninguem vai querer roubar um carro pelo avanco da integração desta informacao sobre roubos, transito ruim, acidentes , alagamentos. =D

    • Giorgi

      Sou a favor de radares móveis, blitzes surpresas, lei seca, bafômetro pra todo mundo…

      • Diego

        2

  • Não concordo com os senadores.

    • Danilo lima

      [2]

      • Tiago Albuquerque

        Ainda teremos o Twitter. Aqui em Recife eu sigo umas 4 pessoas que ajudam nisso, por colaboração apontam as Blitz. Eu odeio o engarrafamento que uma Blitz causa. Eu n bebo e minha documentacao está regular. Tenho medo tbm de alguns policiais. Tou fugindo.

        Ps. Blitz nao é armadilha. A publicidade disso n é crime.

  • Ednilson Rosa

    Quem já teve algum amigo ou familiar morto por causa de um imbecil que toma umas e outras e depois resolve dirigir, certamente não será contra esta iniciativa. O trânsito no Brasil mata mais do que a guerra civil em muitos países. A impunidade (e qualquer mecanismo que a favoreça) só contribui com isso!

    • Lucas

      Complementando…
      Não somente as Blitz servem para pegar os cidadãos de “bem” que estão cometendo alguma irregularidade, como excesso de velocidade ou alcoolismo ou até mesmo ambas.
      Mas também serve para criminosos, traficantes usarem desta ferramenta para se informar e se prevenir de serem pegos…
      Sobre radares eletronicos eu sou completamente a favor de aplicativos que nos informam.

      • Diego

        Qual a diferença, se basta andar na velocidade da via? Sair 15 minutos mais cedo pra evitar o transito?

  • Roney Cezario

    Aqui já tem isso.

  • Carlos Schmitt

    Eu não tenho nenhum problema com BLITZ..

    acho bom elas.. se meu carro for roubado, quero que peguem o quanto antes..
    é como avisar o morro do alemão que a polícia vai subir em determinado dia..

    acho que ninguem deveria avisar que tem blitz policial, nem com sinal de luz…

    concordo com os caras

    • boa, eu dava o sinal de luz, mas depois q eu vi o filme de homem aranha, faz ums 2 anos que não faço isso… mais pela nossa segurança..

  • Michel Wilker

    O título está certo ? “Avisam” 🙂

    • Aff. Escrever com sono dá nisso. 😛

  • Ednilson Rosa

    Também não concordo com essa PALHAÇADA de dar ao motorista a possibilidade de se recusar a fazer o exame do bafômetro! Por um acaso um jogador de futebol ou qualquer outro atleta pode se recusar a fazer anti-dopping?? Não pode. Ou melhor, até pode, mas fica excluído do esporte. O mínimo que deveria acontecer com quem se recusa ao bafômetro deveria ser a suspensão imediata da carteira!! mas é claro que no Brasil, um país cheio de políticos bêbados e corruptos, isso nunca vai acontecer! Lamentável…

  • Uma coisa é uma coisa (aviso quanto a radares) e outra coisa é outra coisa (bêbados no trânsito). Aqui no Brasil, pelo CTB – como pode ser conferido em meu Blog (www.heraldomoreira.com.br), inclusive com modelo de recurso a respeito – é obrigatório o aviso da existência do radar nas rodovias, como tal, nada impede que o celular ou outro equipamento faça esse serviço para o motorista, salvo melhor juízo!

    • Copiar e colar a íntegra da matéria aqui do Blog não é legal. Ainda mais sem autorização.
      http://www.blogdoiphone.com.br/tu-blog/

      Pessoal tem que parar de achar que fazer blog é roubar textos dos outros (mesmo com fonte, o texto é propriedade de quem escreveu e copiar é copiar). Sei que você vai ficar P comigo ao ler isso, mas eu fico mais P ainda com o baixo nível dos blogs brasileiros.
      #prontofalei

      CRIEM! Copiar conteúdo só ajuda a tornar a internet um lugar mais medíocre.

      • Ryus

        Apoio ao iLex!
        O sujeito fala em “respeitar” o CTB, pois é adEvogado, mas ignora respeitar a lei de direitos autorais(Lei 9610/98) , por isso que a classe é mal vista. Enfim, sugestão, iLex notifique o meliante (art. 184 do Código Penal) para retirar o seu texto do blog dele. Inclusive, se quiser, faça uma ata notarial e registre ocorrência na delegacia, apesar da realidade indicar a impunidade (só há quando envolve $$$).

      • Priscila

        Epa epa epa, espere ai!

        O sujeito mandou mau em copiar do blog, mas o blog dele não é um blog de notícias de iPhone e afins.

        Não devia mesmo ter copiado o texto do blog, devia ter escrito seu próprio texto baseado na notícia.

        Ficou sendo mais uma propaganda do blog do iphone do que qualquer outra coisa.

        • Jose Miguel

          Nossa fui reclamar no blog dele, olha o que o homem xerox me disse :

          “Não sei se você, José Miguel, ou os demais, perceberam que: transcrevi o artigo, CITEI A FONTE, e acrescentei um comentário…

          Não veja nada de mal nisso, especialmente por ter CITADO A FONTE e acrescido um comentário que, ao meu ver, ilustrou a matéria…

          No mais, penso que sua opinião não é a da maioria dos que me acompanham, mas a respeito, apesar da falta de fundamento e do nível da mesma…

          HM”

          copio e não quer assumir …

          como disse o alberto, é o homem do aerotrem mesmo hehehe

        • Jose Miguel

          Heraldo moreira diz que não fez plagio … copiou citou a fonte e diz que colocou um comentario que ilustrou a materia…

          cara , mesmo sem a porcaria do seu comentario a materia do Ilex ficou perfeita..

          Vlw ILEX pela excelente materia e não ligue para pessoas sem inteligencia para escrever como esse heraldo Morereira …

          olhem o que ele me disse :

          http://www.heraldomoreira.com.br/blog/2011/03/23/senado-americano-quer-proibir-aplicativos-de-aviso-sobre-blitz-policiais-nas-estradas/

    • Jose Miguel

      Cara, voce copio o artigo do blogdoiphone inteirinho …. cara que nojo em … por isso seu blog ta vazio de comentarios e ninguem quer ler… blog ctrl + c + v …

      deprimente …

    • Rubens antonio

      AFF CARA, quer ter um blog mantendo com artigos de outros ? lixeira em … Blog ctrl +c + v (2)

    • Maria Marcia

      copia do blog do iphone … ctrl +c + v (3)

    • Renato

      Eu não acredito que ainda tem gente com coragem de copiar o trabalho de outra pessoa!!!
      Use toda essa sua “inteligência” pra pesquisar, ler ( mais de um texto sobre o assunto ), aí sim você faz um texto com as SUAS palavras!!!
      Maldita inclusão digital!!!

    • Giorgi

      Tinha que fazer como na Inglaterra, onde é obrigatório o aviso dos radares…

      A polícia rodoviária de lá colocou então a seguinte placa:

      ATENÇÃO

      RADARES PELOS
      PRÓXIMOS 650 KM

      Detalhe: Eles são móveis…

    • Alex iPilot

      É uma figura! “Salvo melhor juízo!” Hehehe…

  • Gimenez

    Acho que qq coisa usada com responsabilidade é benefica. É o caso desses Apps! Eu quero ter o direito de saber, de ter acesso à informaçao e nao cabe ao estado, alias o estado NAO DEVE me privar desse direito. Nao cabe ao estado proibir, cabe ao estado a fiscalizar e garantir ao cidadao que a lei sera cumprida e penalizar quem a descumpriu.. Ao cidadao, cabe o bom senso na hora de beber e o respeito à legislacao imposta. Qq tipo de privaçao à informaçao implica em censura que na minha opiniao pode ser tao perigosa ao pais quanto motoristas alcoolizados. Estado, faça valer a lei sem ferir o direito à informaçao do cidadao! Sou contra censura! Hj é isso, amanha pode ser o controle do governo sob toda Internet, à examplo de alguns paises extremistas!I O assunto é polemico, mas sugiro uma lista dos principais Apps do tipo para ja garantirmos a compra na App Store. Trapster é um deles, quais outros?

    • É isso aí! Também temos que lutar contra tesouras feita apenas para destros! É um absurdo que o infindável números de canhotos sejam discriminados desta maneira!
      Hoje é a tesoura, amanhã pode ser o controle do governo sobre todo o tipo de utensílios domésticos! Abaixo a censura e a dominação do Big Brother! (não o da Globo, o outro)

      • Gimenez

        Ilex, te admiro bastante e sou leitor frequente do teu blog, mas as vezes vc nao faz o menor sentido cara! Rs Comparar tesouras com redes de informacoes e no minimo juvenil, para nao falar. Pelo menos me garantiu a piada do dia!

      • JanjaBoy

        É verdade!
        Muita gente não sabe disso, mas eu tenho um filho sinistro e foi um problema. Na época o meu Pai trouxe dos EUA porque aqui em terras brasilês não era fácil de achar, e quando tinha era muito caro.

