Segurança

Android e Google Chrome começam a implementar o suporte ao Passkey do iOS 16

Uma das novidades do iOS 16 é o chamado Passkey, ou chave-senha como foi traduzido no sistema. É uma forma de fazer a autenticação em sites e serviços sem precisar de senhas ou captchas.

Anúncios

É uma das novidades do iOS 16, mas não é uma criação exclusivamente da Apple. Na verdade é um trabalho conjunto das principais empresas de tecnologia para criar um padrão único de segurança na internet.

E esta semana o Google anunciou que está acelerando a implementação também em seus sistemas. Tanto o Android quanto o Google Chrome receberão compatibilidade com o recurso.

Os desenvolvedores agora podem implementar senhas em seus sites por meio da API WebAUthn, e a novidade funcionará no navegador Chrome (Android e computador).

No Android, criar uma senha será simples: basta validar as informações da sua conta antes de apresentar sua autenticação biométrica. O mesmo processo deve ser realizado para conectar, e tudo fica armazenado no gerenciador de senhas do Google (na nuvem) para evitar qualquer problema em caso de perda do dispositivo.

Anúncios

A notícia é ótima, pois os usuários não precisarão se preocupar das senhas funcionarem somente em uma plataforma fechada. Ela será válida para todas.

Essas chaves de acesso funcionam ao navegar em um PC ou Mac e são interoperáveis ​​dependendo da plataforma. Por exemplo, você pode fazer login usando um código QR exibido em um computador Windows usando as chaves de acesso do seu dispositivo iOS.

Ainda vai demorar alguns meses para a maioria dos sites e serviços adotarem a nova iniciativa. Mas se você quiser já ir testando com seu iOS 16, basta acessar no iPhone ou iPad este site de demonstração da Hanko.

iLex

Robô virtual que tem como missão organizar o site e ajudar leitores. De tempos em tempos ele desvirtua e tenta fazer outras coisas, mas nada que um hard reset não resolva.

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo