Análise

As imperfeições e os problemas da tela OLED

Os que acompanham a Apple há mais tempo sabem que a empresa demorou anos para adotar telas do tipo OLED no iPhone, apesar de diversos de seus concorrentes já trabalharem com esta tecnologia. Enquanto muitos bradavam por aí que a maçã estava atrasada, o fato é que ela estrategicamente se recusou a adotar o OLED por causa de diversos fatores, que influenciam tanto a produção quanto a qualidade dos produtos.

Neste artigo, analisamos alguns pontos menos nobres do OLED e o que isso pode mudar no cotidiano dos usuários de iPhone.


OLED vs LCD

O nosso velho conhecido LCD, usado em todas as telas dos iPhones lançados antes do X, funciona com uma luz constante ligada atrás do painel (backlight), com filtros que formam a imagem que você vê. A principal desvantagem disso é que a bateria é consumida bastante quando a tela está ligada, mesmo com o fundo todo preto de quando você liga o aparelho.

Já as telas OLED não possuem retroiluminação. Cada pixel é ativado individualmente, o que faz com que partes pretas simplesmente deixem de ser acendidas. Ou seja, quando você liga o iPhone X e aparece uma tela preta com o logo da maçã, apenas a parte do logo está consumindo energia, o resto está efetivamente desligado. Por esta razão, interfaces escuras (como dark mode) economizam mais bateria em telas OLED do que fundos brancos.


Vantagens do OLED

A tela sempre foi uma das coisas que mais consumiu energia em smartphones. Com isso, poder usar um painel OLED é uma grande vantagem. Além disso, os componentes ficam mais finos e ocupam menos espaço no interior do aparelho.

Outro ponto é que as cores costumam ser mais vibrantes no OLED do que no LCD. O preto é realmente preto e o branco é mais brilhante, com um contraste maior. A Apple procurou calibrar bem as telas do X para que as cores não fiquem tão estouradas como nos produtos da Samsung, por exemplo.

Mas nem tudo são flores…


Desvantagens do OLED

A tecnologia, apesar de ser promissora, conta com características que fazem com que ela ainda esteja longe da perfeição.

Uma característica das telas OLED que pode ser notada por quem está acostumado com as de LCD é que, se você olhar para a tela fora de ângulo, poderá observar leves mudanças em cor e tonalidade.

Mas o grande problema das telas OLED é a ameaça do efeito chamado de burn-in, que são marcas que ficam na tela quando uma imagem fixa permanece acessa por muito tempo, degradando alguns pixels e fazendo com que eles não se apaguem completamente.

Mas calma, isso pode ser minimizado com um uso adequado do aparelho, coisa que explicaremos mais adiante.

Outro grande problema das telas OLED e que provavelmente foi uma forte razão da Apple ter demorado tanto em adotá-las é a enorme dificuldade em produzi-las em larga escala. Basicamente há apenas dois grandes fornecedores de telas OLED no mundo: Samsung e LG.

Das duas, a primeira é a que melhor conseguiu desenvolver a tecnologia, minimizando os defeitos dela. Um exemplo disso pode ser visto recentemente com o lançamento do novo Google Pixel 2. A versão de tamanho menor do aparelho usa telas fabricadas pela Samsung, enquanto a maior, XL, usa telas da LG. E a diferença entre as duas é gritante.

Imagem: Ars Technica

O que muitos criticaram é que no caso do XL, alguns sinais de burn-in já apareceram apenas uma semana depois da compra, o que é algo meio inaceitável para um celular tão caro.

Justamente pela maior qualidade, a Apple optou exclusivamente pela Samsung para fornecer as telas do iPhone X. Porém, é importante enfatizar que você não encontrará a mesma tela do X em um dispositivo da concorrente, porque a Apple incorporou especificações próprias e exclusivas, apenas contratando a Sammy para fabricá-las. Chamando-a de Super Retina, a Apple declara que esta tela tem alto brilho, ampla compatibilidade com cores e a melhor precisão de cores da indústria. Não é por acaso que a tela do iPhone X está sendo considerada bem melhor que a do Note 8.

