Resenhas

Testamos o serviço de mensagens gratuitas durante voos da Delta Airlines

WhatsApp de graça em pleno voo

Felizmente serviços de internet em voos comerciais é algo que está se tornando cada vez mais comum, principalmente em viagens pelos Estados Unidos e Europa. O preço é bem elevado, mas pelo menos é uma opção para quem não pode ficar off-line por algumas horas.

Mas desde domingo passado, uma empresa americana está permitindo que seus clientes usem o iMessage, o WhatsApp e o Facebook Messenger de graça durante os voos, para se comunicarem com a família ou quem quiser. E o Blog do iPhone testou isso de perto.

A Delta anunciou a novidade na semana passada e já começou a disponibilizar o serviço em grande parte de sua frota desde o dia 1º de outubro. Nós testamos em um voo entre Lisboa e Nova York e outro entre Nova York e Guarulhos.

A comunicação só pode ser realizada quando o sistema Wi-Fi da aeronave estiver ativo, ou seja, quando o avião atingir velocidade de cruzeiro. Durante pousos e decolagens o serviço é interrompido. A empresa também afirma que os aplicativos devem ser baixados antes do voo caso ainda não estejam instalados. Apesar de apenas citarem iMessage, WhatsApp e Facebook Messenger, conseguimos também usar o Telegram e o Slack em pleno voo. Vale lembrar que a troca de mensagens é apenas de texto (e Emoji). Imagens, vídeos e áudio não são liberados no modo gratuito.

Para usar aplicativos de mensagens de graça, é preciso conectar o iPhone (ou outro smartphone) na rede Wi-Fi do avião (gogoinflight). Depois disso, é preciso abrir o navegador (Safari) e entrar no endereço http://airborne.gogoinflight.com/ para se conectar no sistema de entretenimento da Delta. Ao selecionar a opção Free Messaging, você já pode enviar e receber mensagens.

No iPad e em tablets não há está opção. Conseguimos usar o iMessage apenas no iPhone e não no iPad.

Em geral tivemos uma ótima experiência. Sem precisar assinar nenhum plano, conseguimos nos comunicar por texto durante toda a duração do voo. Isso é ótimo para manter a família informada da partida e da chegada, além de permitir conversas profissionais ou descontraídas com os amigos.

Agora é torcer para que mais empresas também passem a oferecer este benefício para seus clientes, que facilita demais a viagem.

Tags
Mostrar mais

Ale Salvatori

Applemaníaco desde 1995, quando precisou aprender a usar um Mac em uma semana para conseguir um emprego em uma agência de publicidade. Acha que a Apple não é mais a mesma depois da saída do Gil Amelio.

Artigos Relacionados

  • André

    Esse serviço é extraordinário, iLex! Eu o uso há alguns anos nos voos domésticos da American Airlines nos Estados Unidos. No início, cheguei a pagar mas os preços aumentaram demais e o câmbio ficou desfavorável aí não assinei mais. Há uns anos a T-Mobile começou a oferecer aos seus clientes 1 hora “free” e depois que expira você continua enviando “text messanges” ilimitados (Wi-Fi Calling tem que estar ativado). Consigo enviar até foto usando o iMessage, da Apple. E digo mais: até o aplicativo “Amigos” consegue conexão e envia sua localização no ar quando o sistema de navegação também consegue sinal do GPS (próximo da janela é perfeito). Às vezes, nem eu consigo acreditar que estou teclando online com as pessoas em terra. Voei de Nova Iorque para Los Angeles mês passado no dia 21 e usei o app Flightradar24 para monitorar meu próprio voo. O Homem cria maravilhas ao mesmo tempo que cria barbaridades… paradoxal!

  • Renê Guariglia™

    Sabem me dizer em quais companhias europeias já está disponível o serviço?…

  • É um mimo fantástico que transformará para sempre o cotidiano das viagens aéreas.

  • F Veiga 43

    Slack?
    Esse é novo pra mim. É concorrente do Whatsapp? Como funciona?

  • Johnny Mallenge

    Dose (pra ser educado) vai ser aguentar os toques de mensagens do povo no avião, hehehe… Aviões costumavam ter ambientes silenciosos, agora tudo pode mudar.

    • Leonardo Negrisoli

      Verdade… mas num voo pra Orlando ontem 9575285390 crianças perguntando “maaaaae, já chegou pra vermos o miiiiickey?”, isso vai ser o de menos haha.
      Mas bom ponto, vai ser um saco ouvir as notificações do povo

  • Caio Cartaxo

    É legal ver que alguma empresa aérea tomou uma posição digna ao uso do Wi-fi nas aeronaves. O Wi-fi em aeronave já é uma tecnologia muito antiga, na realidade não passa de um simples roteador ou switch que provavelmente usa conexão satélite em voos continentais e voos locais se usa rede local 3g ou LTE mesmo.

    A grande questão é, isso é uma tecnologia MUITO barata, hoje em dia o acesso a essas redes é feito não só por avião como por helicópteros a anos… Lamentável ver que só em 2017 a gente começa a ver troca de texto gratuita em uma empresa aérea, vamos rezar para que isso se estenda o mais rápido possível em outras empresas e em outros países, afinal falta só interesse, não falta tecnologia muito menos barateamento de tecnologia.

  • Robert Venicius

    A melhor parte do comentário foi “te vimos online, responde no grupo do trabalho” isso acontece muito kkkkkkkk

    • Leonardo Negrisoli

      hahahah né? Por isso que se for concentrado no Slack, você somar com ter um celular corporativo e seu cargo permitir que você se desligue no FDS, ta feito! haha

  • Jefferson Soares ✓ᵛᵉʳᶦᶠᶦᵉᵈ

    Não esqueça de acumular as milhas da Delta com a Smiles… kkk

  • mp1007

    Acabei de ler um relatório da London School of Economics que diz que o mercado de Inflight Connectivity (conectividade em voo) será de U$ 130 Bilhões em 2035!

    Não é brincadeira não…

  • André

    Acabou o último lugar em que podíamos ter paz