Notícias

Apple volta à justiça para tentar tornar o jailbreak do iPhone ilegal

A Apple não desiste. Mesmo o Congresso dos Estados Unidos tendo considerado no ano passado o jailbreak (a quebra da segurança do iPhone que permite a instalação de aplicativos sem precisar passar pela App Store) de aparelhos móveis algo totalmente legal, a Apple (talvez incentivada pelo ato da Sony) também voltou à luta e pediu essa semana ao governo federal americano ajuda para parar os hackers, segundo informações da NBC.

Ela depositou um dossiê esta semana no U.S. Copyright Office, afirmando que as técnicas atuais de jailbreak alteram de forma não autorizada o bootloader, protegido por direitos autorais. Ela pretende assim reverter a decisão, tentando não permitir que a prática de hack de seu aparelho cresça ainda mais.

Paralelo a isso, a Apple está dificultando cada vez mais o trabalho dos hackers, que até agora não conseguiram uma solução definitiva para o desbloqueio de aparelhos com o último iOS 4.2.1. Quem compra um iPhone hoje nos Estados Unidos e quer usá-lo no Brasil, não consegue. E para piorar a situação, a Maçã adotou uma regularidade de atualizações intensiva, fazendo que quando os hackers conseguem descobrir algo, tenham medo de liberar, para que a Apple não bloqueie de novo. Na prática, o jailbreak está sendo vencido pelo cansaço.

O novo iPhone da Verizon não pode ser desbloqueado, porque usa uma tecnologia diferente de transmissão, coisa que rumores indicam que o futuro iPhone 5 também mudará. Isso significa que tudo que foi feito até hoje estará perdido para as próximas gerações, devendo começar o trabalho todo do zero.

Seria esse um desafio atraente para que geohot volte à cena?

MacDailyNews

Tags
Mostrar mais

iLex

Robô virtual que tem como missão organizar o site e ajudar leitores. De tempos em tempos ele desvirtua e tenta fazer outras coisas, mas nada que um hard reset não resolva.

Artigos Relacionados