      • Gabriella Lopes

        Heehehehe
        Comparação meio louca mas vamos lá…heheh
        Sou canhota e eu tinha uma uma tesoura para canhotos! 😀
        Mas por algum motivo usar o mouse e cortar com tesoura são as únicas coisas que eu só consigo fazer com a mão direita, e a esquerda fica meio atrapalhada.
        rsrsrs

      • AlissonSantista

        Eu sou canhoto e odeio tesouras ¬¬

    • Luigi

      ” O elemento surpresa serve pra manter os vagabundos na pressão” – Cap. Nascimento

    • Ryus

      É verdade mesmo. Depois reclame da ineficiência do Estado na segurança pública. Em tempo, quando vc estiver no porta-malas, vítima de um sequestro “relâmpago” ou não, irá se divertir em ficar ouvindo os seus “amigos” se informando em tempo real no seu iPhone quais os caminhos seguros para transitar sem os puliça-Estado para atrapalhar.
      Pergunta: quem, afinal, tem medo de blitz?
      Não estão satisfeitos com a “lei seca”? Façam pressão, mandem cartas, passeatas no congresso para mudar a lei.

      • carlos_icm

        se tiver algum problema entao vamos ligar pro batman!!!!

    • Aniello

      Não acho que a discussão aqui seja sobre “censurar” a informação de localização de blitz. O conflito é entre o direito de acesso a informação contra o sigilo policial de informações cujo vazamento seria danoso a diligência. Por exemplo, um grampo telefônico legalmente realizado perderia todo o sentido se os donos de linhas telefônicas tivessem o direito de verificar se sua linha está grampeada ou não.

      Censura é quando alguém controla o acesso a idéias consideradas perigosas, e nem toda limitação de acesso a informação é censura. O sigilo policial, assim como diversas outras formas de sigilo, não se confundem com a censura.

      Para analisar corretamente a questão precisamos ver qual o bem jurídico mais importante: o cidadão conseguir evitar o transtorno e o potencial constrangimento de uma blitz ou a polícia conseguir estabelecer blitz de forma sigilosa para evitar que infratores se preparem contra esta forma de investigação policial.

      Por mim é um caso clássico de direito individual (acesso a informações) contrapondo a um direito coletivo (segurança pública) e via de regra no direito brasileiro o direito coletivo é considerado preponderante sobre o direito individual.

  • É um assunto muito controverso, visto que no âmbito de prevenir ser pego pela blitz pode ajudar a livrar a cara de criminosos. Porem existem muitas blitz falsas e essa informação pode evitar muitos constrangimentos!

    Porem eu acho que avisar que existem blitz acaba favorecendo mais os criminosos.

  • Diego

    Good

  • Luigi

    Sou a favor do aplicativo mostrar a localização dos pardais. Pois muitos não visam a segurança, mas sim, o lucro.

    Entretanto, sou contra o aplicativo mostrar a localização de blitz pois se tornaria um ferramenta perigosíssima nas mão de criminosos: bandidos e motoristas bêbados.

    • Lucas

      Tambem concordo, hoje radar nao é pra fiscalizar velocidade (alguns ate que sim) mas a maioria é pra grande e melhor fabrica.. a de multas, que voce nunca sabe pra onde o dinheiro foi …

  • Concordo que tem que ser retirado da AppStore aplicativos deste gênero

  • JanjaBoy

    Eu concordo que tem que tirar de venda qualquer app para essa utilização.
    Também acho absurdo essa lei que tem que dizer se tem e onde tem radar na estrada. Vejo muitos motoristas “valentes*”, andando em alta velocidade e, depois da placa vira um covarde.
    Pergunto; por quê o “valente**”, que o tempo todo está em velocidade não compatível quando vê a placa: “Fiscalização Eletrônica” tira o pé? Vão falar que ele não é otário, Ah ok!

    Outro sinal de imbecilidade máxima nas estradas, são os motoristas que avisam piscando o farol que tem blitz mais a frente. Nesse caso é ÓTIMO para quem roubou um carro, para quem está carregando cocaína, para quem está levando um sequestrado e tantas outras situações que vão fazer o bandido ou até o bêbado mudar o caminho.
    Então concordo MUITO que app que mostra onde tem blitz tem que ser proibido sim.

    * imbecis
    ** imbecil

    • Monty

      Não vou falar que nunca ultrapasso o limite de velocidade nem que sempre saio de taxi para não dirigir bêbado, nem que não usaria um app desses.
      Mas o ponto é que, em uma argumentação séria, não é nem um pouco razoável alguém ir contra essas leis. É como dizer: “Esse país está osso… Não se pode nem mais sair correndo em alta velocidade… Nem mais dirigir bêbado…”.

      • JanjaBoy

        Ainda bem que é só isso!
        Pelo jeito roubo de carro, trafico de cocaína e sequestro está liberado! 😉

    • Ednilson Rosa

      Concordo plenamente com todos os seus argumentos, Janja! Até mesmo avisos sobre radares fixos eu acho que não deviam existir. Tem gente que fica dizendo que é “fábrica de multas” e blá, blá, blá. Ora, quem anda dentro da lei não vai contribuir com nenhuma “fábrica”, pois não vai ser multado. Se existe um limite de velocidade ele tem um motivo e é pra ser cumprido. Se alguém acha que o limite está errado, que lute pra alterá-lo, ao invés de ficar dando uma de Gérson, querendo levar vantagem em tudo. Pra quem é à favor disso tudo eu pergunto: se você visse um suspeito armado, daqueles com cara de bandido mesmo, e visse que a polícia estava se aproximando dele, você avisaria o bandido pra ele se mandar impunemente? Pois é isso que vocês podem estar fazendo ao piscar o farol pra avisar que tem uma blitz à frente na estrada. Pensem nisso!!

      • “Ora, quem anda dentro da lei não vai contribuir com nenhuma “fábrica”, pois não vai ser multado.”

        Essa frase faz realmente pensar. 🙂

      • Luigi

        Cara teu racíocinio não procede.

        Quantas estradas (em linha reta) que tem limite de 100km quando próximas de um pardal baixam pra 80-60km bruscamente, perto de um pardal, imagina se não tivesse um aviso.

        Tu achas que se todos andassem no limite de velocidade, o governo não iria baixar ainda mais esse limite pra ganhar dinheiro com multas. O GOVERNO BRASILEIRO É CORRUPTO E AS MULTAS SÃO CAÇA NÍQUEL SIM!

        Na Europa, mais precisamente na Alemanha, não há limite de velocidade nas vias rápidas, pois elas estão em plenas condições de uso. Nas cidades, há poucos casos de infração pois há viaturas de fiscalização em tempo integral. É raríssimo ter uma lombada ou “pardal”, somente em estradas realmente perigosas como desfiladeiros e serras e muitos desses pardais são mais informativos do que fiscais.

        Colocar pardais escondidos é uma armadilha. É muito cômodo e lucrativo colocar uma máquina pra fiscalizar quando uma fiscalização humana eficiente poderia dar conta do fluxo, evitando acidentes.

        • Alex iPilot

          Comparar com Europa não tem sentido algum! São culturas completamente diferentes… Questão de educação, meu caro. Sabe porque as estradas não tem limite na Alemanha? Por que os motoristas lá são alemães…. 😉

          O que acontece aqui? As estradas são melhoradas e os índices de acidentes por excesso de velocidade aumentam, fruto da irresponsabilidade e da falta de educação de muitos motoristas.

          • Luigi

            Desde quando comparei com a Europa?

            Só citei como exemplo. Esperava que os leitores fossem mais inteligentes e entendessem que lá é questão de educação e fiscalização (humana). Será que vou ter que escrever tudo mastigadinho pra evitar trolls?

        • Alex iPilot

          Se há casos de corrupção no governo é justamente porque não há “pardais de corrupção” escondidos… É justamente o que você defende no trânsito: que não haja fiscalização eficiente.

          • Luigi

            Eu defendo que haja uma não haja fiscalização eficiente? Falei com o exemplo da Europa que a fiscalização humana é melhor e não cômoda como a máquina que é passível de desvios do dinheiro público.

            ILex por favor, coloca uma ferramenta de desenho nos comentários.

            • Alex iPilot

              HUMANOS nunca serão mais eficientes do que MÁQUINAS… Consulte “eficiência” e “eficácia” no dicionário… E máquinas não pedem “cervejinha”, você não reclama da tal corrupção?

      • Alex iPilot

        Também concordo. Eu não contribuo com “fábrica” alguma. Se não quiser ser multado cumpra a lei. Se não concordar com a lei, proteste, inteligentemente.

        • Luigi

          Então continua andando a quarentinha onde não tem necessidade e fica quieto!

          • Alex iPilot

            Hehehe… Sim, eu chegarei ao meu destino com segurança, economia, educação, sem multas e sem ter burlado a lei ou causado um acidente. 😉

  • Estevão

    Eu tenho uma posição bem antiquada quanto a famosa garantia dos direitos individuais, eu sempre acho que o nosso direito termina onde começa o do próximo, é uma regra básica para se viver em sociedade. O Brasil, graças ao trauma causado na ditadura, gerou a Constituição de 88, com excesso de direitos individauais, esquecendo que para viver em sociedade temo que ter deveres também. Quando alguém alega que é ferir seu direito fazer o teste do bafômetro, ele esquece que a sociedade tem o direito e o dever de proteger vidas de inocentes que não consomem álcool, ou que consome de maneira responsável. Acho que quanto a informações de pardais e afim, como a própria legislação obriga a haver sinalização na via, não vejo problema, mas blitz realmente é dar munição para irresponsáveis e até bandidos.

  • Diego Schefer

    Se for o caso da Apple retirar os aplicativos deste gênero, eles simplesmente irão parar no Cydia e o pessoal irá continuar usando de qualquer forma.

    • Ednilson Rosa

      Se a Apple simplesmente retirar sem ser obrigada, apenas atendendo ao apelo que se está criando, isso realmente irá acontecer. Mas se for aprovada uma lei proibindo esse tipo de aplicação, aí o Cydia também vai ter que tirar, senão estarão dando mais um argumento pra quem é crítico do jailbreak!

  • Desculpa, mas acredito que todas as opiniões contrárias aos aplicativos que informam blitz são retrógradas e infundadas.
    Mesmo as que alegam: quem já teve um parente perdido por um acidente de trânsito, etc.
    Falar então que o bandido pode tirar proveito? Isso é ridículo. Amanhã o Senado manda uma carta para o Google e manda tirar o Maps e o Streetview, afinal isso nas mãos de bandidos é um perigo.
    Tudo, qualquer coisa nas mãos de um bandido é um perigo, só que não se combate violência desta maneira, já esta provado que não é assim que se termina com violência, assim como não adianta fazer blitz para diminuir o consumo de álcool.
    Quem é a favor da Blitz pq acredita que ela traz algum bem, lembre-se o Edmundo, o Alexandre Pires, já mataram no trânsito por estarem alcoolizados, e estao aí, livres, leves e soltos. Inclusive dirigindo.
    Eu não bebo, e fico puto de sair de casa e ter que pegar 1 hora de trânsito pq a policia esta brincando de educação fazendo blitz.
    Desculpa mas isso é hipócrita, tão hipócrita quanto um senador americano, então esta explicado.
    E concordo com a leitora que disse sobre liberdade, isso é um abuso contra a liberdade.
    E só para terminar, aqueles que utilizam e acreditam nos números divulgados por essas ações, dizendo que elas funcionam, etc. é só mais um controlado do Big Brother.
    É obvio que Blitz não serve para nada, mas é muito mais lucrativo e fácil para o governo fazer blitz do que educar as pessoas, isso em qualquer parte do Globo terrestre, e acredito que seja por isso que os Senadores dos EUA estao reclamando, só por isso, porque para diminuir os acidentes eles vão ter que gastar mais e fazer da maneira correta. Qualquer outro argumento é só uma tentativa de maquiar a verdade.

    Para aqueles que falam que Blitz sempre se descobre algum carro roubado etc, sugiro a policia fiscalizar todos os dias toda a periferia das grandes cidades, quero ver onde vai sr achar mais carros roubados, fazendo Blitz e atrapalhando a vida de milhões de pessoas (caso de sao Paulo) ou entrando na periferia estourando e patrulhando ruas.
    A resposta é obvia, mas o que é mais fácil fazer? O que causa mais impacto na classe média ver que tem um policia com uma arma gigantesca na mão ferrando com o trânsito e escolhendo quem vai parar como o Silvio Santos escolhe para onde vai jogar um aviaozinho de dinheiro ou ações em locais que ele, um feliz proprietário de um carro Sedan médio (que em qualquer lugar do mundo é uma carroça, mas aqui lhe confere Status e prestígio) nem sonha que existe.
    Desculpa o tamanho do texto, mas fico indignado com certeza eu sou aquele cara que foi pego no quarto de hotel no 1984.
    Abraço a todos.

    • Bruno Eduardo Teodoro Vieira

      O tipo de educação que as pessoas precisam para isso não é o Estado que fornece. Respeito à leis não se aprende nas escolas, mas em casa. O máximo que se pode fazer é algo como matérias tipo “Educação Moral e Cívica” mas que efetivamente não adiantam de nada nesse sentido.

      Quem ensina isso são os Pais. E são exatamente eles que entregam as chaves do carro para o filho menor sair com a namorada ou dão o exemplo dirigindo embriagado.

      A única ferramenta que o Estado tem então é a repressão. Blitz e Pardais realmente não são uma solução eficaz, mas não consigo imaginar uma outra maneira de se fazer com um efetivo policial que não vai passar de 5% da população (afinal de contas precisamos de pessoas trabalhando em outras áreas também).

      Imagino que em um futuro próximo mais dispositivos vão aparecer, algo instalado nos carros, sei lá. Mas por enquanto, é o que conseguem fazer…

  • Bruno Eduardo Teodoro Vieira

    Não consigo achar justificativa para esse “direito de informação”. Pedem fiscalização mas ao mesmo tempo não querem que seja surpresa! Isso pra mim é um contrasenso.

    Pra mim não pode haver aviso nenhum, nem dos pardais. No máximo um aviso que naquela rodovia inteira existem pardais espalhados. Assim o indivíduo “espertinho” vai andar na velocidade correta o trajeto todo.

    Pra mim, quem reclama disso é porque quer fazer coisa errada. Querem que os outros sejam fiscalizados mas ele mesmo não.

    • Bruno Eduardo Teodoro Vieira

      Desculpem o excesso de “Pra mim” 😛

      Pressa dá nisso…

  • Marlos

    Vejo a dificuldade de todos ao imaginarem que o estado de direito “somo nozes”.
    Como diz na constituição, o poder que o estado exerce emana do povo. Digo isso porque os radares e demais controles exercidos nas estradas são para nossa própria segurança. Um radar deveria servir como uma lombada: em lugares onde a velocidade é perigosa o radar devia fazer justamente o papel de intimidação, forçando os condutores à redução da velocidade.
    Mas a estrutura precisa ser paga, então, os radares acabam sendo usados de má fé pelo estado de forma a FERRAR o cidadão e não protege-lo… ou seja, um quebra-molas feito para, de fato, quebrar seu carro por você passar ali desavisado. É o que chamam de indústria da multa, não?
    Então, apps que fazem referências à radares, do meu ponto de vista, são muito bem vindos pois fazem o papel da sinalização que deveria existir por parte do estado.
    Já no caso de blitz de fiscalização sou a favor do sigilo. Se não for assim, os ‘espertinhos’ ilegais conseguem escapar… penso nisso como uma questão de justiça, pois se ando certo e isso me custa caro (pagar as manutenções, impostos, vistorias), eu não concordo com alguém andando fora da lei gerando insegurança ao coletivo. Se não quisermos blitz, temos que votar em deputados/senadores que aprovem o uso de chips nos carros, onde seu veículo, caso ilegal, seja rastreado e multado. Imaginem só um sistema que armazene onde você esteve e quantos km você andou… ao verificar que seu pneu ‘passou do tempo’ te obriga a regularizar isso; caso contrário, recebe uma multa em casa =)
    É tecnologicamente possível… basta todos acharem que isso não é quebra de privacidade e aquele bla bla bla todo que escutamos quando alguém sugere essas coisas.
    E, apenas pra complementar, acho que se todos nós andássemos corretos (pensando no coletivo, não no individual), não haveria necessidade dessa discussão toda, nem de blitz, nem de radares, nem de policiais… enquanto nós tentamos ser individualistas, o estado vai implementar meios (que nós mesmos pagamos) para inibir esse comportamento em prol do coletivo.

    • Ednilson Rosa

      Marlos, acho que devem existir dois tipos de radares: as chamadas lombadas eletrônicas, para forçar a redução de velocidade em determinados pontos da estrada, e os radares para punir quem anda fora do limite da estrada como um todo. O primeiro tipo, que eu acho que deveria existir em maior quantidade, tem caráter educativo e, neste sentido, pode e deve ser avisado. Já o outro tipo, discordo que tenha qualquer aviso antes. Deve-se, sim, avisar que a via é fiscalizada por radar, mas avisos do tipo “Radar a 200 metros” só faz sentido no primeiro tipo e não no segundo. Pelo menos é assim assim que funciona em países sérios. Mas como dizem, o Brasil não é um país sério…

      • Bruno Eduardo Teodoro Vieira

        Concordo.

        A redução de velocidade não é pra acontecer só no trecho do pardal. É na via inteira. Se ela é de 50km é pra trafegar a 50km sempre.

  • Leonardo

    Eu não dirijo mas tb não acho certo o aviso sobre blitz… a idéia da coisa não é, justamente, pegar de surpresa?

    Os pardais acho correto.

  • Antonio Carlos

    Isso nao muda muita coisa , tem outras ferramentas ( twitter ) que fazem um serviço muito parecido
    Tem perfis somente para isso
    @leiseca, @blitzrj por exemplo quem quiser burlar vai burla.

