Opinião

Beatles: entenda por que algo tão importante decepcionou milhares de usuários

Ontem foi um dia muito importante para Steve Jobs. Ele finalmente conseguiu concretizar um sonho pessoal que tinha há anos, desde que criou o conceito de loja virtual para vender músicas, em 2003. Não é difícil imaginar que a própria iTunes Store tenha sido originada da inspiração de ligar a Apple Computers (nome na época) à banda que inclusive influenciou no nome da empresa.

A chegada da discografia dos Beatles é algo muito importante sim, mas vamos tentar entender o porquê da grande decepção mundial do anúncio de ontem, que não se limitou apenas ao Brasil.

A relação da companhia de Jobs com a gravadora do quarteto fabuloso (Apple Records) nunca foi muito boa. A última nunca gostou do fato de usarem seu nome sem autorização e entraves jurídicos se desenrolaram durante anos. Por isso mesmo, os detentores dos direitos dos Beatles nunca permitiram, até ontem, que a Apple vendessem suas músicas em formato digital, se tornando assim um dos únicos grupos que permaneciam na “velha mídia”.

Aliás, esse era o único trunfo das mídias tradicionais: o acervo dos Beatles só podia ser adquirido em CD, DVD ou vinil. Por isso mesmo que o dia de ontem foi um marco histórico: o dia em que a música digital venceu a mídia tradicional.

A introdução do catálogo digital de uma das bandas mais importantes do século passado marca definitivamente a vitória da iTunes Store (e seu formato que revolucionou a indústria) sobre o velho e obsoleto modo de distribuição de músicas. Um marco simbolicamente histórico.

Mas se foi tão importante assim, por que a decepção geral?

Criou-se uma pequena polêmica entre os que entenderam que o dia foi mesmo importante e os que se decepcionaram com a falta de novidades significativas. Porém, a revolta da maioria tem uma explicação bastante lógica.

A Apple talvez tenha exagerado ao criar uma enorme expectativa justamente em um período que todos já estavam aguardando ansiosamente por novidades no iPhone e iPad. Foi como acender uma vela em um quartinho cheio de pólvora.

Há semanas que usuários de iPhone, iPod touch e iPad esperam pelo lançamento do novo iOS 4.2, que traz várias novidades conhecidas e talvez algumas desconhecidas. E a ansiedade aumenta ainda mais pelo fato da Apple não revelar uma data precisa para a liberação dele. Depois do suposto adiamento por causa de problemas no Wi-Fi do iPad, esperava-se que nesta semana teríamos alguma novidade a respeito.

Com todos na expectativa, a alteração de toda página principal do apple.com para um acontecimento grandioso e misterioso (leia “Apple prepara grande surpresa para amanhã, prometendo um dia inesquecível“) só poderia transformar o evento em algo bombástico, em que todos imaginassem que as novidades esperadas finalmente seriam reveladas. É normal e compreensível que todos aguardassem por uma bela surpresa.

Foi o anúncio certo no momento errado.

Será que foi proposital o uso deste momento? Talvez nunca descobriremos, mas para os usuários de iOS no mundo inteiro, foi como tirar o doce de uma criança, mesmo a Apple nunca tendo prometido que daria este doce. Mas foi o momento que criou esta expectativa, não “a mídia especializada”, como argumentam alguns. Nós mesmos tentamos aqui acalmar os ânimos de todos antecipando o que iria acontecer, mas nem isso impediu que nosso servidor entrasse em colapso por causa dos milhares de acessos simultâneos ao nosso site na hora marcada pela Apple.

Sem dúvida, o dia de ontem foi um marco histórico para a iTunes Store e a música digital, ganhando destaque em jornais e televisões do mundo inteiro. Porém, brincar com a expectativa de milhares de usuários desamparados de informações soou como uma grande brincadeira de mau gosto de Jobs.

A decepção de muitos, portanto, é justificada.

Conteúdo original © Blog do iPhone

Tags

iLex

Robô virtual que tem como missão organizar o site e ajudar leitores. De tempos em tempos ele desvirtua e tenta fazer outras coisas, mas nada que um hard reset não resolva.

Artigos Relacionados

Back to top button
Close