A Apple está procurando formar novos fornecedores, para não ficar dependente da Samsung. Considerando que os próximos iPhones agora só venham com tela OLED, ela vai precisar que esta cadeia de produção seja muito maior, com uma qualidade impecável. Este é o maior desafio da Apple para 2018.


Como se proteger

A própria Apple sugere algumas dicas para a sua tela durar mais tempo. Uma delas é deixar ativado sempre o Brilho Automático, que diminui a intensidade dependendo do ambiente que você está. Aliás, eis aqui o motivo da maçã ter mudado de lugar os ajustes do Brilho Automático no iOS 11, que foi parar no menu Acessibilidade. Ela quis dificultar para o usuário desligar a função, para não prejudicar a tela OLED. Porém, impôs isso a todos, inclusive nos aparelhos com LCD.

Outra dica é configurar o desligamento da tela para o menor tempo possível. Quanto menos ela ficar acesa na mesma imagem, menos chance terá de apresentar o problema de “persistência de imagem“.


Devo me preocupar com a tela OLED?

A resposta curta é: provavelmente não. A Apple demorou tanto para adotá-la que com certeza fez de tudo para minimizar os defeitos e problemas dela, pois sabe que a empresa sempre está em maior evidência. Esse problema que aconteceu com o Pixel 2 poucos comentaram e não repercutiu tanto assim; porém, se acontecer com um iPhone X, aí o mundo com certeza virá abaixo. É assim que funciona a mídia com a Apple.

Vale lembrar que o Apple Watch usa tela OLED desde 2015 e não se ouviu falar de problemas relacionados a isso, então basta não abusar no uso (como por exemplo, deixar a tela acessa em uma única imagem por muito tempo) que dá para manter seu precioso X longe de problemas.

No geral, foi uma ótima notícia a Apple ter adotado o OLED, pois teremos mais qualidade de tela e, ao mesmo tempo, ajudará muito esta tecnologia a crescer de forma mais rápida, como já aconteceu com outras que a maçã incluiu no iPhone.

Porque tudo o que a Apple adota, acaba virando padrão da indústria.

Fonte
Conteúdo original © Blog do iPhone
Tags
Mostrar mais

iLex

Robô virtual que tem como missão organizar o site e ajudar leitores. De tempos em tempos ele desvirtua e tenta fazer outras coisas, mas nada que um hard reset não resolva.

Artigos Relacionados

  • Jorge Correia

    Galera, alguém pode me ajudar, estou tentando comprar o iPhone X online, pela att e verizon( únicos disponíveis no momento), porém pede um número de serial. Como faço?

    • Tiago Pimenta

      Compra da T-Mobile que não pede…

      • Jorge Correia

        T-Mobile não tem disponivel🤦🏻‍♀️. Por isso que estou tentando das outras operadoras.

        • Tiago Pimenta

          256GB eu simulei aqui e deu disponibilidade para 3/4 semanas pela T-Mobile…

      • Douglas

        Consigo comprar na T-Mobile para entrega aki na terra dos tupinikins!? kkkk

        • Júlio Liza

          Sem ninguém ir “lá pra fora” e trazer um pra você, só através do intermédio de empresas importadoras. Busque no Google e pesquise no Reclame Aqui. Nem todas tem 100% de satisfação…

        • Eric Peixoto

          Douglas, moro nos EUA e to iniciando minha empresa de envio para o Brasil, se quiser fala comigo que te informo melhor.

          • Douglas

            Uai Eric me chama no whats( trinta e um ddd, nove nove um oito quatro, cinco nove sete oito) to louco no iphone x de 64 prata!

          • Douglas

            me manda um email para conversarmos!! [email protected]

    • Italo Carvalho

      compra no Paraguai ou bolivia ou aliexpress ou dougshop ou cellshop ou gearbest …. ou… ksksk

  • Juliano

    Essa questão de Burn in é um problema q pode ocorrer n só em telas OLED. Basta ler qq manual de televisores de LCD, Plasma, LED, até msm as de tubo tela plana, q traz a informação q uma imagem estática pode ficar gravada permanentemente na tela.

    • Mas é inegável que esse problema acontece muito mais facilmente em telas OLED que em LCD.
      Faça o teste: deixe a tela do iPhone 7 (ou qualquer modelo anterior) ligada o dia inteiro na mesma imagem e você provavelmente não verá sinal de Burn-in. Se fizer a mesma coisa em uma tela OLED, é certeza de que ficarão marcas definitivas.

