Notícias

Fotógrafos profissionais não estão contentes com o concurso de fotos que a Apple está fazendo

Ontem falamos aqui do concurso que a Apple está fazendo para eleger as melhores fotos feitas com um iPhone. E alguns fotógrafos profissionais já estão reclamando, dizendo que a empresa deveria dar uma premiação em dinheiro para os vencedores, no lugar de somente dar o crédito.

Mas será que seria o melhor a fazer?


Há dois lados a serem avaliados nesta questão.

O lado do fotógrafo

Um fotografo profissional escreveu uma carta à Tim Cook e a compartilhou também na rede social Reddit. Ele destaca sua indignação pelo fato da Apple não oferecer nenhum prêmio em dinheiro pelas fotos escolhidas. Nas regras do concurso isso fica bem claro:

Para o profissional Trevor Mahlmann, a Apple irá vender muitos iPhones com a campanha que irá fazer usando fotos dos usuários, pelo mundo inteiro. Então, nada mais justo do que pagar pelas imagens com dinheiro. Para ele, a Apple deveria comprar as fotos, não usá-las de graça.

“Se querem usar fotos durante um ano inteiro em uma campanha publicitária para vender mais iPhones, vocês deveriam oferecer prêmios em $ aos 10 vencedores, sem divulgar os créditos, em troca de propriedade comercial exclusiva.”

Ele também sugere que, pela amplitude e alcance da campanha, este prêmio deveria ser de US$10.000 por foto.

O lado do usuário

Nem todo mundo concorda com a opinião de Trevor e a própria carta teve reações no Reddit.

Apesar de ser importante que se valorize o trabalho criativo das pessoas, ao mesmo tempo, se a Apple estipulasse um prêmio de US$10.000 por cada foto, haveria muito mais fotógrafos profissionais participando do concurso, tirando quase que completamente as chances dos fotógrafos amadores, que são justamente o foco da Apple.

A empresa quer, em suas campanhas, mostrar justamente que qualquer um tem o equipamento ideal para tirar fotos maravilhosas, apenas segurando um iPhone. A alma da campanha sempre foi essa, e se o concurso for tomado por profissionais cheios de técnicas e experiência, isso pode desvirtuar o objetivo que a maçã quer.

Se a Apple quisesse fotos profissionais, bastava contratar fotógrafos profissionais e pagar pelas imagens, simples assim. Mas a intenção aqui é justamente destacar fotos de usuários comuns, feitas apenas com o iPhone.


Nós já conversamos com pessoas que tiveram suas fotos publicadas no passado na campanha #ShotOniPhone, e a informação que temos é que a Apple sempre pagou uma compensação financeira pelos direitos de uso da imagem. Porém, ela obriga a assinar um acordo de confidencialidade que impede que os fotógrafos divulguem a quantia recebida. Portanto, mesmo que nas regras do concurso esteja explícito que não haverá prêmios em dinheiro, nos parece bastante razoável acreditar que os vencedores receberão sim alguma compensação financeira. A Apple só não destaca isso para não atrair participantes pelos motivos errados. O objetivo aqui são fotos amadoras, tiradas por usuários comuns.

Vale lembrar que Trevor vive de vender fotos. Então, um concurso que não paga nada por elas é algo que vai contra o seu ganha-pão.

A pergunta que cada um deve se fazer antes de participar é: tudo bem a Apple colocar uma foto minha em um outdoor em Nova York, com o meu nome no lado? Se a ideia lhe agrada e isso é o suficiente, então o concurso é para você.

Tags
Mostrar mais

iLex

Robô virtual que tem como missão organizar o site e ajudar leitores. De tempos em tempos ele desvirtua e tenta fazer outras coisas, mas nada que um hard reset não resolva.

Artigos Relacionados

  • Bernard

    Empresa privada que faz a promoção que quer, não precisa de um plebiscito para fazer as regras do seu próprio concurso.
    Não gostou das regras? Não participa, simples.

    • Carlos Frederico

      Melhor resposta possível.

    • Wardney Martins

      Eu iria usar a mesma frase, não gostou das regras, não participa!

    • Luciano Assunção

      Partindo do mesmo princípio ninguém deveria ficar enchendo o BDI de reclamações porque a Apple não fez X ou Y, so não comprar. As pessoas têm direito de manifestar suas indignações. É lógico que quem não gostar das regras não vai participar ou comprar o iPhone.

      • Bernard

        Partindo só pelo princípio sim, mas as situações podem ser bem diferentes e as ações também. Se no próximo iPhone a Apple fizer algo que eu não gostar, posso até me manifestar aqui, xingar muito no twitter, mas mandar uma carta ao presidente exigindo algo acho meio exagerado. Qual a obrigação que a empresa tem para comigo neste caso? Nenhuma. Ainda mais numa promoção, que obrigação ela tem na hora de inventar as regras?

  • Miguel Dornaes – Virtuamigtec

    Este post está alinhado exatamente com o que penso

  • Ber

    Fiquei bastante interessado nisso, pena que não acredito ter habilidades suficientes pra conseguir ganhar. Acho que num rola nem um senpai notices me

  • Diego Azevedo

    Na verdade, o que o fotógrafo profissional deve medir é se ter seu nome estampado junto de uma propaganda da Apple num outdoor na Times Square nvale o custo da foto. Divulgação e exposição não botam pão na mesa, então é uma proposta que cada um vê com cuidado. Existe um detalhe interessante extra, inclusive: A Apple só tem 1 ano de uso da foto, e ela pode querer usar mais vezes e te pagar por isso.

    Acho essa situação bem diferente da que aconteceu na época de lançamento do Apple Music, e nesse caso acho que a empresa está bem razoável em ditar essas regras para o seu concurso, considero-as razoáveis.

    • Diego Azevedo

      Complementando:

      Na época do Apple Music, a Apple queria oferecer as músicas de graça por 3 meses sem pagar os artistas. Só que isso era uma jogada para divulgar o serviço, e não os artistas, o que eu considero uma grande “fê-da-putaji” da empresa.

      Nesse caso, apenas 10 fotos serão selecionadas, ao invés de milhões de músicas. Ela não está “dando” a foto para seus usuários, e sim usando em sua campanha, dando os créditos. Acho que é um trade-off razoável, até porque fotos profissionais não são o foco da campanha, diferente das músicas.

      Agora só falta ela parar de tentar garfar entre 30 e 15% de qualquer operação financeira que seja feita em seus apps. Não é justo, não é razoável, e no final das contas, quem paga somos nós. Tem que reclamar sim, porque a Apple e sua loja são grandes demais no mundo mobile para seguir a regra do “aceita quem quer”.

  • O concurso tem foco no usuário comum, o posicionamento da Apple me parece ser muito acertado.

    • Vector

      Acho que seria muito melhor oferecer prêmio em dinheiro e fotos completamente sem edição….

      Assim une-se o melhor dos dois mundos… Não?

  • Alisson Rocha

    O mundo está muito chato.

    • Rogério Wielewski

      concordo

Back to top button