  • DMML

    A grande questão é a conscientização e o respeito.
    Não seria nem necessário a criação de determinadas leis, se as pessoas soubessem respeitar os direitos alheios.
    A criação cada vez maior de lei não é a solução. O que tem que mudar é a visão das pessoas.
    Quantos não dirigem, mesmo após terem ingerido bebida alcoólica? Enquanto essas pessoas não tomarem consciência do risco de seus atos, não acredito que uma lei terá grandes efeitos.
    Mas defendo sim a existência de blitz. É uma forma legítima de o Estado fiscalizar se as pessoas estão cumprindo a lei. E o inconveniente que porventura traga a alguns (como um trânsito maior), certamente não se equipara aos benefícios que traz a maioria (a proteção da sociedade).
    Não tomo bebidas alcoólicas, mas não tenho problema nenhum em ser parado numa blitz.
    Tem uma frase que acredito que possa ser aplicada aqui, apesar dela ser utilizada em um contexto diferente.
    Isso (a blitz) é uma das consequências de se viver em um Estado Democrático de Direito.
    Todos temos que ser fiscalizados em razão dos atos inconsequentes de alguns.

    • Bruno Eduardo Teodoro Vieira

      [2].

      Se perguntar para o pai de alguém que foi atropelado por um bêbado que não foi pego antes por conta dessas facilidades se ele trocaria a presença de seu filho ou filha por 1hr de trânsito a menos POR DIA, acho a resposta bem óbvia.

  • Beaguinho

    Sou a favor de proibir o uso do App e contra nesse parte do texto do blog:

    “… são capazes de informar a localização de radares de velocidade e blitz policiais nas estradas, o que é uma mão na roda para todo o viajante …”

    Para todo o viajante ??? Para os viajantes que temem algo, por estar alcolizado, ou com documento vencido, ou acima da velocidade, enfim, para aqueles que olham somente para sí. Para quem anda certo tanto faz ter blitz ou não, eu prefiro que tenha, mais segurança.

  • Guilherme Gomes Nogueira

    Tem q proibir os apps mesmo..
    No Brasil tem mto motorista de fim de semana.
    Cada barberagem q se vê que até dói.

    • Guilherme Gomes Nogueira

      ahaha.. agora q vi a localidade na foto.
      Aí é que tem q proibir mesmo.
      BR 040 só dá nego sem braço no volante.

    • Beaguinho

      Fim de semana? Hahaha, vc está sendo generoso. Na minha cidade é toda hora, dá até medo.

  • Minha mãe morreu num acidente de trânsito, quando um bêbado bateu no seu carro e quase deixou meu pai tetraplégico.
    Não acho que os bêbados vão acessar esses apps para fugir das blitz. Mas as pessoas deveriam pensar muitas vezes antes de pegar o carro após beberem. Se vc não sr importa com a sua vida, pelo menos pense na dos outros.

  • Simplificando, como o Tio Jobs gosta:

    Sabe aqueles fogueteiros dos morros cariocas que avisam quando a policia está chegando? Pronto, as pessoas que avisam de Blitz fazem exatamente a mesma coisa. Só que no mundo virtual.

  • Podem acabar com os apps específicos para isso, mas as pessoas sempre acham uma alternativa. Caso haja a proibição desse tipo de app, não demora as pessoas estarão usando o foursquare ou o twitter pra isso.

    Agora, iLex, teve que usar logo uma foto de Juiz de Fora para o post? Hahahahaha…

  • krikaoli

    Direito à informação é um direito universal e um pilar da democracia. O Estado vai ter que encontrar uma maneira de contornar essas dificuldades do pleno acesso e dinâmico à informação. Uma linha como essa, de proibir aplicativos como o trapster, é completamente nociva aos ideais democráticos, um precedente ruim. Infelizmente aplicativos como esse existem, e devem existir, é o preço que se paga por viver numa Democracia. Informação de atividade policial sigilosa é coisa de ditadura, de Estado policialesco. A propósito eu sigo o Blitz DF no Twitter, que avisa de congestionamento e outras coisas também.

    • “Direito à informação é um direito universal”. Depende de que informação está em jogo.
      Determinadas informações são consideradas sigilosas.

      As vezes agente ouve falar que determinada operação policial “corre em sigilo” isso porque se TODOS soberem das referidas informações, a investigação vai pro buraco.

      Seus dados na Receita Federal são sigilosos, não é porque eu tenho o “direito universal” que eu posso ir lá na Receita e obter suas informações.

  • Quem tem medo de Blitz e policia, é BANDIDO!
    Eu não tenho medo de policia, tenho medo de bandido.

  • Eu detesto blitz, mesmo estando com tudo em ordem sempre da um frio na espinha.
    Mas quem não deve não teme.

  • Nao sou a favor

  • iLex, Gente, pelamor…

    Uma BLITZ, duas BLITZE.

    Vamo respeitá os prural!

    • Então põe logo Blitzes! 😛

    • Alex iPilot

      É isso mesmo! Apoiado! Vamos lá nesse movimento! 🙂

      Um mouse, dois MICE. Um campus universitário, dois CAMPI universitários.

      Quem souber outras, por favor contribua… 😛

      • Um chato, dois chatos! 😛

  • Matheus Maia Palhano

    O Fato é, Lombadas eletronicas e radares, servem para flagrar o DESATENTO
    Se querem acabar com esses bebados, pq não fazem uma blitz uma quadra das boates? Que é de LA que os bebados saem?

  • Renan Decarlo

    Eu sou contra o aplicativo mostrar as Blitz, até porque se você tiver dentro da lei, não vai ser problema parar nela.

    Agora, os radares eu não vejo problema… já que o intuito (na maioria dos casos) é fazer você diminuir a velocidade… e isso vendo no aplicativo ou não, vai ter o mesmo resultado… só que você não vai ser pego de surpresa por um radar escondido qualquer…

  • Rapariga

    iLex

    CADE A MATÉRIA SOBRE O JAILBREAK DO IPAD2 ???

  • Guilherme Inoue

    Como minha mae dizia “quem nao tem culpa no cartorio nao tem com o que se preocupar” em outras palavras… se vc paga impostos, nao dirige alcoolizado, nao dirige de forma imprudente, faz manutencao do veiculo etc etc… Nao vai se incomodar com 5 min d espera pra confirmarem oq a sua consciencia diz… E ainda vê seus impostos sendo gastos de outra forma q nao a de enxer bolsos pais a fora… Nao concordo plenamente com a argumentacao, mas é fato que, quem esta nos conformes nao precisa de tais artificios…

  • WD

    É, por que uma foto da minha cidade natal? Também achei interessante…

  • Priscila

    Colega iLex, sejamos razoáveis.

    É uma matéria que sempre trará polêmica, mas no geral quem reclama é quem sempre anda na contramão.

  • Francisco junior

    Eu acho que se a pessoa saber onde tem um radar(conhecido no RJ como pardal. Não sei nos outros lugares) quando chegar perto do radar vai diminuir a velocidade e quando passar vai aumentar a velocidade de novo.

  • Bruno

    Sou a favor dos aplicativos, apesar de não usar. É uma indústria de multas mesmo. Muita grana se movimenta espalhando multas por aí.

    Eu moro a 20 km de distância do trabalho. Cometo diariamente mais de 10 infrações e não estou nem aí. Aliás, se eu andar respeitando tudo, demoro 2 horas o percursso. É muita gente lerda em SP, pelo amor de deus. As multas que chegam pago adiantado com desconto.

    Mas minha opinião é a de que o estado multe depois que ele cumprir com todas as suas obrigações. Com a maioria das vias de sp sendo um lixo (esburacadas, mal sinalizadas, etc…), fica dificil cobrar do cidadão comum que ele respeite as leis.

    • carlos_icm

      Cuidado com a pontuacao na carteira amigo! 🙂

  • katzjf

    Olha uma blitz de JF na época que o Bope invadiu as favelas do Rio. Sou a favor de blitz, se com blitz já temos uma quantidade de assaltos, acidentes por imprudencia e alcoolismo imagina se não tivessemos as blitz.

  • Marcio Rodrigues

    EU SOU contra qualquer tipo de serviço dedicado a finalidade de proteger (proteger SIM) infratores ou criminoso de qualquer espécie. Mas infelizmente isso é incontrolável, pois quem quer fazer ou saber de algo, utilizará de outras maneiras, como a velha piscada de luz alta pra quem vem de frente. De boçais para boçais a internet vai ficando repleta de utilidades favoráveis, enquanto isso, aplicativos para manter os direitos e deveres dos cidadãos na ponta da língua (ou dos dedos) ficam em baixa, muito baixa.
    Sou a favor de multas 10 vezes mais alta, e proporcionas ao valor do veículo ou da última declaração de IR do mal feitor. CNH tem que ser privilégio de poucos, tem que ser muito mais cara e muito sensível a perda, pois só assim pra começar a aprender a dar valor.
    E, pra finalizar, bebeu, dirigiu e causou danos, é 6 meses de detenção e 2 anos de serviços comunitários – no mínimo.

  • Ruter Jr

    bandido nao tem iphone,
    a nao ser que tenha acabado de roubar!

    hehe, a favor dos app’s

    • ELIO

      (um exemplo) O ladrão rouba sua casa, ele sai com seus pertence ai o iphone dele indica onde tem policia..