      • Erick Duarte

        Que tenso. Já me desanimou.

      • Júlio Liza

        Ótima dica, Ilex. Ninguém vai querer ficar com pixels marcados num produto tão caro…

      • Leonardo Negrisoli

        Não tinha noção disso e estou completamente chocado…
        Será que tem como “desler”? Não quero ficar neurótico achando que qualquer coisa que mantenha minha tela acessa por mto tempo pode manchar minha tela 🙁

    • Estan Duarte

      So uma correção amigo, no LCD ocorre dependendo do material usado na liga da matriz. Qualquer LCD pode queimar pontos de luz da matriz durante a fabricação, geralmente as fabricantes atendem uma norma de qualidade que garante 99,99% dos pixels efetivos. No caso do Burn in em Oled ocorre durante o uso em específico definido pelo tempo e brilho da imagem exibida na tela, algo que não existe no LCD.

    • Marcus Fenix

      Durante o uso não, se fosse assim monitores de desktops e laptops todos com tempo ficariam com burn in!

  • Reicle Kledson

    #forcei

  • Júlio Liza

    Meu singelo palpite é que a Apple vai adotar algo mais evoluído, tendo como base, a tela superamoled, ( também inicialmente desenvolvida pela Samsung…)

  • Alex iPilot

    Não sabia de burn-in em OLED! Vou pesquisar essas variações mais novas de painéis nas TVs…

    No iPhone eu ficaria bastante preocupado porque o deixo no painel do carro, acima da tela multimídia, rodando o Sygic durante várias horas de viagem…

  • Estan Duarte

    “Outra dica é configurar o desligamento da tela para o menor tempo possível. Quanto menos ela ficar acessa na mesma imagem, menos chance terá de apresentar o problema de “persistência de imagem“.” So uma correção minima, a imagem deve ficar acesa menos tempos possivel, no texto esta escrito “acessa”.

    Otima materia, eu prefiro o LTPS a Amoled.

    • Obrigado Estan, corrigido.

      • Estan Duarte

        Scott 😍 volte para a Apple, Craig esta perdido no Android. 🙊🤣🤣🤣

  • Chega de celular caro, o jeito é voltar pro V3 então :3

  • Gabriel

    Sei que é quase impossivel, mas se o iPhone 9 Plus vier com o Face ID, sem a tela “infinita” OLED e com o LCD, eu troco meu 6S Plus lindão aqui, visto ter o tão interessante sensor e o Touch ID em um celular.
    Mas fora isso, não vejo vantagem nenhuma no X.

    • Exes Man

      Concordo, dá pra esperar tranquilamente o iPhone 8s/9 sem passar vontade. E se o iPhone estiver com Jailbreak então… esquece completamente pq conseguimos transformar um iPhone 6 em um 8 e ainda melhorado… sem perda de performance nenhuma!

      • Alex iPilot

        Ainda vale a pena o JB? O que ele ainda oferece? Vou pesquisar, já que estou parando no 10.3.3 de qualquer jeito…

        • Exes Man

          Com toda certeza do mundo! Primeiramente vc tem o iPhone nas mãos pra vc fazer o que bem entender! Vc é LIVRE!! O iPhone é seu! Vc coloca tira e põe o que quiser, não depende do iTunes mais pra nada!!! LIBERDADE!!! Não confunda PIRATARIA com Liberdade. Essa é principal confusão que as pessoas normais pensam, que Jailbreak é usado exclusivamente para pirataria! Também é para que tem a cabeça pequena… Nunca o Jailbreak foi feito com esse propósito! É uma coisa maior que as pessoas normais não conseguem compreender!
          Portanto se uma pessoa normal usa o iPhone para WhatsApp, Facebook e Instagram, aconselho a nunca realizar Jailbreak!

          • Estan Duarte

            Tem para 7+ 10.3.3? Tenho vontade de deixar o HDR sempre ativo na camera, pois descobri fazendo testes que clareia e diminui ruidos em fotos noturnas.

            • Henrique A.

              Tenta pra ver se dá certo:
              Ajustes > Câmera > HDR automático (deixar desativado)
              Depois, na câmera, coloque o HDR em modo “on”.

              Acredito que assim ele irá permanecer sempre ativo.

            • Estan Duarte

              HDR automatico ou sempre ligado so existe no iPhone 8 e superiores. Valeu pela dica.

          • Paulo Getirana Cotta Junior

            Desde o iPhone 6 eu não faço uso do iTunes para absolutamente nada. xD

        • Pedro

          Biolockdown, fingertouch e igotya são os principais motivos.
          E mais recentemente NGXplay que permite qualquer app no carplay (Google maps, waze, etc).

  • Fernando Barros

    Ja foi testar burnin nas OLED, demora semanas, isso aí da imagem acima nada mais é que reteção temporária que é característica de OLED e plasma.

  • Sapo

    Estamos entrando no período dos “gates” do iPhone X, vamos ver o q é verídico e o q não passa de boato mal intencionado.

  • Canjica

    A pergunta que não quer calar: devo parar de usar o Waze com o iPhone X?

    • Alex iPilot

      Creio que só o tempo com os testes irá dizer… E usando no carro requer brilho máximo durante o dia todo… No meu caso seria o Sygic… Minha “solução” seria deixar o 6+ exclusivo para ele no carro, pelo menos até os testes de longa duração mostrarem alguma coisa.

      • Sapo

        Faço quase isso, no meu carro eu tenho um android peba q só serve como gps/wase e q roda o apple music. 🙂 Ai uso um transmissor bluetooth > FM. E o meu iPhone eu conecto com o bluetooth do carro.

    • Exes Man

      Devo parar de jogar games estáticos tipo 8Ball Pool??

  • Fernando

    Ótima matéria, mas discordo da resposta “Devo me preocupar com a tela OLED?”, é algo a se preocupar sim no meu ponto de vista, se você não seguir as recomendações ela vai mancha, infelizmente isso ja em acontecendo com outros celulares top. Eu ficaria pelo menos no começo neurótico sempre preocupado se estou na mesma tela muito tempo.
    Só o tempo vai tirar ou comprovar essa preocupação, mas até la, eu ficaria muito preocupado

  • Eduardo Acriano
    • Estan Duarte

      Parabéns, boa aquisição.

    • Ficou bonito mesmo o modelo prata, hein! Excelentes fotografias, obrigado por compartilhar a sua opinião!

    • Giuliano Sosa

      Vc mora nos EUA para conseguir em tão
      Pouco tempo?

      • Eduardo Acriano

        Positivo!

  • Lídia e Renato

    E quanto é “por muito tempo”? Algumas horas? Um dia todo? Uma semana? 30 minutos?

    • Estan Duarte

      No brilho maximo, a partir de 30min ja compromote gravações na matriz OLED, porque existe um aquecimento natural da matriz dos LEDs orgânicos, alem da diminuição da vida útil do substrato orgânico.

  • Caio Cartaxo

    Engraçado porque tenho contato diário com aparelhos samsung com OLED e nunca notei Burn-in (e eu odeio brilho automático e odeio muito mais que a tela apague sem eu solicitar), apesar do que conter na matéria ser verdade no uso cotidiano o OLED não demonstra esses defeitos e deve ser coisa pontual de POUQUÍSSIMOS usuários, pois todos que questionei aqui no laboratório que usam samsung não notaram defeito algum em suas telas. A diferença da Samsung para Apple será unica e exclusivamente o nível de contraste das cores, fora isso é a mesma tecnologia sem mudar ou por nada.

    • Alexsander Pedrosa

      Meu S8+, que tem tela Super AMOLED, com menos de 6 meses de uso tá com a tela toda marcada…

      • Caio Cartaxo

        Deveria ter acionado garantia já.

        • Alexsander Pedrosa

          Já liguei na Samsung. Não souberam nem me informar se eles iriam ter a peça pra fazer a troca. Caso não tenha, vou ter que ficar alguns dias sem o celular… Mas blz, esse nem é o caso, eu só comentei pq vc da a entender que esse problema é raríssimo, sendo que se vc tivesse pesquisado em alguns fóruns na internet, iria ver como é reincidente esse defeito.

    • Gabriel

      Ja vi 3 Galaxy S8 com Brun-in, é só vc ir em qualquer fast shop da vida e olhar o S8 que fica no mostruário. Cheio de manchas horríveis e com logos fantasmas dos apps .

      • Caio Cartaxo

        Tu ta falando de aparelho de mostruário cara, por favor né kkk

        • Gabriel

          Mesmo assim. Um celular novo que custa caro ter um problema desses é um absurdo. Nunca vi iphone, motorola e cia de mostruário com problemas na tela, o oled precisa ser melhorado nesse quesito.

  • Douglas Knewitz

    È muito abuso da Apple vir me dizer que eu devo mudar minha forma de assistir conteúdo pra que a tela OLED dela (que teve a audácia de dizer que não pois antes prq não era boa o suficiente pra estar em um iPhone) não de problema (eu sei que ela fala isso pra ter respaldo daqui alguns anos, quando a garantia expirar e não cobrarem dela vicio oculto) . Eu só uso minha tela no brilho máximo e não preciso me preocupar cm as horas que passo no iPhone. Dear iPhone X, não vou lhe poupar, não!

    • Fabio Ricardo Bulgaron

      Não é abuso não, é recomendação de uso. Simples. Se a Tramontina disser que sua tesoura não serve pra cortar cana, você vai se sentir “abusado”?

      • Douglas Knewitz

        Eu usei abuso no sentido de chateação! Não no literal.

        • Fabio Ricardo Bulgaron

          Claro. Só te disse meu ponto de vista porque isto é corriqueiro nos eletrônicos. Perceba que em exatamente todos gadgets os fabricantes recomendam usá-lo desta ou daquela maneira, por isto que estranhei sua indignação!

  • Italo Carvalho

    passei 2 anos com lumia 730 e a oled dele só apareceu esses bag depois que passei pra frente ksksksks

  • Eduardo

    Mas qual é a definição de “muito tempo”, quando dizem para não deixar a tela acesa por muito tempo na mesma imagem? Obrigado!

  • …com a exceção de que, neste caso, o padrão da indústria foi estabelecido bem antes da Apple adotar a tecnologia.

  • Gustavo

    Imaginem o cara compra um celular por aqui de quase 8k e ainda tem que se preocupar com o burn in na tela . Na boa, isso não é e nunca vai ser aceitável em um Cel nesse valor. Daí a dona Apple , como já fez outras vezes , vai nos ensinar usar a tela de acordo, para que isso não ocorra, vide antennagate . ……😂😂😂

  • Carlos Magno Duarte

    Em alguns comentários anteriores, percebe-se muita crítica em relação à Apple por ela “sugerir” uma melhor forma de utilizar a tela OLED. Mas entendo que isso já acontece em vários tipos de telas, desde sempre. Não era à tôa que em computadores e televisões (não OLED) tinham as proteções de tela…
    Mas lógico que isso se torna um prato cheio para os “haters”…

    • Fabio Ricardo Bulgaron

      Percebi o mesmo. Muitos não entendem que, por mais alto que seja o preço, existem recomendações de uso. Sempre existe,
      Do iPhone à Ferrari. Mas que isto vai dar ibope, ah vai rsrs

  • Uma dúvida: se os componentes do OLED, são mais finos e tals, pq não afinaram mais ainda o iPhone, já que o Jony gosta de tudo fininho? só por causa daquela película do carregamento sem fio??

  • Alguém poderia me falar sobre a diferença gritante que eu vejo entre a tela incrível do iMac ou Macbooks e as telas de notebooks comuns? (o meu iMac é de 2011 e é BEM melhor do que vários notebooks atuais). Ao olhar de um ângulo baixo vejo um semicírculo bem claro e as cores mudam em notebooks comuns, às vezes pra editar fotos profissionais eu sofro. E quando edito no iMac não vejo diferença não importa o ângulo, vejo bastante fidelidade.. São todos LCD?

  • Quanto à imagem no texto comparando a Samsung e LG, observei isso também nas TVs de LED delas. Como seriam as telas de TV e iGadgets de OLED fabricadas pela própria Apple? Seriam mais incríveis do que as atuais de LCD?